Testada e aprovada: Barra Grande, no Piauí, uma praia BBB

Pousada Ventos Nativos, Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Pousada Ventos Nativos, Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

Um dos pontos altíssimos do meu rali pelo litoral brasileiro no ano passado, para terminar o 100 praias que valem a viagem, foi ser apresentado a Barra Grande, uma linda praia piauiense 50 km a leste de Parnaíba. Nos últimos anos, o lugar foi descoberto por kitesurfistas gringos; quem me deu a dica foi o Thiago Parente, que é de Teresina.

Passei muito rapidinho — era um rali, pouquíssimo propício a um campo inicial — mas meu radar acusou um potencial altíssimo. A beleza da enseada; a gostosura do mar (meio que de tombo, bem diferente do padrão rasinho e encrespado do litoral do meio-norte); o astral do vilarejo (potencializado pelo bom-gosto dos que estão chegando) e a dificuldade de acesso (não há aeroporto por perto) me fizeram declarar Barra Grande o grande achado da expedição. (“A melhor parada para descansar e pegar uma praia entre os Lençóis Maranhenses e Jericoacoara”, foi mais ou menos o que eu, ahn, decretei.)

Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

Um dos primeiros a ir conferir a dica foi meu chapa André Galhardo, diretor de arte carioca com raízes piauienses. Depois de ter passado muitas férias na infância e adolescência em Parnaíba, ele estava curioso para testar a novidade, a bordo da patroa e do pimpolho. E eu, curioso com o que ele ia achar.

Ao voltar ele já me mandou um email dizendo que tinha adorado. Mas o fidibeque completo só chegou há algumas semanas (logo depois do blog se mudar para cá). Aí vai o relato completo — incluindo as roubadas 🙂

Acabei de ler seu post das ostras catarinenses – e jurei que ainda hoje te escreveria para falar sobre as ostras piauienses de Barra Grande 🙂 Lá nos esbaldamos, aproveitando a cotação de R$ 5 a dúzia! Ainda com delivery: Marcos, dono de uma das fazendas de ostras que fica no delta logo ao lado, ainda leva um isoporzinho na sua pousada com ostras recém-colhidas, limão e faquinha… (O telefone do rapaz:           86/9931-0176         .)

Café da manhã pé-na-areia, Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Café da manhã pé-na-areia, Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

Para ser perfeito, só faltava um bom espumante, nacional mesmo. Mas as cervejinhas do Bistrô, bar/restaurante da pousada Ventos Nativos sempre estavam geladinhas. O dono do Bistrô e da pousada é o Mathieu, um francês de 25 anos que há 5 passou por lá para andar de windsurf e conhecer a família de sua mãe. Aí, já sabe – virou clichê: o francês enlouqueceu com lugar, decidiu ficar… e se apaixonou pelo kite.

(Aliás, é muito engraçado ouvi-lo falar português com sotaque de piauiense: “Ô neguim, sigure a vela do kite pra mim, sigure…”)

Pousada Ventos Nativos, Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Pousada Ventos Nativos, Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

Ficamos lá mesmo na Ventos Nativos e fomos ultra bem tratados. Pé-na-areia, na frente da ponta que surge na maré baixa, super café da manhã… diária de 140 paus/casal – e não cobraram nenhum adicional pela presença do João, de 4 anos. (Detalhe: todas as “melhores” cobram 140 reais mas só “a melhor” não cobra adicional por criança.)

Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

Sobre a praia… bem sobre a praia o que acrescentar, já que você já definiu tão bem Barra Grande: simplesmente um dos melhores banhos de mar do Nordeste. Praia com água cristalina, piscininhas etc etc… pedir mais o quê?

Ok, pediria só para os kites invadirem com menos freqüência o melhor banho de mar do nordeste, ficando lá na pontinha deles, bonitinhos. Tira a tranqüilidade – e é perigoso mesmo, ainda mais com crianças na área.

Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

É um esporte lindo e fiquei feliz ao ver como o kite traz progresso sem quarto-de-empregadizar* o lugar. Mas eu precisava ter tido a infeliz idéia de tentar aprender a velejar naquela pranchinha? Olha, sou carioca, 20 anos de praia, surfista etc etc… mas aquela coisa é muito difícil!!! É fácil cair na tentação, por isso peço que desencoraje desavisados com todas as forças.

