Bate-volta: de Nova York à Filadélfia

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Filadélfia

Eu sempre digo que Nova York é inesgotável: você pode ficar semanas na cidade que ainda terá o que descobrir. Querendo mudar um pouquinho de ares, porém, a Filadélfia se apresenta como uma senhora opção. Fica a meros 90 minutos de trem convencional (contra 2h50min no trem mais rápido de Nova York a Washington) e é suficientemente compacta para ser explorada num dia só. Um ótimo esquema é pegar o trem das 8h10 (que chega às 9h35) e voltar no das 18h45 (de volta a Nova York às 20h07). O último trem sai às 23h15 (simule viagens e compre as passagens no site da Amtrak; pode-se conseguir passagens a partir de US$ 39 por trecho).

Chegando à Filadélfia

Nosso passeio foi ainda mais bem-sucedido, porque contamos com o auxílio luxuosíssimo do Oscar, do MauOscar, como guia smile Ele estava voltando de carro para a cidade onde mora, ali perto, e nos levou de carro. Como demos sorte de não pegar nenhum engarrafamento na saída de Nova York (era um sábado de manhã cedo), chegamos em 1h45min.

Reading Terminal Market, Filadélfia

Faça como a gente e comece seu dia no fabuloso Reading Terminal Market, o mercado central da Filadélfia. (Chegando de trem, pegue o metrô -- Septa -- na estação ferroviária 30th St. e desça na estação City Hall.) O mercado funciona neste local desde 1892 (antes disso, já operava na rua) e algumas coisas não mudaram desde a inauguração: o balcão do sorvete Basset's continua ali, e os amish continuam vindo de Lancaster para vender seus (deliciosos) produtos quatro dias por semana.

Reading Terminal Market, Filadélfia

Reading Terminal Market, Filadélfia

Reading Terminal Market, Filadélfia

Venha com fome: há muitas especialidades locais para experimentar. O Oscar nos fez provar o soft pretzel -- um pretzel molinho sensacional.

Reading Terminal Market, Filadélfia

Pulled pork, Reading Terminal Market, Filadélfia

Comemos também um sanduíche de porco desfiado (pulled pork) no stand do DiNic's (mas confesso que acho o do bar Estadão, em São Paulo, melhor). Os doces amish parecem incríveis, mas acabamos tomando um sorvete de abóbora (pumpkin) no Basset's (muito bom).

Reading Terminal Market, Filadélfia

Há stands que vendem o Philly cheesesteak, mas deixamos para provar no fim do dia, no lugar onde foi inventado, em South Philly.

Os dias para ir ao mercado são de quarta a sábado, que é quando os amish estão a postos nos seus stands. No domingo metade das bancas não funciona. Leia mais sobre o Reading Terminal Market no MauOscar.

Reading Terminal Market, Filadélfia

Do mercado fomos caminhando até o Independence Mall, um lugar sagrado para os americanos. Ali fica o Independence Hall, o prédio onde foram escritas tanto a Declaração de Independência quanto a Constituição americanas. Também podem ser visitados o sino quebrado que anunciou a independência (e que é um fetiche americano) e o Constitution Center, um museu devotado à história da constituição americana. Com apenas um dia para passear pela cidade, me limitei a fotografar a estátua de George Washington em frente ao prédio mais histórico. Mas acredito que advogados devem curtir o Constitution Center.

Chinatown, Filadélfia

Town Hall, Filadélfia

Ainda a pé, voltamos para o marco zero da cidade (onde está a City Hall, prefeitura). Muito perto dela fica o Love Park, a praça onde está uma réplica da famosa escultura de Robert Indiana. Dali se descortina a Benjamin Franklin Parkway, o Champs-Elysées da Filadélfia, que leva até a zona dos museus. Num dia bonito, quem gosta de caminhar pode ir a pé. (Não há metrô, mas o ônibus 38 -- pegue na rua 5, entre Market e Arch.)

Filadélfia

Um pouco antes da avenida acabar, à direita, você encontra o Museu Rodin, que expõe a maior coleção de originais do marido de Camille Claudel fora da França. Trata-se de uma coleção particular que foi deixada para o Estado. Mesmo sem entrar você já pode contemplar a réplica da Porta do Inferno, o mural inspirado no Inferno de Dante que é a obra-prima de Rodin.

Museu Rodin, Filadélfia

Museu Rodin, Filadélfia

Museu Rodin, FiladélfiaMuseu Rodin, FiladélfiaMuseu Rodin, Filadélfia

Para visitar, o ingresso sugerido é de US$ 5. Abre de terça a domingo das 10h às 17h; está fechado aos domingos e feriados. (E sim, eu lembrei que ainda não fiz o post do Museu Rodin de Salvador, que visitei no começo do ano passado...) Leia mais sobre o Museu Rodin da Filadélfia no MauOscar.

Museu de Arte da Filadélfia

Na cabeceira da avenida, formando um eixo com a prefeitura lá ao longe, fica o Museu de Arte da Filadélfia. O prédio principal guarda o maior acervo de arte dos  Estados Unidos (tem Van Gogh, Duchamp, Picasso, Cézanne). O visitante mais apressado (ou menos erudito), porém, já se satisfaz com as escadarias -- cenário mais marcante do filme Rocky, um Lutador. O filme é um ícone tão poderoso da Filadélfia que Rocky Balboa ganhou uma estátua do ladinho direito da escada; no alto dos degraus há o registro em bronze das pegadas do lutador. Leia mais sobre Rocky na Filadélfia no MauOscar.

Estátua de Rocky Balboa, Filadélfia

Filadélfia: Town Hall vista do Museu de Arte

Contornando o museu pela esquerda você chega à beira do rio Schuylkill. Por ali, uma estação de tratamento de água se transformou num museu sobre o assunto. A vista para as boathouses, galpões onde se guardam barcos, é muito bonita.

Rio Delaware, Filadélfia

A essas alturas você deve estar com fome, então o melhor é pegar um táxi para South Philly (ou voltar para o centro e tomar o ônibus 47 na esquina da rua 8 com Market; desça na Wharton) até o Pat's King of Steaks, onde em 1933 foi inventado o sanduíche-símbolo da cidade, o Philly cheesesteak.

Pat's King of Steaks, Filadélfia

Pat's King of Steaks, Filadélfia

Pat's King of Steaks, FiladélfiaPat's King of Steaks, Filadélfia

O sanduba consiste de lâminas de carne picadas na chapa e servidas com (ou sem) cebola e queijo (fundido ou provolone), num pão que eles chamam de italiano mas está mais para o nosso pão francês. O lugar abre 24 horas por dia, sempre com fila; um cartaz ensina a pedir (com ou sem cebola, e qual o tipo de queijo). É uma delícia, vale a lambuzeira. Em frente há um concorrente, o Geno's, que se não bastasse ser imitador ainda é xenófobo, belicista e ultradireitista; evite. Leia mais sobre o Philly cheesesteak no MauOscar.

Italian Market, Filadélfia

Fizemos a digestão caminhando pelo Italian Market, o mercado de rua da rua 9 que é o centro gastronômico italiano da cidade. Para chegar lá, porém, é preciso atravessar duas quadras de lojas dedicadas à base da pirâmide dos imigrantes mexicanos, que são inúmeros em Philly. Quando chegar à parte italiana, entre em lojas como Di Bruno e Claudio, que têm os mais incríveis produtos feitos ou inventados na Bota. Leia mais sobre o Italian Market no MauOscar.

Italian Market, Filadélfia

Italian Market, Filadélfia

Graças à mordomia do Oscar, conseguimos completar o circuito a tempo de pegar o trem das 16h19 para Nova York (eu não queria faltar à programação noturna da ConVnVenção NY 2011). Mas se você programar a volta para um pouco mais tarde -- e inventer a visita a South Philly, começando no Mercado Italiano (desça do ônibus 47 na esquina da rua 8 com avenida Washington) e terminando no Pat's King of Steaks -- você também consegue. Insisto: traga seu apetite; a parte das comidinhas torna o passeio inesquecível.

Nick, Riq e Oscar na Filadélfia

Obrigadaço, Oscar!

Leia também:

Todas da Filadélfia no MauOscar

Guia de Nova York no Viaje na Viagem

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

212 comentários

Fabio NG
Fabio NGPermalinkResponder

"...o marido de Camille Claudel..." foi a melhor definição de Rodin que já li! grin

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Não era bem marido, hehehe

Oscar | MauOscar.com

Riq e Nick

Foi um enorme prazer passear com vocês em Philly. Se tivessemos mais tempo ainda teriamos outros lugares legais para conhecer pela região.
Enfim, apesar de compacto nosso passeio conseguiu cobrir quase todas as principais atrações da cidade. grin
Até a próxima grin

Oscar | MauOscar.com

Philadelphia e região ainda conta com inúmeras outras atrações legais para quem pode visitar a região com um pouco mais tempo.

Um lugar que acho absolutamente imperdível é o Longwood Gardens - http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/pennsylvania/kennett-square/longwood-gardens/ Considerado um dos mais importantes jardins botânicos do mundo, ele foi fundado pela família Du Pont daqui de Delaware e para quem gosta de flores e plantas este lugar é o paraíso.

Está Localizado à cerca de aprox 45 Min do Centro de Philadelphia praticamente na divisa com Delaware, por falar nisso esta região entre a Pennsylvania e Delaware, além de paisagens maravilhosas, principalmente na época do outono. Conta com de uma série de museus, jardins e mansões super interessantes para serem visitados.
Por exemplo Você sabia que 2 das 10 maiores casas construídas nos EUA até 1950 estão nesta região e ambas pertenciam a família Du Pont e hoje funcionam como museu.
Wintherthur => http://www.winterthur.org/
Nemours Mansion and Garden => http://www.nemoursmansion.org/
Além disso não deixe de conhecer o Hagley Museum http://www.hagley.lib.de.us/ - Museu que conta como a famíla Du Pont ergueu um dos maiores impérios industriais do mundo (Foram eles que inventaram a Lycra, Teflon, Kevlar, Rayon, Nylon entre outras várias coisas que fazem parte de nosso cotidiano.
Se gosta de arte, então não deixe de conhecer o Brandywine River Museum => http://www.brandywinemuseum.org/ (Maior acervo de pinturas da família Wyeth do mundo) e o Delaware Art Museum em Wilmington => http://mauoscar.com/2011/03/09/museu-de-arte-de-delaware-casa-da-maior-colecao-de-arte-pre-rafaelita-fora-do-reino-unido/

Ainda preciso escrever os Posts sobre todos estes lugares que estão situados no Brandywine Valley => http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/delaware/brandywine-valley

À cerca de 1h e 15 Min de Philadelphia no Lancaster County está localizada uma das maiores Comunidades Amish dos EUA => http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/pennsylvania/amish-country/, Conhecer seu estilo de vida e provar as delicias culinárias e o artesanato feitos por eles é um barato. (Mas prepare-se para Comer Muito bem)

Dali vale à pena dar uma esticadinha até Lancaster para conhecer o Museu do Patchwork e o Mercado de Lancaster, este último o mercado mais antigo em funcionamento nos EUA => http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/pennsylvania/lancaster/ + 20 min do Amish Country
*Para os que gostam de compras nos EUA no meio do Caminho existe uma filial do Tanger Outlet =>http://www.tangeroutlet.com/lancaster (Roupas não pagam Sales Tax na Pensylvannia)

Mais adiante (40Min) em direção ao interior chega-se em Hershey - A capital americana dos Chocolates - Paraíso para qualquer chocolatra, as crianças adoram visitar a fábrica e ir no Hershey Park. No Blog tenho uma série completa sobre o que ver e fazer na cidade => http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/pennsylvania/hershey/

Outro programa interessante para quem visita Philadelphia é conhecer Valley Forge - http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/pennsylvania/valley-forge/ - aprox 40 Min de Philadelphia o local é tombado como patrimônio histórico nacional e é um parque histórico importantíssimo para a Independência dos EUA e ainda conta com paisagens belíssimas. Lugar ótimo para ver cervos soltos na floresta e pelo campos, estima-se que existam mais de 1000 deles vivendo dentro dos limites do parque.. É muito legal..
Mais uma vez para os que adoram comprinhas, ao lado de Valley Forge esta o King of Prussia Mall, considerado o maior Shopping Center dos EUA.. http://www.kingofprussiamall.com/


Como sempre damos mais valor as coisas de fora do que à prata da casa. Percebi que quase não tenho Posts sobre as atrações do Brandywine Valley e Delaware.. Preciso mudar isso em breve mas o link para a categoria com as atrações desta região que moramos e que inclue a cidade em que a gente mora hoje estão num raio de até 1 hora do centro de Philadelphia é este http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/delaware/brandywine-valley e http://mauoscar.com/category/america-do-norte/estados-unidos/delaware/

Qualquer duvida entre em contato grin

Gê Capaccioli

Adorei, e bateu uma foooome!

Guta
GutaPermalinkResponder

Que legal! Rocky Balboa e Philly cheese é muito um retrato da américa! rs! Bate volta que rendeu!
Quando eu fui p/ lá, o bairro italiano também surpreendeu com ótimos restaurantes dignos da Italia mesmo!Vale a visita!
Saudades e fome dos dois lugares!smile
bjus

PêEsse
PêEssePermalinkResponder

É claro que querendo sempre dá para ver tudo em um dia em qualquer lugar mas acho que Filadélfia merece pelo menos dois dias inteiros. A visita ao Independence Hall é muito interessante e explica muito do que hoje são os EUA, além de ser uma senhora aula de história. Como ela é necessariamente guiada, é preciso se encaixar em um dos horários, o que nem sempre dá certo se você está com o tempo contadinho. O passeio tem a duração ideal, não é cansativo e você passa por lugares onde literalmente a história foi feita.

Um pulinho no Liberty Bell Center também é super válido. Mostra como o conceito de liberdade foi se alterando com o passar do tempo, começando com a liberdade dos colonizadores ingleses passando por questões raciais, de gênero, de opção sexual etc. Muito interessante.

