Como é alugar apartamento pelo Airbnb

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Meu apê pelo AirBnB

O que é o AirBnB

"BnB" é uma abreviatura consagrada de "bed and breakfast". O "air" se deve ao fato de tudo ter começado dois dos (futuros) fundadores do site terem começado alugando colchões infláveis na casa em que moravam para visitantes de uma feira de design depois que todos os hotéis lotaram. No início, o Airbnb era um site em que pessoas alugavam apenas quartos na sua casa -- algo como um CouchSurfing pago.

A coisa deu tão certo, que o site começou a ser usado para alugar apartamentos inteiros. E hoje é a "imobiliária" que mais cresce online.

A diferença entre o Airbnb e sites de aluguel

O que torna o Airbnb diferente das agências convencionais é o fato de funcionar como uma rede social. Para alugar -- tanto como anfitrião, como inquilino -- é preciso criar um perfil e entrar na rede.

Resenhas AirBnB
Atenção: print screens feitos em 2012, com o design de então

Anfitriões e inquilinos são avaliados um pelo outro e vão criando uma reputação na rede.

AirBnBAnfitriãMeu primeiro comentário

Todas as transações são feitas diretamente, sem intermediação de agentes.

A navegação

Não tenho dúvida de que o layout bonitérrimo e a navegação intuitiva contribuíram para alavancar o sucesso do Airbnb. As fotos dos apês são convidativas (nos maiores mercados o site oferece fotógrafos para fazer fotos profissionais), e todas as informações de que você precisa aparecem sem você precisar se esforçar.

AirBnB

Pelas suas características de rede social, o Airbnb tende a atrair muitos proprietários que moram nos apartamentos que alugam (e desocupam quando arranjam inquilinos). Prepare-se para encontrar poucos apartamentos "clean" (desses mantidos apenas para alugar) e mais apartamentos repletos de tralhas pessoais.

Pegadinhas e perrengues

Os procedimentos iniciais dão um certo trabalho. Antes de mais nada, é preciso criar seu perfil. (É melhor fazer isso antes de se entusiasmar por algum apê.) É recomendável que o seu perfil tenha foto, e que você esteja sorrindo na foto. (Veja pelas fotos dos anfitriões; há um padrão.) Procure escrever seu perfil em inglês e não esqueça de associar pelo menos a sua conta do Facebook.

Um perfil

Outra providência que vale a pena fazer o quanto antes é abrir uma conta no PayPal (você vai levar alguns dias até habilitar e liberar um bom saldo) e/ou habilitar seu cartão de crédito para gastos internacionais.

É preciso também aprender a conviver com os "nãos". Muitos proprietários não atualizam o calendário de disponibilidade para ter desculpa para selecionar seus inquilinos. Sem histórico na comunidade, a probabilidade de receber negativas aumenta. Eu recebi três "nãos" antes de receber um "sim" -- e, confesso, doeu.

RecusadoAprovado

Atualização: para evitar essa decepção, agora existem as "instant bookings", em que a sua reserva é aceita automaticamente, sem precisar da aprovação do anfitrião. São os anfitriões, porém, que decidem se incluem essa facilidade no anúncio.

A transação

É feita por PayPal ou cartão de crédito. Debita-se o total da estadia, já com a taxa de limpeza e a comissão do Airbnb. Mas o site só repassa a grana para o anfitrião 24 horas depois do hóspede se instalar. No caso de reclamação grave, o dinheiro pode ser retido pelo Airbnb e usado em outra locação.

(Mas o que eu mais gosto é não haver caução -- aquele depósito em dinheiro vivo que, no mercado tradicional, você tem que deixar empatado na mão do anfitrião e depois recebe na saída, quando não vai mais poder usar.)

Atualização: as transações agora são feitas em reais, debitadas na conta nacional do seu cartão de crédito. É possível também optar pelo pagamento por boleto.

Caixa de entrada

Antes de o negócio ser fechado, toda a comunicação entre anfitrião e inquilino é feita pelo seu mural no Airbnb. Uma vez feita a transação, você recebe o endereço do apartamento, o email e o telefone do anfitrião. E então começa a combinar os detalhes da entrega e da devolução da chave.

Minha primeira experiência

Conseguimos um apartamento bacanérrimo, de um quarto, num prédio com elevador no melhor ponto de Chelsea (rua 19, entre 8a. e 9a. avenidas, exatamente a meio caminho entre a rua 23 e o Meatpacking District), por 200 dólares por dia. Por esse preço, naquela época, só dava para conseguir hotel com banheiro privativo em Chinatown.

A entrada do prédio4 de Julho na janela

Nosso proprietário deixou uma porta do armário livre, mais geladeira e despensa bastante equiapados (à saída, repusemos o que consumimos). O check-in foi pontualmente ao meio-dia (tínhamos passado a noite anterior num hotel nas redondezas) e o check-out foi uma tranqüilidade: pudemos sair às 4 da tarde, direto para o aeroporto, deixando a chave com um vizinho.

