Viaje na Viagem 12 anos - Caraíva

Viaje na Viagem, 12 anos: back to the… Freire’s

Viaje na Viagem 12 anos - Caraíva

Eu tinha subido no ônibus das 3 da tarde da linha Balsa de Arraial d’AjudaCaraíva. Uma hora mais tarde, na parada mais próxima ao Quadrado de Trancoso, subiu um passageiro de tanga, cocar e uma bolsa com badulaques. Desceu quarenta minutos depois, no ponto que serve a Aldeia Imbiriba, núcleo pataxó na entrada da vila de Itaporanga. Ou seja, nada além de um trabalhador uniformizado voltando pra casa depois de um dia de expediente.

Eu estava de bermuda e havaianas, mas também estava trabalhando. Durante 70 dias, percorri a costa nordestina, de Natal a Caraíva, testando os meios de transporte disponíveis para quem não está de carro. (Em agosto, eu já tinha ido de São Luís a Canoa Quebrada.) Andei de ônibus, de van, de táxi; contrabandeei minha mala em passeios organizados que me deixassem no destino seguinte. (Comentário da minha sócia Elisa: que chefe horrível você tem, que obriga você a viajar nessas condições!)

Foi uma espécie de revival da Expedição Pé na Areia de onze anos atrás, só que numa versão pé-de-boi. Se em 2005 tudo o que eu precisava fazer era tirar umas fotinhos maneiras, escrever dois parágrafos engraçados para cada praia visitada e registrar o preço da água de coco (lembra? o DataCoco), agora a missão era constatar mudanças para atualizar os guias de destinos — e apurar essas informações de transporte regional, que tanta gente procura mas que são megadifíceis de encontrar online.

Viaje na Viagem 12 anos - Tamandaré

Ao completar 12 anos (a data é 30 de dezembro, mas este post sai sempre atrasado), é com satisfação que o Viaje na Viagem já tem resposta a perguntas difíceis tipo “como chegar de transporte público à Costa do Sauípe?” (Resposta: ônibus ou van até a Praia do Forte, então outra van para Porto Sauípe, pedindo para parar na portaria da Costa do Sauípe. Na guarita a funcionária vai olhar para a sua cara como se você fosse um ET e explicar que os resorts estão a 4 km dali e será preciso chamar um táxi por R$ 30. Mas sim, ela chama o táxi pra você.) Muito breve, o Viaje na Viagem também vai trazer informações tipo “Como seguir viagem de Porto de Galinhas à Praia dos Carneiros sem carro alugado?” (Resposta: você dificilmente vai querer pegar uma van a Ipojuca, esperar lá o próximo ônibus a Barreiros, pegar uma van de Barreiros a Tamandaré e finalmente pegar um táxi de Tamandaré a Carneiros — então o negócio é se encaixar num passeio a Carneiros e levar sua mala junto.)

Estamos atualizando os guias em ritmo furioso — encorpando o conteúdo com mais imagens e mapas. De uma certa maneira, o Viaje na Viagem está revivendo o Freire’s, o guia de praias que eu publiquei em papel em 2001, e depois mantive (parcialmente) online por alguns anos. Mas veja bem: o estilo pode ser meio Freire’s, mas a profundidade é do Viaje na Viagem. Cada novo destino vai ao ar bombado pelo exercício de muitos anos solucionando dúvidas das caixas de comentários.

Viaje na Viagem 12 anos - El Calafate

Este ano publicamos novos guias de Gramado, Bonito, Campos do Jordão, Praga, Paraty, Canoa Quebrada, Gostoso, Galinhos, Natal, Pipa, João Pessoa, Petrópolis e El Calafate (esse acabou de sair, já viu? Ficou um espetáculo — eu posso dizer, porque quem escreveu foi a Mariana).

Viaje na Viagem 12 anos - Cacau

Os guias multidestinos da Costa do Dendê & Cacau e do Litoral Norte baiano também acabaram de ser atualizadões. O da Costa do Dendê ainda tem um post extra, só de deslocamentos (um verdadeiro épico).

Publicamos também dois guias de itinerários — 2 a 7 dias no Uruguai e Primeira viagem ao Leste Europeu — que fizeram diminuir radicalmente o volume de perguntas sobre esses assuntos (sinal que funcionam). Condensamos o nosso conteúdo de resorts num guia compacto — Os melhores resorts de praia em 17 quesitos. A Heloísa transformou a seção O que fazer em Orlando no guia mais prático de Orlando que você vai achar online.

Viaje na Viagem 12 anos: Parintins

Ao longo do ano, acompanhamos a situação do câmbio na Argentina — e a cada reviravolta, era preciso parar tudo pra atualizar as informações em pelo menos cinco posts ou páginas diferentes. Por falar em câmbio, tomei coragem e expliquei Por que nunca deixei de usar cartão de crédito em viagem — e descobri que, ao contrário do que eu pensava, tem muita gente que compartilha do meu entendimento. Adorei que o pessoal de Manaus gostou da minha análise do Festival de Parintins (olha a pretensão!). Se bem que não tem nada que eu tenha escrito neste ano que me dê mais orgulho que o roteirinho de Primeira viagem ao Peru. Ah, sim: e desde julho, estamos também correndo para mostrar o novo Rio de Janeiro que surgiu com as Olimpíadas — e vamos continuar, se segura que vem muita coisa por aí.

Nos bastidores, a Juliana vem cuidadosamente atualizando posts antigos, tanto na parte de informações, como na parte estética. E no front das mídias sociais, a Natalie conseguiu quadruplicar o número de seguidores do nosso Instagram: em um ano, fomos de 30 mil para 125 mil followers.

