Trem na Europa: qual é a antecedência necessária para conseguir as tarifas promocionais?

ave

Acabo de receber um email da Renfe, a ferrovia espanhola, anunciando que a partir de agora passa a vender passagens promocionais com 4 meses de antecedência. Ou seja: se você quer fazer Madri-Barcelona ou Madri-Sevilha com tarifa Web (até 60% de desconto) ou Estrella (até 40% de desconto), deve começar o garimpo 120 dias antes da data desejada.

Aproveitei o embalo e fui checar a antecedência de compra nas outras principais cias. ferroviárias européias.

Deutsche Bahn (Alemanha) — dá para reservar com 89 dias de antecedência; as SavingsFares (Dauer-Spezial) começam em 29 euros.

SNCF (França) — as tarifas Prem’s, as mais descontadas, são postas no sistema 90 dias antes da data.

FDS/Trenitalia (Itália) — as viagens entram no sistema com 60 dias de antecedência. Nos trens de alta velocidade as tarifas descontadas são a Super-60% (poucos assentos, teoricamente disponível até 30 dias antes da partida), Speziale-30% (assentos limitados, teoricamente disponível até 15 dias antes da partida) e Promo-15% (disponível até uma semana antes da partida). Nos demais trens pode-se conseguir a tarifa Amica, que dá 20% de desconto para compras efetuadas até 48 horas antes da partida.

Eurostar — para ir da França à Inglaterra ou vice-versa com desconto, reserve com 90 dias de antecedência. (Pode ser feito também no site da SNCF).

Atenção para a pegadinha: esses 60, 89, 90 ou 120 dias são corridos. Os meses de 31 dias podem atrapalhar as suas contas 🙂


437 comentários

Riq, recebi o email, abaixo, da Air Berlin no dia 16 de junho, porém só vi hoje. Não sei se poderá, ainda, ajudar àqueles interessados em voos low cost:
“This year there is a very special summer highlight for 18 to 27-year-olds: the city tour pass from airberlin and NIKI! You can select your 5 favourite cities from a total number of 34 destinations in 15 European countries and experience an unforgettable European tour in July and August for just € 199.
You can book here:
The city tour pass from airberlin and NIKI »
The offer is limited to 3,000 tickets – so it’s best to book early!”
The airberlin team would like to wish you a pleasant flight!
*Incl. taxes and charges. Travel period July – August, on selected routes and flights.

Peço, agora, duas informações: 1- Em relação a Trip, você sabe se haverá tarifas Achei para Noronha e, se for o caso, a partir de quando? 2- Em uma primeira vez, quantos dias reservo para Noronha?

    Marcelo, tudo o que sei sobre tarifas da Trip ou de qualquer cia. é o que aparece no site 🙂

    Numa primeira vez em Noronha ficaria pelo menos cinco noites. O primeiro dia é perdido porque os aviões chegam no meio da tarde (no Panrotas aparece um horário da Trip chegando às 13h20, mas ou você vai no corujão da Gol ou tem que dormir no Recife uma noite).

    Idealmente eu ficaria uma semana, Noronha merece.

Riq, eu e meu futuro marido (Alberto) estávamos planejando passar a lua de mel na toscana em Jul/AGO, 18 dias completos. Mudamos de idéia e resolvemos ir de carro de Roma a Paris, aproveitando a Toscana e Cote d´Azur. Acha que é uma boa idéia? Pode nos ajudar com o roteiro de hoteis ao longo da viagem?? Gratos Alberto e Flávia.

    Sua idéia original era melhor, Flávia.

    Não simpatizo com viagens de carro que cubram muito chão e envolvam muita auto-estrada. Paisagem em auto-estrada é chatíssima. Só quem se diverte, eventualmente, é o motorista, caso goste muito de dirigir. Para mim as melhores viagens de carro são as que exploram regiões delimitadas, que permitam desvios não-previstos, que não exijam cronograma muito rígido nem uma reserva de hotel te esperando num lugar muito distante aonde você precise chegar ainda hoje. O melhor sempre é montar bases de pelo menos dois dias — três é melhor — em lugares de onde se possa fazer pequenas viagens circulares aos arredores.

    Uma semana é o tempo mínimo para fazer a Toscana básica. Na Côte d’Azur você vai precisar de pelo menos quatro dias. Não investir uns três dias na Ligúria seria um pecado. Só aí já tem 14 dias, e não falamos nem de Roma nem de Paris.

    De Nice a Paris são 900 km atravessando as montanhas — o caminho é cheio de tentações, Lyon/Annecy, a fronteira da Suíça, Dijon.

    Caso você vá até St. Tropez — uma pena não descansar/agitar por lá uns 3 dias — então a volta é por Marselha (775 km), e daí vai dar tristeza não fazer a Provence (o que requereria uma semana fácil).

    Caso vocês não pensem em ficar nem em Roma nem em Paris, podem descer direto em Florença ou Roma e pegar o avião de volta desde Nice ou Marselha.

    Levem em conta também a taxa de devolução do carro no país diferente do qual vocês retiraram. Talvez saia mais em conta fazer um leasing.

    Acho que vocês resolvem essa viagem melhor ficando pela Itália mesmo. Fazendo Toscana e Ligúria, dando uma chegadinha na Umbria, ou de repente terminando na Costa Amalfitana (que, na minha opinião, é bem mais interessante do que a Côte d’Azur).

    Ou então, depois de fazer a Toscana (de repente com a Ligúria), devolver o carro em Roma e voar a Marselha (há vôos diretos pela Alitalia/Air France), alugando outro carro por lá para fazer a Provence.

    Simule roteiros em http://www.viamichelin.com. Selecione os percursos “sightseeing” para ver os itinerários panorâmicos.

    Para idéias na Toscana, veja http://arquivodeviagens.wordpress.com .

    Para idéias na Provence, http://outromododeviajar.com.br.

    Costa Amalfitana: https://www.viajenaviagem.com/2009/05/vai-por-mim-costa-amalfitana-e-capri/

    Leia também as dicas do André Lot:
    https://www.viajenaviagem.com/2009/05/carro-na-europa-as-dicas-do-andre-lot/

    Se vocês fizerem o leasing com a Renault or Peugeout, a taxa para retirar o carro direto em Marseille ou qualquer outra cidade da própria França é zero, e para devolver em Roma é € 200. É menos que o custo de dirigir, pagar pedágio, abastecer e pegar uma noite de hotel de volta até a França.

Riq, aproveitando o assunto sobre trens, o Eurocheapo publicou uma pesquisa interessante essa semana comparando os preços oferecidos na internet pela Deutsche Bahn e de agentes de viagem na Inglaterra e EUA. As diferenças são astronômicas a favor da internet! Eu inclusive publiquei um post sobre isso no meu blog: http://wazari.wordpress.com/2009/06/17/comparacao-de-precos-de-trens-na-europa/
É um resumo do post deles e tem também o link para o post original.

    Eu tinha visto, Alessandro. Na verdade a pesquisa foi feita por blogueiros de outro site, o http://www.hiddeneurope.co.uk , que eu não conhecia e vou estudar bastante assim que tiver uma brecha.

    O problema de artigos como este é dar a idéia de que é fácil conseguir as tarifas super-hiper-mega-descontadas. Assim como acontece com as barbadas de 10 euros das low-cost, não é. Quem já está na Europa e pode decidir viagens de acordo com as megaofertas é que se beneficia mais.

    Porém o essencial é superválido, e a gente por aqui fala nisso há séculos — é mais barato comprar direto nos sites europeus; todos os intermediários aplicam um sobrepreço. (Para quem não tem saco de destrinchar os sites, porém, os intermediários proporcionam um serviço útil.)

Que coisa mais chata, cade o prazer de viajar sem destino, para nalguma estação, conhecer algo novo, e partir? 150 dias de antecedência!! É muito, quem pode planejar férias com toda esta antecendencia, isto sem falar que é quase como um consórcio, voce paga antes para usar depois, e olhe que estamos falando de uma simples pasagem de trem!

    Haha, Ernesto, estamos falando de uma simples passagem *descontada* de trem.

    Para quem quer flexibilidade total, os passes continuam uma boa. Não saem mais barato do que comprar trecho a trecho com antecedência, mas proporcionam economia, sim, quando comparados a passagens em trens rápidos compradas na hora na estação.

    Os trens lentos continuam baratos e podem ser comprados a qualquer hora, mas estão sumindo da Europa ocidental.

    Olha, na Itália o discurso oficial é que a Trenitalia vai parar de fazer subsídios cruzados nas linhas, isto é, vai parar de manter trens que nào cobrem custos às custas de passagens mais caras em trechos atrativos. Nesses casos, ou o governo financia (como já faz, só que isso nào é informado na tabela de preços e horários) trens “estratégicos” e as ligações regionais, ou só serão mantidos no longo prazo os serviços comercialmente viáveis.

    Cada vez mais as cias. ferroviárias vão adotando medidas sensatas e imitam o que há de bom nas áreas. Em 2012, se não em engano, por força de uma decisão da U.E. o transporte de passageiros sobre trilhos (os trens, não as estações, linhas etc.) será aberto à concorrênica. Na Itália tem pelo menos um grupo sério com várias encomendas de locomotivas e vagões para concorrer com a Treinitalia.

    Essas “barbadas”, trens noturnos cada vez mais vazios ou que atendem a um público muito de baixa renda (imigrantes ilegais, mochileiros sem dinheiro algum etc.), que usam couchettes caríssimos de manter e resultam em composiçòes gigantescas são os primeiros candidatos a sumir de vez do mapa. Tarifas como estas de 29 euros entre Itália e Holanda, Itália e França e Itália e Áustria, na minha modesta opinião, não duram mais um ano junto com esses trens que devem gerar milhòes de prejuízo.

Hoje, dia 20 de junho, cá em PERNAMBUCO, só posso desejar – para você Riq e toda tripulação – um bom e animado SÃO JOÃO… com muita fogueira, canjica, milho assado, fogos, sotaque nordestino e FORRÓ!!!!!

Para todos, deixo dois vídeos de abertura do São João deste ano, em Caruaru (com os mestres forrozeiros, Elba e Fagner), com a opção de escolher se querem ver…

…pelas lentes oficiais…
http://www.youtube.com/watch?v=PXUQFaVt9x8

…ou pelas lentes de algum “viajado”…
http://www.youtube.com/watch?v=tyvd2E7cllE

“E vamú imborá forrozar… ”

“Olha pro céu, meu amor
Vê como ele está lindo

Olha praquele balão multicor

Como no céu vai sumindo

Foi numa noite, igual a esta

Que tu me deste o coração
O céu estava, assim em festa

Pois era noite de São João…”
(Luiz Gonzaga)

Na Alemanha os assentos com essa promocao também sao bem limitados…
Por isso, tem que ser muito rápido… Viu a promocao e o destino te interessa? Compre já, pois na semana seguinte, pode nao ter mais assento disponível!!!

Fui perguntar pra uma amiga que acabou de fazer Florença/Roma se valia a pena comprar pela net. Ela me disse que comprou nas maquininhas lá mesmo e o preço ia baixando na medida que ela ia tirando algumas coisas, como comida, por exemplo. Disse que a tarifa que pagou foi uns 16 euros e realmente na net só encontro tarifa mais cara. Não foi no trem de alta velocidade foi naqueles regionais, Intercity (se não me engano). Acho que vou deixar pra comprar lá mesmo….

    Denise, acho esquisitíssimo isso. Que eu saiba, nenhuma tarifa de 2a. classe inclui comida… O que talvez ela quis dizer é que nos trens mais baratos não há vagão-restaurante.

    Eu comprei minhas passagens para Nápoles numa máquina na estação de Roma (queria testar) e achei chatíssimo. Uma coisa é estar em casa, em frente ao computador, tentando se entender com uma tela. Outra coisa é estar no meio de uma estação, com gente esperando atrás, e fazendo uma operação que a gente nunca fez na vida. Eu só faria isso caso não conseguisse concluir a compra online (a Trenitalia é famosa por dar problema com cartões estrangeiros).

    As tarifas para os trens lentos também estão disponíveis no site.

    No InterCity (IC), que leva 2h50, a tarifa Amica é de 21,50 (a tarifa normal é 26,50; a Amica só aparece na tela seguinte, quando você usa o combo de escolher a tarifa).

    O trem Espresso (E), que leva 2h55, custa 13,90 na tarifa Amica (a tarifa normal é de 16,90; a Amica só aparece na tela seguinte, quando você usa o combo de escolher a tarifa).

    O trem Regionale (R), que leva 3h50, custa 16 euros. Não há tarifa reduzida nesse trem.

    Como comparação, nos alta velocidade (ES e ES AV), que fazem a viagem em 1h30, a tarifa Promo-15% sai 36 euros (a tarifa normal é 39,90; a tarifa Promo-15 só vai aparecer na tela seguinte, quando você usa o combo de escolher a tarifa).

    Para encontrar todos os trens, ponha um horário bem cedo (6h) e depois clique em “sucessive”, para ver todos os horários do dia.

    Tenha em mente que os trens mais lentos são também mais velhos e mais cheios, porque aceitam passageiros sem reserva (não é raro ter gente em pé nos corredores).

    Eu só deixaria para comprar na estação caso não conseguisse realizar a compra online.

    eita Riq, que pesquisona que vc fez! Muito obrigada!
    Acho que a passagem que ela falou foi essa da Regionale, de 16 euros. Acho que como nunca usei essa tática do horário bem cedo não tinha visto ainda essa da Expresso por 16,90 (sem desconto). Me pareceu a melhor!
    Vou tentar pra ver se consigo pelo site da Trenitalia.. tinha já resolvido essa alternativa de comprar na hora por conta dos horários (pra não ficar com uma coisa muito fechada) e por causa da complicação do site!
    Mas brigadissima mesmo!
    beijo!

    Pois que continuo sem achar a tarifa do Expresso pro dia 17 de julho….

    O Expresso sai às 15h25 da estação Firenze Campo di Marte e chega às 18h37 na estação Roma Tiburtina. Dá 3h12 de viagem (o que dava 2h50 era na direção contrária).

    Note que as duas estações são secundárias.

    ahhhhh! dá pra mim não então! Quero algum tipo meio-dia e que pare na outra estação de Roma, que é a perto do hotel!
    Valeu Riq, vou continuar com as minhas pesquisas!
    Brigadão mesmo!

    Intercity das 12h27. Sai da estação Rifredi e chega ao Termini às 15h16. Clique nele e você consegue a tarifa Amica na página seguinte por 21,50. Se o seu cartão der problema, compre ao chegar em Florença que a Amica ainda pode estar válida (se não estiver, os 26 euros da passagem cheia não são o fim do mundo).

    Show de bola Riq! Super obrigada mesmo! Vou tentar comprar pelo site…
    Torcer pra dar certo!
    Grazie!

    Riq!! Florença tem 3 estações? Porque perto do meu hotel ainda tem a Santa Maria Novella! Melhor descer lá então…. (e a busca continua..)

    Precisa mais não. A super Mari Campos, que acabou de voltar de lá, já me ajudou! Tem sim 3, mas a melhor é a Santa Maria Novella, a central (pra quem mais quiser saber!)

    Denise e Riq, nesse caso, se fosse eu, não pensaria duas vezes: fugiria do Regionale (que é fuleirinho) e pagaria 36 euros para viajar apenas 1h30 e num trem com mais conforto (ES ou ES-AV) 😉

Na prática, a tarifa Amica da Trenitalia é vendida até na noite anterior, mas os assentos são limitados. Nos AV nunca tem Amica livre na véspera, nos ES e ESCity e ESFast até que tem sim.

Lembro algo importante: desde 14 de junho quase todos os trens exceto os Regionais (“R” no site/tabela) exigem reserva de assento. Ou seja, nada de comprar passagem e ir entrando no trem. É uma tendência que acho que vai pegar: as cias. ferroviárias copiando aspesctos positivos das áreas: assentos marcados, reservas etc. Assim, você que está usando esses trens na Italia não terá mais o incômodo de, na parte final do seu trajeto Veneza-Firenze, por exemplo, ver seu vagão invadido pelo pessoa do rush hour que tem os “abonnamenti” diários para ir e voltar do trabalho.

    André, os trens que oferecem as tarifas 60/30/15 não oferecem Amica.

    As tarifas Super-60%, Speciale-30% e Promo-15% são oferecidas nesses trens: AV, AV Fast, ES*, ES* Fast.

    A tarifa Amica é oferecida nesses: Espressi, IC, ICN, ES*city, cuccette e Vagoni Letto.

    Acredtio que essas mudanças sejam recentes.

    Bom, tem alguma confusão entre site e bilheteria automática, pois eu comprei um Milano – Bolonga alta velocità na tarifa Amica dia 16/junho.

    No site, André, neste trecho só é oferecida a Promo-15%. A Amica inclusive seria mais interessante, porque dá 20%.

    Riq, aproveitando o gancho da Trenitalia, estou tentando comprar um bilhete de Munique para Verona na net, e aparece uma tarifa chamada “Smart” (a Amica não aparece), com preço bem em conta, 29 euros. Mas na hora do delivery, as únicas opções disponíveis são home delivery (só para residentes no país) e self-service. Só que o sistema já avisa que na estação de partida (Munique) não há self service disponível. Mesmo trocando para outras tarifas, as opções de delivery continuam as mesmas. Vc tem alguma idéia de como eu posso comprar esse bilhete sem estar na Itália?

    Você pode dar o endereço do seu hotel na Itália, e avisar o hotel que vai receber uma correspondência.

    Pode tentar também a mesma tarifa na Deutsche Bahn http://www.bahn.de/international . Eles entregam pelo correio no Brasil.

Nossa, Riq, vc parece que adivinhou meu pensamento! Estava justamente indo procurar tarifas do TGV Paris-Bruxelas qdo dei a paradinha de costume no seu blog e voilá! Informações sobre trens! rs…essas tarifas são válidas tbm para o TGV, né?
beijo gde

    Sim. As tarifas têm vários nomes; agora no verão, por exemplo, tem uma Offre Été CF2 de 22 euros cada perna.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.