Curso no exterior + viagens paralelas: conte sua experiência

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Tower Bridge, Londres

Fazer um curso no exterior é uma maneira muito inteligente de fazer uma viagem em conta. Dá pra descolar acomodação barata (às vezes em casa de família) e você facilmente se enturma.

Muita gente se programa para fazer viagens curtas nos fins de semana. Na Europa, há quem use cada fim de semana para ir a um canto diferente do continente, usando a combinação low cost + albergue.

Nunca fiz um curso no exterior (gostaria muito!), mas em teoria acho que o esquema mais interessante é aproveitar os fins de semana para visitar o entorno de onde se está, gastando menos tempo com deslocamento e aproveitando para ver lugares que você não "conhecia" antes de viajar mrgreen

Daí emendaria dez ou quinze dias de viagem econômica, aproveitando os conhecimentos e a desenvoltura adquiridos nas semanas de curso.

Caso não dispusesse desse tempo ou dessa grana, faria então o esquema dos fins de semana, claro (como dizer a alguém que está em Londres para não passar um fim de semana em Paris?). Mas nesses lugares muito bacanas em que se tem muito pouco tempo, faria a visita mais descompromissada possível: sem filas, sem lerês. Muita caminhada e curtição.

Ops -- mas não foi para dar a minha opinião que eu abri este post, e sim para atender a um pedido do Goethe, que está indo estudar na Alemanha e sentiu falta desse assunto aqui no Viaje na Viagem.

Se você viajou para fazer curso, conte pra gente como organizou seu tempo livre e como conseguiu conciliar o curso com a sua vontade de viajar. Deu para fazer as duas coisas, ou alguma delas saiu prejudicada? Se você pudesse fazer de novo, o que você repensaria?

Som na caixa!


95 comentários

Maryanne hotelcaliforniablog.wordpress.com

Nao sei qual o nivel do curso que vc esta procurando, mas o UC Berkeley Extension costuma ter programas interessantes.
www.unex.berkeley.edu

Maryanne hotelcaliforniablog.wordpress.com

O UC Berlekeley Extension tb tem cursos interessantes tanto em Berkeley quanto em Sao Francisco.
www.unex.berkeley.edu

Enilda
EnildaPermalinkResponder

Ricardo estou com planos de passar meu niver em Ushuaia, iniício de outubro/11, vc conhece o pessoal da VIVATERRA (equipe de realiza passeios por lá)? porque foram os pacotes melhores que encontrei, já que vou sozinha preciso saber em quem confiar. E a região (El Calafate, Ushuaia, etc) vale a pena conhecer? Sempre que realizo uma viagem as suas dicas me direcionam com segurança...mais uma vez preciso da sua dica.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Enilda! Aqui quem responde é A Bóia

Informe-se sobre Ushuaia e El Calafate nestes posts:
https://www.viajenaviagem.com/2010/04/expedicao-zig-zag-chile-argentina-todas-as-aventuras/

Leia mais sobre Ushuaia nestes blogs:
http://maladamenina.blogspot.com/search/label/Ushuaia
http://deunstempospraca.blogspot.com/search/label/ushuaia

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Passei 2 semanas em Montpellier para estudar e passear e queria deixar aqui minhas impressões:

Escola de Francês : Accent Français ( http://www.accentfrancais.com/ )
Apart : Goelia Sun City (reservado pela escola - http://www.goelia.com/residence-vacances/montpellier/goelia-sun-city.86.4.php )

Escolhi uma escola sem referências de pessoas conhecidas, mas bem popular nos sites que pesquisei e que fui super bem atendida, tive todas as respostas dos meus questionamentos, tudo muito rápido, gostei da atenção. Mas tem dezenas de outros cursos de francês por lá. Uma vantagem era quase não ter brasileiros, e os brasileiros não se juntavam, ou seja, não falei português por lá.
Faço aula de francês no Brasil e lá acabou sendo uma revisão, não aprendi de verdade, mas fiquei apenas 2 semanas e só tinha aula de manhã, conheci gente que estava estudando por 6 semanas lá, de manhã e de tarde, tinha chegado sem saber nada e já falava tudo. As aulas são com muitos jogos, brincadeiras e minhas turmas foram meio lentas, mas os professores são bem atenciosos.
As turmas eram pequenas 5-6 alunos, mas os professores falaram que em julho/agosto aparecem muitos alunos a mais, as turmas chegam no máximo a 10.
As instalações são bem caidinhas, prédios velhos, escada, sem ar condicionado, vizinhança barulhenta. Mas o curso é exatamente no ponto principal da cidade, a Place de la Comédie.
A média de idade, pelo menos em junho, deve ser de uns 20 anos, mas tinham pessoas mais velhas sim, uns poucos.
Gostei muito da localização do meu apart, mas não do apart. Horrível. Não recomendo. Todas as pessoas da minha turma estavam em casas de família e adoravm, isso ajuda muito no progresso do francês.

Não tem como ficar entediado, é um bom lugar pra passar um tempo. E com muitos bares, restaurantes, cafés. O centro histórico é bem bonitinho e fechado pra carros, a Place de la Comedie, com aquele ar bem turistão ( e onde fica o escritório de turismo, pessoal bem atencioso http://www.ot-montpellier.fr/pt/ ), restaurantes pra todos os lados, artistas de rua...

A cidade tem praias a 10 km e dá pra chegar de tram, ônibus e até bicicleta, dependendo da praia. E são boas, com areia fininha e a água numa temperatura bem agradável, fria sim, mas no Rio é mais.

Praias próximas:
- Carnon : fácil acesso, tram e caminhada.
- Palavas: possível chegar de bicicleta por uma ciclovia.
- Espiguette: mais difícil de chegar, melhor ir de carro, praia de kite surf, com vento e muita areia, dunas baixas e nenhuma construção ao redor.
- Le Grau du Roi: cidade mais charmosinha, o centrinho tem cafés na beira da praia. Ônibus desde Montpellier.
- La Grande-Motte: clubes de praia e resorts e tal. Dá pra ir de ônibus também
- Sète: 20 minutos de trem, centrinho histórico, mirante, orla bem legal e bonita,

Vale lembrar que fui no verão, mais de 30 graus todos os dias e dias longos, escurecia 22h.

Se for em junho, pegar a Fête de la Musique (21 de junho) é bem especial. E outras festas e festivais rolam o verão todo. Super animado

Ao redor de Montpellier tem várias cidades fáceis de ir, de trem ou de ônibus, essas eu conheci:
- Carcassonne grine trem dá entre 1h30 e 2h
- Avignon: 1 hora de trem
- Nimes + Pont du Gard: Nimes, menos de 30 minutos de trem. E para Pont du Gard ônibus de Nimes, pegar o horário dos ônibus na internet ou no escritório de turismo de lá (ou de Montpellier mesmo)
- Marseille: 1hora e meia de trem
- Saint-Guilhem-le-desert: cidadezinha fofa , caminho de peregrinos de um dos caminhos de Santiago. 1 hora de ônibus a partir de Montpellier. Nos finais de semana, e em julho/ agosto dá pra passear melhor por lá, tem ônibus de turismo entre a cidade, a ponte du Diable e uma gruta próxima.
- Aigues Mortes: cidadezinha murada com ruína de um castelo,lojinhas fofas de decoração, cafés, restaurantes. Vale a pena, perto de Montpellier.

Todas as escolas de francês organizam grupos pra esses passeios pra quem prefere ir com guia e tudo organizado.

Montpellier tem aeroporto, então é possível chegar direto lá, mas não recebe muitos voos, apenas Air Frances e alguns de low cost. Chegando por outros aeroportos na França é só pegar um trem pra Montpellier (Paris – 4horas , Marseille - 1hora e meia, Lyon – 2 horas, Toulouse 2 horas)

Talita
TalitaPermalinkResponder

CarlaZ,
Obrigada pelas dicas! É exatamente o que quero fazer e inclusive já tinha descoberto esse escola accent em minhas buscas, mas não tinha recomendação (agora tenho). Quero ir nas minhas férias, que é só daqui 1 ano! rsrsrs
bjs!

Bianca C
Bianca CPermalinkResponder

Carla, achei muito interessante suas dicas, estou indo pra montpellier em duas semanas e vou estudar nessa escola tambem, sera que tem como eu entrar em contato com voce? Obrigada bjs

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Vc tem tuiter? O meu é @carlinhaz .
Ou pode perguntar por aqui mesmo.

Anah
AnahPermalinkResponder

Ola!
Fiz um curso de espanhol em buenos Aires ( academia buenos Aires) durante 15 dias em abril!
Gostei bastante da escola e da experiência! Fiquei num hostel na mesma rua da escola pois nao queria pegar onibus nem metro ( como estava de ferias queria me livrar da rotina diária!) o curso foi no período da manha! Então quando acabava a aula eu já ia direto andar andar e andar pelos cidade linda que é buenos Aires!
A escola é muito boa! Super atenciosa e fornece vários passeios e atividades! Eu era a ÚNICA brasileira da escola! Então pensei que fosse ótimo foi para mim! As salas tinham no máximo 4 pessoas (era eu, um japonês, um belga e um alemão) mas ai que morou o problema! Pois as duvidas brasileiras sao bem diferentes do que as duvidas de um europeu que nao fala espanhol e nem português! Então sinto que eu poderia ter avançado mais no ensino se estivesse numa turma de espanhol para brasileiros!
Outro ponto fiquei num hostel ( milhouse hipo) que tinha a vantagem de ficar na rua da escola, mas o hostel era bem festeiro!! O que era bom pra conhecer gente mas ruim para quem precisava acordar as 8h da manha! Mas a estrutura do hostel é ótima e o staff super atencioso! Acabei que nao fiz nenhuma viagem nos 2 fds q eu fiquei por lá! Para uma primeira experiência eese mini intercâmbio foi ótimo! Eu achei!
Abraço

SILVIA MILESKI

Ricardo gostaria de receber boas indicações para intercambio cultural na Inglaterrra e França para 16 a21 anos, nome de escolas que tem os melhores cursos e ou agencias serias que o fazem

Grata

Silvia Mileski

val
valPermalinkResponder

Silvia, procure a CI e STB

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Silvia,

Procure a Ie intercambio mais próxima de você. http://novo.ieintercambio.com.br/

Eles possuem vários programas que podem te ajudar.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Em 2006, estudei por 1 mês e meio em Granada - Espanha. A escola era a Enforex, adorei os professores e fiquei em casa de família. No plano que escolhi, fiquei em quarto individual (mas tinha uma americana na mesma família no quarto ao lado) com direito a café da manhã e almoço (uma super refeição às 3 da tarde). Depois de comer tanto no almoço, meu jantar era só as tapas grátis pelos barzinhos da cidade. Granada é um cidade universitária, melhor lugar pra sair e se divertir com tipos engraçados!

Naquela época corria um boato que a Enforex e a Don Quijote iam se juntar mas não sei como está hoje. Pelo o que eu pesquisei na época eram 2 das melhores escola de idioma na Espanha e América Latina. Contratei tudo pela STB aqui em Campinas.

No curso quase não haviam brasileiros (os 2 que tinham foram embora 1 semana depois que eu cheguei), as nacionalidades eram bem variadas: Suécia, França, Itália, Inglaterra, EUA, Polônia e Japão. Como 1 japonês não falava nada de inglês, éramos forçados a praticar espanhol o tempo todo (ainda bem!)... Pra mim era ótimo, pois estava na turma mais avançada (já tinha estudado 2 anos aqui no Brasil) mas pra maioria (que chegou lá não falando nem "ola que tal") às vezes era bem difícil... A idade variava muito, de adolescentes a 50 anos... Cansei de traduzir cardápios... E uma vez fomos ao cinema, e todo mundo se deu mal, menos eu... Lá os filmes são todos dublados!!!! rs