Viaje na Viagem 12 anos: Torres del Paine

Os leitores continuaram dando show. A Miriam nos deu de presente relatos de suas viagens a Bogotá, Islas del Rosário e Cartagena, ao Japão, à Serra da Capivara e à Patagônia.O Silvio e a Simone nos levaram na carona de carro pela Patagônia e pela Itália, da Ligúria à Costa Amalfitana. O Fernando também nos levou a road trips por Georgia, Tennessee e Carolina do Sul e pelo Vale de Napa. O Edgard e a Erika mostraram como combinar Petrópolis e Paraty na mesma viagem e deram a receita para um rolê pela Cidade do México e Circuito da Prata. A Marina, mais aventureira, contou como é caminhar pelo circuito W de Torres de Paine e fazer Yosemite, Las Vegas e Califórnia de motorhome.

O Hugo explicou tudo o que você precisa saber para embarcar um menor de idade desacompanhado. A Lu misturou neve e praia na mesma viagem, indo de Lake Tahoe ao Havaí. A Sylvia inaugurou o Hyatt Centric em Montevidéu, e a Greice testemunhou como é Punta del Este fora de temporada. A Janaína revelou os macetes para viajar sozinha ao Atacama; a Vera mostrou o caminho de Quito, Cuenca e Guayaquil no Equador; e o Guilherme demonstrou (pela primeira vez na internet em língua portuguesa!) que é possível fazer uma viagem pelo Salar de Uyuni sem perrengues de nenhuma ordem. Fechando o capítulo Américas, o Luciano desvendou os encantos da Guatemala, enquanto o Victor Hugo compartilhou a sua primeira viagem à Colômbia (e acabou compartilhado 13 mil vezes no Facebook).

Viaje na Viagem 12 anos - Islândia

Pelas Oropas, a Mirian bombou com seu roteiro de 15 dias pela Croácia; a Mirna arrasou com suas dicas da Islândia; e a Renata gentilmente dividiu seu caderninho de melhores endereços para salir de tapas em Barcelona. O Yuri contou visitar o Burj Al-Arab em Dubai sem ser hóspede. E o Fernando do Felicidade Pelo Mundo resumiu o essencial de Mianmar.

Não dá pra não agradecer, de coração, o entusiasmo com que tantos leitores participaram das enquetes (algumas das mais quentes do ano: gafes de viagem, erros de planejamento, extravagâncias que valem a pena, destinos para voltar várias vezes). Sem falar na generosidade com que solucionaram as perguntas que vão para o Perguntódromo, avisaram de novidades fora do nosso radar e corrigiram erros no texto ou em respostas — e nesses três quesitos, preciso ir ao microfone e anunciar um ‘the Oscar goes to’ pro xará do Neruda, o Neftalí de Santiago.

Viaje na Viagem 12 anos - Santo Amaro do Maranhão

Aproveito para mandar aquele abraço também para todos os leitores que, em tudo quanto é canto desse mundão, chegaram de mansinho perguntando… “Você é o Ricardo Freire?” (se a resposta foi “De vez em quando”, era eu, sim). Abraços extras a todos os que treplicaram com um “Não viajo sem ver antes as dicas do Viaje na Viagem!” — e aos que se despediram dizendo “Estou esperando vocês irem a (insira um destino) para ir depois!”. A propósito, preciso mandar um obrigado todo especial ao Guilherme (o mesmo de Uyuni!), que em agosto apareceu providencialmente na BR 402 para me oferecer carona no exato momento em que eu descobria a pegadinha-mor do deslocamento dentro dos Lençóis Maranhenses: se você quer ir de Santo Amaro a Barreirinhas de Toyota e van, tem que ir de manhã, porque de tarde pode ficar horas na beira da estrada esperando a van passar (a informação já está no guia dos Lençóis Maranhenses).

E já que cheguei na parte dos agradecimentos, aí vai uma salva de vivas aos anunciantes que em 2016 escolheram o Viaje na Viagem para mandar seu recado aos viajantes do Brasil: Air France, Alitalia, Infinity Blue Resort, Gran Meliá Nacional Rio de Janeiro, KLM, Paris Attitude, Santander Select, Seagate, Shopping Parque Arauco, Turismo da Alemanha, Turismo de Bariloche e Valle Nevado. E, claro, aos nossos super parceiros comerciais: Booking, Mondial Assistance, RentcarsTicketbar, Viator e Voopter.

Finalmente, um super-mega-über-blaster abraçaço pra você, que viajou com a gente mais esse ano e que, contrariando todas as leis da física relativas a textos na internet, chegou até este rodapé. É um prazer e um privilégio escrever pra você. (Solicite pontos extras no seu cartão de milhagem da Bóia se você passa todo fim de ano pra conferir o meu discurso de aniversário.)

Aperte os cintos, que vem aí um 2017 repleto de guias, dossiês e postaços com aquelas dicas que você só encontra por aqui.

Viaje na viagem 12 anos - Maragogi

E se eu pudesse deixar apenas uma dica para esse ano que entra, deixo essa: nunca vá de van de Maragogi a Maceió. A van entra em tudo quanto é cidade pelo caminho e leva 4 horas para chegar. Se você não está de carro, vá até a pracinha da cidade, um pouco antes do ponto das vans. Ali é só juntar 3 ou 4 passageiros que já sai um táxi compartilhado, a R$ 35 por cabeça (contra R$ 18,90 da van). De nada!

Leia mais:


Viaje na Viagem 12 anos

81 comentários

Amo o Viaje na viagem!! Sou quase discípula de vocês, pois desde que segui seus conselhos pela primeira vez (há cinco anos atrás) não consigo imaginar viajar sem suas valiosas dicas!! Muito obrigada por acreditarem nessa ideia e por terem transformado o turismo no Brasil (vocês elevaram muito o nível). Grande abraço e fiquem conosco pra sempre!!!