Inverno em Ushuaia: passeios e atividades

Natalie Soares
por Natalie Soares

Ushuaia

--> Centros de inverno: muito além de Cerro Castor

Nem só do Cerro Castor vive o inverno de Ushuaia. A cidade é uma ótima opção para quem está em busca de atividades de inverno sem ficar confinado ao ambiente de uma estação. Além das opções no centro da cidade e da infra do Cerro Castor, você também pode aproveitar os centros de inverno que cercam a cidade de atividades lúdicas na neve.

UshuaiaRaposa em Ushuaiaatividade na neve em Ushuaia

Os centros são todos administrados pela iniciativa privada e neles você encontra atividades como patinação no gelo, snowcat, caminhada com raquetes, trenós puxados por cachorros, escaladas, patinação e passeios de 4x4. Para os aventureiros também é possível fazer mergulhos nas águas geladas, canoagem, cavalgadas, trecking e tours de bike. Sem falar que Ushuaia também atrai os apaixonados pela pesca esportiva.

O site do Turismo de Ushuaia traz a descrição (em português!) e o link para os sites de quase todos esses centros (clique aqui).

Centros de Inverno m Ushuaia

Ao chegar em Ushuaia, você provavelmente vai ouvir falar de uma outra modalidade de esqui chamada “esqui de fundo” ou “esqui cross-country”. Ainda não tive a oportunidade de testar na prática essa variação do esqui, mas conversei com a minha instrutora no Cerro Castor e ela garantiu que é mais fácil se aventurar no esqui de fundo do que no alpino. Essa modalidade é indicada para percorrer longas distâncias e os centros de inverno de Ushuaia são famosos por conta das suas grandes áreas esquiáveis para quem pratica esqui de fundo.

Parque Nacional da Terra do Fogo Argentina

Como a distância entre um centro e outro é relativamente pequena, quem viaja em família ou em grupo pode optar por fazer a atividade que mais lhe agrade sem se separar muito dos seus companheiros. Por exemplo: o maridão pode passar o dia no Cerro Castor esquiando, enquanto a esposa, que prefere um passeio mais light, faz uma caminhada com raquetes em Ushuaia Blanca.

IMG_8104Ushuaia

E como chegar aos centros? Assim como no Cerro Castor, o turista que escolher visitar a região durante a temporada de neve, deve contratar um táxi, uma agência de receptivo ou um trânsfer sugerido pelo hotel. Em outras condições climáticas, o aluguel do carro também seria uma opção viável.

Ouvi alguns poucos e perdidos comentários dizendo que era possível esquiar (esqui alpino, aquele com as pistas que estamos acostumados) também no Glaciar Martial. Viajandões da neve, vocês já conferiram as condições de esqui desse centro? Conta pra Boinha, porfi smile

Llanos del Castor

Se eu tivesse mais dois dias livres na cidade, teria feito o sobrevôo de helicóptero, o passeio de 4x4 e a caminhada noturna. São passeios com propósitos distintos mas que foram muito bem recomendados pelos turistas com quem conversei e que já haviam feito esses tours.

Passeios Panorâmicos em Ushuaia

--> Passeio de catamarã - navegação pelo Canal de Beagle

Assim que a navegação começou, a primeira frase que a guia lançou foi: “não vamos avistar pingüins. Atenção, não vamos avistar pingüins.” Tudo bem, snif. Tudo bem. Entendi o recado wink Pinguins fofinhos que dão vontade de apertar não são vistos durante o inverno em Ushuaia. (A temporada vai de meados de outubro a meados de março.)

Ushuaia

Os passeios de barco são vendidos na rua do porto, próximo à famosa placa do “Fim do Mundo”. No verão, as saídas são mais freqüentes, já no inverno as empresas costumam operar apenas em dois horários diferentes. Os preços são praticamente tabelados entre as empresas e custam cerca de 250/270 pesos, para as rotas mais curtas, até 470 pesos, para os passeios mais longos, mais a taxa de embarque (preços de julho de 2012). Atente que, no inverno, algumas rotas não são oferecidas. E mesmo assim vale a pena? Claro! É um passeio de contemplação e admiração da mãe natureza (ops). Vaiiiiiiii Planeta!

Ushuaia Passeio de BarcoUshuaia Passeio de Barco

Ushuaia no Inverno

Veja também:

Isla Magdalena: onde os pingüins ainda têm trema

Ushuaia Passeio de Barco

--> Museus e História

Para quem tem curiosidade e interesse em conhecer um pouco mais sobre a história de Ushuaia, seus povos antigos, sua relação com as navegações e a famosa história do cárcere do fim do mundo, conhecer os museus que ficam na cidade pode ser uma boa opção: Museu Yamana, Museu Marítimo e do Presídio, Museu do Fim do Mundo e Museu da Cidade.

centro de Ushuaia

--> Trem do Fim do Mundo - Parque Nacional da Terra do Fogo

Também conhecido como o trem dos prisioneiros, o trem leva os visitantes para conhecer alguns trechos do Parque Nacional Terra do Fogo. O passeio é breve, com direito a uma parada para fotografar a região. Ao longo da viagem, a história da construção da ferrovia e de como viviam os presos daquela região é contada. Muitos consideram esse passeio um micão, outros ficam encantados com a paisagem forrada de neve. Você que conhece esse trem, o que acha? É um programa de índio comparado com os outros passeios oferecidos em Ushuaia, mesmo contando com a pequena caminhada que fazemos depois do passeio de trem dentro do parque nacional?

Trem do Fim do Mundo

Consulte os horários e valores do Trem do Fim do Mundo.

--> Certificado do Fim do Mundo

Para quem viaja com os pequenos, não deixe de passar na secretaria de turismo de Ushuaia e pedir seu certificado por ter visitado a cidade mais austral do mundo. É uma daquelas coisas simples das viagens, que deixam a garotada toda pimpona. Tá, confesso... não resisti e pedi um pra mim também razz

Agora conta pra gente uma coisa: você acha a paisagem de neve monótona? Você tem algum segredinho para suportar fortes temperaturas negativas? Você prefere viajar para estações de esqui que fiquem perto das cidades para aproveitar outras atrações ou prefere as mais isoladas?

Ushuaia
--> Cruzeiros para a Antártida: só no verão

Para quem sonha em se aventurar pelos águas da Antártida, o caminho mais rápido é embarcar nos cruzeiros que partem de Ushuaia. Três diferentes rotas, incluindo uma que vai até as Ilhas Malvinas, são oferecidas e comercializadas por diversas agências locais e operadoras internacionais.

Esse roteiro não é um dos roteiros mais baratos que você vai se deparar, mas um valor assim é esperado devido aos custos da logística dessa aventura. Se você quiser apimentar ainda mais essa viagem e economizar alguns obamas, uma possibilidade é embarcar para Ushuaia e tentar comprar o cruzeiro na própria cidade. É arriscando, tendo em vista que esse roteiro é muito cobiçado por europeus e americanos. Eu faria isso? Humm só se a economia valesse muito a ansiedade e expectativa de não saber se o embarque seria possível. Lembre-se de que esse tipo de cruzeiro só parte no verão wink

Ushuaia

Viagem feita a convite da Secretaria de Turismo de Ushuaia.

Leia também:

Cerro Castor, Ushuaia: a estação de esqui do fim do mundo

Ushuaia no inverno, parte 1: como chegar e como se esquentar

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email

93 comentários

Atenção: perguntas que já estejam respondidas no texto e comentários ofensivos ou em maiúsculas serão deletados.

Cancelar
Aline Rodrigues

estive em Ushuaia em maio/2014 e conto no meu blog como e quanto gastei com tudo (passeios, alimentação, hospedagem). Isso pode ajudar futuros viajantes. Acessem por esse post http://umasulamericana.wordpress.com/2014/08/31/passeio-pelo-canal-de-beagle-em-ushuaia/ Bjus