Suíça pro PêEsse

suica2

O PêEsse está considerando uma viagem à Suíça, em setembro ou em dezembro, e pede dicas.

(A Dani S. já entrou para dizer que só iria em dezembro se fosse para esquiar; que para encontrar as estradas panorâmicas desimpedidas é melhor ir em setembro.)

Tirando dois dias que eu passei em Zurique no meu mochilão de 1985 (!), eu não tenho experiência nenhuma de Suíça.

Já tinha discorrido teoricamente sobre o assunto num post de dois anos atrás. Relendo o que escrevi continuo basicamente com a mesma intuição.

Eu não perderia tempo com Zurique ou mesmo Genebra, e tentaria montar bases em cidades menores. Em vez de tentar cobrir o país inteiro, faria um roteiro demarcado e slowzinho, que permitisse ficar de tocaia à espera de dias bonitos para fazer os passeios panorâmicos. (Trem ou carro? A gosto do freguês. Eu iria de trem. Mas carro, sem neve, deve ser bacaníssimo.)

Nessa fase do planejamento, eu pesquisaria todos os verbetes de cidades e montanhas e trajetos que aparecessem e faria um rankingzinho particular. Daí pegaria os tops e veria quais lugares dariam um itinerário fluido.

O Rick Steves é um cara muito bom para identificar os lugares mais significativos/impactantes de cada destino. Eu não concordo com o ritmo das viagens dele, mas o seu itinerário favorito da Suíça é um bom ponto de partida.

O Frommer’s também tem um roteiro de 15 dias com boas idéias.

Mas o cara em quem eu grudaria para planejar essa viagem é o Swissfan, um comentarista assíduo da seção suíça do TripAdvisor. A página dele de contribuições leva a posts que discutem todas as dúvidas que podem passar pela cabeça de alguém que queira ir à Suíça. O sujeito dá pitacos em itinerários de 4 a 18 dias, aponta detalhes pouco práticos e, no geral, parece mandar muito bem. Senti firmeza.

Aqui da nossa turma, a Luisa do Arquivo de Viagens tem belos posts de St. Moritz, do Bernina Express e do Ticino, a Suíça italiana. A Dri do Dri Everywhere tem dicas de Genebra e de Zermatt. (Quem mais tiver post sobre o assunto, manda o link que eu colo aqui!)

E você? Tem dicas testadas e aprovadas da Suíça? Ou uma receitinha de bolo interessante para repassar? Põe na roda, pufavô!

Foto emprestada do site oficial MySwitzerland.com

86 comentários

A única lembrança que tenho da Suiça é Grindewald .
Juro que achei todo o resto muito clone do Rio Grande ( do Sul ) e cheirando demais a confort pro meu gosto ( tudo muito certinho demais )

    Pois a única coisa que eu me lembro da Suíça é de um reloginho Tissot que eu comprei em Zurich. Não durou uma semana 🙁

Oi Riq, meu comentário não tem nada a ver com a Suíça mas acabei de voltar de Itacaré e queria agradecer a todos daqui pelas dicas. Minha estadia na Burundanga não deu certo mas acabei ficando na Aldeia do Mar e adorei! Peguei 3 dias de sol e três com chuvas ao longo do dia e isto impossibilitou alguns passeios mas valeu a pena. A vibe de Itacaré é única! Gde abraço a todos da tripulação!!

Fizemos uma viagem pela Suíça em dezembro/janeiro de 2007, em quatro pessoas. Estávamos de carro (com as correntes de pneus para neves no bagageiro de onde não saíram uma única vez em 18 dias, o que foi muita sorte, pois no ano passado nevou muito na mesma época!) e vinhamos da Alsácia. Entramos por Basiléia (que não valeu a pena) a caminho de Luzerna. Depois, Zug (a cidade mais rica de toda a Suíça, pequeninha e muito charmosa, uma uma boa surpresa no nosso roteiro) a caminho de Zurique. Daí a Berna, Fribourg (desta não gostamos muito), Interlaken, Grinewald (estação de esqui), Bulle, Chateau d´Oex (se não fosse pleno inverno, eu teria feito um passeio lindo de balão pela região de Gruyéres), Cresuz (entrou no roteiro para irmos a um restaurante de uma pousada recomendado por amigos chamado Le Vieux Chalet para comer a deliciosa raclete suíça), Gstaad (outra boa surpresa) e então a Lausanne (que foi a nossa decepção em toda a viagem). Daí a Vevey e Montreux, e a Sion como base para conhecermos Zermatt. Depois Nyon e Coppet a caminho de Genebra (que de todas as cidades grandes, foi a nossa preferida. Recomendo o passeio na orla do lago, a visita guiada na ONU e o museu da Cruz Vermelha. As praças são lindas… fiquei encantada com uma que tinha paralepípedos no chão, iluminados e com frases em diversas línguas, mas infelizmente não me lembro do nome).
Nós conseguimos até fazer algumas das rotas apontadas pelo GPS como verdes (as estradas menores mas em lugares lindos) pelo bom tempo, mas foi sorte. Sabíamos de ante-mão que a previsão do tempo precisaria ser checada diariamente para confirmar o roteiro. A Suíça toda de branco é muuuuuuuito linda! Eu só não recomendaria a quem detesta o frio…

Retificação: Lugano é grande demais pro meu gosto (cidade grande é tudo igual), apesar de ficar à beira de um lago. Nós ficamos foi em Locarno, que é lindinha.

Eu fui em Genebra e Zurick na encarnação passada, de excursão, e achei a região do lago Genève linda (a UNESCO também acha). No ano passado, voltei de carro, com calma, e fiz a Suíça a partir da Itália (então fiquei pelo sul). Recomendo! Os passes (o jeito de passar pelas cadeias de montanhas, por estradas que sobem fazendo voltas) são belíssimos (ou, pra andar rápido, dá pra andar pelos túneis mais compridos que eu já vi, de quiloooooooometros). Se o dia estiver bonito, ir pelo lado de fora é deslumbrante pelas vistas, passando em vilinhas. Para minha surpresa, há várias cidadinhas INTEIRAS de casinhas de madeira, aquele típico chalezinho suíço. E tem vaquinhas soltas pelos campos, com badalo no pescoço. E vistas maravilhosas de montanhas nevadas e lagos de todos os tons de azul e verde possíveis. A Suíça do interior parece uma versão estendida de um comercial da Suíça. Até no rádio passam aquelas musiquinhas Olele-hi-hooooooooooo que eu achava que só existiam em filmes. A propaganda da Suíça não é enganosa!

Trocando em miúdos: eu iria em Berna (fofa, toda histórica, a UNESCO também acha) e Interlaken, e ficaria nessa última uns bons dias, pra fazer a subida do Jungfraujoch e passear nas vilinhas em torno (esse é a área do Berner Oberland que o Rick Stevens recomenda com gosto). Lucerna também é fofa, mas um dia inteiro resolve (não deixe de ir conhecer as praças lindas, além da manjada ponte de madeira). A Suíça italiana – Lugano – é legal mas meio sem personalidade (é italiana demais pro meu gosto) mas não deixa de ser linda, especialmente conjugada com Belinzona (os posts da Luíza são ótimos; são os que me animaram).
Em conclusão: viajar em qualquer época que não o inverno é muuuuito melhor – no inverno, você só vê neve e mais neve, e árvores desfolhadas (a maior irritação do meu marido). Sem contar que a possibilidade de dias ruins é bem maior. Exemplo: o meu marido foi na Suíça em janeiro, e achou bobo. Nem queria voltar – fui eu que bati o pé que queria ir. Depois, diz ele que visitou outro país na primavera: bonito, fotogênico, colorido. Adorou.
PêEsse, vá em Setembro! :mrgreen: E coma fundue e chocolate Ovomaltine por mim!
PS: por que ninguém pensou nisso antes? Chocolate suíço é bom. Ovomaltine suíço é bom (eles chamam de Ovo lá, pra minha consternação). Os dois juntos é estupendo (doce à beça, mas estupendo)!

    Ola Dani….Adorei seu comentario, e gostaria se possivel que vc me ajudasse.Pretendo viajar em Setembro, mas tenho 60 anos, e meu marido 67.Andamos bem, mas como sofr um acidente,tenho uma certa dificuldade de subir muitos degraus.
    SERÁ QUE TEREI PROBLEMAS?Estou pretendendo viajar de trem, até porque é minha primeira vez lá,Será que posso alugar um carro?qualé sua opinião.Quanto vc acha que vou gastar por dia, com cafe da manha e mais uma refeição, hospedagem tipo duas estrelas?Ficaria feliz se vc me respondesse.Grata, d milka.

    Milka, não posso ajudar quanto ao trem, porque eu fiz a viagem toda de carro. Mas, por princípio, a Europa toda costuma ser muito mais preparada do que aqui (a Suíça ainda mais, já que é toda certinha), e DEVE ser tranqüilo achar estações próprias para portadores de deficiência, com aqueles elevadorzinhos e rampas, que poderão te ajudar também. Então, *acho* que não haverá problema.
    Quanto a gastos, nós gastamos entre 80 e 100 euros por dia em hotéis bem situados e com banheiro, com café da manhã (para dois). Para uma refeição, calcule uns 20 euros por pessoa (em restaurante mesmo) ou uns 6 a 8 para lanches. A Suíça é beeem carinha, então não dá pra brincar muito com dinheiro. O que nós adoramos é fazer turismo de supermercado (amo visitá-los) e comprar queijos e pães, e vinho nacional, pra fazer picnics no hotel (ou em parques legais).
    Se eu puder ajudar, é só perguntar! :mrgreen:

    Olá Dani,

    Estou planejando viajar para Itália e Suiça em setembro. Tenho uma dúvida, pois estarei saindo de carro de Veneza até Brescia e subindo para Tirano. Lá deixarei o carro na Italia para subir de Trem até Chur, passando por St. Moritz e Davos. Quero pegar um outro carro em Chur e passar pela fronteira da Austria e ir para Zurich. Será que esta troca de carro é possível fazer, ou seja, deixa um na Italia e pega outro na Suiça?

    Vc tem ideia ou já fez algo parecido??

    Fico no aguardo.
    Flávio

Eu sugiro o glacier express em Zurich, que vai até a Italia. O arquivo de viagens da Luiza tem um post bem recente sobre o assunto. (arquivodeviagens.wordpress.com)

Eu tambem recomendo Bern que e uma graca. Se for em dezembro, e quiser esquiar, a dica e Engelberg. Zurich e Genebra sao cidades maiores, mas que tambem tem o seu charme. O engracado na Suica, no inverno, e que tudo mundo sai da cidade nos finais de semana com os esquis ou snows em cima do carro para ir esquiar… e tipo paulista deixando a capital para pegar uma prainha.

Riq
Eu conheci o seu blog, quando planejava uma viagem para a Suiça em 2007.Peguei algumas dicas no seu post antigo. Desde então, só viajo com as suas dicas e tb da tripulação. Nós fizemos a viagem de carro. Fomos a Lugano (parte italiana), que sinceramente eu não recomendo. Achei a cidade sem graça, bagunçada.É melhor ir para a Itália. Depois fomos para a parte alemã: Lucerna, Berna, Zurich e Interlaken. Adorei todas estas cidades. A região de Interlaken é linda. É boa para servir de base, com estradinhas e vilinhas maravilhosas.
A parte francesa eu não conheci, mas dizem que é muito bonita também.

    Bagunçada? Tem certeza? A parte bagunçada de Lugano, na minha opinião, se resume às vizinhanças dos outlets onde o pessoal do norte da Itália vai se abastecer de roupas, brinquedos e eletrônicos baratos. 2 km fora desse epicentro é uma região bem tranquila.

    Olá André… vou com minha familia agora em julho p/ a Suica.. vc teria algumas dicas sobre estes outlets??? Aguardo seu retorno. Obrigado

PêEsse, eu só fui uma vez a Suíça e só visitei a parte alemã, mas seguem algumas dicas. Berna e Interlaken são imperdíveis. A primeira tem um centrinho lindo que é patrimônio cultural da Unesco e merece pelo menos 1 dia. Interlaken é muito pequena, mas é ponto de partida para vários passeios interessantes, como o de Jungfrau, onde vai de trem até a estação mais alta da europa e sempre tem neve, castelo de gelo e vistas maravilhosas, e o passeio pelos 2 lagos que a cercam. Além disso, existem várias cidadezinhas interessantes em volta de Interlaken, como Grindewald e Murren. Também visitei Lucerna e acho que merece uma visita, mas se tivesse que optar, ficaria com as duas primeiras.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.