Paisagem na janela: de Santiago a Mendoza de ônibus

Só no janelão

Hoje de manhã comecei finalmente a voltar pra casa. Aos pouquinhos. O primeiro passo foi voltar à Argentina, terminando a costura do zig-zag que venho fazendo há cinco semanas. Peguei um ônibus de linha em Santiago para Mendoza.

El boleto

Comprei a passagem pelo site da Andesmar, o único que aceitou meu cartão de crédito brasileiro. A poltrona saiu 100 pesos argentinos, ou 14.000 pesos chilenos, ou 50 reais. Ao chegar ao Terminal Sur (de onde saem os ônibus internacionais de Santiago) pude ver que continuam operando as lotações a Mendoza: taxistas ficam anunciando suas partidas nos corredores da estação.


Mendôça aí bôi xô!

Eu pensava que tinha comprado as poltronas da frente, mas a configuração do ônibus no site era diferente da vida real. Hmpf. Fiquei com uma vista lateral mesmo.

A janela esquerda também tem seu valor

Para quem faz a rota Santiago-Mendoza, o melhor lugar para sentar é o direito, para ver os Caracoles — a seqüência de curvas vertiginosas na subida final dos Andes. (A descida é bem menos acentuada.)

Caracoles!

Mas é da direita que se vê o Caracol

O lado chileno tem os Caracoles, mas a paisagem é mais bonita do lado argentino, com formações rochosas espetaculares — e uma linda represa de águas azulzíssimas quase no fim do caminho.

Do lado argentino

Do lado argentino

Do lado argentino

Do lado argentino

A única desvantagem de fazer esse trajeto de ônibus — com relação a fazer de táxi, de carro ou de excursão — é que não há paradas para tirar fotos. Todas essas fotos foram tiradas pela janela, com o bumba em movimento.

Foram 6 horas e meia de viagem (incluindo aí os 45 minutos perdidos na imigração, que funciona de maneira conjunta num posto só), mas a paisagem é tão bonita que não deu pra sentir.

Mais um cartão postal e eu tenho um treco!

Só tenho uma coisa a dizer. Depois de cinco semanas vendo cartões-postais e mais cartões-postais, se eu por acaso vir mais uma paisagem bonita, mas umazinha só, juro que eu surto :mrgreen:

492 comentários para “Paisagem na janela: de Santiago a Mendoza de ônibus”

  1. Legal. Estou vendo aqui e parece que não tem erro mesmo não.

    Entrei em contato com a CATA mas ainda não me responderam…

    Pelo desenho são os assentos 1/2, 3/4

    http://catainternacional.plataforma10.com/OtrasWebsContenido/FAQ

    ITEM IV.

    Não é isso?

    De qualquer modo, antecipo meu MUUITO OBRIGADO.

    1. Olá, André! Segundo o desenho, é isso mesmo. ;)

  2. Olá Soraya.

    Se você ainda não viajou, segue uma dica: vá de ônibus mesmo até MDZ. Já que vc vai fazer o passeio ao Parque Aconcágua, vai poder tirar fotos à vontade, uma vez que você vai voltar até a fronteira com o Chile e a maior parte das paisagens interessantes está na Argentina.
    Ônibus: no da Andesmar os 4 assentos na frente (em cima)são: 10, 11, 12 e 13. Mas realmente tem o tal adesivo que inviabiliza fotos frontais, mas dá pra tirar numa boa pelas laterais. Voltei de lá faz uma semana e nessa época tem lugar à vontade no busão. Achei o bumba imundo, mas tem serviço de bordo e tals. Os da CATA tem uma melhor apresentação e não tem o adesivo. Só que não consegui comprar pela internet…
    Alfândega: nosso ônibus foi vistoriado por amostragem, ou seja, pegaram umas 6 malas e passaram no raio-x. As bagagens de mão não olharam uma sequer. Resultado: só 7 horas de viagem.
    Aconcágua: leve uma jaqueta e vá preparada pois se estiver ventando mesmo nesta época é de congelar o nariz.

    Boa viagem.

  3. No próprio hotel poderei contratar passeios, como para Valparaíso e Vinã del Mar e Mendonza?

    1. Olá, Luiza! Indicamos algumas operadoras neste post: http://www.viajenaviagem.com/2012/02/roteiro-santiago/

      Para Mendoza você pode seguir de ônibus ou avião.

  4. Ôpa.
    Entre final de setembro e começo de outubro, como estão as estradas desse trajeto?
    Valeram as dicas.
    Abç
    plinio

    1. Olá, Plinio! Pode haver nevascas ainda.

1 ... 4 5 6

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!