5 delícias para experimentar no México

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

5 pratos para comer rezando à Virgem de Guadalupe

Seu portunhol será útil no México, sem dúvida. Mas você certamente aprenderá algumas palavras que não terão serventia na Argentina, no Chile ou na Espanha. Piscina, por exemplo, por lá é "alberca". Quarto de hotel? "Recámara". Os cartazes de lojas que convidam você a entrar dizem "Pase Usted". Conversar é "platicar", e um cara é "un chavo". Até o prosaico tomate no México é um "jitomate".

As palavras mais gostosas do México são as que levam você a conhecer um pouco mais da culinária mexicana. Esqueça aquela cozinha mexicana made in USA (e exportada para todo canto). Fora da zona hoteleira de Cancún você vai encontrar uma gastronomia local muito mais elaborada -- e ainda mais gostosa. Aprenda algumas palavras-chave antes de viajar:

--> MOLE

Peixe com mole veracruceñoApesar da origem etimológica ser totalmente distinta, a palavra significa algo que expressamos de maneira muito parecida em português: molho.

Na composição e feitura, porém, os moles mexicanos se assemelham mais aos curries indianos: são complicadas misturas de temperos, incluindo pimenta. Alguns levam também chocolate, como o mole poblano, de Puebla, o mais famoso de todos.

Cada lugar onde você for oferecerá pelo menos um mole distinto; só Oaxaca, no sul, tem sete deles. Postos sobre carnes, transformam seu sabor; enxugue o que sobrar com as tortillas que estarão na mesa.

--> TACOS AL PASTOR

Taco al Pastor do Califa, DFA fast-food autenticamente mexicana são os tacos: tortilhas de milho feitas na hora, com coberturas variadas.

Um dos tacos mais populares são "al pastor": feitos com pernil de porco assado à maneira do Oriente Médio, num espeto giratório.

Na Cidade do México não deixe de experimentar os tacos da taquería El Califa. Tem uma filial no bairro descolado de La Condesa (Altata 22).

--> HUITLACOCHE

Huitacloche numa pizza em Isla MujeresA França tem trufas; a Itália, tartuffi bianchi. No México o ingrediente que transforma qualquer prato comum numa iguaria não é encontrado na terra, mas sim plantada.

Trata-se do huitlacoche, um fungo que dá nas espigas de milho. Em qualquer outro lugar do mundo a colheita de milho com este fungo seria desperdiçada; mas desde os tempos pré-colombianos os mexicanos sabem dar valor ao seu huitlacoche.

Preste atenção nos cardápios: você pode encontrar quesadillas, pizzas e outros pratos feitos com huitlacoche. Não deixe a oportunidade passar.

--> MEZCAL

Mezcal em OaxacaNinguém precisa viajar ao México para experimentar tequila, certo? Então, assim que a oportunidade apareça, não deixe de provar um shot de mezcal.

Não, não se trata de nenhuma bebida à base de mescalina. O mezcal é um destilado feito de um tipo especial de cacto, o agave azul. É característico da região de Oaxaca, no sul, onde se diz "Para todo mal, mezcal; y para todo bien, también!"

Muitas marcas põem uma larva de borboleta na garrafa, que fica perfeitamente conservada pelo alto teor alcoólico (mais de 40%) da bebida.

Atenção: nunca tome a última dose de mezcal de uma garrafa; a tradição mexicana manda que aquele que secar a garrafa tenha que comer a larva...

--> CHIPOTLE

Camarões com chipotle, em Puerto EscondidoEsta é para iniciados. Se você já tem alguma familiaridade com pimentas mexicanas -- especialmente com a jalapeño -- , talvez tenha chegado a hora de um upgrade.

Chipotle é uma pimenta poderosa (e saborosa); por suas características, costuma ser mencionada pelo nome nos pratos em que está presente.

Mas não pense que esta é a mais forte. Quando já estiver acostumado com a chipotle, terá chegado a hora da habanero...

Leia também:

México sem visto: aonde ir

Para entender Cancún, Playa del Carmen e Riviera Maia

Siga o Viaje na Viagem no Twitter - @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter - @riqfreire

Visite o VnV no Facebook - Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email - VnV por email

64 comentários

Valdinho Pellin

Ótimo post.
México já entrou na minha lista de viagens para 2012.
Abraços

Lidiane
LidianePermalinkResponder

Também vou...Dia 16/01/2012. Estou super ansiosa com a viagem. Vou ficar na Cidade do México, e pretendo ir a Taco, Acapulco e...Alguma sugestão?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lidiane! Aqui vão várias sugestões:
https://www.viajenaviagem.com/2010/11/mexico-sem-visto-aonde-ir/

Valdinho Pellin

Oi Lidiane.
Não esquece de deixar suas contribuções aqui com detalhes rss devo ir na metade do ano..

Lidiane
LidianePermalinkResponder

Pode deixar Valdinho, assim que chegar vou disponibilizaras dicas....

Lidiane
LidianePermalinkResponder

Oi Valdinho, fizemos a viagem pra Cidade do Mexico em janeiro. Ficamos lá por 23 dias. E vou te dizer:amamos!!! Fui eu meu marido e minha filha de 4 anos. A cidade é demais. Uma loucura também!! Mas levando em consideração os mais de 20 milhoes de habitantes, tudo funciona muito bem. Ficamos no bairro Zona Rosa. Há inúmeros passeios para vc fazer perto da cidade. Contratamos uma mistura de taxista, concierge e guia turístico lá. Chama Sérgio Tristan. Foi muito prático. Ele nos levava a todos os lugares, esperava e dava altas dicas de passeios e compras. Se vc se interessar pode passar um e-mail para ele e combinar. Os preços dele também são ótimos e ele entende bem português.Quanto aos passeios acho imperdível as pirâmides de Teotihuacan, o museu de Antropologia, mas vale muito também passear pelas ruas e mercados da cidade. Tem excelentes restaurantes para todos os gostos e bolsos. Comemos frutos do mar maravilhosos. E o melhor acho que a Cidade do Mexico é um dos poucos lugares onde quem converte SE DIVERTE!!!

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Lidiane,
Estou indo para o México amanhã (dia 5) e se você puder passar para o meu e,mail (crferes@gmail.com) o celular do taxista mencionado, ficaria muito grato.
Carlos

Lidiane
LidianePermalinkResponder

Enviei para o seu e-mail Carlos. Um pouco tarde, eu acho....Me desculpe.

Lázaro
LázaroPermalinkResponder

Olá, Lidiane!
Estou indo para a Cidade do México no dia 26 e estou com dúvida quanto ao dinheiro. Tenho VTM e vou usar, mas pretendo levar parte em espécie. Como você fez? Levou reais, dólares ou já em pesos? Como foi para fazer câmbio na chegada?
Desde já, te agradeço a atenção! smile

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lázaro! Não se compra peso mexicano no Brasil a bom preço. Se fizer questão de levar dinheiro vivo, leve em dólar. Não se troca real no México.

O melhor em qualquer lugar do mundo é fazer saques no caixa eletrônico para o dinheiro do dia a dia, seja habilitando o seu cartão de banco para saques internacionais, seja com um cartão recarregável tipo VTM.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/a-melhor-moeda-para-levar-para-o-exterior-seu-cartao-do-banco/

Lázaro
LázaroPermalinkResponder

Valeu, Bóia! Dica anotada! smile

Lázaro
LázaroPermalinkResponder

"A Bóia", acabei de voltar do México e adorei a idéia de fazer saques na conta corrente logo que cheguei no aeroporto. Mas quanto a trocar em espécie, há inúmeras casas de câmbio no desembarque internacional do aeroporto e boa parte delas aceita real a uma cotação bem interessante. Fica a dica para sempre manter aquela reserva estratégica em espécie para a eventualidade de o caixa eletrônico estar pifado (no desembarque só tinha 2 máquinas...). smile

Lidiane
LidianePermalinkResponder

Oi Lázaro, a dica da Bóia é perfeita. Eu levei apenas dólares e uns poucos pesos mexicanos que eu troquei no aeroporto antes de embarcar aqui no Brasil, só para pagar o taxi na chegada lá, e Cartão de crédito. Lá na Cidade do México deve ter pelo menos 2 casas de câmbio em cada esquina. É facílimo trocar dólares. Boa viagem!!!

Lázaro
LázaroPermalinkResponder

Obrigado pela atenção, Lidiane! Apenas acrescento que há casas de câmbio operando com real no aeroporto da Cidade do México, e a cotação não é ruim. Até acabamos economizando com variações cambiais, pois não perdemos com a conversão de nossos reais para dólares e, em seguida, dos dólares para pesos mexicanos.
Muito obrigado novamente!

