San Martín de Los Andes: Rota dos 7 Lagos e Paso Córdoba

Chegando a San Martín de los Andes

Depois de dois dias descansando, comendo muito bem e não se cansando de olhar para o lago em Villa La Angostura (não, ainda não postei sobre isso), pegamos o carro para ir a San Martín de Los Andes, vilarejo aonde se chega por algumas das estradas mais bonitas da região de Bariloche.

Na Rota dos 7 Lagos

Fomos por uma destas estradas, a Rota dos 7 Lagos, dormimos em San Martín e voltamos no dia seguinte por outra estradinha panorâmica, que atravessa o Parque Lanín e serpenteia pela Passagem do Córdoba (Paso del Córdoba).

Para quem está em Bariloche, a Rota dos 7 Lagos começa a 85 km da cidade, passando o centrinho de Villa La Angostura. O início da estrada é asfaltado, e passa ao longo de um braço do lago Nahuel Huapi e também do lago Correntoso.

Na Rota dos 7 Lagos

Mais adiante você vira à direita na Ruta 234, que tem 51 km de cascalho. É nela que estão os outros cinco lagões, mais alguns laguinhos que não entram na conta.


Atualização: desde 2015, a estrada da Rota dos 7 Lagos está totalmente asfaltada.

O cascalho

O ideal é fazer essa viagem num dia superensolarado, para ver a verdadeira cor da água. Eu não tive essa sorte — apesar da previsão ser de sol, o tempo foi nublando pelo caminho.

Na Rota dos 7 Lagos

Outra idéia bacana é trazer um farnelzinho (!) e fazer piquenique à beira de qualquer um dos lagos. Todos têm áreas de camping ou praias públicas indicadas na estrada.

Na Rota dos 7 Lagos

Na Rota dos 7 Lagos

Na Rota dos 7 Lagos

110 km depois de te Villa La Angostura (195 km de Bariloche) você chega a San Martín de los Andes, uma cidade simpaticíssima à beira do lago Lacar — o mais impressionante da rota, por estar espremido por um fiorde. Vou falar com mais detalhes de San Martín num post específico; este aqui é para falar dos caminhos.

Na orlinha de San Martín

No dia seguinte escolhemos voltar via o Paso del Córdoba mais para variar o caminho; não tínhamos muita expectativa pela paisagem.

Acontece que… gostamos mais desse caminho do que do outro :mrgreen:

Na Ruta 63

Primeiro, porque é bem menos percorrido — tem menos movimento (e, nessa época seca, menos poeira). E depois, porque lá pelas tantas começam a aparecer formações rochosas louquíssimas.

Atravessar o Paso del Córdoba é emocionante (e perigoso, também; se vier um carro a toda na outra direção, pode te jogar desfiladeiro abaixo). A foto não dá conta de passar o risco.

O Paso del Córdoba

O Paso del Córdoba

Por este caminho, são 61 km de cascalho. E a distância de San Martín a Bariloche, 160 km.

Na Ruta 63

Na Ruta 63

Na Ruta 63

Na Ruta 63

Tem também um caminho inteiramente asfalto, que vai por Junín de los Andes, em 260 km. Mas este não passa nem por lagos, nem pelas rochas do Parque  Lanín.

Leia mais:

123 comentários

Essa paisagens são demais, fiquei em uma hotel no caminho de Cerro Catedral em frente ao lago, as montanhas cobertas de neve servindo de moldura do Nahuel Hapi são uma visão maravilhosas.
O que mais gostei foi poder diversificar a programação, um dia esqui, no outro passeios como os acima comentados e todo dia uma ótima comida acompanhada de um vinho excelente, tudo isso sem o cartão de crédito ser extrapolado.
Em Villa la Angostoura tem um parque ótimo para fazer caminhada, e tem uma parilla ótima, que serve para abastecer antes da volta pra Bariloche.

Riq;
Tive um problema muito sério com um hoteleiro mal intencionado em Villa la Angostura e cancelei minha hospedagem. Agora estou com o aéreo reservado e sem saber onde ficar. Gostei do El Faro http://www.hosteriaelfaro.com.ar mas não tenho nenhuma referência. Você tem alguma indicação para mim? Abraços e obrigada.

    Parece excelente.
    Me hospedei no Las Balsas, que é espetacular (vou fazer um post nos próximos dias), mas é bem salgado. O trio dos grandes hotéis é completado pelo Correntoso e pela Hostería La Escondida. Querendo economizar, te indicaria alguma hosteriazita ou apart ou cabaña em Puerto Manzano, http://www.puertomanzano.com , que é um bairro beira-lago. Mas esse Il Faro parece bem superior a tudo o que exista lá em Manzano (com exceção da Hostería la Escondida).

    Acho que vou ficar no El Faro porque é mais perto do centrinho e como vou com 3 crianças fica mais fácil…Vc chegou a visitar a La Escondida? É Bacana mesmo? O site não mostra claramente os quartos…Riq, obrigada!

Eu fiz essa rota do 7 lagos e é realmente maravilhosa. Depois de San Martin cruzei para o chile, passando por Valdivia(que não achei interessante) até chegar em Pucon, que é uma cidade que tem um vulcão lindo. O legal dessa região é que tudo é bem pertinho. Você vai de um lugar ao outro sem ter que fazer aquelas grandes viagens de carro. Muito legal o post. Lindas fotos.

Freire, essa região aí é lindíssima nessa época do ano. A maioria das pessoas insistem em ir só na época da neve… Mas perdem esse colorido maravilhoso desse período. No início de janeiro também é muito legal. Parabéns pelas reportagens.Beijo saudoso da ex-colega rosariense.

Ric, parabéns por mais esta viagem deslumbrante e inspiradora. Estou pensando em ir de Porto Alegre a Belém do Pará (onde estive na década de 70 e nunca mais voltei) para aproveitar umas milhas da TAM que estão vencendo agora no início de abril. Maio é ruim em Belém?

    Não tem época ruim pra Belém não, Noêmia. Sempre vai chover todo dia, e isso faz parte da paisagem.

    Só se você quiser esticar a Marajó ou Alter-do-Chão é que é preciso olhar a época. (Alter é de setembro a dezembro; Marajó eu teria que pesquisar.)

    Se quiser continuar esse assunto, por favor use a página https://www.viajenaviagem.com/brasil/brasil-a-z

Riq

Que tal um guia da Argentina? Alguem por ai sugeriu, e acho que é uma ótima ideia!

    Haha, eu teria que ficar o triplo do tempo em cada lugar 🙂

    A idéia é só me familiarizar um pouquinho com a região, para poder processar melhor a informação que rola por aí 😎

Riq, são tantas informações que estou meio tonta.Esta super viagem vai render um livro com certeza!Desempacote logo o livro para nós!E que fotos hem!!!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.