Casamento de espanhol

Estamos no auge da temporada das chuvas do Nordeste (sempre lembrando que o sul da Bahia não pertence, “climaticamente”, ao Nordeste), então eu sabia o que me esperava em Alagoas.

No fim das contas, dei sorte. Peguei dois dias ruins (sexta e sábado, chuvosíssimos) e quatro dias óóóótimos (domingo a quarta). Quer dizer: choveu um pouquinho todos os dias, mas rápido.

Assim — de repente, passava uma nuvem carregada e, durante quinze minutos, era isso:

   

Quando a nuvem esvaziava (ou continuava sua trajetória, levada pelo vento), virava isso:

   

Quem veio para o feriado, porém, não teve a mesma sorte. Hoje o tempo está feio, e a previsão para amanhã não é boa. (Mas sábado e domingo devem ser de sol.)

Eu acho que a gente é muito desorganizado. As autoridades dos lugares turísticos do planeta deveriam se reunir com os responsáveis pelo clima lá em cima e combinar um esquema que ficasse bom para todo mundo.

Por exemplo: esse sistema de chover um pouquinho por dia, chuva-e-sol-casamento-de-espanhol, sol-e-chuva-casamento de viúva, é muito bom para todas as partes envolvidas.

Podem contar comigo para organizar a cúpula. Acho que Belém do Pará é um bom lugar para a assinatura do tratado.

46 comentários

Alessandro e pessoal, vocês estão certos. Dei uma busca no google e o único “casamento de girassol” que apareceu foi… este post. Já mudei, brigadim 😳

No nordeste, chamamos “casamento da raposa”…Quantas nomenclaturas pra mesma situacao?????? : )
Por falar em nosdeste, aconteceu comigo, quando fui pela primeira vez ao Brasil, depois de 05 anos nos EUA…Fui visitar Aracaju, cidade onde morei 29 anos da minha vida e choveu, em julho, todos os 26 dias, 21 horas e 5 minutos que passei minhas ferias…Frustrante, porque sonhei por aquele solzao por tanto tempo, mas pelo menos matei as saudades!!!!!!!
Ah, galera, to indo para um cruzeiro no HAWAII, em agosto…Caso alguem tenha alguma dica da terra do ALOHA, de antemao, agradeco… : )

Pois é Alessandro, eu também conhecia como casamento de espanhol, mas achei girassol tão bonitinho e muito mais romântico… 🙂

Riq : viajo anonimo desde os tempos jurassaticos do guia Freires e dos primeiros VnV e aproveito muito das dicas. Agora com os comentarios tambem muitas dicas dos tripulantes são valiosas. Tambem peguei muita chuva em Itacaré agora em Maio, mas valeu fazer trilha com chuva.Vou para Trancoso em Agosto e sua travessia pelo local foi maravilhosa. Otima postagem !Quero aproveitar seu blog e divulgar para a tribulação meu album de fotos : http://wblanco.fotos.uol.com.br
Obrigado.

Essa época é triste… Fui para João Pessoa semana passada (quinta a segunda) para encerrar minhas férias, só fez sol na sexta…

No aeroporto de Aruba, tinha uma placa onde tava escrito:
Em Aruba chove 3 dias por ano. Geralmente quando vc não está aqui’.

Riq, concordo integralmente!! E pode contar comigo para secretariar o encontro..rsrs Aliás, estou agora mesmo consultando os sites de previsão do tempo (e comparando, claro) para tentar terminar de arrumar a mala. Só estou com uma dúvida: se nem os metereologistas se entendem, será que autoridades daqui e lá de cima vão se entender?? 😆

Cuando hace sol los colores resplandecen y cambia la fisonomía del lugar, mais la lluvia también tiene su encanto. Pregunten a un escocés!!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.