Caio
CaioPermalinkResponder

Lidiane, poderia passar o contato do taxista: caio01@terra.com.br
Obrigado

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Olá Lidiane estou indo para Cancun nesse final de semana eu também gostaria de saber algum contato do taxista você pode me passar?
Obrigada pela atenção!
caroljuliao_@hotmail.com

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Lidiane, podes me passar as dicas sobre o Sergio Tristan por email (carol@cdelima.com.br)? Muito obrigada.

Flávio Semenow

Envie por favor o telefone ou email desse Sérgio Tristan.
Grato,
Flávio

Marjory
MarjoryPermalinkResponder

Olá, Lidiane
vc poderia me enviar os dados do taxista que vc contratou na Cidade do México (Sérgio Tristan)?
obrigada,
Marjory
m60freire@hotmail.com

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Ficou faltando a palavra mais importante: marguerita!!!!! Com guacamole entao, dá pra passar a semana inteira só com isso.

Carmen
CarmenPermalinkResponder

Maryanne, eu também gosto da "margarita". Eu não conocia e descobri em o meu viagem a Península de Yucatán. Em minhas viagens pedia mojitos, caipirinhas ou caipiroskas, mas nunca margaritas. Agora, sim. Margarita entro em a minha lista.

thaíssa frota

Estou indo agora dia 09/10/2011.. Tenho visto dicas excelentes aqui.
Algum conselho em especial para esta época? Vou para Cozumel e Playa del Carmen.
Obrigada

Lissandra
LissandraPermalinkResponder

Olá Ricardo, ótimo post, adoro o seu blog. Estou indecisa quanto à lua de mel. Pensei em Los cabos, o que você acha? Alguém me ajudaaaaa... rsrsrs!

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lissandra! Aqui quem responde é A Bóia! O Comandante não esteve ainda em Los Cabos e não acha muito uma boa opção -- o mar é agitado e as águas não são cristalinas como encontramos no Caribe.

Lissandra
LissandraPermalinkResponder

Obrigada pela dica. Ainda queria ficar pelo México, gosto da cultura ( e o meu noivo das ondas), mas também não queria ir nem para um lugar deserto, nem para o agito de Cancun. Enfim, mais um dilema, entre tantos outros... rsrsr

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Alô, Lissandra! Leia sobre os muitos destinos interessantes no México neste post: https://www.viajenaviagem.com/2010/11/mexico-sem-visto-aonde-ir/
smile

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Como em qualquer país grande, há muitas coisas regionais. Na Peninsula de Yucatan recomendo:

Cochinita Pibil: http://en.wikipedia.org/wiki/Cochinita_pibil
Em Valladolid, no Hotel El Mesón del Marques doi a melhor q

Philipp
PhilippPermalinkResponder

Post anterior foi incompleto.

Cochinita Pibil: http://en.wikipedia.org/wiki/Cochinita_pibil
Em Valladolid, no Hotel El Mesón del Marques doi a melhor que já provei, vale muito a pena.

Papadzules: http://en.wikipedia.org/wiki/Papadzules

Sopa de Lima: http://www.yavoymama.com/wp-content/uploads/2011/07/Sopa-de-lima.jpg
Como se fosse uma versão Yucateca da canja de galinha, a primeira vez pode parecer "raro", mas tambem vale a pena.

Tamales: http://en.wikipedia.org/wiki/Tamale
Como se fossem "pamonhas salgadas". É mais que um prato regional de Yucatan, e para ser sincero, prefiro os Tamales de Oaxaca (o x é pronunciado como o j no espanhol).

Queso Relleño: queijo recheado com carne de porco e servido com molho de tomate

Qualquer prato que tenha a flor de abóbora (flor de calabaza)!

Bebidas:

El Tequila: beba com uma "sangrita", não somente com limão. E
apesar do que todos pensam, não é necessário tomar de uma só vez

Quanto ao Mezcal é uma bebida que eu aprecio mais que a tequila, por ser mais suave e com sabor mais "elaborado". Era uma bebida "proletária" mas que assim como a cachaça no Brasil vem ganhando força. Recomendo um "Reposado". Quando servido puro, bebe-se com laranja (e as vezes pimenta na laranja), e também não precisa-se beber de uma só vez, pode-se apreciar aos poucos.

Lidiane
LidianePermalinkResponder

COmo já disse em post anterior estou embarcando dia 16/01/12. Estou com muitas duvidas quanto aos taxis na Cidade do Mexico. Tem informação de todo jeito: em alguns sites os taxis oficiais tem na placa a letra L ou S. Para outros A ou B. Que loucura é essa? Alguem sabe como realmente identificar o transporte seguro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Lidiane! Existe uma certa paranóia com relação a esse assunto. Os guias americanos mandam não tomar táxis fusquinhas, mas eles são inúmeros e não podem ser tão perigosos assim, senão não estariam em circulação. De todo modo, se você é encucada com isso, basta sempre pedir um táxi por telefone.

Letícia
LetíciaPermalinkResponder

Lidiane,
Prepare-se para passar MUITA raiva com táxis na Cidade do México!
Gosto muito do México e recomendo demais o destino. Há dois anos fiz um roteiro semelhante ao do Riq no "Bumba meu México" e agora escolhi conhecer as cidades coloniais do México Central. Em ambas oportunidades, optei por passar alguns dias na Cidade do México. Também em ambas, irritei-me profundamente com seus taxistas.
Os tipos de táxis que vi são (destacando que não pesquisei informações oficiais sobre os tipos de táxis):
- Taxis de rua: Em tese são obrigados a usar taxímetro, sendo a bandeirada de menos de 8 pesos, acrescidos de 0,96 pesos a cada 250 m. Entre 23 hs e 6 hs acresce-se 20% ao valor apontado pelo taxímetro. São de cores vinho e dourado e nesta segunda viagem quase não vi os fusquinhas verde e branco (os quais usei e abusei na primeira viagem);
- Táxis de pontos: Possuem taxímetro, mas cobram pela distância a ser percorrida, de acordo com a zona de partida e a de destino;
- Táxis solicitados por hotéis e restaurantes: São carros particulares ou de ponto, cobrando de acordo com o percurso.
Nos três dias em que estamos na Cidade do México nesta segunda oportunidade (voltaremos depois de amanhã), usamos os serviços de nove taxistas. Seis fizeram cobranças abusivas e três foram justos. Ou seja, fomos enganados em mais de 60% das vezes, o que mostra que sua preocupação é revelante.
Dependendo do horário, a disponibilidade de táxis é baixíssima, obrigando-nos a aceitar os valores absurdos cobrados.
Durante o dia optamos pelos táxis de rua, confirmando com o taxista, antes de entrar no táxi, se o mesmo usará o taxímetro. Todavia, mesmo assim, tivemos três tipos de problemas: taxímetro adulterado, bandeirada superior à oficial e cobrança, ao final da corrida, de adicional por conta do horário, quando ainda faltava horas para o adicional noturno oficial. Em todos estes casos, o acréscimo foi de cerca de 70% da tarifa que seria justa.
À noite optamos pelos táxis de ponto, do hotel ou de restaurantes. A menor das tarifas cobradas correspondeu a 300% da tarifa que seria devida pelo taxímetro, o que consideramos justo. As demais foram de 10 a 20 vezes à que seria aferida pelo taxímetro, e estão computadas entre as abusivas acima citadas.
Economicamente o problema não é tão grave, eis que os táxis são baratos. Contudo, é muito ruim a sensação de extorsão e abuso, mesmo considerando sermos turistas.
Tornamo-nos fiéis ao único taxista que respeitou o taxímetro e, diante da raridade da espécie, peço licença ao Riq para indicar o celular do mesmo, que pode ser útil à Lidiane e a outros membros da tripulação que planejem ir à Cidade do México. O número é +52 55 3560-5414 e o apelido do motorista é Pepe (o nome mesmo, não lembro se é Juan ou José).
Ótima viagem!

Deborah
DeborahPermalinkResponder

Olá Bóia!

Já estive em Cancun e também em Puerto Vallarta, no México. Estamos pensando, marido e eu, em conhecer Ixtapa, no Capella Ixtapa. Estava olhando o TripAdvisor e apareceu um aviso sobre a segurança precária em alguns locais do México. Acha que devemos considerar a informação e procurar outro local, ou isso é paranóia de americanos?

Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Deborah! Isso é paranóia de americanos grin

Há violência no México, relacionada ao narcotráfico, mas a área problemática são as cidades de fronteira.