Tanto o Museu Rodin quanto o Museu de Arte valem a visita mesmo para quem não é tão fã assim de museu. Existem ótimas peças que justificam pelo menos uma hora no Rodin e duas no Museu de Arte.

Há, ainda, parques e igrejas muito bonitos. Uma boa forma de se locomover pela cidade para os pontos para os quais não se quer ir caminhando é comprar um bilhete de uma das empresas de hop on hop off. São bem freqüentes, param perto de todos os principais pontos de interesse e não são caras.

Para quem for ficar uma noite, o cenário gastronômico é muito gostoso.

Eu pousei em Washington, passei por Philadelphia e NYC e voltei de Boston. Foi um roteiro lógico e muito tranqüilo de ser feito.

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Morri de rir com o " If you make a mistake ". Eu nunca mais ia sair dessa fila hahaha!

Elisa
ElisaPermalinkResponder

Nem eu. Acho que a solução é fazer uma "cola" num papelzinho...

Val
ValPermalinkResponder

delicia....

sandwich nazi essa??? parente do soup nazi?

o Burguer joint em NY tbém tem esss placas...dá um medo de errar....

Paula Bicudo
Paula BicudoPermalinkResponder

Eu também adorei a Filadéphia.

Luciana Bordallo Misura

Ah, Philly ainda esta faltando no meu curriculo wink Fiquei morrendo de fome (e de vontade de ir) lendo esse post. Quem sabe ano que vem...

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Para quem gosta de compras, Philadelphia tem uns lugares ótimos, como o shopping King of Pussia (http://www.kingofprussiamall.com/) e o outlet Franklin Mills (http://www.simon.com/mall/?id=1245).

Também vale muito a South Street (http://www.southstreet.com/), cheia de bares, restaurantes, lojas abertas até de noirte, antiquários, museus etc.

Outro ponto legal é o Fairmont Park, que ocupa cerca de 10% de todo o território de Philadelphia e é um dos maiores dos EUA.

Finalmente, lembro também o bairro de Germantown, super histórico, fundado em 1683 por alemães e quakers e berço do movimento anti-escravidão.

Gustavo Belli - Viajar e Pensar

Realmente terei que ficar uma noite em Philly, ajudou ainda mais agora.
O Oscar devia ter uma medalha da cidade depois dos Post no Maoscar e agora como guia do Riq.

smile

Oscar | MauOscar.com

Gustavo.. Se vocês quiserem vou passear com vcs assim tb!! Tentem reservar 2 - 3 dias para a cidade e região.. Recomendo grin

Philadelphia usando transporte público « MauOscar

[...] nisso, e pelo fato de uma conversa com o Ricardo Freire do Viaje na Viagem durante um passeio pela cidade, comentando que muitas vezes os Blogs de Viagem muitas vezes esquecem de inserir informações [...]

Alex Melo
Alex MeloPermalinkResponder

Fiz este bate-volta de ônibus mesmo. Ficou U$38 em nov/2009, ida e volta e a rodoviária fica pertinho do centro histórico.

Acabei me concentrando mais nesta parte do independence hall,liberty bell, casa e outras ali do centrinho. Prá terminar, óbvio que tem que ser o PhilyCheestake - mas peguei um no Sonny, que também é bastante famoso, e é uma delícia mesmo!

Filadélfia é uma cidade perfeita prá sair um pouco de NY.

Amélia
AméliaPermalinkResponder

Nunca poderia imaginar como a Filadélfia é interessante!Obrigado pela aula, agora NY ficou ainda mais atrativa!!!

Adriana Lima
Adriana LimaPermalinkResponder

Estou indo morar na Filadelfia semana que vem, por 2 anos! Anotei todas as dicas! Vou seguir todo o roteiro, com mais calma, claro!

Parece que dá para ir de onibus de NY por 10 dolares cada perna. Vou me informar melhor e coloco aqui!

Obrigada pela dicas!

Dri Lima
www.dicadadri.blogpost.com

Oscar | MauOscar.com

Adriana

Sim existe sim.. A melhorzinha delas é a MegaBus cuja a passagem custa cerca de 10 - 15 USD cada trecho http://us.megabus.com/
Os ônibus saem de Philadelphia da 30th St Station e chegam em NY na esquina da 7th Ave & 28th St. .. O retorno de NY a partida se dá em um local diferente na 9th Ave entre a 31st St and 33rd St e chegada na 30th St Station em Philadelphia.

Mas também é possivel fazer com a Bolt Bus https://www.boltbus.com/

Existem ainda as empresas operadas por chineses que saem de Chinatown, mas a desorganização destas é terrível..

Anelise
AnelisePermalinkResponder

Fiz esse bate-volta com o ônibus da Mega Bus em agosto de 2010 e foi muito bom. Paguei bem barato e a empresa foi muito organizada. As chegadas e partidas são em pontos de fácil acesso tanto na Philadelphia quanto em NY. Vale muito a pena!

Tati Akamine
Tati AkaminePermalinkResponder

Hahaha, um amigo da Filadélfia que mora em NY já tentou usar esses ônibus que ligam as Chinatowns e só tinha oriental dentro, a venda da passagem era em chinês e depois que ele conseguiu comprar e entrou, todo mundo olhou feio! Fora isso essas empresas tem super má fama de se envolverem em acidentes... melhor evitar!

Oscar | MauOscar.com

Tati

Eu me aventurei 2 vezes até Nova York com um desses onibus chineses, visto que aqui de Wilmington nenhuma outra empresa passa por aqui.. Mas depois da ultima vez jurei que nunca mais me arriscaria nesses onibus de chinatown.. Isso sem falar que na hora do embarque de volta em Nova York o negócio é uma zona total.. Não existe poltrona marcada e sempre rola um overbooking... Mas com a Mega Bus e a Bolt Bus o negócio parece mais bem organizado..

Lena
LenaPermalinkResponder

Adriana de Deus! Você precisa de um pseudônimo aqui! Já temos uma Dri Lima!! De Salvador! shock

Devanice
DevanicePermalinkResponder

Olá Adriana,

Pretendo fazer um curso de inglês na Filadélfia, em julho ou agosto/2012. Vc considera uma boa cidade para estudar? Tem muitos brasileiros?
Pretendo ficar 6 semanas.
Aproveitando, pessoal adorei as dicas. Fiquei com muita vontade de ir para Filadélfia.

Abs.

Devanice

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

ADRIANA, estudei inglês na Philadelphia por seis meses, mas isso foi há 20 anos...

Não me arrependi, gostei muito mesmo. Cidade grande, confortável, segura, com muitas opções culturais e, para maiores de 21 anos, muita coisa que fazer à noite.

A localização é ótima para viajar nos finais de semana: Nova York, Washington, Baltimore, Lancaster, Atlantic City estão a um pulo.

Pode ser que a cidade tenha mudado muito nestes anos, mas isso eu vou agora em fevereiro, quando passarei 3 dias lá, reavivando memórias do passado.

Posso voltar aqui e te falar da minha impressão da cidade atual, do ponto de vista de quem já estudou lá.

Flora
FloraPermalinkResponder

Nossa, fui 2 vezes a Philly a trabalho,e deixei passar o cheesesteak. Preciso voltar a passeio, com todas as suas dicas e as do Oscar

Ernesto, o pato

Um ponto que achei imperdivel na viagem a Filadelfia foi a pequena cidade de lancaster, onde vivem os Amish.

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Gostei hein, quero ir lá!
Quando fui pros States em 2006 estava na programação, mas a família preguiçosa não me levou!
E nossa vcs comem!

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Rick, eu também tenho as minhas contribuições sobre a Filadélfia. Deixo o link aqui para quem quiser ver. São mais filosóficas e menos práticas que as suas, mas podem ajudar.

http://ocachambinaoeaqui.wordpress.com/category/pe-na-estrada/eua/filadelfia-eua-pe-na-estrada/

Isabel O., Portugal

Reforço a ideia que é melhor comprar as passagens com antecipação. Como cá os preços dos comboios são fixos, apanhei o maior susto quando me pediram ao balcão pela tarifa Washg./NY (Amtrak) umas 3 vezes mais do que a tarifa no sentido inverso, que tinha comprado pela Net uns meses antes.

Oscar | MauOscar.com

Isabel..

Isso que você fala é bem verdade, a Amtrak tem um sistema no qual quanto mais próximo de sua viagem mais cara sai a passagem, mesmo que o trem esteja praticamente vazio. Como regra geral é recomendável se comprar a passagem com pelo menos 72 horas de antecedência.. Mas por experiência própria o recomendado é uma semana pelo menos..

Érica França

Riq, conheci a Filadélfia há 5 anos e viajei contigo agora...muito bom. E, ainda bem, que você me salvou da vontade de comer este sanduíche com carne, dizendo que o do bar do Estadão é melhor. Eu vou lá esta semana! Beijos.

Sut-Mie @viagempimpolhos

Muito bacana! Tb fiquei com vontade de conhecer!
E a parte das comidas está deliciosa, mesmo se penso que não aguentaria tanta coisa! Bjs

Alessandro A.
Alessandro A.PermalinkResponder

A Filadélfia está na minha lista há muito tempo, mas infelizmente nunca consigo encaixá-la no meu roteiro. Depois desse post fiquei como mais vontade de conhecê-la! Gostei muito!

Mari Campos
Mari CamposPermalinkResponder

Quero muito!!! Dessa vez cometi a insensatez de deixar meu plano inicial de lado, mas na próxima visita a NY... Filadelfia, tu não me escapas! wink

jrcaimi
jrcaimiPermalinkResponder

Perfeito!! Era o post que eu precisa! Vou a Filadelfia em setembro e sigo para NY. Adorei.

Atrações em Philadelphia e região – Um Giro pela cidade com o Viaje na Viagem « MauOscar

[...] em Posts o Riq publicou lá no Viaje naViagem (VnV) um relato sobre este bate e volta à Philadelphia, vale à pena [...]

Angie
AngiePermalinkResponder

Que viagem show, adorei as fotos (e muito legal ver o Oscar com vocês grin ).
Beijos, Angie
P.S. Adoro as esculturas tanto de Rodin quanto de Claudel! A propósito, Camille Claudel nunca casou com Rodin: ela só foi a sua amante (e musa). Um filme legal sobre ela: http://www.imdb.com/title/tt0094828/

rosa ribeiro
rosa ribeiroPermalinkResponder

o sanduiche do Pat's e' delicioso!!

Alexandre Chagas

Fiz essa viagem agora no final de março, PHL/NY/PHL, fiz o trajeto de carro, achei que era mais confortavel. Como já tinha ido a Ny, algumas vezes, fiquei mais tempo em Phily. Adorei a cidade, linda. Vale a visita. Fui tambem aos shopping, King of Prussia e Franks Mills, o fato de não ter imposto para roupas e calçados é muito interessante.

Lena
LenaPermalinkResponder

E eu que já adorava a cidade e a região, cada vez que leio os posts do @mauoscar e agora o seu, gosto mais! smile

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Para quem vai partir da Filadélfia para outro destinos pode acessar hoje a Southwest.com . Comprei passagem da Filadélfia para Boston por 39 dólares (um trecho, com taxas vai a 50 ). Comprei para agosto, mas existem outras datas.
Abcs

Oscar | MauOscar.com

Coincidência.. Comprei agora a pouco passagem para Boston com a US Airways pelo mesmo preço para Julho..

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

De Philadelphia dá para ir também aos cassinos de Atlantic City.

E tem um jeito bem interessante de ir. Grande parte dos cassinos oferecem bônus em dinheiro ou crédito que fazem com que o preço da passagem de ônibus saia por quase nada ou mesmo de graça!

Compra-se a passagem de uma empresa de ônibus e ao chegar no cassino recebe-se o bônus.

Cada cassino tem seus bônus próprios. O site da Greyhound explica (http://www.luckystreakbus.com/).

Quando morei em Philadelphia, fui algumas vezes a Atlantic City sem pagar nada de passagem, pois escolhia ir a cassinos que chegavam a dar o valor da passagem de volta, em dinheiro, sem exigir que se jogasse de volta!

Akaoan Pacheco

Boa noite.

Achei muito interessante seu blog, e venho por meio deste pedir uma indicação...
Ai vai.

Estou fechando um intercâmbio no mês de Janeiro e me interessei bastante por Philadelphia, por ser um local estratégico, por ser um local mais barato pelas acomodações e por ser praticamente encostado em ny, alem de Nao ter tantos brasileiros já que minha intenção e estudar.
Porém, no se blog e em todo lugar vi que Nova York e a cidade em que teria muito mais lugares a se visitar, curtir e conhecer que Philadelphia.

Minha pergunta e a seguinte ... Voçe acha que vale a pena fazer um investimento um pouco maior e melhor e ficar hospedado em ny com a possibilidade de visitar Philadelphia em um ou dois dias ou ficar em Philadelphia e conhecer os pontos mais interessantes de nova York em um final de semana?

Pelo que eu pesquisei de Philadelphia achei uma cidade histórica pelo seu processo de independência e td mais, mas fiquei meio receoso de ser uma cidade sem ter muito o que fazer, conhecer. Isso realmente procede?

Agradeço imensamente se me responder.
Desde já muito obrigado, ate logo.

Aguardo respostas.
Abraço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Akaoan! Pense em Nova York como São Paulo e na Filadélfia como Curitiba grin

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

AKAOAN, morei na Phildelphia a estudos. É uma boa cidade para morar, sem aquele "caos" de Nova York, e numa localização excelente para viagens de final de semana. Pode-se ir facilmente a Nova York, Washington, Baltimore, Atlantic City, Poconos (estação de esqui), Lancaster County (terra do povo amish).

Durante a semana, Phialdelphia tem as atrações de uma grande cidade: cinema, teatro, museus, bares, restaurantes, lojas, shows etc. O centro histórico é bem interessante.

