Réveillon fora do Brasil: o que esperar

Ano Novo em Sydney (foto surrupiada de um blog do Estadão)

Não, não espere encontrar no exterior um Réveillon como o do Brasil. O único lugar onde a virada do ano é comparável é em Sydney — que, como você vê na foto, faz o espetáculo de fogos mais bonito do planeta (e deixa os nossos no chinelo).

Em vários lugares você vai encontrar festas animadas, mas em nenhum canto do mundo, nem mesmo na Austrália, o Réveillon tem o significado transcedental que tem no Brasil.

Recapitulando: o Réveillon é a festa religiosa mais importante do calendário brasileiro. É quando a gente se livra da ziquizira, zera tudo e invoca forças maiores para nos levar adiante no ano que começa. Para isso precisamos estar num lugar auspicioso, de preferência à beira-mar. Criamos algumas das mais bonitas (e divertidas) superstições de ano novo do mundo inteiro, como vestir branco e pular sete ondas. Mesmo longe da areia, nossos Réveillons são de arromba, e ponto final.

No exterior não é assim. É uma noite importante e de gala — mas sem o elã que a data tem no Brasil.

Portanto a primeira coisa que você precisa ter em mente ao passar o Réveillon no exterior é baixar a expectativa. A sua viagem pode ser linda, mas esta noite em particular tem tudo para deixar a desejar. Faz parte.

Dito isto, vamos às particularidades dos Réveillons em diversos lugares.

Figurino

Em festas de Réveillon do Hemisfério Norte a cor predominante é o… preto, com detalhes brilhantes (máscaras e chapéus com lantejoulas). Apareça todo de branco, e você vai fazer, ahn, sucesso 😳

Festas de rua

Existem na maioria dos lugares. Nos lugares frios, porém, costumam se dissipar logo depois da meia-noite — porque não dá mesmo para ficar na rua por muito tempo. A mais decepcionante de todas é a famosa festa da Times Square, em Nova York. Repito: a mais decepcionante de todas é a famosa festa da Times Square, em Nova York. Programa de índio 5 tacapes. Você passa perrengue para chegar (revistas ostensivas), passa aperto (uma multidão digna de carnaval em Salvador (na pipoca, não dentro da corda), passa frio (de lascar) e não vê nada. Melhor assistir pela TV.

No Hemisfério Norte, valem o esforço e o frio a meia-noite Madri (todos comem um gomo de uva a cada badalada do relógio da Puerta del Sol) e Edimburgo, onde a festa vara a noite.

No Hemisfério Sul, Sydney tem um Réveillon lindão junto à Harbour Bridge — e Valparaíso, no Chile (a 1h30 de Santiago) tem linda queima de fogos e festa na rua a noite inteira.

Não importa onde você vá encarar uma festa de rua, atente para a questão do transporte. Só saia do hotel sabendo exatamente como você vai voltar. (Não, não pergunte para mim: pergunte para o recepcionista do seu hotel. Ele vai dar a informação correta e específica para o seu caso.) Não conte muito com táxi nesta noite; os que continuam circulando são bastante disputados.

Ceias de ano-novo

Fuja! Sobretudo no Hemisfério Norte. São carissíssimas e não valem o que custam. Com a grana que você gasta para comer em buffet nesta noite você vai a um restaurante estrelado no dia 30 ou no dia 2 e tem uma refeição de rei. Não pode haver nada mais estranho à nossa cultura de Réveillon do que as ceias de ano novo dos gringos.

Na praia

Ilhas e balneários do Caribe, do Índico e do Pacífico, onde faz calor nesta época, têm festas animadas, claro. De novo: só não espere as tradições brazucas. O bom é que você sempre vai estar perto do mar e pode fazer seu ritual por conta própria 😀

Balada

É forte nessa noite em qualquer lugar do planeta. Tente descobrir as que não estejam inseparavelmente associadas a ceias, e seu bolso vai agradecer. Uma ótima central de informação para baladas boas e que não levam à falência é a recepção de um albergue bochinchado. Dê uma passadinha em dois ou três e você vai descobrir os flyers. Depois jogue na internet para ver se as festas são quentes mesmo…

Buenos Aires

Quem mora na cidade confirma: o Natal é mais animado que o Réveillon. Até porque o Réveillon de Buenos Aires é em Punta (ou Mar del Plata). Se você estiver na cidade no Réveillon e quiser animação antes da hora da balada (que em Bs. As. só engrena às 2h da matina), a dica é reservar um jantar em Puerto Madero (mesmo sendo caro, parecerá barato por causa do câmbio) e ficar para o show de fogos que acontece por lá. Alguns restaurantes e casas noturnas vendem ceia + balada (caro, mas vale o raciocínio exposto há pouco). Também dá para esperar até a hora da balada avulsa começar em casas como o Asia de Cuba. Quando chega perto do fim do ano, o blog do Guia Óleo abre posts sobre ceias de Natal e Ano Novo.

Voltar para o hotel é complicado: os táxis somem perto da meia-noite e só voltam a circular lá pelas quatro da manhã.

Punta del Este

Tem o melhor Réveillon ao sul do Rio de Janeiro. Festas particulares concorridas (todo mundo à procura de convite) e balada fervida.

Europa e países frios: minha sugestão

Em vez de investir numa ceia cara e sem-graça, passe durante o dia em mercados/delicatessens e compre coisinhas finas e gostosas. Invista o que você gastaria num jantar em dia comum nesta operação, e você vai ter uma maravilhosa ceia pique-nique no quarto do hotel. Passe a meia-noite na festa de rua mais próxima do seu hotel (pense duas vezes se a distância não permitir voltar caminhando). Trace a ceia antes ou depois disso. Emende numa balada ou… durma cedo e aproveite o dia seguinte para fazer lerês ao ar livre, já que a cidade vai estar lindamente vazia.

110 comentários

Que legal ler esta matéria. Como eu nunca saio do Brasil no Reveillon, sempre acho que no exterior deve ser o máximo… lêdo engano, hein?!

Aqui em Dubai o reveillon é péssimo! Uma data sem graça em que poucos comemoram… Deprê total!

Ótimo post! Realmente o reveillon fora do BR é frustante. Moro na Alemanha e posso dizer que por aqui, a coisa é muito sem graca e engloba tudo que o Ric descreveu acima.
Passei pela experiencia do reveillon frustado tb em Paris, sul da Espanha e Chicago. O único lugar que indico nesta época do ano? Brasil, sempre!

    Tbém me decepcionei demais com o Reveillon em Paris, esperava bem mais!

    Também passei uma vez o Reveillon em Paris e foi bem programa de índio…

    Eu e uns amigos fomos para o Champs de Mars para acompanhar a virada… e lá encontramos uma multidão aglomerada, pessoas beeem estranhas nas ruas, muito frio e NADA de fogos ou contagem regressiva (aliás, só percebi que era ano novo uns 5 min depois quando olhei pro relógio… hehe)

    E ainda por cima, quando íamos embora e fomos passar embaixo da Torre, a multidão começou a correr para o lado oposto e quando percebi tinha vários policiais com seus cacetetes vindo em nossa direção!! MEDO!!!

    Bom, eu me decepcionei com o Reveillon mas não com a viagem pois quando eu fui o objetivo era conhecer a cidade e não passar o Reveillon brindando com champagne francês as margens do Sena…

    Eu passei a virada de 1999-2000 em Paris, e mesmo com toda a espera de troca de milênio, etc, etc… foi bem se graça, fogos mínimos só na Torre Eiffel, e 10min depois tudo calmo, fora o frio… não vale a pena!

    Alexandre, somos dois. Eu passei na Champs Elysee. Maior decepção impossível. Ficamos esperando os fogos e quando descobrimos que era na Torre já era tarde demais.

Alguém já foi para a América Central nesse período de reveillon? Ando ávida por dicas!! Não pelo reveillon em sim, mas se a época do ano é boa para viajar nessas áreas. Excelente o post!

Passei no ano retrasado em Orlando, mais especificamente na Universal e sim é um programa de índio sete machadinhas, digno da melhor categoria zulu tour. Pra se ter uma idéia, na entrada do estacionamento estavam distribuindo folhetos pedindo que as pessoas esperassem alguns minutos após a meia noite para sair e evitar congestionamento. Dito e feito, meia noite e dois, depois de 2 minutos de queima de fogos, parecia um arrastão de gente indo para o estacionamento.
Entretanto, no Reveillon deste ano passei em Milão e foi o melhor Reveillon de minha vida. Reservei uma boate conhecida de lá (tudo pela internet)com um maravilhoso buffet (míseros 60 E se não me engano) e teve fervo até de manhã. Pessoas bonitas, bem vestidas e dançando funk e samba brasileiros na maior empolgação!!! Volto fácil lá.
Bjos

    Oi Bia , meus filhos vão com o pai para N. Yorque e estav olhando aqui alguma opções para não ficar só. E Milão é uma cidade que gostaria muito de conhecer. E vc gostou do reveillon lá. É mesmo bom? O astral lá é bom? Me conta tudo! bjks

Aqui na Irlanda, o ano novo é meio deprê 🙁 Apesar de ter um povo muito festeiro, ninguém liga muito pra virada de ano. (Eles fazem uma festa muuuuuuuuito maior no Halloween quando a cidade toda fica agitada e adultos e crianças saem às ruas fantasiados.)

No ano novo, Dublin fica morta, acho que por causa do frio quase ninguém sai às ruas e também não se ouve barulho de fogos de artifício à meia-noite. Como moro aqui, a solução é chamar os amigos em casa pra fazer festa do nosso jeito!

Ah, um aviso pra quem não abre mão de usar roupa nova e branca: não deixe para comprar na Europa. É bem dificil achar roupa branca nesta época do ano porque é inverno e a tendência nas vitrines é roupa mais escura mesmo…

Na Espanha, o Reveillon é coisa de familia, estilo ceia de natal mesmo. A familia toda passa meia-noite assistindo a contagem regressiva pela TV, tragando 12 uvas, uma por badalada do relogio. É mais dificil do que parece – quem nao engasgar, sai depois 😉

    Ah, e a tradição em terras espanholas é usar “ropa interior” vermelha nessa data… hehehe

Eu e minha esposa passamos o último Reveillon em Milão. Fizemos uma reserva em uma boite que tinha a opção de ceia com reserva de mesa e mais cara ou apenas um buffet. Optamos pelo buffet. A comida estava ótima e tínhamos direito a dois drinks cada um. Se não me engano saiu 40 euros por pessoa. Depois da meia noite começou a boite que para nossa surpresa tocava ótimas músicas. Highlight da noite: ver a italianada dançando o funk das armas sem ter a menor noção do que aquilo significava!

    Milano tem a reputação das festas organizadas mais bem… “organizadas” na Itália nesse dia.

    Olá André!

    Estou marcando minhas passagens para passar o reveillon em Milão com meu namorado…
    Você ficou em um bom hotel? Qual o nome desse balada que vcs foram?
    Qtos dias ficaram por lá? é muito frio?
    tem como vc me mandar o site do hotel que ficou?

    Obrigada!!!!!!
    beijos.
    Andrezza.

    alugo 2 quartos pro revellion de milão,a 20 min do centro!
    entrem em ctt

    ERRATA! AS perguntas são para o Gustavo……….

    Mas André também pode me ajudar!!!!
    beijos.

Olá!
Bem a calhar este post… Vou passar o reveillon 2010-2011 em Mendoza (Argentina), mas não marquei a viagem por causa da festa (e sim porque é a única semana de férias simultâneas com meu marido).

Alguém já virou o ano por lá? Já imagino que não seja nada demais, mas quem sabe alguém tem uma dica para animar!
Parabéns pelo site, sempre ótimo!

    Oi, Meu esposo e eu passamos o último reveillon em Mendoza. Realmente, comparado à festa brasileira não tem nada de mais. Estivemos lá nesta data porque era a única maneira de viajarmos. A cidade é bacana é percorrer as vinícolas e algo que não tem preço. Passamos o reveillon na festa promovida pelo Sheraton com jantar e baile. Foi bacana. Abraços e aproveite a sua viagem à Mendoza~. Não deixe de ir à bodega Zuccardi e almoçar por lá.

Passei o último reveillon em Veneza, na Piazza San Marco, e foi exatamento como o Riq descreveu. Muuuuuito frio, acqualta e, depois da contagem regressiva, as pessoas sumiram num passe de mágica!

Ola, passei um Reveillon em Nova York, e nao achei decepcionante assim… o que vale a pena la, mesmo que saia meio carinho, eh reservar uma desssas ceias “meia boca” mesmo, so que num restaurante que fique na Times Square (eu peguei no Olive Garden, US$200 por pessoa.. mas tem tbm Bubba Gumps, Fridays, Marriot (800 por pessoa!) etc…)… voce atravessa todas as barreiras soh mostrando o convite, fica quentinho se empaturrando de comida (nada espetacular…. eh um Olive Garden afinal) e bebida… e 10 minutos antes vc sai na rua, ve a bola cair… canta New York New York, e volta pra dentro pra continuar bebendo ate as 2 (as ruas esvaziam 00:02 aproximadamente!!), espera tudo ficar tranquilo, e pega um metro mesmo (la eh 24 hs) pro hotel… valeu a pena 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.