Lidiane
LidianePermalinkResponder

Estive lá em janeiro e realmente me surpreendi. A cidade é gigantesca e como toda cidade grande tem seus problemas de trânsito e violência. Mas falando sério, moro em BH e falo sem medo de errar que tenho muito mais medo de andar a noite aqui em BH, SP ou Rio do que tive na Cidade do México. Saía muito a noite a pé passeando pelo bairro (Zona Rosa) e não vi e nem tive notícia de nenhum assalto. Pelo contrário achei tudo super tranquilo. Em compensação estive em Acapulco e fiquei horrorizada com os carros da Polícia Federal com homens andando com metralhadoras apontando para as ruas. Mas fiquei sabendo que o problema como A Boia já citou está relacionado ao narcotráfico.

Maria do Carmo

Oi, Lidiane, tbém sou de belo horizonte. Estou indo com meu marido em março/2013 para a cidade do México e adjacencias. Me indique um hotel, por favor. Obrigada.

Maria do Carmo

Oi, Lidiane, tbem sou de belo horizonte e estou indo com meu marido para a cidade do México em março/2013. Vc. poderia me dar dicas de hospedagem? Desde já agradeço. Abraço. Maria do Carmo

Marcia Amaral
Marcia AmaralPermalinkResponder

Olá!
Vou a Cidade do México a trabalho e gostaria muito de conhecer as piramides. Meu voo chegas as 13h..será que consigo ir direto do aeroporto? Os outros dias só estarei liberada a noite...
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcia! Entre a aterrissagem e a passagem pela alfândega você vai levar pelo menos uma hora.

Sua única chance de ir às pirâmides nesta tarde é contratar um trânsfer junto ao hotel que leve você primeiro às pirâmides (50 km) antes mesmo de fazer o check-in no hotel.

Leia mais sobre a Cidade do México aqui:
https://www.viajenaviagem.com/2010/11/mexico-sem-visto-aonde-ir/

Marcia Amaral
Marcia AmaralPermalinkResponder

Boa dica Bóia ! Vou ver com o hotel...obrigada !!!

Paula
PaulaPermalinkResponder

Boia, eu sei que aqui talvez nao seja o melhor local, mas nao sei onde postar isto, enfim: ha alguns dias, vi aqui na parte de links recomendados, um link para outro blog que estava com dicas do Mexico, nao salvei no dia e agora nao encontrei. Vc saberia dizer qual era? Obrigada.
PS. Tem algum local aqui no blog com a listagem dos links recomendados em semanas anteriores?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Paula!
Com certeza foi a série mexicana da Dri Setti, que a minha coleguinha Bóia Paulista vem destacando na #Viajosfera.

O link da categoria está aqui:
http://viajeaqui.abril.com.br/blog/achados/category/mexico/

Paula
PaulaPermalinkResponder

Obrigada, Boia!!
Vc é demais! Ja tinha procurado (quase) tudo e nao tinha encontrado e nem lembrava o nome do blog. Valeu! smile
Paula

kamila
kamilaPermalinkResponder

Olá, Boia!
Vou a Cidade do México em janeiro e 2013 e com todas as dicas e comentários que li aqui percebi que fiz a escolha certa.
Passarei 12 dias e nesses 12 dias estava pensando em ficar uns 2 dias no máximo em Acapulco. Você saberia me dizer qual a melhor maneira de ir para lá? Ônibus ou avião?
Ah também ouvi falar de uma cidadezinha muito simpática chamada Taxco, ou algo do tipo, saberia me falar um pouco sobre ela?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Kamila! Viajar de ônibus no México é ótimo. Da Cidade do México a Taxco são 2h30. De Taxco a Acapulco, 4h. De Acapulco à Cidade do México, 4h. Procure um revendedor da Estrella de Oro para comprar suas passagens.

Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/2010/11/mexico-sem-visto-aonde-ir/

Caroline
CarolinePermalinkResponder

Gostaria de dicas de hospedagem na cidade do México. Estou começando a planejar a viagem e gostaria de pesquisar as acomodações....
Podem me ajudar?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caroline! O Ricardo Freire recomenda os bairros de La Condesa e Polanco.

Leia mais:
https://www.viajenaviagem.com/2010/11/mexico-sem-visto-aonde-ir/

Raphaela
RaphaelaPermalinkResponder

Olá,me chamo Raphaela e estou pretendendo ir para Cancun em novembro do ano que vem (2013)realizar meu casamento por lá,mas vi que novembro é um mês arriscado devido a furacões,terei que mudar então. Eu gostaria de dicas, em relação a hotéis para casamento.
Obrigada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Raphaela! Entenda Cancún, Riviera Maia e Playa del Carmen neste post: https://www.viajenaviagem.com/2012/01/para-entender-cancun-playa-del-carmen-e-riviera-maia/

Escolha o seu hotel a partir dos links indicados no texto. A Riviera Maia pode ser uma boa.