Minha opinião: Philadelphia, por ser menor que Nova York, te oferece uma experiência "local", um contato mais americano, de forma mais fácil. Se essa for tua vontade, acho que conseguirás isso mais rapidamente em Phila. Mas, se a ideia for "agitar", melhor seria ficar em Nova York e, de lá, fazer algumas viagens (à Philadelphia, por exemplo).

Filadelfia: Cidade que só merece uma visita – Blogagem Coletiva « bigtrip

[...] disso tudo, você pode comer o tradicional Philly cheesesteak (O Riq explica como e onde aqui) e no dia seguinte seguir para conhecer o Museu de Arte da Filadélfia, onde o Rock Balboa treinava [...]

Umas com tanto, outras com nada – Parte I « bigtrip

[...] disso tudo, você pode comer o tradicional Philly cheesesteak (O Riq explica como e onde aqui) e no dia seguinte seguir para conhecer o Museu de Arte da Filadélfia, onde o Rock Balboa treinava [...]

carrico
carricoPermalinkResponder

Realmente a Filadelfia é um bate volta tranquilo desde NYC e uma cidade de deixar mesmo quem conhece bem a Europa de queixo caído. Só gostaria de registrar uma dica: quando se desce na Estação de Trem principal, na rua 30th, pega-se realmente o trem urbano SEPTA. Só que, seguindo as informações aqui do Riq, eu havia anotado para descer na estação City Hall. Mas o nome da estação não é esse. O quê aconteceu?: entrei no SEPTA e essa estação não chegava nunca. Depois de 20 minutos percebi que não apenas o tempo estava longo como já tinha saído da cidade, estava entrando na zona de casas de veraneio, a beira de um belo rio mas fora da cidade. Perguntei para o cobrador do trem e ele disse que eu tinha que ter descido na PRIMEIRA ESTAÇÃO DEPOIS DA PRINCIPAL, a da rua 30 onde a gente desce quando vem de Nova Iorque. Aí eu tive esperar mais algumas estações para descer numa onde poderia atravessar para o outro lado e esperar mais 30 minutos pelo próximo trem fazendo a volta. Conclusão: desci sozinho, no meio do nada, numa casinha no meio do mato e fiquei esperando um tempão outro trem para voltar para a estação da rua 30th e pegar novamente em direção ao Centro. A estação não chama City Hall, preste atençao caro leitor, embora o ponto seja ao lado do City Hall a estação se chama Suburban Station, e é a primeira depois da principal. Não faça como eu, que perdi mais de uma hora do meu dia nessa bobeira.

Augusto Fontes

Alguém sabe quanto se gasta de pedágio no trecho NYC - Philly?

Oscar | MauOscar.com

De Philadelphia não tenho certeza absoluta acho que 6,70 na New Jersey Turnpike e outros 6 ou 8 USD (dependendo do horário) para atravessar o Hudson River seja pelo Lincoln Tunnel ou Holland Tunnel para chegar em Nova York...
No sentido inverso de NY para Philly você paga os 6.70 mais 2-3 USD para atravessar a Benjamim Franklyn Bridge

Augusto Fontes

Obrigado, Oscar! smile

Oscar | MauOscar.com

Só para avisar que o Museu Rodin fecha para reforma no próximo dia 06/09 e so reabre na primavera do ano que vem..

sibele guazzelli

Olá, queria dizer que as dicas do Riq e do MauOscar foram preciosas, pois fiz Philadelphia - Atlantic City de carro, uma viagem linda demais! Atlantic City decepciona quem conhece Las Vegas e dá um medinho de sair a noite na rua, mas como eu acho que toda viagem vale a pena....... Quem quiser dicas de Atlantic CIty pode me pedir.

Pri
PriPermalinkResponder

Adorei o post! Estou indo para NY em dezembro e ficarei 15 dias, passear na Filadélfia era uma das opções, principalmente por causa do filme do Rocky. rsrs

Tatiana
TatianaPermalinkResponder

Bom dia. Me chamo Tatiana Amin e trabalho para uma empresa de comunicação na Espanha. Selecionei o seu blog para participar de uma campanha de publicidade.
O seu trabalho seria escrever um post contendo uma palavra-chave que vou te enviar, assim como um link para a página do cliente. Por este trabalho te pagamos
45 euros. Se te interessa a proposta por favor me escreva: tatiana.segala@gmail.com

Cíntia
CíntiaPermalinkResponder

Bom diaa! Preciso comprar passe de trem através do site Amtrak, é só efetuar a compra e imprimir a confirmação? Preciso chegar na estação com antecedência para apresentar a confirmação do site?
Desde já, muitooo obrigada!!!

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Cíntia, depois de efetuada a compra vc vai receber um email com a confirmacao da reserva dizendo claramente - THIS IS NOT A TICKET.

