Que moeda eu levo para a Argentina? Peso, real ou dólar?

Peso argentino

A moeda corrente na Argentina é o peso argentino. Desde o início do governo Macri, o câmbio está liberado. Não é mais necessário se envolver com câmbio paralelo.


Câmbio em Buenos Aires

Dossiê da Bóia:

Vale a pena comprar pesos argentinos no Brasil?

Não vale não. Por mais barato que pareça, a cotação é desvantajosa. Exceção: se você mora em Foz do Iguaçu, pode fazer câmbio no centro de Foz; a cotação é boa. Você também pode encontrar cambistas com cotações justas em lugares que atraem muitos argentinos, como Búzios ou Bombinhas. Para saber se a cotação é boa, compare com a do Banco Nación (veja aqui).

  • Passagens mais baratas para Buenos Aires no nosso parceiro Kayak
  • Vale a pena levar reais para a Argentina?

    Só se você conseguir trocar em Buenos Aires. Fora de Buenos Aires, levar reais é sempre desvantajoso. E mesmo em Buenos Aires, será mais vantajoso levar reais no verão, quando há mais procura por reais por parte dos argentinos e a cotação do real sobe, do que no inverno, quando os brasileiros inundam o mercado argentino de reais, e a cotação baixa.

    O lugar mais fácil para trocar seus reais é logo na chegada, na agência do Banco Nación do aeroporto. A agência do Banco Nación do aeroporto de Ezeiza abre 24 horas por dia, 365 dias por ano. A do Aeroparque abre 365 dias por ano, das 6h30 às 23h30. Mas atenção: a cotação para reais do Banco Nación só é boa no verão; no inverno, não vale a pena trocar reais no Banco Nación. Consulte o site DolarHoy, que compara a cotação para reais do Banco Nación e da Cambios Alpe, no centro da cidade.

    Fora do aeroporto, troque seus reais nas corretoras de câmbio da calle Sarmiento, como a Cambio Alpe (número 480), Maguitur (número 464) e Multifinanzas (número 448). Essas corretoras funcionam de 2ª a 6ª das 10h às 16h. Ou seja: se você viajar no inverno e quiser levar reais, programe sua chegada para um dia de semana, para conseguir trocar no centro da cidade, no horário bancário.

    Fora desses locais e horários, e também fora de Buenos Aires, os seus reais vão ser cotados entre 10% a 20% abaixo do que deveriam. Você vai perder menos dinheiro se usar cartão de crédito ou pré-pago (o câmbio é feito por uma cotação justa, e o IOF é 6,38%).

    Vale a pena levar dólares para a Argentina?

    Em Buenos Aires, normalmente no inverno vale mais a pena levar dólares do que reais. No verão, normalmente vale mais a pena levar reais do que dólares, devido à procura por reais por parte dos argentinos que vêm passar férias no Brasil.

    O lugar mais fácil para trocar seus dólares é logo na chegada, na agência do Banco Nación do aeroporto. A agência do Banco Nación do aeroporto de Ezeiza abre 24 horas por dia, 365 dias por ano. A do Aeroparque abre 365 dias por ano, das 6h30 às 23h30. A cotação do Banco Nación para dólares é igualmente vantajosa no inverno e no verão, e costuma estar parelha cmo as das casas de câmbio do centro da cidade. Consulte o site DolarHoy, que compara a cotação para reais do Banco Nación e da Cambios Alpe, no centro.

    Fora do aeroporto, troque seus dólares nas corretoras de câmbio da calle Sarmiento, como a Cambio Alpe (número 480), Maguitur (número 464) e Multifinanzas (número 448). Essas corretoras funcionam de 2ª a 6ª das 10h às 16h.

    Fora de Buenos Aires — em Mendoza, Bariloche, El Calafate, Ushuaia — vale mais a pena levar dólares do que reais.

    Como que eu faço ao chegar no aeroporto?

    Este post dá todas as dicas de câmbio transporte de Ezeiza e do Aeroparque.

    Vale a pena fazer saques em moeda local nos caixas eletrônicos?

    O problema dos saques em caixa automático é o limite baixo por operação. Como, além do IOF de 6,38%, há a cobrança de tarifas pelo saque e pelo uso do equipamento, a cotação final não é boa. Vale a pena em emergência ou se você tem conta num banco que não cobra tarifa nem de saque nem de uso de equipamento (caso do Citibank e do Santander Select, em equipamento próprio).

    Vale a pena fazer gastos com cartão de crédito na Argentina?

    Se você acha que os 6,38% de IOF compensam o conforto de não precisar carregar dinheiro vivo e de não precisar entrar em fila de casa de câmbio, e não tem medo de uma pequena desvalorização do real entre o momento da compra e o vencimento da fatura, vale a pena. Eu continuo usando.

    Lembre-se que, entre fazer um câmbio ruim (em que você pode perder até 15% sobre a cotação justa, se trocar numa casa de câmbio de shopping no fim de semana, por exemplo) e pagar 6,38% no cartão de crédito, o cartão vale imensamente mais a pena.

    Vale a pena fazer gastos com cartão pré-pago na Argentina?

    A cotação é um pouquinho pior do que a do cartão de crédito, e o IOF (6,38%) é o mesmo. A única vantagem é congelar o câmbio no momento do carregamento da moeda.

    Leia mais:


    Dazzler Recoleta

     

    Passagens mais baratas para Buenos Aires no Kayak

    Encontre seu hotel em Buenos Aires no Booking

    Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

    Alugue carro em Buenos Aires na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

    Passeios e excursões em Buenos Aires com a Viator

    518 comentários

    Olá Pessoal!

    Voltei há pouco de BsAs (estive no Uruguai tb). No geral, os comércios aceitam o real, fazendo a cotação entre 2,50 e 3,00 pesos por real. Pagando em real o troco vem em pesos, uma maneira barata de conseguir moeda local (os saques do VTM no caixa tem taxas um pouco altas).
    Tb levei cartão TravelMoney, que foi aceito quase que sem problemas por lá. Só uma cafeteria não passou e outro lugar ficou procurando meu nome no cartão (dica: pra resolver isso, assinem na parte de trás do VTM, e apresentem documento se alguém enroscar).
    Além disso, um casal brasileiro, ao ver a gente pagando em real, disse que o hotel deles indicou um cambista na Calle Florida que fez 3,30 pesos/real. Mesmo com indicação, preferi nem tentar.

    No geral, creio que com VTM e um pouco de dinheiro vivo em real já dá pra se virar muito bem por lá.

    recomendo 80% dolar, 15% real e 5% pesos e trocos p/ taxi (nao aceitam cartao), o dolar eu troquei por $9 numa senhora mto simpática e de confiança em palermo soho, tds do bairro a conhecem, mas use tb cartao onde puder, pois converte para o dolar, se bem q na tarifa q o dolar anda no brasil… boa sorte na viagem e aproveite a linda cidade

      Olá, Maria Eduarda! O cartão converte na cotação oficial, não vale a pena atualmente.

    Gostaria de saber como é na hora do embarque , estou pensando em levar meu notebook e a câmera digital , preciso levar a nota fiscal deles juntos e apresenta-los na Alfândega ? Pois podem implicar , ainda mais com um voo vindo de Buenos Aires ( vice e versa ). O que devo fazer ? Obrigado

    Pessoal, acabei de chegar passei cinco dias. Adorei a cidade, as pessoas, os parques tudo!

    Levei 2.000,00 pesos num cartão de débito da CONFIDENCE e alguns reais que troquei por peso. Você vai precisar de dinheiro “vivo” para muita coisa, como taxi por exemplo. Nem todo canto aceita a “tarjeta”!

    Fiquei impressionado com os preços: EXTREMAMENTE CARO!!! Não sei como os hermanos estão se virando com aquela inflação de 27%. Comer é absurdamente caro!!!

    Se alguém precisar de mais informações é só mandar as ordens.

    Em tempo: AS DICAS DO SITE FORAM PERFEITAS, NÃO EXISTE GUIA MELHOR!!

    obrigado a todos que compartilharam suas informações aqui.

      Olá, Gustavo! Você achou caro porque comprou pesos por uma cotação ruim. A Argentina fica mais barata quando você leva dólares ou reais e usa diretamente no comércio, quando há cotação do paralelo, ou troca diretamente no paralelo.

      Você esteve em que lugar na Argentina ? Estou indo para lá na próxima semana .

    Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.