Punta del Este: vale o bate-volta desde Montevidéu?

Pôr do sol em Punta del Este

Estive rapidamente em Punta del Este esta semana. Foi a minha terceira visita — e a primeira na altíssima temporada (esta era a intenção: conferir Punta ainda em janeiro).

Da primeira vez (na outra encarnação), fui do aeroporto de Montevidéu até Punta no banco de trás do carro de amigos e nem me lembro do caminho. Na segunda vez, no início de 2008, cheguei de navio (no tempo em que os cruzeiros ainda pernoitavam por lá).

Esta foi a primeira vez em que peguei um carro em Montevidéu e fui dirigindo.

Pois achei o percurso chato e, apesar de curto, cansativo. São 120 km em pista duplicada (em bom estado) e paisagem monótona. Para não dizer que não acontece nada, acontece sim: a velocidade muda o tempo todo. De 90 pra 60 pra 90 pra 60 pra 110 pra 90 pra 60 de novo. (O trecho final, a partir do aeroporto de Punta, é todo a 60 km/h. E a pista livre, duplicada…). Não deixa de ser tenso.

Fui na segunda, voltei na quarta. E tive, na volta, a mesma impressão da ida.

E daí fiquei pensando: e quem vai e volta no mesmo dia? E, entre a ida e a volta, ainda quer rodar até José Ignacio (40 km adiante)? E fazer coisas que se fazem na praia (tomar sol, beber clericó)? E ficar para o pôr do sol, que é imperdível em Punta (e no verão acontece lá pelas 9)? Não ficará puxado demais pegar a estrada depois disso tudo?


Montevidéu: roteiro completo
Roteiros prontos:

Itinerários de 2 a 7 dias pelo Uruguai: como combinar Montevidéu, Punta del Este, Colonia (e Buenos Aires)

Meu conselho: pernoite em Punta del Este. Você vai se cansar menos e se divertir muito mais. Se for verão, fique pelo menos duas noites. Três dias por ali seria o mínimo ideal para descobrir as diferenças entre todas as Puntas — a Península, La Barra, José Ignacio.

Se você não tem nem uma noitezinha sequer para gastar em Punta, mas faz questão de ticar todos os cartões postais (a escultura da mão na areia, a Casapueblo, a ponte ondulada, as mansões do Bosque) então considere pegar um passeio organizado saindo de Montevidéu.

Mas vou avisando: vais perder um pôr do sol…

166 comentários

Vale a pena ficar um pouco mais de tempo com um carro alugado e sair pela região passando em praias menos bombadas, sem tanto turista.
Achei uns restaurantes nas praias porque passei, com vista p/ o mar que valeram a viagem!

Ah, o pôr do sol……. Não perca!!!

Estive por poucas horas em Punta del Leste, numa parada de um cruzeiro. Amei o lugar e pretendo voltar para poder curtir o tão falado pôr-do-sol. Deve ser mesmo, maravilhoso!

Riq acabamos de fazer agora em janeiro, a viagem de carro entre Montevidéu e Punta, e escolhemos fazer a maior parte do trajeto pela ruta 10 que vai pelo litoral. Foi bem interessante. Trata-se de uma pista simples com pouco movimento que passa por lugares bem bonitos como Piriápolis, uma praia linda que tem um belo calçadão.

Já fiz esse bate-e-volta, comprando o passeio em uma agência porque não tínhamos mais tempo prá pernoitar por lá. Valeu prá “ticar os cartões-postais” como disse o Riq, mas achei bem cansativo. Você acaba ficando muito tempo dentro de um ônibus.
Será que é por isso que não achei Punta aquilo tudo ?

Oi,Riq,

Vou chegar à Punta pela manhã e volto por volta de 18:30, no navio. Qual a dica de passeio para conhecer o principal e náo perder tempo?

    Se puder, chegue já com carro alugado. Assim você vai poder ir à Barra (passeie pelas ruas do Bosque/Beverly Hills, entre na praia em Bikini, almoce no Sipan de comida peruana http://destemperados.blogspot.com/2010/01/sipan-cevicheria-peruana-e-pisco-bar.html , vá até Punta Ballena para ver a Casapueblo).

    Infelizmente vocês vão sair antes do pôr-do-sol, o que é triste (e está acontecendo em todos os cruzeiros que param em Punta).

    A alternativa é pegar o citytourzão do cruzeiro, que faz todos os pontos básicos.

Oi Riq,
Acho q vou pra punta no carnaval! Em qual das tres regioes citadas você indica ficar: peninsula, La Barra ou Jose Ignacio?

Obrigada
Thais

    Península + carro é o canal. Hospedagem em José Ignacio é para quem já conhece e só quer ficar lá por José Ignacio. A Barra fica pertinho de Punta.

    THAIS, na Mansa, perto da Península, tem boas opções também, como o Hotel Barradas e o Best Western, em uma região super agradável.

De Montevideo para Punta fui e voltei na noite do mesmo dia e foi o suficiente para conhecer no geral como é por lá. Foi uma preparação e senti que na próxima ida, vale pernoitar pelo menos uma noite e ai sim, dar uma esticadinha mais lá na frente.
Fiz o trajeto num passeio organizado em Montevideo que deu direito a conhecer os principais cartões postais da punta. Exatamento como o Ricardo fala e não posso negar, aprendi com a Boia.Veja meu tour:http://vaconferir.blogspot.com/2010/12/punta-del-este-uruguai.html

    Também concordo que vale muito um bate-e-volta como aperitivo para voltar numa outra oportunidade, com mais tempo. Fiz isso neste ano novo, de ônibus (COT) e gostei muito do pouco que vi.

Fiz 2 bate-e-volta de 1 dia em Punta… no primeiro, de ônibus mesmo (e na cidade, fizemos um city-tour que vale bem a pena prá quem não tem muito tempo), e no segundo no carro de uma amiga que terminou o dia em José Ignacio.

Como sempre fui em Setembro, não peguei a muvuca e a praia não era água prá entrar, mas apesar da estrada ser realmente cansativa (e demorar mais do que 120Km fazem crer), achei que vale a pena. Mas é claro: quem puder pernoitar por lá, tanto melhor.

Tive a mesma impressão, passei 3 noites lá agora em janeiro. Para Colonia é a mesma coisa só que são 50km a mais. Retas intermináveis e com paisagem igual! Só uma rótula ou outra para distrair e reduzir a velocidade.

Oi Riq, vc tem alguma dica de como ir de Punta ao aeroporto de Carrasco? No feriado da semana santa ainda e quente e animado? Obrigado

    Rafael,

    no terminal (pertinho da escultura da mão) tem ônibus q faz esse trajeto, direto de punta ao aeroporto em montevidéu. qd fui, comprei passagem na lojinha da empresa COT, no próprio terminal.

    Hoje vai ter um post sobre chegar em Montevidéu por Carrasco, incluindo transporte para Punta.

    Na Páscoa só vai estar quente se o veranico de maio for bom. A cidade fica animadinha, sim, porque é um feriado importante, mas não bomba como no verão, não.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.