Já deixei o meu comentário positivo na ficha do proprietário, que tinha tomado a iniciativa de falar bem de mim no meu perfil. Estou pronto para a próxima...

Atualização: depois desse, aluguei mais cinco vezes...

Leia também:

329 comentários

Lisi cohem
Lisi cohemPermalinkResponder

Fiquei 23 dias em Ny e aluguei um studio show de bola na 23st com a 6 Ave. em Chelsea, super bem localizado!
Fiz tudo pelo airbnb, deu super certo!! O Apto. era até melhor que as fotos do site, e a proprietária super profissional!
150 U$ a diária e acomodava 2 pessoas - ap super bem equipado, edifício com porteiro, lavanderia, elevador e metro na porta!
Hotel, nunca mais...

lisi

Renata Lima
Renata LimaPermalinkResponder

Oi Lisi, fiquei bem atraida pelo o apartamento que você alugou ! Teria como você mandar o link ? Estou pretendendo ir para NY no meio do ano que vem e queria ter uma dica sobre os apartamentos, experiencias. Grata desde já !

Leonardo
LeonardoPermalinkResponder

Olá!

Quanto ao comprovante da reserva, ele traz todos os dados que a imigração no aeroporto solicita e, se eles a aceitam né, como acontece com reservas feitas no Booking.com, por exemplo ?

Ah, no caso vou a NY, paga-se todos aqueles impostos e taxas que se cobram nos hoteis?

Grato,
Leonardo

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leonardo! Aceitam. A taxa de limpeza e a taxa do AirBnB aparecem no preço final depois que você pesquisa as datas. Não há impostos sobre o total.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Eu estou viajando por seis meses e me hospedo em um pouco de tudo: hostel, hotel, couchsurfing, casa de amigos e, o meu preferido, Airbnb. Já fiquei em aproximadamente já 10 reservas pelo Airbnb: Madrid, Barcelona, Lyon, Paris, Munique, Koln, Istambul, Londres, Edinburgh e hoje estou em Lille num Airbnb com uma host fofa que fez um jantarzinho pra nós, incluindo a mudança para opção vegetariana na última hora (não como carne, mas sou vegetariana com benefícios, como peixe).
Bom, agora já estou bem avaliada positivamente, mas para ajudar a compor o perfil é interessante tb pedir revisões de amigos, que também podem escrever sobre você. Também acho que o pedido da reserva muda muito, quando vc explica mais sobre você, sua viagem e o que te atrai na oferta. Eu, na maioria das vezes, fiquei no quarto na casa de alguém, com o host lá, e é incrível, porque complementa e muito a experiência da viagem, ao conhecer melhor a cultura local e ter dicas quentíssimas do lugar, de quem vive lá. Tb fiz bons amigos assim.
O sistema de apoio ao cliente também é ótimo. Há atendimento em português e eu precisei de uma ajuda em uma das reservas por problema com o sistema e os dados do meu cartão de crédito. O atendimento foi super ágil e eficiente. Enfim, super recomendo.
Ah! Tb leia bem as revisões dos hóspedes anteriores, porque trazem informações importantes, como distância, característica do local, que vão além da descrição do host. Mas, sem sombra de dúvida, as descrições no Airbnb que eu vi são bem mais fiéis do que de divulgação de hotéis.

Ariana
ArianaPermalinkResponder

Olá Juliana sem querer abusar da sua boa vontade poderia me indicar os Airbnb que vc se hospedou em Londre, Paris e Edimburgo ? Vc indicaria esses? Mto obrigada!

Caroline Timm
Caroline TimmPermalinkResponder

Olá pessoal, estou encantada com esse site. Estou planejando uma trip longa e esse espaço me ajudou demais, li muita coisa sobre NYC na rede mas as melhores informações, sem dúvida, são daqui! Por isso quis deixar registrado meu agradecimento e afirmar que vocês estão de Parabéns! Estou alugando apartamento pelo AirBnB seguindo as dicas de vocês! Obrigada!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caroline! Obrigadíssima pelo feedback!

Maíra Saul
Maíra SaulPermalinkResponder

Olá Ricardo, A Bóia e viajantes!
Sobre o airbnb: estou indo para NY em novembro/12, sempre que fui para lá fiquei em hotéis mas desta vez, após uma sugestão do perguntódromo, comecei a pesquisar pelo airbnb e fiquei meio obcecada! O site é muito bom e azar da pessoa se tiver outras coisas para fazer porque vc vai acabar investindo boa parte do seu tempo na pesquisa! Bom, estava lá eu na minha terceira recusa e mais 4 ou 5 mensagens ignoradas quando li este post do Ricardo. Seguindo a recomendação de escrever um pouco mais sobre mim no perfil e na própria mensagem aos hosts e - pode ser coincidência ou não - recebi 2 aprovações para proceder com a reserva em menos de 12 horas! E no bairro que era minha primeira opção, LES, Apartamento inteiro. Escolhi aquele com que simpatizei mais, além de claro, considerar localização, comentários positivos, comodidades e preço e tchanam!!! Tenho uma reserva! Depois da viagem volto para o feedback! Boa sorte a quem ainda estiver na busca do seu apê em NY!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Ótimo saber, Maíra! Boa viagem!

