Serra da Capivara

Estrela da festa de encerramento da Rio 2016, Serra da Capivara fecha parque (ATUALIZAÇÃO: PARQUE REABERTO)

Serra da Capivara

A semana começou com uma excelente notícia para a Serra da Capivara: a carnavalesca Rosa Magalhães, diretora do espetáculo de encerramento da Rio 2016, revelou que nosso mais importante patrimônio da humanidade (o sítio com maior concentração de arte rupestre ao ar livre do mundo) será um dos temas da noite.

Antes que o fato pudesse ser comemorado, porém, veio a bomba: o piauiense PortalAZ noticiou que a arqueóloga Niède Guidon comunicou à Unesco sua saída da Fundham, a fundação que co-administra o Parque Nacional da Serra da Capivara, junto com o ICMBio (antigo Ibama).


Pampulha: como chegar
A caçula da Unesco

Com verbas bloqueadas pela falta da renovação da parceria com o ICMBio, a Fundham, que já tinha demitido 90% de sua equipe, ordenou a retirada dos últimos funcionários do parque.


Serra da Capivara
Atualização:

O Estadão teve acesso a um email do chefe do parque, Uwe Felipe Weibrecht, em que informa a seus superiores no ICMBio que o parque estará fechado pelo menos nesta quarta e quinta-feiras, para reorganizar a vigilância. Como não existem funcionários do Ibama habilitados a fazer cobranças, será preciso decidir se o parque permanecerá fechado ou reabrirá sem cobrança de ingresso.

É uma situação constrangedora, que já se arrasta há alguns anos, e que agora chega ao desfecho mais temido.

No próximo domingo, quando a Serra da Capivara figurar na festa de encerramento da Olimpíada, não haverá nada a festejar.

Leia mais:


Serra da Capivara

16 comentários

Hoje, lendo este post, com a perspectiva de quem testemunhou o incêndio do Museu Nacional, me pergunto: o que será deste país que não cuida da sua história e deste povo que rejeita a cultura por pensá-la como uma ideologia, sob o governo de gente que somente trabalha para transformar tudo o que temos em um grande mercado?

Muito triste, um absurdo, total descaso com nosso Patrimônio! Além do local ser fantástico, gerava renda para muitas pessoas. Realmente inacreditável essa situação. Estive lá no ano passado, foi uma viagem inesquecível, gostamos tanto que pretendíamos voltar…Todo o trabalho da Dra Niède Guidon foi espetacular, uma tristeza acabarem com tudo isso.

Não conheço o Parque, apenas sonho conhecê -lo. Entretanto, sinto esse abandono em que se encontra, como uma chaga na cultura universal.O sentimento ainda mais amargo, é que esse patrimônio que é da humanidade, se encontra no Brasil e, em última instância, somos nós os responsáveis por esse abandono absurdo

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.