Imprima este email que vai conter codigos de barra, e ao chegar na estaca da Amtrak, faca o scan do codigo nas maquinas automaticas que chamam Quik-Trak, que logo após ler os codigos irá disponibilizar na tela a opcao de imprimir os tickets. Todas as vezes que utilizei a maquina já imprime todos os tickets da reserva de uma vez.

Se vc for sair da Penn Station em Nova Iorque, recomendo chegar com pelo menos 30 minutos de antecedencia, pois a sinalizacao não é das melhores para quem nao esta acostumado, principalmente se for viajar com malas.

Oscar | MauOscar.com

Cintia

Voce deve chegar a estaçao com uns 15-30 minutos de antecedência para trocar a confirmação de compra com codigo de barras pelo bilhete em si.. O Bilhete impresso pela internet não é a passagem

Voce pode fazer isso diretamente no guiche da Amtrak ou numa das maquininhas azuis espalhadas pela estaçao.. Nao esqueça de ter um documento a mão na hora de trocar sua passagem..

Abraço

Cíntia
CíntiaPermalinkResponder

Obrigada pelas informações Philip e OScar!smile
Só mais uma dúvida, fiz a compra e recebi o email com a informação THIS IS NOT A TICKET, com relação a marcação de assento será feito no momento do embarque? Abs! Cíntia

Oscar | MauOscar.com

Sim esta nao é sua passagem.. Voce tem que chegar na estaçao e trocar pelo bolete propriamente dito.. Pode ser feito diretamente no atendimento da Amtrak (ideal se quiser marcar assento) ou numa das maquininhas azuis scaniando o código de barras da reserva que voce imprimiu..
De toda forma, quase ninguém por aqui faz a reserva de assentos.. Funciona na base do first come first served vasos

Oscar | MauOscar.com

Cintia

Desculpe os erros de digitação na mensagem anterior

Cíntia
CíntiaPermalinkResponder

Oi Oscar!!!

Muito obrigada pela informação! smile

Abs!
Cíntia

Dionísio
DionísioPermalinkResponder

Philadelphia em fevereiro/2012, impressões e dicas:

- Chega-se de Nova York, de ônibus, por apenas 9,50 dólares e em menos de 2 horas, pela Greyhound Express.

(Parênteses sobre a Greyhound Express): promete WiFi a bordo, mas não tem. As regras de dimensões e pesos das bagagens não são cumpridas pela empresa. Os funcionários preguiçosamente dizem "ok, ok" e não verificam nada. Aliás, nem mesmo etiqueta com número para bagagem tem. Vai na confiança mesmo. O ônibus sai de NY daquela porcaria que é Port Authority e chega nbum terminalzinho da própria Greyhound no Chinatow, de Philadelphia, bem prático, limpo e central.

- sugiro hospedar-se no centro (Center City), na região das lojas da Chestnut Street (eles chamam de The Shops at Chestnut), uma área muito bonita, bem viva, repleta das melhores lojas e restaurantes e bares charmosos e excelentes, a preços sensivelmente menores do que em Nova York. Fica pertinho do metrô e do trem. Uma segunda opção é ficar na parte histórica, próximo da Old City, mas é mais paradinho.

- fiquei no excelente Sofitel, por apenas 124 dólares, com taxas e impostos inclusos, avulso na CVC. Um baita hotel! Sofitel, né, isso já explica. Na mesma região, considere também o Westin, o Palomar, o Radisson Warwick, o Latham, o AKA... Na parte histórica tem um achado, o Alexander Inn.

- ao longo da Market Street, principal avenida do centro, há vários hoteis, mas a avenida fica morta à noite. De dia já achei paradinha...

- vá ao restaurante Le Parc, ao bar/restaurante Serafina e ao Le Pain Quotiden;

- morei em Philadelphia em 1990 e a cidade me parecia uma grade metrópole. Hoje, me parece bem mais devagar, provinciana...parece que a roda da economia está girando devagar por lá. Mas aproveite bem a região histórica, que é linda e vasta, embora não haja quase ninguém por lá... E passeie pela Broad Street. Aproveite a cidade mais como se fosse um morador e não um turista, pois assim ela te dará o melhor. Admire a linda arquitetura.

- a estação de trem da 30th Street é ótima, de onde saem/chegam trens da Amtrak. Tem boas opções de alimentação. Ótima para ir de trem a Washington.

- não perca tempo com o outlet Franlin Mills Mall. Só vá num dia muito chuvoso (em que não dá pra fazer nada mais na rua) ou em que não aguentas mais museus. O local é looooooooonge e o outlet anda jogado às moscas. Dá pra garimpar uns descontos legais, mas não vale a pena.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar