Santos: agora quem dá bola é o Beto

pontadapraia4501.jpg

Joguei no Google a frase “Canta a tua aldeia e cantarás o mundo”, e o oráculo me disse que a frase é principalmente de Tchecov, em boa parte também de Tolstói, um pouquinho de Maiakóvski e com alguma participação de Mario Quintana.

Na próxima busca é provável que a frase seja atribuída também ao nosso Beto Paschoalini, que publicou hoje um texto lindamente escrito e ilustrado sobre a sua aldeia, Santos. É um daqueles posts que, quando acabam, você fica no por-que-parou-parou-por-quê.

pontadapraia451.jpg

(Às meninas e aos não-paulistas: o meu título é apropriado do hino do Santos F.C.)

33 comentários

Ricardo, tudo bem? Sei que o post é antigo, mas li só agora as dicas do Beto, pq semana passada estive em Santos…

Se for possível, será que ele pode desvendar o mistério do pão de cará? Só tem em Santos e parece com o pão de leite de SP. Depois descobri que de fato o pão não leva cará em seus ingredientes. Pq tem esse nome então? Em alguma data distante já foi de cará mesmo? Há algum lugar onde é possível comer esse “antigo pão de cará”, se ele existir? E que fato histórico é esse que fez o cará ser popular em Santos?

Valeu!!