Roberto
RobertoPermalinkResponder

Olá pessoal!!! Estou programando ir para NYC em fevereiro próximo com esposa e filho de 14 anos. Pensei em alugar um apartamento pelo Aibnb. Já fiz em Buenos aires e deu tudo OK. Ela tem uma doença óssea, o que restrige uma movimentação mais intensa. Como será minha 1ª vez, gostaria de sugestões de bairros onde pudesse fazer a locação e que fosse próximo de atrações de lá. Grato.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberto! Procure ficar perto da região chamada Midtown. Os pontos turísticos principais ficam por ali ou bem próximos. Mais informações na página-guia de Nova York: https://www.viajenaviagem.com/americas/nova-york-ricardo-freire/

Luana
LuanaPermalinkResponder

Olá Ricardo, Bóia e leitores!

É o seguinte, quero muito passar um mês em NYC, porém minhas férias de trabalho só podem acontecer em Janeiro, e sendo eu uma boa baiana não estou nenhum pouco acostumada com frio, por isso tenho medo de ir pro hemisfério norte durante o inverno e acabar não valendo a pena.
Quando viajo gosto mesmo é de andar na rua, ao ar livre, com calma, etc.. Então minhas perguntas são:

1- Vou morrer congelada e só pensar em voltar pro apartamento o tempo todo ou dá pra curtir a viagem, passear, fazer compras e conhecer a cidade?
2- Roupas apropriadas pra esse tipo de frio sai muito caro ou o investimento vale a pena pra quem quer passar um mês em NYC (e já vai está gastando mesmo)?
ps. A última pergunta foi gerada depois de ler posts que dizem que um par de luvas na Macy's custa U$85. Fiquem imaginando o restante das peças!

Valeu gente, obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luana! Há roupas de todos os preços. Lojas muito baratas são a Uniqlo e a Gap. Alugar um apartamento é uma vantagem para quem vai no frio.

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2010/12/europa-no-inverno-impressoes-e-dicas-de-um-recem-chegado/ (vale para os EUA também)

https://www.viajenaviagem.com/2011/12/no-ar-vai-por-mim-europa-no-frio/

Luana
LuanaPermalinkResponder

Obrigada, Bóia!!
Como sempre esse site não me decepciona!

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Olá a todos:

vou a NY agora em novembro e ficarei num ap alugado pela Airbnb (1ª vez na cidade e em ap alugado)
Lendo as condições e instruções do Airbnb, vi que eles disponibilizam traslado. Minha pergunta é: alguém já utilizou esse serviço pela Airbnb?
Bóia, se for preciso, põe no perguntódromo, por favor?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Naila! O proprietário do apartamento oferece transporte? O melhor caminho é ler os comentários de quem já ficou no mesmo apê.

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Bóia:

não é o proprietário do ap que oferece o traslado e sim a própria empresa AirBnb...pelo o que entendi. Vc já ouviu falar nisso?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Naila! É possível que o AirBnB esteja oferecendo serviços terceirizados. Não há por que desconfiar do serviço. Veja preço e compare com as outras alternativas.

O problema logístico do aluguel de apartamentos não está no traslado, está na combinação do horário com o proprietário para receber a chave.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Olá Ricardo, suas dicas são fantásticas!!! Sempre que vou viajar ou fazer qq coisa de viagem, passo por aqui!! Melhor site desse gênero na minha opinião! Também aluguei no Airbnb e vc foi o empurrãozinho q me faltava...rs Eu e uma amiga dizemos que vc é nosso BFF (Best Friend Forever) pras viagens...rsrs Pegamos tudo quanto é dica aqui...até lugares para comer...rs
Agora, gostaria de saber qual a forma mais segura para ir do aeroporto JFK para aproximadamente a 7ª Avenue em Manhattan? Vou pra lá pela 3ª vez, mas dessa vez sozinha...Obrigada! Juliana

aparecida félix

Boa noite! vcs teem para janeiro 2014 entre 04 a 14/01 apartamentos em ipanema ou copacabana para 5 pessoas? Obrigada aguardo resposta.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Aparecida! Pesquise no AirBnB. O post explica como.

Hospedagem em Londres pela AirBnB

[...] algum tempo, eu ví esse post no Viaje na Viagem, dando algumas dicas de como montar o seu perfil no site e assim evitar uma possível recusa dos [...]

Patricia Luck
Patricia LuckPermalinkResponder

O site realmente é muito fácil de navegar. Adoro os filtros: coloco os bairros que quero, as datas, o valor máximo e...voilá! Aparecem somente imóveis que me convêm. Estou em fase de negociação em Londres e Amsterdam e até pechinchar já consegui!

