Quer entrar pra minha ONG?

    cauim400.jpg

Este é mais um dos textos que escrevi para a filial deste blog no ViajeAqui — mas que, devido à falta de permalinks, eu resolvi transcrever para cá.

Já passei dos 40, mas mesmo assim ainda tenho grandes planos para a minha vida. Sonho em ficar rico e virar um filantropo. Quero abrir uma ONG. Meu objetivo: salvar as praias do planeta da invasão das cadeiras e das mesas de plástico.

Poucas coisas me deixam mais triste do que ver uma praia bonita infestada de móveis de plástico. Para mim, uma cadeira de plástico (mesa, pior ainda) sobre a areia é como uma garrafa PET sobre a areia: lixo.

Não, não estou dizendo que todas as praias têm que ser ocupadas com o charme dessas cabanas e desses sofás aí da foto, do Cauim, um bar à beira do rio Trancoso. Adoraria, mas sei que isso seria impossível.

Mas acho, sim, que as cadeiras de plásticos podem ser substituídas, com ganho de conforto e funcionalidade, pelas cadeirinhas dobráveis de estrutura de alumínio e encosto de nylon – aquelas que continuam em uso na Zona Sul do Rio, em Boa Viagem, no Recife, e no Porto da Barra, em Salvador.

Minha ONG ainda não foi fundada, mas já tem nome e sigla: vai ser o PCECPP – Primeiro Comando de Extermínio das Cadeiras de Plástico na Praia.

Não tire conclusões precipitadas – nossos métodos de atuação não serão violentos.

Planejo exterminar as cadeiras de plástico com argumentos científicos. Assim que ficar rico e virar filantropo, contratarei eminentes pesquisadores que tentarão por todos os meios descobrir alguma relação entre as cadeiras de plástico na praia e o aumento do buraco na camada de ozônio; entre as cadeiras de plástico na praia e o aquecimento global; entre as cadeiras de plástico na praia e o aumento de incidência do melanoma; ou de preferência entre as cadeiras de plástico na praia e tudo isso junto.

Em pouco tempo teremos fatos concretos e irrefutáveis para divulgar, como por exemplo “quem senta em cadeiras de plástico na praia tem 55% de chance a mais de desenvolver diabetes antes dos 45 anos” ou “nos lugares onde as cadeiras de praia predominam notou-se um aumento de 3 dias de chuva por mês de verão”. Ainda não tenho nenhum desses dados na mão, mas tenho certeza de que meus cientistas não me desapontarão.

Enquanto isso, nada me resta senão recomendar os trechos de praia que ainda não foram incoporados ao império da cadeira plástica.

Se você quer ir a uma praia que seja bonita também do lado de cá do mar, escolha um dessas barracas, bares e clubes:

– Clube dos Ventos, Jeriacoacoara (CE)

– Ponta do Pirambu, Tibau do Sul (RN)

– Bar do Marinheiro, Praia do Amor, Pipa (RN)

– Arte Bar, Praia de Tabatinga, Conde (PB)

– Arikinda, Praia dos Carneiros (PE)

– Bar das Meninas, Taipus de Fora, Maraú (BA)

– Bar do Francês, Taipus de Fora, Maraú (BA)

– Bar do Gaúcho, Taipus de Fora, Maraú (BA)

– Bar do Sting, Praia de Araçaípe, Arraial d’Ajuda (BA)

– La Plage Blanche, Praia de Mucugê, Arraial d’Ajuda (BA)

– Magnólia Club, Praia de Mucugê, Arraial d’Ajuda (BA)

– Casa Sol, Praia do Parracho, Arraial d’Ajuda (BA)

– Tostex Praia, Praia dos Nativos, Trancoso (BA)

– Cauim, Praia dos Coqueiros, Trancoso (BA)

– Bar do Andrea, Praia dos Coqueiros, Trancoso (BA)

– Bahia Bonita, Praia do Rio Verde, Trancoso (BA)

– Pé na Praia, Praia do Rio Verde, Trancoso (BA)

– Club de Mar, Praia do Rio Verde, Trancoso (BA)

– Estrela do Mar, Praia do Espelho (BA)

– Recanto do Espelho, Praia do Espelho (BA)

– Bar do Baiano, Praia do Espelho (BA)

– Bar da Praia, Caraíva (BA)

Não fui este verão ao sul, então não sei se os lounges de praia de Camboriú e Florianópolis usaram ou não plástico na areia.

Se você souber de algum bar ou barraca de praia que não tenha cadeiras de plástico e não esteja nessa lista, por favor, deixe nos comentários, sim? Nossa ONG agradece…

172 comentários

Arnaldo , se eu não esquecer a maquina no hotel em Bs As e
passar por uma parilha vou “sacar una foto de uns testiculos na brasa”
para enviar para ti 😆 ( juro que não vou provar )

Por falar em bichice, que foto bonita pra caramba essa, hem, Riq?

Cada um com a SUA bichice! Respeitemos, pois!

Riq e tripulacao,
Agora vcs me pegaram, “brochante” ou “broxante”???????

Eu gosto de futebol, sou São Paulina, e já fui duas vezes ao Maracanâ, marido Vascaino (apaixonado por futebol), e gostei da experiência. Torço até em campeonatos europeus. Aprendi a gostar de futebol e de muitos outras modalidades esportivas. Quando eu passo algum apuro em avião e pouso em segurança, bato palmas como todo mundo, acho que é agradecimento à vida. Quando estive no Arpoador, amei o por do sol e também aplaudi, a natureza merece. Quanta bichice a minha meu Deus…

Riq, indenização por bichice não é, por si só, uma bichice? Bichicemos acerca do assunto!

Fabio , eu não dou muita atençaõ a ranking não.
O que importa para mim de verdade é que a localização do hotel
seja mais-que-perfeita e que eu tenha a possibilidade de cacifar um ap
silencioso e reformado .
Serviços de hotel não me dizem nada pois nunca uso.
Os detalhes dos coments do tripadvisor é que são importantes para mim,
sabes aqueles que escrevem uma lauda ? Pois é, sempre tem um detalhe
importante que me faz ficar ou cair fora.
( distancia real dos meios de transporte , banheiros, lençóis.. )
Como uma vez que comentaram que estava tudo bem mas tinha uma
obra gigante de um edificio novo ao lado.
Mandei um e mail para o hotel pedindo detalhes do andamento e
fiquei no hotel.
Até pq é importante ver alem do ranking o numero de comentarios
que levou o hotel a categoria ( podem ser 40 ou 4 ).
É mais uma info, a escolha final é instinto , experiencia e cruzamento
de informações de todos os guias de turismo com os sites de opiniões.
Se tiveres que escolher entre dois, descobre qual o que teve reforma
mais recente ( quanto mais novo melhor )
A expedia fornece a data de construção e reforma.
Cruza as info do tripadvisor com o venere, fromers e fodors e depois
olha no mapa, escreve o nome da rua no google e descobre o que tem
na volta.
No caso de Paris é só postar aqui que deves ter varios feeds.

Rosa, nos Estados Unidos isso dava uma senhora indenização, ha ha
:mrgreen:

AINDA para o Fabio, vou citar um exemplo meu, acerca do Tripadvisor: escolhi um hotel em Malta com base na MINHA escolha pessoal (fidelidade ao Starwood). Pois o hotel Meridien de Malta que eu havia escolhido (lá há dois) era não muito bem cotado proque havia apenas três ou quatro comentários, sendo que 100% deles deram notas medianas justamente porque os hóspedes comentaristas hospedaram-se durante o período de ‘soft-opening’, ou seja, quando algumas áreas do hotel ainda estavam fechadas e alguns vestígios de obras de falta de treinamento apareciam. Eu me hospedei e ADOREI! daria 10 tranquilamente. Hoje ele está na posição 6 dos 27 hotéis relacionados.

Riq, meu marido já se acidentou duas vezes com essas cadeiras, muita sorte ele não ter se machucado, uma vez em Florianópolis, a cadeira se partiu em muitos pedaços, o segundo tombo não me recordo o lugar. É um perigo, e nem precisa ser peso pesado para as ditas se quebrarem, sol e chuva já são suficiente para ressecarem e se espatifarem. Sem contar com os aspectos de sujeira, cadeiras encardidas, e o suor? Cléber, passar para outro “level” de exigência é questão de bom gosto e conforto. Definitivamente, não é bichice, mas também se for qual o problema?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.