Bruna
BrunaPermalinkResponder

Olá! Vou visitar a Cidade do méxico à trabalho a semana que vem (17/01), porém só tenho um dia e meio disponível para conhecer o lugar e fazer compras. Vou com uma amiga e ficaremos em Polanco. Vocês indicam algum lugar com preços realmente bons para compras e qual o melhor meio de chegar até eles(táxi, metrô)? Será que temos dificuldade já que não falamos nada de espanhol?

Desde já muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Bruna! Não desperdice seu dia e meio na Cidade do México com compras. Você não vai encontrar os preços dos Estados Unidos. Aproveite melhor seu tempo para fazer passeios, talvez você não tenha outra oportunidade de voltar.

Se quiser MUITO fazer compras e trocar as pirâmides ou Frida Kahlo ou os aztecas por um shopping, seus colegas de trabalho no local saberão dar informações muito mais precisas do que as que nós vamos conseguir pesquisando.

Caio
CaioPermalinkResponder

Amigo Boia!
Vou para Cancun em junho e seu site me deu varias ideias de passeios, em relação a comidas e bebidas quais são os pratos típicos?
com toda certeza irei beber Mezcal e adoro pimenta entao chipotle e halabeña estao no cardapio.

Abrs!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caio! Você leu o post?

Flávio Semenow

Lidiane,
Passe o email ou o telefone do taxista Sérgio Tristan.
Obrigado

Cesar
CesarPermalinkResponder

Pessoal,

alguém tem o telefone ou email do taxista Sérgio Tristan?

Obrigado

Livia
LiviaPermalinkResponder

Olá, pessoal, gostaria de saber se o Ricardo Freire já foi a Punta Mita-Mexico,especificamente se ele tem algo a dizer sobre este resort: The St. Regis Punta Mita Resort, e qual a melhor época para ir nesta região, estou planejando uma visitinha ao Mexico e gostei do que vi no site, mas as vezes aparências enganam então se tiver como me ajudar eu agradeço, se tiverem outras opções favor me informar,obrigada. Atenciosamente, Livia,

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Livia! O Ricardo Freire não foi a Punta Mita.

Karla
KarlaPermalinkResponder

Olá, as dicas são bárbaras. Vamos passar 15 dias por lá. Dois adolescentes e nós, os pais. Não sabemos quanto tempo em cada lugar ainda ... Vale a pena alugar um carro no aeroporto na cidade do México? E por favor, pode enviar para o email o telefone do sr. Sérgio, o taxista? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karla!

Leia sobre roteiros no México:
https://www.viajenaviagem.com/2010/11/mexico-sem-visto-aonde-ir/

Não use carro na Cidade do México.

Teresa
TeresaPermalinkResponder

Olá! Gostaria de saber se vocês tem alguma dica ou orientação quanto à segurança e à melhor época para visitar as Barrancas del Cobre (Copper Canyon) no México. Alguém já viajou para lá com criança?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Teresa! Não temos conteúdo próprio sobre a região. Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo; havendo resposta, aparecerá aqui.

Teresa
TeresaPermalinkResponder

Olá, Bóia! A pergunta foi compartilhada?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Teresa! Tinha a impressão que sim, mas não consigo localizar o Perguntódromo sad

Vou compartilhar novamente, desculpe.

sandra marcarian

teresa , por acaso alem de ser agente de viagens, tenho uma filha que mora exatamente em Chihuahua, de onde saem os tours Barranca del cobre...o site da cidade/tours e bastante completo ...porem como minha filha se mudou em Dezembro so agora em junho estarei indo para la e com certeza vamos fazer o tour...que pode ser ate de 6 dias...se voce vai para a cidade do Mexico, tera que voar ate Chihuahua...o voo e bom e a cidade muito simpatica...perto (um passeio que vale a pena)Grutas Nombre de Dios
http://www.chihuahua.gob.mx/
o hotel que gosto é o Encore...

espero ter ajudado
sandra

Teresa
TeresaPermalinkResponder

Oi Sandra, ajudou muito! Obrigada!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar