Promoção: pegue gripe suína em Cancún e ganhe três férias de graça!

cancun1

Quem me mandou essa foi a Flavia, que pescou no twitter do Peter Greenberg.

Três redes de resorts de Cancún estão fazendo uma promoção no mínimo corajosa: se você pegar gripe suína em Cancún, ganha três temporadas grátis, nos próximos três anos, com o mesmo número de noites que reservou este ano (sem parte aérea).

Caso brigue com a pessoa que for com você agora (“Seu cretino! Eu falei que não era pra vir!”), não tem problema: o titular da reserva pode voltar acompanhado de quem quiser. (Não, os hotéis não incluem companhia no prêmio.)

Eu adoro as regras. A promoção, digo, o seguro vale para reservas feitas de 8 de maio a 30 de junho, para viajar até 20 de dezembro deste ano.

Para ganhar as três temporadas grátis nos próximos três anos, o hóspede precisa mostrar atestado médico e resultado positivo de teste para influenza A/H1N1, constatada até cinco dias depois da partida.

Agora, sério: essa iniciativa evidencia duas coisas. 1) É mínima a chance de pegar gripe suína, mesmo no México. 2) É ainda menor a chance de essa gripe causar mais danos que uma gripe comum.

As redes que oferecem este pacote são a Real Resorts, a AM Resorts e a Karisma Hotels.

O New York Times também compilou uma lista de promoções pipocando por todo o México.

E adorei esse comentário, enviado pelo Guilherme Lopes. É de Raquel Faria, colunista do jornal O Tempo, de Belo Horizonte:  

Enquanto o foco de contágio da gripe suína estava no México, o pânico correu mundo e o risco de uma pandemia era iminente. Depois que o foco migrou para EUA e países desenvolvidos, a doença começou a sumir do noticiário. E não passa pela cabeça de ninguém deixar de viajar a Nova York por medo de contágio. Ou usar aquelas máscaras brancas. É como se o vírus H1N1 tivesse sofrido uma mutação ao se transferir para áreas nobres e ricas. Apavorante no México, inofensivo nos EUA. Essa mutação tem nome: preconceito.

63 comentários

É importante que o viajante siga todas as orientações das autoridades sanitárias locais, inclusive quanto ao uso de máscaras, ao viajar para locais com a circulação sustentada da Influenza A (H1N1). O Ministério da Saúde recomenda que, se possível, pessoas com doenças crônicas, idosos e crianças até dois anos adiem ou cancelem suas viagens a países com a circulação sustentada do vírus.

Assessoria de Imprensa
Ministério da Saúde

Olá pessoal,
queria saber o que vcs me indicam para férias de Julho, com 1 adolescente de 15 anos e 1 criança de 8 anos. Como moro no Espírito Santo, cercada de praias, sempre gosto de ir para lugares frios, mas esse ano descartei Argentina e Chile da minha lista e Campos de Jordao já fui ano passado, pensei no Sul( só fui até Santa Catarina), rota do vinho (que eu amooo!!) mas não sei se seria interessante para crinça, pois, Campos do Jordão, por exemplo, eles acham meio chato(exceto parque Tarundu). Será que vale a pena ir a Canela, Gramado,etc mesmo depois de já ter experimentado Bariloche?? Ou seria melhor um Resort na Bahia? Tenho medo de estar mto frio…
Aguardo sugestões!BJs!

    Que tal Bonito? A água vai estar fria, mas os mergulhos são feitos com macacões de neoprene.

    Natal também é uma boa opção: não é um lugar que tem só praia; as diversões na areia em Genipabu e os passeios de bugue são diferentes do que vocês têm aí no ES (tirando Itaúnas, claro…; mas em Natal a infra é mais amigável para famílias).

    Lençóis Maranhenses é outra viagem que todo brasileiro deveria fazer. E julho é uma época ótima.

    Não posso te fazer uma comparação entre Bariloche x Serras Gaúchas porque não conheço B. e não vou à S.G. há vinte anos (que vergonha….).

Acabei de ler no Globo online a seguinte notícia: “Turistas estrangeiros que visitarem a Cidade do México ganharão seguro saúde”. Segundo a notícia, basta se hospedar em um dos hotéis que o turista já ganha um seguro saúde na faixa para qualquer tipo de doença. Eles estão atacando com todo o tipo de promoção para atrair novamente os turistas.

Não, de maneira alguma embarcaria nesta, vai que depois na hora da promoção eles só ofereçam temporada na época dos tornados e furacões…Falando nisso vai aqui minha pergunta, hj em dia não adianta mais se planejar, pois as loucuras inesperadas do nosso mundo, podem estragar qq planejamento…Bom estava planejando ir para Lençois ou Jericoacoara durante minhas férias (final de junho/início de Julho), pois havia lido que esta época é a boa por lá, mas com as chuvas fora de hora por lá fiquei na dúvida: ir ou não ir???? Uma amiga acabou de voltar de fortaleza e só pegou chuva, ninguém merece! Aqui no Rio não chove há muito tempo, praia todo fim de semana, será que devo sair de casa??? Eis a questão?? Alguma sugestão dos especialistas de plantão???

    Candida, é normal chover — e bastante — nesta época no Nordeste. Nenhuma dessas chuvas lá em cima tem sido fora de fora.

    No Ceará o auge das chuvas, está no caderninho, é entre março e maio. Se lá pelo fim de junho ainda estiver chovendo muito, aí sim é preocupante. Mas se tudo correr conforme o calendário (e este ano tem corrido; apenas choveu em maior volume do que deveria), em junho a coisa vai amainando até ficar firme em julho.

    Também é absolutamente normal fazer tempo bom no outono no Rio. O tempo costuma ser mais firme nessa época do que no verão (sobretudo quando você compara maio/junho a dezembro/início de janeiro). A gente é que não presta atenção, porque está enraizado na nossa cultura que verão = sol. No Sudeste não é. Você deve continuar pegando praia em junho, julho e agosto. Só não vai dar praia quando aparecer uma frente fria — que geralmente passa mais rápido no outono/inverno do que na primavera/verão.

    Para pegar tempo mais firme:
    outubro/março – norte da Bahia ao RN
    agosto/fevereiro – Noronha
    julho/dezembro – Ceará e Piauí
    junho/novembro – Amazonas, Pará, Maranhão
    abril/setembro – Centro-Oeste, Sudeste, sul da Bahia
    outono – Santa Catarina

    Amei a tabelinha,já copiei e colei. brigadinha!
    Vou te fazer + 01 pergunta:
    Meu sonho é fazer Jeri até Lençois,mas não vai dá agora $$$$$, para vc que conhece as duas. Se tivesse que escolher só uma para conhecer primeiro. Qual escolhería????
    Tô fazendo figa para ser uma das 30 sorteadas para ganhar teu livro autografado, e quem não tá fazendo rsssssss

    Vistas separadamente, são duas viagens bem diferentes, Candida.

    Lençóis tem a paisagem mais original do Brasil, e ponto. Se a gente fosse escolher um cartão postal de natureza que mostrasse algo que só tem aqui, é o que eu elegeria. É deslumbrante. Mas Barreirinhas não tem charme nem vida noturna nem pessoalzinho descolado. Querendo pegar praia ou ter alguma vida noturna, você vai precisar ficar um tempinho em São Luís (o que não é uma má idéia).

    Jeri é uma praia “cool” num cenário bastante exótico. Mas é uma praia, não um fenômeno da natureza.

    Só você pode escolher, pesando o que está mais a fim no momento.

    Sempre lembrando que, pra quem tem TEMPO e fizer São Luís-Lençóis de ônibus (a Barreirinhas) e jipe de linha (a Santo Amaro), se encaixar num 4×4 que faça Caburé-Tutóia e continuar a partir de Tutóia ao Ceará por ônibus regular, essa região viagem não sai cara. Mas é preciso ter uns 15/20 dias nas mãos e topar ficar em pousadas bem simples.

Riq, vi uma entrevista do secretario de turismo da Cidade do México na CNN, e segundo ele no final desta semana deve ser divulgado um “pacote” de atração turística que vai incluir entre outras coisas uma agenda com grandes shows e a distribuição/sorteio de 100.000 passagens partindo de vários países!
Eu morei lá e sei que os políticos Mexicanos são iguais aos nossos, portanto é melhor esperar pra ver, mas parece ser uma bela tacada…
Saludos!

Riq, esse comentário é mal informado. O problema é que quando a gripe suína estava no México matou várias pessoas e várias mortes eram suspeitas, aguardando confirmação (só depois confirmaram menos do que parecia). Lembro que na semana que a gripe suína começou a pipocar aqui nos EUA muita gente estava cancelando seus programas e todo mundo repetia a mesma coisa: que estava esperando pra ver se ia ter mortes por aqui também. Aí quando o pessoal que ficou doente não morreu, mesmo com milhares de casos da doença, todo mundo relaxou porque viu que não era o monstro que parecia ser.

Arnaldo,
eu tb acho que é trauma da última viagem. Eu já passei mal tantas vezes em viagem por conta de estômago, que acho que tô vacinada. Sigo para os EUA sem medo.

Flavia e demais meninas,
o que foi essa discussão, tive que me controlar para não cair no riso no meio de 30 pessoas. Como eu nunca fui ao México, não é agora que eu vou querer um Pablo só para mim, quero deixar claro rsrs

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.