As aulas começavam às 9 ou 9:30 da manhã e iam até 14h30 se não me engano... Ia pra casa almoçar (a pé), fazia a minha siesta (era MUUUITO quente e impossível sair na rua a essa hora...) e sempre combinávamos de encontrar o pessoal lá pelas 18h em alguma praça da cidade... Como as lojas e pontos turísticos só fechavam lá pelas 21h, dava pra aproveitar bem e conhecer a cidade... Só no dia que fui a Alhambra é que tive que cortar a siesta pelo horário reservado, fui numa 2a a tarde, super tranquilo). Fui em no final de maio e fiquei até o meio de julho, época muuito quente mesmo, o dia que estava + "frio", peguei 36 graus!!! rs

Assisti praticamente todos os jogos da Copa de 2006 em algum barzinho por lá pq sempre tava jogando o time do país de alguém da escola, e lá íamos todos nós torcer.

Como a noite em Granada é demais, não queria sair da cidade na 6a rs, então viajava só no sábado e domingo mesmo. Todo sábado ia pra rodoviária cedinho e decidia lá mesmo o destino. Visitei assim Málaga, Sevilha, Córdoba e Antequera.

Tinham alguns passeios programados pela escola mas só em Granada mesmo. Mas com eles conheci a melhor vista pra Granada e fui em 2 shows de flamenco completamente diferentes (1 enorme, mega produção, com bailaoras famosas e outro num restaurante-caverna super aconchegante e mais simples).

Além disso, com uma colega de classe da Alemanha, fomos numa excursão de final de semana pro Marrocos! Estávamos com medo de ir sozinhas mas na escola msm vimos propaganda dessa excursão, saindo 6a na hora do almoço e voltando tardão da noite no domingo. Fomos de ônibus até Algeciras, de lá barco até Ceuta e ônibus até Tanger, onde era o hotel. No sábado e domingo passeamos por Tanger, Tetouan, andamos de camelo (dromedário pra falar a verdade) e Chef-chauoen (não me lembro como se escreve mas algo assim), a cidade mais linda EVER!!! E era uma excursão somente pra estrangeiros que estavam estudando na Espanha então a diversão era garantida e graças a Deus não foi nenhuma furada... Como não íamos às cidades mais conhecidas (Casablanca, Fez, Marrakesh etc)que ficam bem mais ao sul do Marrocos, 1 final de semana foi suficiente. Voltamos lá pelas 2 da manhã de domingo/segunda mas voltar a pé pra casa era tranquilo, uma das coisas que eu mais sinto saudades da Espanha!

Como estava na Andaluzia, acabei experimentando tb muitos frutos do mar que não sei nem os nomes! rs

Mas como já disseram acima, essa não foi a 1a viagem pra Europa e nem a última por isso preferi conhecer melhor a região (MARAVILHOSA)do que ficar me estressando com voos, aeroportos etc. Só no final do curso fui visitar uns amigos na Alemanha. (O voo SP - Madri estava muuuuito caro e acabei comprando SP - Munique, com conexão em Madri 400 dólares mais barato!!! Vai entender essa IBERIA). Comprei a passagem Madri-Granada separada, visitei meus amigos em Munique e ainda sobrou dinheiro pra gastar por lá! rs

Bertrand Oliveira

Oi, Viajantes!
Pretendo passar o mes de junho.2013 na Franca, estudando frances. Pelo que eu andei lendo, Montpellier e Nice ajustam-se aos meus planos de verao. Alguem tem mais alguma recomendacao especial sobre estes lugares, sobre os cursos la oferecidos, os transportes e sobre as acomodacoes disponiveis? Alguem ai ja estudou nestes lugares, no verao europeu? Dicas sao aceitas.
Antecipadamente, obrigado

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bertrand!

Temos um relato sobre Montpellier:
https://www.viajenaviagem.com/2012/08/curso-frances-montpellier/

Use a experiência da Carla para xeretar Nice também. É muito simples.

Thaisa
ThaisaPermalinkResponder

Olá!
Tenho planos de fazer um curso de francês em Paris por 3 meses, iniciando no dia 26/03/13. O curso seria na escola FRANCE LANG PARIS VH. Alguém conhece? Tem alguma indicação?

Outra dúvida, entre as opções de acomodação estão:
-Casa de família, que seria 3.720 euros, por três meses, incluindo café da manhã e jantar.
-Casa estudantil, que seria 3.600 euros, por três meses, incluindo café da manhã.
-Alugar um studio/apartamento: não consegui achar nada (bom) mais barato que 1.200 euros por mês.
Como estarei sozinha nao sei se vale a pena alugar um studio, mas também achei muito caro ficar em casa de família...
Alguém tem alguma dica?

Sozinha em Paris, quais são as melhores dicas de turismo?

Obrigada!

Ricardo, estou adorando o blog! Parabééns!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thaisa!

Leia sobre Paris aqui: https://www.viajenaviagem.com/europa/paris-ricardo-freire

Leia o que temos sobre cursos de francês na França aqui: https://www.viajenaviagem.com/2012/08/curso-frances-montpellier/

Ficando em casa de família você estará mais exposta ao francês, aproveitando mais o aprendizado. Na acomodação estudantil você terá mais chances de falar português e espanhol com outros estudantes e aprenderá menos.

Anderson Vieira

Passei um mês em Montpellier (Janeiro 2013) Ja sou formado na Wizard e viajei para praticar e aprender um pouco mais francês, e gostaria de deixar minhas impressões da cidade, da acomodação e da escola onde estudei.

A cidade é linda, mesmo antes de chegar, já havia pesquisado e encontrei ótimas fotos e principalmente muitos comentários de estudantes que haviam passado por lá, escolhi tambem, porque queria ficar o máximo longe de estudantes brasileiros, porque como todos sabem, isso em um intercâmbio é um perigo, você anda em um grupo e acaba não praticando a lingua, e esse era meu foco!

A cidade vive história, os prédios são um pouco antigos, mas nada que possa atrapalhar sua estadia por lá, e sim, a dúvida cruel de todos os estudantes, você pode beber água da pia! Diferente do Brasil lá é totalmente seguro, sem problemas, demorei uma semana para me acostumar com o gosto, e de lá pra frente, não comprava mais água em lugar nenhum acredita? Somente enchendo minha garrafa como refil haha. Muitos estudantes não sabem disso, e acabam gastando dinheiro a toa, não é querendo ser mão de vaca, mais tipo, se a água é de graça, então vamos aproveitar e gastar dinheiro com coisas mais importantes, meu ponto de vista =)

Em Montpellier tudo fica perto, você pode pegar o ''TRAM'' um transporte rápido e prático, mas atenção! Não esqueça de validar o seu bilhete antes de entrar, ou dentro do Tram, muito menos viaje sem ter comprando, isso pode lhe render uma baita dor de cabeça como aconteceu comigo, tive que pagar uma multa no valor de 30 euros por não ter validado o bilhete, muita atenção com isso.

A '' Place de la comédie '' é uma maravilha! É o melhor ponto para você encontrar os amigos e fazer novas amizades, existe um supermercado bem próximo do Carrossel, que se chama '' Monoprix'' lá você encontra de tudo, e com um preço bem camarada, sem dúvidas vale a pena passar lá para pequenas compras.

Quanto a acomodação, fiquei em uma casa de família, bem perto da estação de montpellier (GARE ST.ROCH), foi uma maravilha! Na primeira semana foi estranho a adaptação na família, seus costumes e suas regras na casa.

IMPORTANTE!

Como por exemplo: Você sabia que é totalmente deselegante quando você começa a comer antes que todos tenham seus pratos servidos? Você precisa esperar que a dona da casa sirva todos, e quando ela começar a comer você está liberado paraa comer, outra coisa, só saia da mesa de jantar, quando todos sairem de uma vez! Passei uma semana sem saber disso, é eu sei as pessoas da casa não falaram nada, pois ja estavam acostumados com estudantes, mas vale a pena seguir a dica para uma boa convivencia!

Eles são muito rígidos quanto ao banho, quando viajei agora em Janeiro de 2013, estava muito frio,(Inclusive chegou a nevar um pouco em Montpellier) por costume deles, não tomam mais de um banho por semana, (Na minha casa foi assim, na sua pode não ser ;p) e quando eu tomava mais de 2 banhos por dia, eles ja me olhavam de outra maneira, e chegaram até a bater na porta me chamando, isso foi muito estranho!

Pelo amor de Deus, nada de falar que os francês fedem, isso é como se você desse um tapa na cara deles, tive um problema com um amigo que falou isso, realmente não é aconselhavel e nem um pouco engraçado!

IMPORTANTE!

Outra dica que recomendo que todos os estudantes que estão se preparando para passar um bom tempo na França, é estudar o número de beijos em cada região. Não, não é beijo na boca assim tambem. Na frança todas as pessoas, jovens, idosos, crianças, quando são apresentadas para alguem, se comprimentam com um beijo. Agora vem a pior parte, o número de beijos! Em montpellier são 3 beijos, em Paris são 4, em algumas cidades pequenas na maioria das vezes são 2, então é bom prestar atenção com isso, pois nenhum francês gosta de forma alguma beijar o vento, é totalmente sem costume (para eles) quando você faz isso!

Assim como a leitora Carla, que deu suas impressões de Montpellier, eu tambem estudei na Accent Français! http://www.accentfrancais.com/ )

A escola é linda, os professores são muito atenciosos com cada aluno, as aulas são bem descontraídas, as salas não ficam tão cheias de alunos, não tive nenhum problema quanto a escola. Só recomendo um ponto, a escola dispõe de 2 tipos de curso, o STANDART E O INTESIF, eu fiquei no standart, asistia aula das 9h as 13:00, ou seja, a tarde eu poderia viajar para alguma cidade ou fazer outro programa. Já no intensivo, você tem aula a tarde tambem, então fica complicado você combinar de fazer algo a tarde, realmente é muito chato, porque muitos amigos queriam viajar, e algumas pessoas do intensivo tambem, mas o horário ficava bem complicado para eles!

É muito facil viajar de trem na França, ainda mais de TGV durante minha estadia viajei durante a semana para Nimes, Avignons, cidades lindas! E ficam bem perto de Montpellier, você pode ir logo as 15:00, passar a tarde por la e retornar as 18:00 sem problema algum! Recomendo essas 2 para todos os viajantes!

E Durante os finais de semana, fui para Paris e Barcelona, em poucas horas de TGV você chega lá, na maior tranquilidade!

NUNCA ESQUEÇA DE VALIDAR SEU BILHETE DE TREM NA ESTAÇÃO! (VOCÊ VALIDA EM UMA MAQUINA AMARELA DENTRO DA ESTAÇÃO)

Então é isso galera, a minha viagem foi perfeita, e se você for no periodo de Inverno atenção! O dia acaba muito rápido, o nascer do sol é às 8:30 - 9:00 e quando chega as 16:30 ja vai ficando tudo escuro!

Qualquer dúvida sobre a cidade, preços ou curiosidades, so me perguntar! Vou deixar meus meios de contatos aqui em baixo!

Bon voyage et au revoir! =)

FACEBOOK: www.facebook.com/andersonparentes
EMAIL: anderson.vieiira@gmail.com

Ana Carolina Lodi

Nossa, Anderson, muito ilustrativo o seu coment! Já me ajudou muito!
Merece um post como o da CarlaZ (que eu tb adorei!), hein Comandante! wink
Uma amiga fez uma viagem de estudos dessa em Espanhol com a Enforex, em Barcelona e adorou. Disse ter aprendido muito.
Em março/2014 ela vai repetir a dose, só que desta vez em Francês, em Montpellier e eu me animei a ir tb!
Depois de ler, já decidi que ficarei em casa de família diferente da que minha amiga ficar e que tentarei falar com ela apenas no meu precário francês!rsrs Será que dá?!? Kkkkk
Teu email está anotado, Anderson, para futuras dúvidas!
Mais uma vez obrigada por partilhar as dicas!!!

Palova
PalovaPermalinkResponder

Adorei as duas dicas de Montpellier. Merci beaucoup a tous!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar