Sierra Nevada: as dicas dos leitores

Sierra NevadaA apenas 30 km de Granada, na ensolarada Andaluzia, Sierra Nevada é uma estação de esqui que tem tudo para agradar ao brasileiro que quer incluir um contato com a neve na suas férias de fim de ano, mas não quer morrer de frio o tempo todo.

Eu nunca fui; mas pelo que entendo dos relatos, a coisa se dá meio que no mesmo esquema Santiago x Valle Nevado, só que ainda mais simples. Há ônibus de linha que fazem o trajeto (de apenas 40 minutos) durante a temporada (compra-se os bilhetes na estação de ônibus de Granada, de preferência de véspera). São três horários em dias de semana, e quatro horários aos sábados, domingos e feriados. Também dá para subir de carro, ao que parece, sem maiores grilos.

Outra facilidade de Sierra Nevada é a língua, e não estou falando apenas do espanhol. Sierra Nevada é a estação de esqui favorita dos portugueses, uma espécie de Bariloche tuga.

Granada, que está ao pé da serra, oferecerá um friozinho respeitável à noite e em dias nublados. Se você seguir para Ronda, outra cidade serrana, também precisará se agasalhar. Mas a parte baixa da viagem — Málaga, Sevilha — pode permitir um ou outro dia em mangas de camisa.

Vindo de Barcelona ou de Madri, o melhor meio para chegar a Granada é de avião. Dentro da Andaluzia, ande de carro (é o meio mais indicado) ou de ônibus; o trem só é veloz entre Sevilha e Córdoba.

E aí? Quem é que já deu uma chegadinha em Sierra Nevada no inverno e pode contar pra gente como foi a experiência? Valeu a pena? Tem algum macete pra passar adiante, ou alguma roubadinha que dá para evitar? Dizaí! Gracias!

Leia mais:

41 comentários

Pra quem quer esquiar/ter contato com neve “em português” uma outra boa opção é Andorra. Não apenas muitos portugueses vão esquiar lá como muitos moram lá, da pra falar portugues o tempo todo. Inclusive é possível fazer aulas de esqui em português nas estações.
Para chegar em Andorra é só pegar ônibus ou van no aeroporto de Barcelona ou de Toulouse? São 3 horas até lá vindo de uma dessas cidades.

Estou indo para Espanha e Portugal no ínicio de novembro.
Vou ficar três dias em Sevilha, 3 em Porto e 3 em Lisboa.
Gostaria muito de conhecer Sierra Nevada.
Seá que dá pra fazer um bate volta Sevilha – Granada, conhecer Sierra Neva e voltar no mesmo dia?
Qual melhor meio de transporte para chegar em Sierra Nevada? ônibus ou pegar um táxi?
Somos três adultos.
Quem puder me ajudar…
Lívia.

Estive no começo desse mês. O frio estava completamente suportavel. Fiquei no Ibis de Granada que fica proximo a saída da estrada para Sierra Nevada, otimo custo x beneficio. Nunca havia esquiado e contratei um professor particular com meu noivo. Alugamos roupas e equipamentos para o dia, quanto mais longe do teleferico a loja estiver, melhor os preços. Dá para negociar também!

Dica: o forfait (ingresso) para subir, estava custando 31 euros. Porém encontramos pessoas vendendo os proprios proximo à bilheteria, pois estavam indo embora cedo. Conseguimos por 20 euros cada um.

Também fui só de bate-volta desde Granada na véspera dum Reveillon (30 ou 31 de dezembro/2010). Recomendo sem sombra de dúvidas para curtir um bocado de neve no sul da Espanha. Já que todo o resto do sul da Espanha não tem neve, é um ótimo jeito de mudar um pouco a cara da viagem para uma paisagem branca.
A estrada desde Granada é super tranquila. Só tenho uma dica de estacionamento para contar: tem um estacionamento descoberto antes da cidade, que parece ser o final da linha para carros e que tem que andar bastante pra chegar na cidade, mas se dirigir um pouco mais chega-se a um estacionamento coberto que fica embaixo da cidade, e economiza-se uma pernada boa.

É uma cidade gostosa para curtir, pois tem muitas lojas, cafés e restaurantes. Porém, se não for pra esquiar, algumas horas são suficientes por lá, o que justifica o bate-volta desde Granada.

Eu estive lá em fevereiro de 2011. Meu pacote era só para Madrid. Mas como queria conhecer neve, pois nunca tinha visto, resolvi ir para lá.

Reservei um hotel em Granada e aluguei um carro em Madrid e fui para Granada. No total, são umas 4h de viagem andando tranquilo. A estrada é muito bom. A grande maioria do trajeto é feito em rodovias. Não tem pedágios até lá. Pode ir numa boa de carro para Granada. Cheguei em Granada de tarde. Rodamos pela cidade e só fomos para Sierra Nevada pela manhã. Eu até iria de noite, mas fiquei com medo de pegar uma nevasca na estrada e sofrer um acidente.