Os “instrutores” tentam faturar uma grana com um “curso rápido” que custa por volta de 800 reais mas que, na maioria das vezes, resulta apenas em litros de água salgada no seu nariz.

Porque depois de aprender a empinar a pipa, o próximo passo é dominar a técnica de “Body Drag” – que consiste ser arrastado pelo Kite na água sem prancha. Mais ou menos como nos filmes do velho oeste, quando o mocinho é arrastado no chão por uma corda presa ao cavalo do bandido, sacumé? Litros de água no nariz, nem quero lembrar 🙁  Algo pior aconteceu com uma turista: “dragou” uma caravela, aquela água viva… ai, ai, ai.

Ou seja, melhor caminhar pela praia, ver os gringos arrepiando ou pegar um bote da Barratur — e passear 1h pelo Delta para tirar fotos de cavalinhos marinhos.

Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)
Barra Grande, Piauí (foto: André Galhardo)

Mas voltando à praia, se não me engano você não citou outro ponto fortíssimo: na maré baixa surge uma ponta de areia e rochas, que entra mais de 1km para dentro do mar. Bem na frente da Ventos Nativos. Quando a maré começa a subir, surgem dezenas de piscinas e algumas ilhas — sensacionais! Diria que é a “melhor ponta do nordeste” 😉 – pelo menos bem mais longa e interessante que a de Corumbau.

Enfim, tinha muito mais coisa para fazer. Ir para Jeri pela praia por exemplo. Mas relaxamos e depois de 4 dias voltamos para a fazenda do meu avô, felizes da vida por termos descoberto esse paraíso. O João adorou.

Barra Grande, Piauí (foto: Gabriela Galhardo)
Barra Grande, Piauí (foto: Gabriela Galhardo)

Obrigado, André!

Eu acrescento: Barra Grande é uma excelente opção para pegar praia em julho: lá em cima no meio do ano o tempo já está firme, o mar está azul, e os preços são camaradíssimas. Além da Ventos Nativos, considere as pousadas Casa TartarugaBGK, Vento do Mar, Rota dos Ventos, Casa Taboa (         86/3369-8051         ) e Pontal da Barra ( 86/3369-8100 ).

Como o aeroporto mais próximo é o de Teresina, 410 km para o sul, aproveite para visitar outros tesouros do Piauí, como os parques da Serra da Capivara e das Sete Cidades. Os passeio ao Delta e aos Lençóis Piauienses podem ser feitos a partir de Barra Grande mesmo.

*quarto-de-empregadização: o André se refere a um fenômeno que eu já relatei e que costuma acontecer em vilarejos de praia recém-descobertos por forasteiros; os nativos tentam dar um upgrade a suas pousadinhas, mas acabam transformando acomodações rústicas em bregas. Barra Grande do Piauí conseguiu pular essa fase…

Leia também:

Ponha no mapa: Barra Grande do Piauí

147 comentários

Olá Ricardo Freire, estou indo com meu marido para Lençóis maranheses e voltaremos para SP por Fortaleza, temos costume de viajar de bike pela praia e estou com dúvida de levar a bike. Pretendemos conhecer os lençóis e depois ir descendo para Barra Grande e ir a Jericoacora pela praia (parando em camocim, tatajuba). Será que dá para pedalar parte da viagem? Eu conheço de jeri a camocim e sei que esta região dá para pedalar. Mas de barreirinhas a Paulino Neves, tutoia e Barra Grande eu não conheço e não sei se a melhor opção seria pegar um barco para Parnaiba. Gostaria de uma dica. Obrigada

    Olá, Georgia! Quem responde é A Bóia. Não existe mais barco entre Tutóia e Parnaíba, é preciso ir de ônibus. A estrada é asfaltada a partir de Paulino Neves. Entre Barreirinhas e Paulino Neves é areião. Trata-se de uma região muito pouco povoada.

Olá!!!
Saberia me dizer se há algum ônibus que vai do aeroporto de Teresina direto para PARNAÍBA? Não consigo encontrar boas informações.
Obrigada.

Voa tarde, prezados amigos, estou interessado em conhecer barra grande, estou indo na proxima semana, e gostaria de saber como sao as aguas, as praias e alguma sugestao de pousada, estou indo com minha esposa e meu filho de 8 meses, nso quero passar por problemas. Aguardo infirmacoes.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.