Vôo 3054: o que diz o Panda

Meu amigo Gianfranco Panda Beting, estudioso de aviação, spotter e dono do JetSite, acaba de publicar um texto sereno e embasadíssimo sobre a tragédia de Congonhas lá no ViajeAqui.

Ele traz um dado novo: um acidente semelhante ocorrido nas Filipinas (num Airbus de mesmo modelo, com problemas num dos reversos e manobra malsucedida do piloto), em que os passageiros se salvaram graças à existência de espaço além da pista. Vale a pena ler.

40 comentários

muito bom o texto, ricardo, a exceção da conclusão a que chegou o especialista. ou eu estou com serias dificuldades de compreensão, ou não existe logica entre sua explicação (muito bem embasada e que, agora, com mais informações sobr eo acidente, parece ser procedente) e a conclusão, que culpa o governo ou o aeroporto. francamente, não entendi.

Rodrigo

Eu concordo com voce quanto a BRA, tanto que nunca voei com eles. Quanto a Ocean eu não conheço com profundidade, embora as vezes que conversei com pilotos, eles me deram boas referências. Quanto a TAM, eu realmente, como cliente, estou decidido a evita-la na medida do possível, pois infelizmente a ANAC não fiscaliza o mínimo, que seria a pontualidade e o respeito ao consumidor, o que dizer do resto? ( Mas, vá ter um pequeno avião onde voce so leva sua familia, e seus convidados, e ver a dor de cabeça que e a ANAC, que aumentou todoas as taxas em valores absurdos, em alguns casos de ate 1000% !!)

Ernesto,

Não li ainda essa matéria da Exame.

Aquele 737-800 SFP (Short Field Performace) da Gol que caiu foi o primeiro dessa série e foi desenvolvido pela Boeing a pedido da Gol para pousar em pistas curtas. Tinha acabado de ser homologado.

Rumores sempre rondaram a TAM e só continuaram porque ela nunca se mostrou uma cia transparente.

A TAM tinha como concorrente a Varig que possuia padrões de qualidade e segurança mais elevados. As críticas dos funcionários da TAM vinham sempre na comparação com os da Varig. Hoje em dia não há mais Varig. Tenho minhas dúvidas se na GOL, BRA e OceanAir a situação é muito diferente da TAM. A GOL tem a vantagem de ter uma frota muito nova que reduz em muito a necessidade de manutenção. Os 767 da BRA e os atuais da Varig vivem dando manutenção.

Cabe ao poder concedente fiscalizar, nós não temos como saber ou escolher qual aeronave vai fazer nosso vôo.

Rodrigo

Voce leu a Exame? A TAM só contactou a viúva do Deputado, que era o morto mais ilustre do avião, depois do enterro. Imagine-se os demais mortais… A fama da TAM, no quesito segurança nunca foi das melhores no meio aeronautico, e infelizmente a conjunção de fatores deste acidente, que a meu ver teria sido evitável com um pouco mais de prudencia, reforça isto. Se os proprios pilotos da TAM reconheceram que a pista estava perigosa, porque a insistência em pousar lá com chuva, e com a aeronave no limite de peso? Não sei se voce sabe mas os Boings da Gol foram desenvolvidos com freios especiais para pistas mais curtas.

Jurema e Ernesto,

Pessoalmente, tenho muitas resistências e preconceitos quanto a esses tipos de e-mails. A Internet é um meio fértil para o crescimento de mitos e informações não tão acuradas. Não sei se esse caso pode ser classificado como tal.

Como pode ser notado, no Aquela Passagem!, sempre tento dar a fonte dos dados e uma parcela muito pequena desses e-mails relata fonte ou quando o faz, nos obriga a conferir uma por uma. Quantos e-mails do Jabour existem por ai?

No caso específico desse e-mail, temos que ter mais cuidado ainda. Ele está fortemente influenciado pela emoção.

Não tenho conhecimento profundo no tema acidentes aéreos e sua análise depende do domínio de vários conhecimentos dentre eles estatística, normas de segurança, dados operacionais mundiais, registros históricos, etc.

Gosto sempre de lembrar que se você comeu um frango e eu não comi nada, estatisticamente nos dois estamos satisfeitos, porque cada um comeu meio frango. Esse exemplo bobo é para lembrar que os dados são manipuláveis ao gosto de quem conta a história e para discernir o fato do mito é necessário conhecimento no assunto.

Andei dando uma pesquisada na Internet e achei alguns sites (http://www.airsafe.com/airline.htm , http://www.planecrashinfo.com/rates.htm ) que postam estatísticas de acidentes aéreos (não posso afirmar que esses dados são confiáveis). Nesses sites, a TAM não se apresenta com uma estatística favorável, mas está longe de muitas outras cias.

Devemos lembrar que a estatística da Gol, hoje, não deve ser das melhores: pouco tempo de vida e um grande acidente. Foi culpa da Gol o acidente? Nada aponta para isso, mas as estatísticas não sabem disto.

A nós consumidores, a segurança de vôo é algo muito importante, mas para as seguradoras é questão de lucro e sobrevivência. Essas empresas têm acesso a um sem número de informações essenciais para determinar o grau de risco. Nunca vi críticas aos valores pagos pela TAM nesses seguros, levando a duas conclusões possíveis: o risco da TAM está dentro da média e o valor pago não deve diferir das demais cias.

TAM e Fokker http://en.wikipedia.org/wiki/Fokker_100 não combinam, tanto que ela está para aposentar toda sua frota em um futuro recente. O avião é ruim? Parece que não, já que várias cias operaram e operam aeronaves Fokker. Os MK-28 da OceanAir são Fokker 100 da American Airlines.

Um nome é construído depois de anos de trabalho duro e pode ser perdido em pouco tempo. A TAM está sob risco de ter sua marca muito afetada, principalmente pelo que ela deixou de fazer (informar, dar apoio aos consumidores, assumir erros/responsabilidades, lentidão na resposta aos fatos e por deixar ouvir seus funcionários) do pelos acidentes em si. Quando os fatos são envoltos em uma aura de mistério, as chances de teorias diversas eclodirem são sempre maiores.

Oi, Ana!
Todas as dicas que eu aproveitei foram dadas pelo próprio Ricardo, que constam deste post-guia aqui:
http://viajenaviagem.wordpress.com/2007/05/01/de-salvador-a-boipeba-pra-emilia/
Fiquei somente 4 dias, mas o suficiente para ver que a ilha é linda, ótima para relaxar e comer muitos peixinhos e lagostas 😀
Eu fiquei na Santa Clara, que recomendo totalmente, rústica com charme, ótima comida e atendimento superatencioso do dono. Ah, e reservei sim, apesar de julho não ser alta por causa das chuvas que ainda caem um pouco.
Para ir é um pouco complexo, mas vale a pena. Caso tenha mais dúvidas, é só falar.
Um abraço!

Ernesto:

Eu também recebi esse e-mail das fotos dos acidentes recentes da TAM, mas eu nunca confio nesses e-mails apócrifos que recebo.
Será que todas as informações dadas são reais? Se sim, será que a empresa realmente considera tudo normal ou fez investigações a respeito? Não acredito que empresas sérias queiram mesmo correr riscos a toa, já que, pelo menos economicamente falando, perder tripulação, aviões, além de publicidade negativa dão muito prejuízo, não?

Rodrigo, nopsso assessor para assuntos aéreos, você já viu esse e-mail?

Ps… Se voce quiser circula na NET uma grave denuncia que narra vários acidentes da TAM, que não tiveram uma explicação razoavel. Disponbilizarei a quem estiver interessado. As fontes são serias, e acompnmham fotos. De muitos, por revistas especializadas como a Aeromagazine, eu já tinha ouvido falar.

Quem quiser : ernestoadvogado arrobinha magica yaoo( o do surf) ponto com br

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.