(mas já recebi 2 negativas...um dizendo que não ia mais alugar a casa no próximo ano - então por que as datas estavam disponíveis?? - e outro dizendo que ainda estava muito distante a data da minha viagem e ele não havia decidido os preços...aham...sei) smile

Cristina T.
Cristina T.PermalinkResponder

Olá a todos.
Desnecessário dizer que esse site é super!!!
Agradeço a todos pelas dicas tão boas e práticas.
Minha pergunta é : Alguem já alugou algum imóvel em Nova Iorque pela floridappart?
Parece-me que é francesa. O que me atraiu foram os preços e pronta resposta dos encarregados. Mas o que me preocupa é que não tem nenhum comentário em lugar algum...
O que me dizem?
Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristina!

Há uma infinidade de fornecedores, é impossível saber sobre todos...

Leia:
https://www.viajenaviagem.com/2012/08/5-passos-viagens-sem-roubadas/

Cristina T.
Cristina T.PermalinkResponder

Lerei o link com mais atenção. É que fiquei bastante tentada pelas ofertas do site e, de repente alguem ja havia fechado negócio com eles...
Obrigada,
Abraços
Cristina

RENATA
RENATAPermalinkResponder

olá. adorei os comentários. Estou planejando um intercambio de 1 mês em Londres e uma colega de rede social moradora de Londres me apresentou ao airbnb e amei. todo dia entro no site, faço pesquisas e tb já recebi 3 nãos...rs um dizendo que estava muito longe e para eu tentar em maio de 2013( é até brasileira casada com inglês), a outra dizendo que não tem vagas, mas o calendário estava vazio e o último dizendo que ia se mudar ano que vem. Mas de qualquer forma recebi 2 Sim, um de uma família londrina e outra de uma família alemã. rs
Mas minha dúvida é: não tendo cartão de crédito internacional (ainda) posso fazer minha reserva e pagar através do paypal, em dinheiro?
agradeço a ajuda, boas festas!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Renata! Para ter Paypal você precisa de um cartão de crédito internacional.

Maura
MauraPermalinkResponder

Foram excelentes as minhas experiências com Airbnb em Roma, Siena, Veneza , Santiago do Chile e Mendoza. Agora mesmo estou pesquisando para cidade do Porto e Lisboa...

,

Thiago
ThiagoPermalinkResponder

Olá,
Vou para NY em Maio (aluguel de AP na West 71st pelo AirBnB), você tem alguma dica para esta época? É uma boa região para ficar 7 dias? O inglês é crucial ou da para se virar no idioma universal ($$$)? rs
Obrigado.
Abraço!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Eu adoro o Airbnb e já tinha dado dicas por aqui sobre o site. Agora resolvi compartilhar tb aqui o post que acabo de publicar no meu blog comparando diferente tipos de hospedagem: couchsurfing, airbnb, albergues, b&b, hotéis. Espero que ajude!
http://aquioualgumlugar.com/2013/01/15/tipos-de-hospedagem/

Karol
KarolPermalinkResponder

Olá! Voltei pra contar que com as ótimas dicas deste site consegui alugar um studio em Paris pelo Airbnb para Março, e ao contrário da maioria, recebi vários sim! Escolhi um no Quartier Latin, muito bem localizado e por um preço que eu não conseguiria nem em albergue!
Muito obrigada a todos pela ajuda! Quando voltar conto mais!

celia
celiaPermalinkResponder

Olá
Estou em dúvida entre alugar um apto bacaninha e novinho na 55th St entre 10th e 11th Ave ( não tem nada por lá) e outro "antigão" mais caído na 58th St entre 7th e 8th Ave. Será que vale a pena ficar mais afastada e com metrô não tão perto?Alguém me ajuda?Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Celia! A estrutura urbana de apoio ao seu apartamento (delicatessens, restaurantes, lojinhas) vai ser bem mais expressiva entre a 7a. e 8a. do que entre a 10a. e a 11a. Não vai ser agradável voltar à noite por ruas ermas se você ficar perto da 11a.

celia
celiaPermalinkResponder

Obrigada pela resposta tão rápida!!!!Depois conto como foi!!!

Tiago Rodrigues Suizani

Olá, vou primeiro garantir meu visto e depois a passagem aérea para daí sim alugar um apartamento em Hell's Kitchen. Já até conversei com a dona e ela bloqueou a agenda esperando minha reserva, expliquei que só poderei reservar depois de ter garantido o visto. O Airbnb me dará algum tipo de confirmação de estadia e mais o oficial da imigração aceitará, li que aluguel para temporada não pode mais em NY, mas este tipo de locação para estrangeiros é legalizada?
Obrigado!!!
Tiago

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tiago! A imigração é nacional, a lei de Nova York é municipal. Ao chegar você apenas informa o endereço em que vai ficar. O agente pode até perguntar o que é esse lugar, você então diz que alugou.

Tiago Rodrigues Suizani

Obrigado! Estou preparando o roteiro, alugarei um apartamento por metade do preço de um hotel, economizarei nas refeições, está muito caro se hospedar em hotel lá, meu apartamento acomodará sete pessoas, o que poderá deixar o preço mais barato ainda!
Valeu as dicas!

Milena
MilenaPermalinkResponder

Olá, Estou indo passar um mês em NY para aprimorar o inglês num desses cursos mensar de conversação e fiquei preocupada com o que vc falou sobre ficar acima das ruas 90st...Encontrei um apto de excelente custo benefício no Upper West Side, mas localizado na West97st, já na quadra do Central Park. Vcs saberiam dizer se já é uma região perigosa?
Grata

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milena! Não é perigoso não, mas é um pouco longe.

Milena
MilenaPermalinkResponder

Muito obrigada!
Como andei não fechei vou tentar encontrar outro mais abaixo.

Em Ibiza com o AirBnB | planejandoaviagem

[...] uns meses atrás li um post do VnV que falava sobre o AirBnB e achei muito bacana porque enquanto lia aquele post estava justamente vivendo aquela [...]

LEo
LEoPermalinkResponder

Existe um site parecido no brasil, com aluguel de quartos, casas ou até hotéis.

www.bomdealugar.com.br

Na página do facebook tem várias dicas para viagens!
www.facebook.com/BomDeAlugar

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Olá Ricardo!
Primeiramente gostaria de parabenizar pelo site.
Com certeza é o primeiro lugar que eu consulto pra conseguir dicas.
Vi o airbnb aqui e já fiz minha primeira locação pelo site.
Vou ficar 7 dias em NY (3 a 10 de junho) e queria algum lugar bem localizado na área turística mesmo, pois como é a primeira vez que vou, fica mais fácil pra me locomover.
Como junho é alta temporada, o preço dos hotéis estavam exorbitantes e os apartamentos tbm.
Enfim, depois de MUITA pesquisa e alguns nãos, acabei alugando um ap na 55th entre a 5ª e 6ª avenida por $150 a diária.
A host é muito atenciosa e está me dando todo o respaldo necessário. Quase uma guia turística.
Meu único medo é a tal da lei que proíbe aluguel de temporada por menos de 30 dias. Será que terei algum problema?

Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Carolina! É uma lei que não "pegou". Os senhorios que teriam problema com seus condomínios já devem ter sido denunciados.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Ahh que bom! Fico mais tranquila.. Muito obrigada pela resposta!

Ale
AlePermalinkResponder

Oi pessoal,

Quero compartilhar com vocês um problema sério que tive com o AirBnB há alguns meses. Reservei um apartamento em Paris com bastante antecedência, por um mês. Faltando menos de uma semana para a chegada, e eu já estando em viagem, a reserva foi cancelada. A proprietária do apartamento alegou que o prédio passaria por reformas que causariam falta de água e gás, por isso o cancelamento. Passei alguns dias perdendo parte da viagem (estive em outras cidades antes de Paris), trancada no quarto do hotel, procurando alternativas. Muito difícil encontrar uma alternativa num preço razoável para um período de um mês, tão em cima da hora. Depois de muito stress, a proprietária do apartamento cancelado me indicou um amigo dela, que tinha também um apartamento disponível, e foi onde acabei ficando. Pior localizado, menor, mesmo preço. Mas, em cima da hora, era isso ou nada. Pelo menos o proprietário era gente finíssima.

Vejam como o AirBnB foi infeliz ao lidar com o problema:

1 - Como pedido de desculpas, depois de inúmeros contatos via e-mail, chat e telefone, o AirBnB me ofereceu um voucher de EUR40, além da isenção do pagamento da taxa cobrada pelo site na próxima reserva. O tempo que perdi, os passeios que perdi porque estava cuidando deste assunto valiam bem mais que isso. O que gastei de telefone celular cuidando do assunto foi mais que isso. O valor oferecido a título de "compensação" é uma piada. Lembrando que, se fosse eu a cancelar, pagaria multa de 50% a 100% do valor da locação.

2 - A equipe do AirBnB me assegurou que eu seria "ajudada" para encontrar outra hospedagem, de imediato. Não houve ajuda alguma, o melhor que fizeram foi me enviar um e-mail com o link para a página de busca do site, coisa que obviamente eu já tinha.

3 - O crédito da reserva cancelada, que já estava totalmente paga, seria, teoricamente, imediato em minha conta dentro do AirBnb. Assim, eu poderia usar este dinheiro para pagar pela nova reserva, conforme havia combinado com o novo proprietário. Levou mais de uma semana para ser liberado, quando isto aconteceu eu já estava no apartamento. Foram muitos contatos, promessas descumpridas, muito desgaste, minha conta no AirBnB continuava zerada, e o proprietário do novo apartamento precisando ver alguma garantia para segurar o apartamento para mim. Precisei sacar lá algum dinheiro que estava aqui no Brasil, para pagá-lo em espécie, ao chegar no apartamento, incorrendo em impostos, perda de rendimento e todos os contratempos decorrentes da utilização recursos que não tinham nada a ver com a viagem. Ainda bem que eu tinha os recursos disponíveis, e que o proprietário confiou em mim o suficiente para manter a reserva sem nenhuma garantia anterior à minha chegada. Mas, se dependesse da agilidade do AirBnB, estaria na rua.

4 - No momento em que o tal crédito finalmente apareceu, pedi reembolso para o cartão de crédito, o que aconteceu depois de um período de algumas semanas. Foi mais um tempo decorrido sem que eu pudesse ter o valor disponível.

Fica o alerta: pensem bem se querem correr o risco, e pensem sempre em um plano B. A impressão que tive, compartilhada por outros usuários do site, é que o AirBnB é bom quando tudo funciona nos conformes. Mas, se há qualquer contratempo, eles não sabem como resolver, prejudicando o locatário do imóvel.

Shi
ShiPermalinkResponder

Fizemos todas as nossas reservas para Roma, Florença e Suiça através do AirBnb e nossos Anfitriões parecem ótimas pessoas, cheios de belas indicações no site. Viajaremos em Abril e já fiz uma pastinha com todas os comprovantes de reservas enviados pelo AirBnB + recibos dos pagamentos + contatos dos Anfitriões... Imagino que tudo isso seja suficiente para Imigração, correto ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Shi! Isso basta, sim smile

Shi
ShiPermalinkResponder

Ufa !!! Muito obrigada grin

Glauce
GlaucePermalinkResponder

Ricardo, meu querido, o que seria da minha viagem a NYC sem suas dicas? Esse post com certeza será usado na próxima. Bjo.

Renata Gomes
Renata GomesPermalinkResponder

Olá. Fui anfitriã no site Airbnb e gostaria de comentar o outro lado da negociação.
Primeiro os preços atribuídos aos imóveis têm que ser bem mais altos quando anunciados no site para compensar gastos como mudanças na taxa de câmbio (em transações internacionais), taxas bancárias (caso o anfitrião ópte por outro método de pagamento), etc.
Trabalho há alguns anos com sites de aluguel de temporada e o serviço de apoio aos proprietários é quase nulo em casos de emergência por parte da Airbnb. É demorado e rude em determinadas situações. Essa foi a minha experiência com representantes no Brasil.
Tive problema de pagamento de tarifas e não recebi nenhum apoio por parte dos representantes da Airbnb no Brasil, pelo contrário, me enviaram mensagens grosseiras.
Quanto ao atendimento na Califórnia, se não me engano é este o estado de onde recebi as mensagens, deixou ainda mais a desejar. Confirmei uma reserva para um período longo na alta temporada e os clientes no terceiro dia decidiram ir para um hotel. O representante da Airbnb achou que não deveria honrar o pagamento do período de reserva. Fiquei com o imóvel vazio depois de negar diversas reservas de outros sites.
Tive um problema semelhante com um outro site europeu e tive absoluto e imediato apoio da equipe do site, inclusive no final de semana. Com os hóspedes eles foram claros, de uma forma muito elegante, dizendo que a descrição e as fotos dos imóveis são muito detalhadas, exatamente para evitar qualquer mal entendido. Os hóspedes perceberam que teriam que honrar o pagamento e o site honrou o seu compromisso com o proprietário. Neste caso o senhor reclamou até da fronha utilizada no travesseiro. Dizia que o bordado nas fronhas o incomodava.
Não anuncio mais meus imóveis no site da Airbnb porque não sinto segurança de que o acordo de reserva será honrado.
Dentro dessa linha de pensamento também não teria confiança de fazer uma reserva para mim e minha família através do site em nossas férias.

Ale
AlePermalinkResponder

Renata, vc pode dizer qual o site que deu um bom apoio? Obrigada. Eu não pretendo mais usar o Air Bnb, depois do que aconteceu comigo (5 comentários acima do seu) e estou procurando alternativas. Senti exatamente o mesmo que vc: descaso com o cliente, seja ele proprietário ou viajante.

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Olá Ricardo Freire e equipe! Me tornei uma grande fã do ViajeNaViagem. Vocês estão de parabéns! smile

Estou precisando da opinião/ajuda de vocês: vou viajar para Nova York (pela 1a vez!) em maio/2013 (de 05 a 14), e em razão dos valores astronômicos das diárias dos hotéis (juro, não sabia desse "detalhe") estou procurando apartamentos no AirBnB. Na verdade já até encontrei um que me interessou bastante: o anúncio oferece um dos quartos do apê (um duplex que é uma graça), porém no mesmo período em que estarei em NY os proprietários estarão no México. Ou seja, o apartamento todo estará liberado pelo mesmo valor do quarto! (Aproximadamente USD 100 a diária, uma pechincha!)

Enfim, a questão crucial: o tal duplex fica em EAST HARLEM, na E 105th, e de acordo com a proprietária ele fica a um quarteirão do Central Park e a três quarteirões da estação de metrô mais próxima (se eu não me engano passam por ali as linhas 4 e 6): "We are on Museum Mile and walking distance from the Metropolitan Museum of Art, the Guggenheim, Museum of the City of New York and more". Este é um bom bairro para se hospedar? É possível andar tranquila por lá, ou teria que tomar cuidado como em São Paulo? O metrô é tranquilo ou perigoso? Consigo chegar fácil aos principais pontos turísticos (Times Square, Broadway, 5a Avenida etc.)?

Além deste, encontrei também um apê em Union City, a +- 6/7km da Times Square por meio do Lincoln Tunnel (ônibus e van disponíveis). Seria melhor ficar neste apê do que no do East Harlem? Como é o trânsito nesta parte da cidade (especificamente no Lincoln Tunnel)? O preço deste apê é um pouco menor e ainda inclui café da manhã continental "self-service" (e o apartamento parece bem confortavelzinho).

Desde já agradeço imensamente o auxílio de vocês! smile
Abraços a todos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Cristiane! O Ricardo Freire recomenda hospedagem até a altura da rua 72. No East Harlem prepare-se para viver uma cultura de imigrantes latinos. Não é perigoso, mas talvez não seja a Nova York que você esteja procurando. Por outro lado, é uma experiência única, se você estiver aberta a ela.

Cristiane
CristianePermalinkResponder

Hum... Se não é perigoso, e se pode ser uma experiência única, acho que vou aproveitar a oportunidade! smile Depois passo por aqui pra contar como foi. Por enquanto vou "explorar" todo o material disponível aqui no site sobre Nova York (quero estar preparada pra quando chegar lá... hehehe...).

Muito obrigada pela dica e pela rápida resposta!
Vocês são excelentes! smile

Abraços.

pbiondo
pbiondoPermalinkResponder

Aluguei um ap na 31, incentivado pela Bóia, quando voltar conto a experiência.

Carlos Campos
Carlos CamposPermalinkResponder

Boa tarde a todos,

Aluguei um apartamento pelo airbnb em Chelsea, para setembro, por um período de 12 dias.

O proprietário do Apartamento mencionou algumas matérias em sites que vem circulando na internet a respeito da lei de NY em que seria ilegal alugar um apartamento por um período inferior a 30 dias sem que o proprietário esteja no local, mas, segundo o proprietário, eu não devo me preocupar, pois nenhum dos hospedes dele tiveram problemas até hoje.

Pesquisei na internet e vi que alguns proprietários realmente foram multados, ou estão discutindo se pagarão as multas ou não.

Enfim, minha dúvida é, eu preciso me preocupar ou não? Existe algum problema se na imigração eu falar que aluguei um apartamento pelo airbnb?

Vi em alguns posts anteriores que essa lei não pegou, mas enfim, é uma lei que existe, e como já paguei e não tinha conhecimento dessa lei, fui pego um pouco de surpresa.

Obrigado!!

Abraços!

Carlos

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carlos! Por enquanto, não recebemos relatos de quem tenha passado por problemas.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Eu tbm estou com o mesmo medo mas, por via das dúvidas, fiz uma reserva fake em um hotel pra apresentar na imigração

Carol
CarolPermalinkResponder

Eu tb fiquei com medo, mas mostrei lindamente minha reserva do AirBnB na imigração e aqui estou em NY. Sem problemas! O dono do ap pediu pra se alguém do prédio perguntar dizermos que somos amigos dele, sendo q o cara mora em LA! Hahahahaha
Mas ninguém perguntou nada.

pbiondo
pbiondoPermalinkResponder

Aluguei um apartamento na 31th Street de 22 a 26 de Abril, confiando na recomendação do blog. Foi tudo ótimo, coloquei o relato no site da Airbnb, inclusive relatei que a minha referência foi este blog. Obrigado por esta e por outras dicas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada pelo feedback, Pbiondo! grin

Gabriela Paulino

OLá RIcardo,

Estou pesquisando apto em NYC para Outubro e tenho encontrado ótimas opções. Estou em dúvida entre dois apartamentos, pois o que eu mais tinha gostado apresentava um tal de "depósito de segurança" no valor de R$994,00!!! Achei muito caroooo, e não entendi, porque você tinha dito que não tinha essa caução e eu entendo esse depósito como uma espécie de caução. Voc saberia me explicar o que seria esse depósito de segurança!?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Gabriela! Quem responde é A Bóia. Realmente alguns proprietários agora estão exigindo caução como proteção contra danos ao apartamento.

Ao contrário do que acontece com as imobiliárias convencionais, a caução do AirBnB é bloqueada no cartão de crédito, e é desbloqueada logo depois da inspeção de devolução das chaves. Não é preciso levar dinheiro vivo.

Gabriela Paulino

Valeu Boia!!! Muito obrigada!!!

Pedro
PedroPermalinkResponder

No meu aluguel havia caução e foi cancelada sem problemas.

