Roteiros de Charme: as novidades 2008

Deu semana passada n’O Globo (com jeito de release exclusivo) a relação dos novos integrantes da associação Roteiros de Charme, valendo a partir da temporada 2008. São duas pousadas de praia no Nordeste, duas no Sudeste e dois hotéis no interior de Santa Catarina.

Ao mesmo tempo, três hotéis foram desligados da associação: a pousada Tankamana de Itaipava (que tem fãs e antipatizantes entre a tripulação do blog), o hotel Galápagos Inn de João Fernandes (que eu nunca entendi direito porque fazia parte do clube), em Búzios, e a Fazenda das Minhocas, em Jaboticatubas, Minas (este, o único hotel brasileiro a fazer parte da associação de green tourism britânica Organic Holidays).

Bom, mas vamos aos recém-admitidos.

    orixas400.jpg

Lá do Ceará, em Fleixeiras, 130 km a oeste de Fortaleza, vem o Orixás Art Hotel. A praia não é tão vazia como a próxima a leste, Guajiru, nem tão bonita quanto a próxima a oeste, Mundaú. Mas está se tornando um pólo de kitesurf para quem não quer ir atéééé Jeri. O hotel é de um casal que foi dono por muito tempo do restaurante Orixás no Embu, nos arredores de São Paulo. A construção começou em 2001, e o site ainda informa que duas suítes estão em processo de finalização. Eu visitei o hotel há dois anos (sem me hospedar), quando estava com apenas algumas suítes funcionando. Todas ficam no mesmo predinho com arquitetura peculiar e decoração, ahn, extremamente personalista. Quase todas as suítes têm piscinas privativas — duas delas, bem grandinhas, como esta da foto, da suíte principal. Acho tudo um pouco excêntrico demais; entendo que, nessa região, 600 reais de diária poderiam me dar um bangalô com piscina, e não apenas uma suíte.

refugio450.jpg 

A segunda novidade nordestina do elenco é a pousada Refúgio da Vila, na Praia do Forte. Também só visitei, mas fiquei com a melhor das impressões. É uma pousada que não faria feio em Trancoso. Seu único defeito é não estar pé-na-areia; fica no condomínio à esquerda (norte) da vila, a uns cinco minutos da praia. (Mas se estivesse na beira da praia, as tarifas seriam bem maiores do que os R$ 240 atuais, na baixa.)

    portoimperial400.jpg

Paraty volta a ter um integrante no Roteiros: a pousada Porto Imperial. Não é das minhas favoritas na cidade, não. Gosto das áreas sociais, mas acho os quartos demasiadamente simples (com o agravante de darem quase todos para a rua da passagem para o estacionamento da Praça da Matriz). Como o site não fala em camas box e as fotos não mostram camas box, acredito que o hotel ainda não tenha trocado seus colchões por box (um pecado comum no centro histórico de Paraty; até onde eu sei, só a Urquijo, em alguns quartos, e o Sandi, têm — se você souber de outra, me conte, por favor). Me incomoda um pouco também o mercadinho pobre de artesanato que se instala todas as noites em frente ao hotel. As diárias começam em R$ 200.

O outro novo-charmoso do Sudeste é a pousada Solar Singuitta — o que não é novidade para os leitores do Viaje na Viagem, desde que os intrépidos pais da Sylvia descobriram e recomendaram o lugar, em maio deste ano. O Solar Singuitta fica na ponta sul da ilha, sem praia mas com uma vista linda (e próximo a trilhas e cachoeiras do parque estadual). Diárias desde R$ 450.

Fechando a lista, dois hotéis catarinenses. Um está retornando: é o hotel Anthurium, de Joinville, que já pertenceu aos Roteiros em priscas eras. O hotel funciona num casarão histórico, construído para ser a casa do primeiro bispo de Joinville, no início do século passado. Os jardins parecem bonitos; nos apartamentos, eu trocaria os carpetes, que pelo site levam jeito de ser históricos, também. Diárias camaradíssimas: desde R$ 125.

Deixei por último aquela que me parece a mais interessante das novas adições: o Rio do Rastro EcoResort, lá pros lados de São Joaquim, a cidade mais fria do Brasil. Só a estrada (está na capa do site) já dá motivos suficientes para fazer a viagem. As cabanas parecem aconchegantes, e gostei muito de o hotel incluir nas diárias passeios guiados (até algumas cavalgadas). O menu de expedições (cobradas à parte) também é apetitoso. O GiraJorge já esteve lá e adorou. Diárias desde R$ 432.

77 comentários

Gostaria de saber se alguém já passou algum reveillon na vila do comendador pirenopolis-goias?
E qual seria sua avaliação??
Agradeço desde de já.

    Olá, Elaine! Colocamos a sua pergunta no Perguntódromo. Se houver resposta, aparecerá aqui.

    Elaine,
    Nunca passei reveillon ali no Vila do Comendador.
    Hospedei-me fora de temporada há uns 3 anos e achei o serviço e as instalações fracos. O site vende um padrão de hotel que não condizia, à época, com o Vila. Pode ser que tenha melhorado.
    Pensou na Taman Baru (http://www.tamanbaru.com.br/index.html) ou Cavaleiro dos Pirineus (cavaleirodospireneus.com.br)?

    Elaine,
    A Pousada dos Pireneus ( http://www.pousadadospireneus.com.br ) está promovendo o “Reveillon Branco em um Baile de Máscaras”. Se puder reserve na nova ala de apartamentos e suítes “Vila Meia Ponte” (já me hospedei na Standard e na Vila Meia Ponte). Como é a maior pousada e com uma infraestrutura que vc não encontra facilmente nas outras eu particularmente a prefiro para eventos maiores. Agora as outras pousadas são menores e algumas mais charmosas… Além das que a Sheila indicou acima, veja também a Pousada Gold ( http://www.pousadagold.com.br ), que tem umas suítes temáticas bacanas (e mais em conta $$$). Quanto a Vila do Comendador não posso dizer, pois as vezes que fui a Pirenópolis não a conheci…

    Helen, vi seus comentarios quero voltar a Pirenopolis tirar a má impressão que tive da pousada dos Pireneus, dizem que melhorou vamos conferir já tal pousada taman baru já não gostei, minha esposa reservou esta pousada e fomos pra lá tem uns 3 anos voltamos recentemente e caiu muito toda qualidade, não tem serviços, a Gold achei muito tipo motel eta to fora, a Pousada cavaleiro e a pousada de charme villa do comendador depois das mudanças a uns 2 anos dizem que são as mais interessantes de Piri, a Villa varios amigos foram é dizem que tá muito legal principalmente a comida, os bangalos não tem igual no centro oeste, em breve vamos conferir e postar.
    Fabricio.

    Ola Elaine, estive duas vezes na pousada villa do comendador, a primeira 03 dias achei muito bom, voltei agora a pousada esta muito boa, agora eles tem 03 chefs de cozinha da faculdade de gastronomia de lá, o serviço esta bom, adega nova, champanheria, pizzaria, os quartos foram remodelados, reformaram tudo esta e bem melhor, vi que eles vão inaugurar novas areas mas não sei o que é, o spa villa mediterranee é 10, não fiquei no revellon mas uma amiga minha ficou e disse que é excelente, conheço as dua outras pousadas sugeridas são boas mas não da pra comparar, são coisas diferente.
    Karla e Guto

Daizi, fiquei hospedada na Pousada Refugio da Vila em 2010 e amei! Super caprichado nos minimos detalhes.

qual a melhor pousada na Praia do Forte, com “boa” estrutura , para 1 casal….

    Olá, Daizi! A Refúgio da Vila e a Solar das Tartarugas (esta, beira-mar) são as melhores.

Geovani Rosa Ribeiro, vale apena conhecer o hotel fazenda da lagoa em una proximo a ilheus.
geovani rosa ribeiro

    Olá, Geovani! A Fazenda da Lagoa é uma pousada top, recomendada se você estiver procurando muito sossego e uma paisagem mais selvagem 🙂

Geovani Rosa Ribeiro, adoramos as dicas da pousada de charme villa do comendador, o lugar é muito legal.
Rodrigao

Olá, Ceres! Existem várias pousadas de charme que o Comandante curte. Assim sem especificar um destino, fica difícil! No livro 100 praias que valem a viagem (dá para encomendar em qualquer livraria virtual) você vi encontrar todas as pousadas favoritas do Ricardo Freire!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.