Seth Kugel descobre: americano não pensa que a capital do Brasil é Buenos Aires, não

seth

Outro dia tomei um chopinho com o Seth Kugel, colaborador do New York Times que eu já elogiei pelas costas várias vezes aqui no blog. Gente finíssima, o Seth é autor das matérias seguramente mais antenadas sobre viagens ao Brasil que saem na imprensa americana.

Desde o início do ano ele está passando uma temporada baseado em São Paulo, como correspondente do site de notícias Global Post. Daqui Seth continua contribuindo com o NYT e algumas revistas do primeiro time.

Há algumas semanas ele publicou no Global One uma das matérias mais divertidas sobre rixas entre brasileiros e americanos que eu já li.

Incomodado com o fato de todo brasileiro que ele conhece tercerteza de que todo americano pensa que a capital do Brasil é Buenos Aires, Seth aproveitou uma viagem a Nova York para fazer uma pesquisa na rua.

Entrevistou 50 americanos aleatoriamente — e recebeu como resposta principal um “Não sei” (16 vezes). Em seguida veio a resposta “São Paulo” (13 vezes), e em terceiro, empatada com o Rio de Janeiro, a resposta certa, Brasília (8 vezes cada uma). Nenhum dos 50 entrevistados respondeu “Buenos Aires”.

O mais interessante é que o Seth não fez essa pesquisa para provar que o americano médio sabe geografia e não confundiria jamais Brasil com Argentina.

Pelo contrário. A tese do Seth é que o americano sabe tão pouco de geografia que não teria como pôr Brasil e Argentina no mesmo saco. Para ele, transpor a capital da Argentina para o Brasil seria um erro sofisticadíssimo, do qual o americano médio não seria capaz :mrgreen:

E só pra gente perder completamente a razão nessa picuinha, na volta ele perguntou a brasileiros na rua quais eram os presidentes da Índia e da China — outros dois países companheiros do Brasil nos BRICs, os emergentes da vez.

Ninguém acertou 😳

Leia a matéria na íntegra aqui. Visite também o site do Seth Kugel — e leia suas matérias recentes sobre a revalorização da cozinha brasileira em São Paulo, o Comida di Buteco de BH, o Baixo Augusta e Salvador.

47 comentários

Então, vou dar uma contribuidinha para esta discussão: viajando em um navio em que a grande maioria dos outros passageiros era autraliana (os outros, pela ordem: ingleses, sulafricanos, neozelandezes, alguns poucos americanos) eu confirmo: nenhum daqueles com quem eu conversei sabia que no Brasil se fala português. Nenhum. Todos eles achavam que falamos espanhol. Tem mais: uma autraliana, durante o jantar, me perguntou o seguinte: ” e os animais selvagens no Brasil, são muito venenosos? é fácil encontrá-los por lá?” Outra me confessou que nunca tinha encontrado ninguem que morasse no Brasil. Isso foi há quinze dias atrás, em plena era da internet, meus amigos.

eu garanto que se fizerem uma pesquisa aqui no BRASIL perguntando qual é a capital dos E.U.A, mais da metade dos entrevistados não dirá WASHINGTON.

OBS: GENTE IGNORANTE EXISTE EM TODO LUGAR!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.