Viajando nos comentários: Cabo Verde

Como costuma acontecer muito aqui no blog, o post Sessão Coruja descambou para um assunto completamente diferente na caixa de comentários.

Foi só o Zé Maria falar em Madredeus, e a Isabel O. agradeceu lá de Lisboa; o Zé então mencionou Cesária Évora, a Isabel retrucou com uma sogra de Cabo Verde e o Caetano/Gil/Paulinho da Viola cabo-verdiano, Tito Paris; a Sylvia achou uma página sobre crioulo cabo-verdiano na Wikipédia; o Beto revelou sua conexão com Moçambique e lembrou do Schifaizfavoire do Mario Prata; eu contei do meu CD do Tito Paris, relembrei um réveillon passado no clube cabo-verdiano B. Leza e confundi cachupa com cachopa; daí a Isabel informou que o Tito Paris é sócio de um restaurante em Lisboa (a Casa da Morna, onde ele se apresenta às 3as. e 5as.), e anunciou, para minha tristeza, que o B. Leza vai fechar (agora, dia 30 de junho; quem quiser pode assinar uma petição à prefeitura de Lisboa para que o clube continue aberto); e para terminar o Zé Maria foi ao YouTube e trouxe de lá um clip elegantérrimo do Tito Paris:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=vEK8OMpEojE]

Fez boa viagem?

19 comentários

engraçado. ontem mesmo vi apresentação da Cesária Évora aqui nas redondezas de Washington DC. com abertura do Seu Jorge para alegria dos brazucas. show de verão ao ar livre curtindo uma música belíssima…que maravilha.

passei com mais calma agora… viajando mais 😀
alguma dica de lua de mel ja estou casando em setembro com minha italiana??
detalhe que moramos na suica, entao seria algo por aqui, porque grana num temos e tempo é curto.. huehueuhehue
visitas ao meu blog serao sempre bem-vindas!!
http://naotemcomoesquecer.wordpress.com
abracao e mta paz!!
michel

Riq, a caixa de comentários descambou, como você disse, mas ela estava ótima. Valeu a viagem cultural. Por isto que este blog é altamente viciante, começou não para mais.

É, Fábio, o moço manda muito bem 🙂 Gostei muito também.
Obrigada, Isabel, pela descrição da cachupa. Deve ser uma delícia num dia friozinho…

Vou te falar: impossível descrever o QUANTO este clip caiu bem nesta manhã de 6a-feira! 🙂

Ah, quase ia me esquecendo, vou dia 12 pra Itália de TACV (sou de Fortaleza) com direito a uma descidinha do avião em Praia – cá pra nós, é um luxo uma capital de um país com esse nome. Os caboverdianos vão fazendo uma batucadinha já do aeroporto, foi interessante ouvir as músicas de novo no B’leza.

Riq, estive em 2003 no B’leza, certamente seguindo uma dica sua, na minha primeira vez na Europa (foram 7 dias em Lisboa com direito a um bate – e – volta à Sintra, que eu não sou fã de corre-corre) e ainda lembro com saudade daquele pátio meio surreal, que escondia uma surpresa muito legal…

Ouvir Tito Paris neste blogue, trazido indirectamente por mim, desculpem a vaidade, foi muito bonito e até me emocionei. Obrigada.
Cachupa é prato de carnes (conforme seja rica ou pobre leva mais ou menos diversidade) com legumes e um feijão miúdo. Faz um bocadinho lembrar o cozido à portuguesa
Aqui encontram a receita: http://www.gastronomias.com/lusofonia/cv005.htm