Vídeos do sábado: milongas de Buenos Aires

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=0xF_Kxo1a4U]

Lugar de tango não é só no palco ou em exibições de rua para turistas. O que não falta em Buenos Aires são lugares onde o tango pode ser ouvido e dançado por amadores, curiosos e aficionados em geral. São as milongas — noites de baile que se realizam em salões cidade afora.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=KzV_8rRxic0]

Não espere o ambiente dos shows para turistas, nem a destreza das parejas profissionais. Se fizer questão de charme, dê uma chegadinha na sobreloja da Confitería Ideal, onde acontecem milongas todas as tardes. É pertinho da Florida, e está em todos os guias — por isso, atrai mais turistas do que as outras. Pudera: imagine se houvesse uma Estudantina no segundo andar da Confeitaria Colombo…

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=xrlsS7ejzp4]

Algumas milongas têm dias específicos para acontecer; outras têm dias mais concorridos que os outros. Esta semana a escritora americana Marina Palmer, que se mudou em 97 para Buenos Aires por causa do tango (e escreveu “Kiss and Tango“, uma espécie de “Um ano na Provence” portenho), passou o seu roteiro de milongas para o blog Gridskipper.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=M3FiGuOF2cY]

Señorita Palmer recomenda, às segundas, a milonga do Salón Canning; às terças, Porteño y Bailarín; às quartas, La Nacional; às quintas, El Niño Bien; às sextas, La Estrella (que se realiza no mesmo clube de outra milonga, La Viruta, em Palermo Viejo); e nos fins de semana de verão, duas milongas ao ar livre: aos sábados, La Calesita (Comodoro Rivadavia, 1350, em Núñez); e aos domingos, La Glorieta, nas barrancas de Belgrano.

Para assistir a todos os vídeos de tango feitos por OneTangoSpring, o cara de quem eu peguei emprestado os youtubes deste post, clique aqui.

29 comentários

Ah, não! Pô, eu ia fazer exatamente esse post no sessetembro! Dei mole, né? Passaram à minha frente…tudo bem, pelo menos o roteiro milonguero dela está perfeito. Assino embaixo 😎

Digo novamente: TUDO que eu precisava. encontrei um milhão de indicações sobre milongas, mas nunca com dia certo e afins. agora meu guia VnV de BsAs está completo (com 27 páginas do Word, já). Gracias, Riq! Quando voltar, em novembro, mando o feedback. Gracias!!!!! 🙂

Riq,
Jah anotei, neste Reveillon, ao inves de pular as 07 ondas no Rio, vou dancar as 07 milongas em Buenos Aires…
🙂

Olá amigo, mantenho um blog sobre o turismo em Petrópolis, e fiquei muito interessado pelo seu ! é incrível a quantidade de conteúdo que você dispõe ! Não pude deixar de observar que você já fez alguns posts sobre minha cidade, portanto, gostaria de convidá-lo para visitar meu blog, dar uma olhada no conteúdo que ofereço e quem sabe tocarmos links.

Um grande abraço !

Bela dica, a primeira que fui numa ” nao turistica” foi numa viagem, em 89, onde pedi ao recepcionista do Albergue para indicar uma “nao turistica”….

Achei demais também. Sentar, curtir o ritmo e apreciar…. quem sabe arriscar uns pasitos?

Eu e minha esposa estivemos em Buenos Aires de lua de mel em outubro do ano passado e fomos à milonga La Viruta. Foi muito divertido, recomendo bastante. O ambiente não é de decoração sofisticada, mas estava cheio do povo local, um lugar autentico, muito bacana. A recepcionista do nosso hostel ligou pra lá fazendo a reserva de mesa pra gente e o atendimento foi Vip, adoramos mesmo, foi curioso que já nos deram antes até o nome do garçom que estaria nos esperando rsrsrs.. Chegamos lá e ainda estava ocorrendo aula e prática de rock dançante a dois(aqueles das antigas rsrsrs), bem legal e depois é que começou a aula de tango e depois prática, e com algumas apresentações dos alunos avançados. Vou colocar no You tube os vídeos que fiz lá tbm e depois mando o link. Até logo.