Ben & Jerry's: em Burlington, Vermont, onde tudo começou

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ben & Jerry's

Em 1978, os amigos Ben Cohen e Jerry Greenfield criaram num antigo posto de gasolina em Burlington, Vermont, o mais bem-sucedido produto de esquerda produzido no mundo capitalista: o sorvete Ben & Jerry's.

Phish FoodOs sabores, irreverentes, brincavam com ícones alternativos (o guitarrista Jerry Garcia do Grateful Dead inspirou o sabor Cherry Garcia, por exemplo). No primeiro aniversário da loja, os dois instituíram o Free Cone Day, em que sorvetes são distribuídos de graça o dia inteiro. Tão logo a companhia começou a fazer sucesso, 7,5% do lucro passou a ser destinado a projetos de caridade. O mais alto salário da companhia não podia ser mais do que sete vezes maior do que o salário de um iniciante. Em 1988, a dupla lançou o trio de missões da marca, que é seguido até hoje.

Ironicamente, em 2000 a companhia foi comprada pelo gigante Unilever -- que, no entanto, tem procurado manter a aura liberal (no sentido americano) da marca. Em 2009, para celebrar a aprovação do casamento gay em Vermont, o sabor Chubby Hubby (marido gordinho) foi mudado para Hubby Hubby (marido marido), com dois homens casando sob um arco-íris no rótulo.

A loja original onde tudo começou não existe mais, mas se por acaso o destino levar você até Burlington, em Vermont, dê uma passadinha na loja do calçadão da Church Street e, como eu, faça de conta que tudo começou lá grin

Ben & Jerry's

E caso você dê um pulinho até a estação de esqui de Stowe, programe uma parada no meio do caminho, em Waterbury, onde fica a fábrica principal do Ben & Jerry's. Os tours da fábrica acontecem sete dias por semana, a cada meia hora, das 10h às 18h entre o fim de outubro e junho, das 9h às 21h em julho e meio de agosto, e das 9h às 19h entre o meio de agosto e o fim de outubro. Custa US$ 4 (maiores de 60 anos, US$ 3; crianças até 12 anos, grátis).

Moço! Eu quero um sorvete de trocadilho com cobertura de jogo de palavras!

Leia mais:

12 comentários

Maria Thereza
Maria TherezaPermalinkResponder

Putz.....Ben & Jerry's me lembra uma época muito boa que passei nos EUA. E esse post me deu uma vontade louca de um Chunky Monkey..... tem aqui no Brasil??

Oscar | MauOscar.com

Ai ai ai.. Vou ter que comer o Ben & Jerry's que esta no Freezer agora... grin Já faz tempo que sonho em visitar a fábrica em Vermont..Quem vai adora...
Essa viagem de vocês aos EUA esta sendo uma viagem ao mundo dos sorvetes.. Primeiro o Basset's em Philadelphia (O mais antigo do país) Agora Bem & Jerr's.. Só faltou conhecer a Hagen Dazs no Bronx grin
Meu favorito é o New York Fudge

Zé
PermalinkResponder

Oia só.. e eu que pensava que a lujinha da Church street era o "THE PLACE", onde tudo começou. Pelo menos foi isso que me disseram eekops:

Tá vendo Riq, nunca confie plenamente nas informações fornecidas por um "local" . Principalmente se for um "local" fake como eu. Shame on me! mrgreen

Ricardo Freire

mrgreen indeed

Alice
AlicePermalinkResponder

Que legal, eu não conhecia a história.

Paulo Vasconcelos

Não conhecia também a história e fiquei fã da Ben e Jerry´s.

Aline F
Aline FPermalinkResponder

Ai que vontade de um Chocolat Therapy! grin

Danilo
DaniloPermalinkResponder

Eles pararam de fabricar o sweet cream and cookies, era meu preferido razz

Márcio Cabral de Moura

Eu achei a visita à fábrica da Ben & Jerry's meio bestinha. E, para falar a verdade, não curto muito o sorvete deles. A única coisa legal que eu realmente acho neles é esse caráter meio anárquico-comunista-revolucionário deles.

Em Burlington tem uma loja de chocolates (eu não me lembro o nome dela, mas assim que meu computador for consertado, eu dou uma olhada na foto que eu tirei na frente dela e digo o nome) que é muito melhor que essa ida à Ben & Jerry's.

Visitando a fábrica da Ben and Jerry’s em Vermont | MauOscar Blog de Viagens

[...] O Viaje na Viagem na Ben and Jerry’s em Burlington [...]

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar