Toscana de carro: um dia entre Cortona, Arezzo e Lucignano

Cortona

[Cortona]

Depois de conquistada sucessivamente por úmbrios, etruscos, romanos, godos, napolitanos e florentinos, a bela cidade de Cortona, na divisa da Toscana com a Úmbria, viu-se nos últimos anos novamente invadida: desta vez, por leitores de Frances Mayes. A autora de Sob o sol da Toscana — e de uma estante inteira de bem-sucedidos spin-offs — transformou sua Cortona numa parada inegociável no circuito italiano de gente de toda parte do mundo.

Mas dona Frances não exagerou nada: a cidadezinha é um encanto, e vale quanto tempo você quiser ou puder dedicar a ela. Cortona pode ser servir como base para se aventurar pela Úmbria (Città di Castello, Gubbio, Perugia, Assis) e até por Le Marche (Urbino deve ser um gioiello!). Pode render um dia completo de peregrinação pelos lugares (e em busca dos personagens) que você já conhece dos livros. Mas, se você não fizer questão de examinar cada mural de Signorelli nem de subir até Bramasole (a casa de Ms. Mayes), pode incorporar Cortona a um passeio de um dia pelo vale do rio Chiana — Valdichiana, para os íntimos. Foi o que eu fiz.


Visualizar Toscana de carro: Cortona, Arezzo, Lucignano em um mapa maior

.
–> LUCIGNANO + CORTONA + AREZZO: P | M | G

O interessante deste roteiro é que você tem, no mesmo dia, a experiência de passar por três cidades de portes diferentes. Lucignano é aquele vilarejo piccolino, fora do circuitão. Cortona é uma cidadezica já um pouco maior, que se esforça para manter sua personalidade mesmo tendo se tornado ímã turístico. E Arezzo é uma cidade quase grande, que já não existe mais apenas em função do seu centro histórico.

Siena-Lucignano-Cortona-Arezzo

[Roteiro do dia, saindo de Siena]

Saindo de Siena ou de Florença, o roteiro completo dá cerca de 200 km. Calcule umas três horas de estrada (a maior parte dos deslocamentos é por autopista). Na caminho de volta é possível dar uma paradinha no outlet Valdichiana (se você está voltando para Siena) ou no outlet Space, da Prada (se você está voltando para Florença).

Florença-Lucignano-Cortona-Arezzo

[Roteiro do dia, saindo de Florença]

–> LUCIGNANO, LA PERLA DELLA VALDICHIANA

A pequena Lucignano [diga: Lutchinháno] não entrou por acaso no roteiro, não. Eu tinha ficado de olho nela pelos elogios que dona Frances lhe pespegou em Every day in Tuscany, o mais recente a sair do seu forno toscano. O que faz de Lucignano um vilarejo único é o seu traçado urbano elíptico, com vielas intramuros que vão avançando à praça central em anéis concêntricos, como num labirinto (mas com servidões que permitem cortar caminho).

Lucignano, Toscana

[Lucignano]

Ali aconteceu comigo aquilo que, na sua viagem, vai acontecer num outro lugar: a Grande Surpresa, o momento Nossa-Nunca-Imaginei-Que-Fosse-Tão-Tão-Tão-Nem-Sei-Dizer.

LucignanoLucignanoLucignano

[Lucignano]

O fato de, naquela manhã ensolarada do meião de outubro, não haver nenhum outro turista no vilarejo além da gente, também contribuiu para o deslumbre. Resultado: o lugar mais fotografado do dia. Brigadinho, dona Frances…

LucignanoLucignanoLucignano

[Lucignano]

COMO CHEGAR

De carro

Lucignano está a 47 km de Siena, pela E-78 e a 88 km de Florença, pela A-1.

.

–> CORTONA, SOB O SOL DA FRANCES MAYES

Não foi Frances Mayes quem pôs Cortona nas alturas. Sempre esteve: é preciso vencer uma elevação de 600 metros, serpenteando morro acima, até chegar àsua entrada.

CortonaSanta Maria delle Grazie al CalcinaioCortona

[Cortona]

De lá de cima você contempla não apenas a Valdichiana, mas também a igreja de Santa Maria delle Grazie al Calcinaio (que me soa como Santa Maria das Graças da Futebolada, mas deve ser outra coisa, ha).

A ruela de entrada é a única totalmente plana da cidade (por isso o nome em dialeto local, Ruga Piana). O comércio é charmoso, com lojas mais interessantes do que as que você encontra em San Gimignano ou Pienza (palmas para o turismo literário!).

CortonaCortonaCortona

[Cortona]

A Ruga Piana vai dar na praça — que é um dos personagens principais dos livros da Frances. O Teatro Signorelli à primeira vista parece fora de lugar — uma fachada renascentista numa praça medieval –, mas no fim das contas ajuda a imprimir uma personalidade própria a Cortona.

Teatro Signorelli, CortonaCortonaCortona

[Cortona]

Para explorar o vilarejo em detalhe — a cidade e seus arredores têm vestígios da ocupação etrusca, igrejas renascentistas e bons museus — , passe no Ufficio di Turismo (ali mesmo na praça) e pegue um mapinha — tem até a indicação para subir a Bramasole (a casa de Frances Mayes), se você faz questão.

CortonaCortonaCortona

[Cortona]

COMO CHEGAR

De carro

Cortona está a 34 km de Lucignano, pela E-78 e SR-71; a 29 km de Arezzo, pela SR-71; a 74 km de Siena, pela E-78; e a 115 km de Florença, pela A-1.

De trem

Cortona está a 1h20 de trem de Florença e a 18 minutos de trem de Arezzo. A estação fica em Camucia, no vale, de onde ônibus locais levam à cidade em 11 minutos. Não há uma linha conveniente para vir desde Siena.

De ônibus

Cortona está a 1h05 de ônibus de Arezzo (veja horários aqui). O trem é uma opção bem mais interessante, mesmo deixando fora da cidade.

–> AREZZO, LADEIRA ACIMA

A via del Corso é a máquina do tempo de Arezzo [diga: Arédzo]. Na parte baixa está o comércio mundano da cidade, com lojas de departamento e conveniência. Mas à medida que você vai subindo, a arquitetura vai ficando mais antiga — e mais sóbria.

Piazza Grande, Arezzo

[Arezzo]

Ao atingir a praça do Duomo você estará sem fôlego — no sentido literal, pelo esforço rampa acima, mas também no sentido figurado, se no caminho você tiver feito o desvio providencial à direita para ver a belíssima Piazza Grande.

ArezzoArezzoArezzo

[Arezzo]

A maior atração da cidade está na Basílica de San Francisco: é o ciclo de afrescos de Piero della Francesca ilustrando a História da Verdadeira Cruz. Para visitar, porém, é preciso se programar, comprando ingresso com hora marcada por este site (o pagamento é via PayPal; € 8). Abre de 2ª a 6ª das 9h às 18h30; sábado das 9h às 17h30; domingo das 13h às 17h30.

ArezzoArezzoArezzo

[Arezzo]

Nos arredores da basílica funciona o bicentenário Café dei Costanti, o mais elegante de Arezzo; é um excelente lugar para terminar o seu périplo, aproveitando a hora do aperitivo (o buffet sai de graça para quem comprar uma bebida de € 8).

Café dei Costanti

[Arezzo]

COMO CHEGAR

De carro

Arezzo está a 29 km de Cortona, pela SR-71; a 88 km de Siena, pelaA-1 e  E-78; e a 75 km de Florença, pela A-1.

DE TREM

Arezzo está a 39 minutos de trem rápido e a 1h05 de trem convencional de Florença, e a 18 minutos de trem de Cortona (a estação de Cortona fica em Camucia, no vale, de onde ônibus locais levam à cidade em 11 minutos). Não há uma linha conveniente para vir desde Siena.

DE ÔNIBUS

Arezzo está a 1h30 de ônibus de Siena (veja horários aqui). O trem é uma opção bem mais interessante, mesmo deixando fora da cidade.

–> UM PIT STOP PARA COMPRAS

Comprólatras podem aproveitar o caminho da volta para dar uma passadinha num dos outlets da região.

Quem está em Siena pode passar no Valdichiana Outlet Village, que fica no entroncamento da A-1 com a E-78, a 38 km de Arezzo e 53 km de Siena.

Quem precisa voltar a Florença tem mais sorte: pode dar um pulinho no Space Prada, o outlet de dona Miuccia. Fica em Lavanella, à beira da SR-69, a estrada secundária entre Arezzo e Florença, a 25 km de Arezzo e 50 km de Florença.

No caminho a Lucignano

Leia também:

Toscana de carro: um dia no Val d’Orcia (Pienza, Montalcino & cia.)

Torre de Pisa: como chegar e com o que combinar (Lucca, San Gimignano)

Florença: furando fila para visitar Uffizi e Accademia

Compras na Toscana: os outlets Valdichiana e Prada

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O grupo Pestana e as Pousadas de Portugal apoiam esta viagem.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Pesquise:

Passagens para Pisa no Mundi

Passagens para Roma no Mundi

Passagens para Milão no Mundi

Passagens para Florença no Mundi

Hotéis de Florença no Hoteis.com favicon-hoteispontocom

Hotéis de Siena no Hoteis.com favicon-hoteispontocom

Hotéis de Arezzo no Hoteis.com favicon-hoteispontocom

Apartamentos em Pisa no AirBnB

Apartamentos em Florença no AirBnB

Seguro de viagem na Mondial Assistance

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

151 comentários para “Toscana de carro: um dia entre Cortona, Arezzo e Lucignano”

  1. Olá!

    Vamos passar 10 dias de carro na Toscana em novembro. Já conhecemos e faremos um roteiro bem legal. Só que temos o mês inteiro de férias e gostaríamos de ficar mais 20 dias na Itália. Já conheço a região da Úmbria, parte do Vêneto e Milão, além de Roma. Gostaríamos de ir para o sul mas estamos com medo de pegar tempo feio e não pdoer aproveitar. O que sugere? Seria melhor fazermos o noroeste e norte, a costa do Adriático? Onde poderemos aproveitar mais?

    1. Olá, Marcia! Qualquer região de praia estará prejudicada. Pense no Piemonte, na Emilia-Romagna, nas Marche ou mesmo na Sicília.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2010/09/italia-as-dicas-fora-do-circuitao-do-andre-lot/

      1. Obrigada, pessoal. Montarei um roteiro nessa região, então.

  2. Olá, alguém sabe me falar sobre as companhias de vôo de baixo custo? Se sao seguras? Vou de Paris para Veneza, e acho ser um dos poucos modos de chegar até lá!

    1. Olá, Barbara! Alitalia e Air France também fazem a rota.

      Leia sobre low-costs:
      http://www.viajenaviagem.com/2009/07/cias-low-cost-na-europa-modo-de-usar/

  3. Olá, estarei indo a Itália entrando por Milão no dia 25 de novembro e retorno pela mesma cidade no dia 9 de dezembro. Já havia feito um roteiro de carro Milão – Veneza – Florença – Roma com uma ou duas noites nessas cidades e 3 noites em Roma. Porém, após um calculo com carro, gasolina e GPS (que achei caro) soube que não vale a pena carro na Itália, pois os pedágios são muito caros bem como os estacionamento, que além de caros são complicados. Fiquei com muito receio, pois quero ir de carro para fugir das empresas de turismo que cobram caro. Sabem me dizer algo sobre os pedágios e sobre esse roteiro? Caso sobrem dias pretendo ir de Milão e Genebra até Chamonix. Para entrada na França e Suíça de carro precisa de que? Vou com dois amigos. Outro receio é neve nas estradas, sobretudo da Suíça. Agradeço

    1. Olá, Manoel! Na Itália, se o interesse são as cidades grandes, vá de trem.

      9 dias é pouquíssimo para ainda incluir a Suíça.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/03/roteiro-9-dias-europa/

  4. Olá, estamos hoje em Siena 30.07.13 e sobre pedagios, para ter ideia de napoli a siena gastamos 26 euros. Estrada tapete e hora certa de chegada sem surpresas e autogrill(PARADAS)com banheiros limpissimos, comidinhas e bebidinhas em euros, coisinhas até mais baratas que no Brasil. (chocolates barras). Quanto ao estacionamentos, para o carro passar o dia inteiro num parcheggio (estacionamento). Em Napoli com pernoite ($ 20,00 euros) em Firenze ($ 20 euros). Tem que estar preparado para esses preços mas não é todo dia que se vem pra Italia.
    Dá pra curtir sem medo.

  5. Olá Bóia, parabéns pra toda equipe pelo site/ blog , acompanho sempre.Eu, meu marido e nossa filha de 1 ano e meio queremos viajar ainda esse ano em outubro ou novembro, pensamos na Itália, na Toscana, o que você acha ? Você teria alguma outra sugestão ? Queremos ficar cerca de 10 dias. Um abraço!

    1. Olá, Daniela! Só não recomendamos lugares de praia fora do verão e lugares pequenos sem estação de esqui no inverno. No mais, a Europa é linda o ano inteiro.

  6. Bom dia Bóia, gostaria de saber se tem como ir de Florença a Montalcino de trem ou ônibus? Eu e meu esposo vamos fazer uma degustação de vinhos e não queremos ir de carro. Um abraço!

    1. Olá, Lígia! O jeito mais rápido de ir de Florença a Montalcino é pegar o trem até Buonconvento (2h a 2h30) e lá um táxi (15 km)

  7. Pode me indicar algum site onde possa comprar os ingressos antecipados?

    1. Olá, Ligia! Compra-se a passagem em http://www.trenitalia.com , mas como se trata de um trem regional, provavelmente os trechos só estejam disponíveis na semana anterior.

  8. Muito obrigada. Estou mesmo tentando comprar e não consigo.

  9. Bóia,quandos euros gastaria em média por dia na Toscana para dois adultos e uma criança de seis anos,sem contar o hotel?Obrigado.

    1. Olá, Fernando!

      Veja como estimar gastos de viagem:
      http://www.viajenaviagem.com/2013/07/como-estimar-gastos-viagem/

  10. Obrigado,resolveu bem!

  11. Iremos a Florença, por dois dias, partindo de São Paulo, no próximo dia 12/10. Seremos 05 pessoas e alugaremos um carro, para sair de Florença.
    Depois temos que passar 07 dias na Toscana hospedados num Agriturismo, em Argiano. Teremos que ficar sediados aí e queríamos de bate volta visitar: Siena, Sangiminiano, Corteza, Lucignano, Pisa e outras cidadezinhas da Toscana. Não vamos à Europa com frequencia, por isso peço ajuda para orientação sobre o roteiro mais proveitoso.Depois da Toscana vamos a Veneza por dois dias.
    Antecipadamente, agradeço,
    Mara

    1. Olá, Mara! Nesta página você encontra vários passeios testados pelo Ricardo Freire na Toscana:

      http://www.viajenaviagem.com/category/toscana

      O http://www.viamichelin.com é ótimo para montar roteiros; experimente.

  12. Bóia,por favor,daria para conhecer no bate e volta saindo de Florença de trem,San Gimegnano,Montero Gighioni,Volterra e Coll di Val D’Elsa em um ou dois dias?
    Obrigado.

    1. Olá, Fernando! Leia sobre bate-voltas possíveis de trem a partir de Florença:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/05/florenca-5-bate-voltas-de-trem-ou-onibus/

  13. Olá! Iremos à Itália agora em outubro e alugaremos um carro em Florença para percorrermos o interior da Toscana e gostaríamos de devolvê-lo em Roma. A grande dúvida é: quais os melhores locais para retirar e devolver o carro, considerando que nunca fizemos isso e estamos um pouco receosos para dirigir dentro das duas cidades (dificuldades com rotatórias, sinalização, por ex). Sendo assim, gostaríamos de saber quais lugares são estratégicos para isso, algo já próximo da saída das cidades. Alguém tem esta experiência que poderia nos ajudar? Obrigada

    1. Olá, Dina! Pegue no aeroporto de Florença e devolva no Termini em Roma.

      1. Obrigada!!

  14. Olá,
    Estou programando minha viagem com minha mãe a Toscana e queria opinião sobre o roteiro (principalmente sobre a logística heheheh). A ideia é que a viagem não seja corrida
    18/11 voo para Milão
    19,20 e 21 ficamos em Milão
    22 ida a Florença (ônibus? Trem?)
    22 e 23: Florença
    24 pisa e lucca (vale mais a pena fazer de carro ou trem/ônibus?)
    25 ida de carro a siena, passando por arezzo e cortona (o roteiro desse post)
    26 siena
    27 Val d Elsa
    28 Val d’orcia
    29 volta a Florença passando por chianti – noite em Florença
    30 voo de voltar pra SP bem cedinho

    O blog é ótimo e está ajudando muito!
    Obrigada!

    1. Olá, Leila! Vá de trem a Florença, faça bate-voltas de trem e ônibus, alugue carro quando sair de Florença para a sua base na Toscana para então fazer os passeios de carro.

      Leia:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/05/florenca-5-bate-voltas-de-trem-ou-onibus/

      http://www.viajenaviagem.com/category/toscana

  15. Aí vai uma sugestão, só lembrando, pois eu acho que já sabem. Quando forem para essa cidades medievais, estacionem nos estacionamentos que são pagos. Por não saber, estacionamos os carros dentro de Siena, o carro de nosso amigo foi rebocado, deu o maior trabalho para tê-lo de volta, pagamos uma multa, é lógico e, até hoje, 2 anos depois, ainda vem cobrança.Ouvi falar que tem uma quadrilha especializada em ficar mandando essas cobranças, não sei se isso procede.

  16. Ola,

    Estou quase comprando as passagens para nossas ferias de jan/2014, para a Italia, mas estou com medo do meu roteiro não ser legal para o periodo (inverno), principalmente porque a ideia é conhecermos a Italia de carro de Napoles a Veneza, passando por diversas cidades pequenas. Já li quase tudo aqui no site.

    Vamos com nossos 2 filhos de 16 e 10 anos. Estamos acostumados com viagem de carro conhecendo os lugares menos badalados e ir parando quando quisermos (amamos isso), mas zero experiencia com frio/neve … e aqui está o receio! Obs.: estamos entendendo que o carro poderá ser uma solução para o frio e a dificuldade de se caminhar nesta epoca (isso procede?).

    Serão 23 dias e basicamente faremos:
    a) Rio-Milão. De Milão direto para Napoles (de trem ou voo?) – 2d
    b) Napoles por 3d e alugaremos o carro;
    c) Roma (3d)
    d) Siena (7d) fazendo vários bates e volta (de leste a oeste)
    e) Veneza (3d) onde devolveremos o carro;
    f) Veneza – Munique de voo ou trem (ou será que vale a pena continuar com o carro?)
    g) MUnique 3d
    h) Munique – Milão (voo ou trem ) e BRasil

    Nota: a ida a Munique deve-se ao fato de ter um parente lá que gostaria de visitar.

    NOta 2: a ideia de começar por Napoles é para irmos acostumando com o frio conforme formos subindo a Italia.

    Postei uma pergunta aqui, mas não estou localizando onde foi. Como faço para “buscar” minhas perguntas?

    Obrigada,

    1. Olá, Gero! Copie a URL da sua pergunta (o que está escrito no navegador).

      Já respondemos:
      http://www.viajenaviagem.com/europa/europa-a-z/comment-page-14/#comment-336195

  17. Ola tenho duas perguntas,
    1 – Saindo de Florença para Pisa, ja descobri que nao ha nada la alem da torre, mas nao gostaria de deixar de visitar, o que sugere para este mesmo dia de visita de trem, da pra visitar mais algum outro lugar ?
    2 – Em outra dia estarei em Siena, e pretendia fazer de carro, Cortona, Arezzo, Lucignano e Assis, acha que ha tempo de fazer isso num dia ? Ou assis merece um dia inteiro ?
    Muito Obrigado pela atenção.

    1. Olá, Thiago! Veja com o que combinar uma visita a Pisa:
      http://www.viajenaviagem.com/2012/02/torre-pisa-como-chegar/

      Se desse para fazer essas quatro cidades num dia só, com algum proveito, o Ricardo Freire teria incluído no post.

      Tire um dia para Cortona e Arezzo e outro para Assis e Perugia. Siena necessita de um dia inteiro só para ela.

  18. [...] – Como chegar em Cortona? O Ricardo Freire tem um post completaço com todas as dicas no Viaje na Viagem [...]

  19. Olá,

    Será casamento da minha irmã em Florença em setembro. O local do casamento, um hotel 5 estrelas, fica muito caro para a hospedagem dos convidados. Vocês sabem onde posso achar uma villa para alugar? De preferência uma villa que tenha uns 8 ou mais quartos? Gostaríamos de ficar todos juntos! Pode ser um hotel com muitos quartos também ou uma pousada que possamos fechá-la só pra gente. Estou procurando nos sites como booking mas não estou achando..
    E serviço de aluguel de ônibus para fazer o bate volta de Florença pela Toscana? Se vocês pudessem indicar uma pessoa ou um site onde posso achar, agradeço imensamente!!!
    Obrigada,

  20. Aproveitei as dicas e fiquei em Cortona como base das visitas a Siena, San Geminiano e Florença. Se anda muito e tambem se come muito, e bem.
    Quem passar por Cortona vá ao restaurante Tempero e fale com a bahiana Mara. Deguste os pratos tipicos feitos com muito capricho

ATENÇÃO:
Desculpe, mas esta caixa está inativa e seu comentário não aparecerá. Estamos aprontando um novo Viaje na Viagem. No novo site a caixa de comentários voltará a funcionar. Obrigado pela compreensão!