Fui de manhã cedo para lá. Existem vários avisos de que a estrada pode fechar caso as condições do tempo e que talvez seja necessário usar corrente nos pneus e em que trecho tem que usar. A estrada estava super tranquila. Dizem que tem mts radares na Serra. A velocidade lá é de 40 km/h. Procurei andar na velocidade correta na serra.

Chegando lá, você pode estacionar na rua ou em estacionamento privado. Não lembro o preço exatamente. Eu acho que foi uns 15 euros para ficar umas 5 horas.

Na parte baixa, tem bastante lojas e lanchonetes. É possível pegar um teleférico para a parte alta, mesmo que você não vá esquiar. O teleférico custava por volta de 15 euros tb. Lá em cima, tem outro teleférico, mas nesse, são vão as pessoas que vão esquiar. Nessa região mais alta tem poucos restaurantes.

Quando eu cheguei no estacionamento, eu senti muito frio. Eu só tenho casacos finos. Já estava disposto a comprar um casaco grosso para aguentar o clima lá. Mas quando fui para a rua, aconteceu a mesma coisa que a Yara. O clima estava tranquilo. Tirei as luvas e um dos casacos finos (eu estava com 2 casacos).

Como fiquei poucas horas, não deu para tentar arriscar no esqui. Agora em janeiro, irei para a França. Uma das cidades que vou conhecer é Grenoble. Lá eu vou tentar esquiar, rs.

Recomendo visitar Sierra Nevada, principalmente quem nunca viu neve. É muito tranquilo de chegar lá.

Se alguem quiser, eu coloco umas fotos no megaupload e mando os links.

Eu fiquei numa pousada (ótima) no caminho de Granada para lá. Ia de carro sem problemas. Eu não esquio mas adoro ir para as vilas de esqui (na Suiça, França ou mesmo menores e menos famosas na Espanha). Nesse contexto, fiquei muito decepcionada. Não tem charme, tem camelô vendendo luva pra tudo que é lado, não tinha lugar gostoso para fazer caminhada e na época ainda fumava-se no interior dos restaurantes o que me fez ficar o dia inteiro numa mesa exterior com um frio danado esperando o maridão snowbordar. Já ele gostou, mas se tem neve e ele pode subir na prancha, ele está sorrindo…

Minha opinião é: se você já vai praquelas bandas e ama esquiar ou nunca esquiou ou nunca viu neve, é uma oportunidade legal. Mas se você tem referências melhores, pode ficar “aburrida” como eu.

Espero ter ajudado.

Beijos.

Aline

Estivemos lá em dezembro/2010. Fizemos um bate-volta desde Granada, com o ônibus que sai da rodoviária (são poucos horários durante a semana). Foi nossa primeira vez na neve, não sabemos esquiar, mas a experiência valeu demais. O lugar é lindo, a neve havia caído dias atrás e tivemos um dia ensolarado. Fazia frio é claro, mas foi bem agradável. Trouxemos fotos lindas e ótimas lembranças. O lugar ferve de gente por todos os lados, muvuca total, então sempre tem alguma fila nos restaurantes/lanchonetes e banheiros.
Ah, Ricardo, o trem de Málaga para Córdoba/Madri, agora também é rápido.

Estive lá em 2008, fui de carro com amigos tugas e espanhóis, assim estava tudo já “arreglado”.

Subir de carro de Granada leva um tempo, mas pelo que lembro, menos que de Santiago ao Valle Nevado/El Colorado. Se o dia estiver ensolarado, é possível sim esquiar sem muito casaco, mas isto acontece em todo canto. Na época os preços eram bem melhores que na França e Suiça, e a neve de qualidade respeitável. Além disso, há pistas para todos os níveis, e em dias claros, pode-se ver o mediterraneo lá de cima.

Se a idéia é visitar a Andaluzia e esquiar, acredito ser um lugar conveniente. Porém para férias de esqui/Snowboard, há muitos lugares melhorese mais proximos a aeroportos principais.

Estive lá há muitos anos. Fui de carro, dá para chegar numa boa e estacionar em uma área reservada para isso. Detalhe: do estacionamento até o “centrinho” há que se encarar uma bela subida. O curioso é que, apesar de ser inverno e a Serra estar realmente Nevada, eu senti um calorão (tenho uma foto, não sei onde, em que apareço com as luvas penduradas na calça e as mangas da camiseta arregaçadas – acho que foi a subida). Por ser temporada, estava bem cheio, mas como eu não sei esquiar, fiz ponto em um restaurante com vista para as pistas. Nenhum problema para se conseguir uma mesa. Como passeio de um dia, acho que vale a pena, sim. É tranquilo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.