Helder Mendes
Helder MendesPermalinkResponder

Dando um feedback de minha experiência com o AirBnB: Tudo perfeito. Comunicação com o anfitrião foi super tranquila, a descrição e as fotos do apartamento eram bem fiéis ao que encontrei na chegada. Precisei deixar um depósito de US$ 400,00 que foram prontamente devolvidos. Admito que tomei alguns cuidados: Procurei usuários com um número grande de avaliações e que fosse aprovado por mais de 90% dessas. Ainda tive o cuidado de ler as avaliações negativas para ver se as queixas eram pertinentes. Antes de fechar o negócio tirei todas as minhas dúvidas com o proprietário e confirmei a reserva uma semana antes de viajar, mesmo procedimento que tomo quando reservo hotéis, quem nunca viu aqui a queixa de alguém que pagou por uma reserva e ao chegar no hotel teve uma surpresa desagradável?
Enfim. Gostei, certamente usarei novamente, mas sempre tomarei todas as preocupações.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Estou olhando alguns apartamento para alugar e achei alguns com preços bons, poderiam me ajudar dizendo qual a melhor localização, segue a localização deles. obrigada

1) W 49th St, New York, NY 10019, Estados Unidos
2) 9th Ave, New York, NY 10036, Estados Unidos
3) 10th Ave, New York, NY 10036, Estados Unidos
4) E 6th St, New York, NY 10009, Estados Unidos
5) Bradhurst Ave, New York, NY 10039, Estados Unidos
7) West 57th Street, New York, NY 10019, Estados Unidos
8) West 43rd Street, New York, NY 10036, Estados Unidos

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! Números de rua são inúteis sem a travessa ou o número do prédio.

Estude as regiões de Nova York neste post:
https://www.viajenaviagem.com/2012/11/como-escolher-hotel-nova-york/

Marina
MarinaPermalinkResponder

Bóia, agradeço a atenção, vou estudar a melhor opção.

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Estava querendo testar o airbnb, ja que adoro ficar em apartamentos quando viajo, e deu tudo certo.
Bem mais simples que alugar por imobiliária, o pedido foi aprovado algumas horas depois, mas confesso que até chegar lá ainda estava um pouco desconfiada.
Só recomendo que avisem direitinho o horário de chegada e saída dos apartamentos, como meu vôo adiantou e não avisei, quando cheguei a chave estava na portaria, subi. Alguns minutos depois tivemos um encontro inesperado com o proprietário que só me esperava para mais tarde.

Carol
CarolPermalinkResponder

Estou nesse studio no momento e estou muito satisfeita.
https://www.airbnb.com.br/rooms/322982

Antes queria ficar no chelsea, mas por ate $120, só tinha coisa trash, no oitavo andar sem elevador.
Esse do lado da linha L é ótimo, pq corta toda a cidade.

Só gostaria de alertar que também existem muitos perfis falsos no AirBnB de NY, aptos maravilhosos por um preço ridículo, geralmente com poucas foros e sem avaliação nenhuma do usuário. Nao é difícil de perceber, mas fiquem ligados. Eu só fiz contato com aptos com varias avaliações.

Com certeza usarei mais vezes.
Obrigada VnV por me apresentar e me dar coragem de fechar o negocio!

Mauraa
MauraaPermalinkResponder

Pessoal!!
Não sei se já comentaram, mas NY está com uma lei que está proibido alugar apartamentos por curta temporada - inclusive pelo Airbnb! Essa lei já está oficializada a bastante tempo, mas começaram a ficar bastante rigorosos, com multa para quem alugar de até US$40.000! Reservei um qpto em janeiro e ontem o meu host cancelou, pois o condomínio dele resolveu "banir" essa prática dele. E com um amigo meu, a mesma coisa aconteceu! O site te dá a opção de alugar outro ou devolver o que tu ja pagou, mas é uma situação chata, pq tu planeja tudo né?! Não estou dizendo pra não alugarem mais, mas para ter um certo cuidado, conversar com o host a respeito e expor essa dúvida e saber a probabilidade de isso acontecer, pra depois não ter surpresas! Resolvi arriscar e procurar outro apto, pq vou em julho, e os hotéis estão uma desgraça de caro nessa época, mas conversei a respeito disso com a menina do apto e ela falou que é dona de vários apartamentos no mesmo prédio, então a probabilidade de acontecer a mesma coisa é mínima! Não é assustar, bem agourar, nada disso! É só uma dica!! Beijos

Carlos
CarlosPermalinkResponder

Maura, financeiramente o prejuízo seria para o host do ap, certo?
aluguei um ap para setembro,o host me disse da lei, mas falou que eu posso ficar tranquilo.

obviamente seria uma bela dor de cabeça se o cara cancelasse minha reserva, más pelo menos não teria nenhum prejuízo financeiro, pois receberia meu $ de volta.

O que é airbnb? | Viajar pela Europa

[...] blog Viaje na Viagem tem o relato de uma experiência de estadia em um apartamente do airbnb em Nova [...]

Carol/SC
Carol/SCPermalinkResponder

A nossa experiência no AirBnb foi com o aluguel de um apartamento em Munique. Excelente! Antes de escolher, claro, tomamos todas as precauções possíveis, conversamos com os proprietários, lemos absolutamente todas as informações disponíveis e os comentários de quem já havia alugado aquele apartamento, bem como avaliamos a reputação do locadores. Confesso que até chegar no apartamento ainda estava com um pouco de medo de dar errado (foi a primeira vez que não ficamos em hotel), mas foi uma excelente surpresa!

Em Paris, alugamos por um site especializado em locação de apartamento, recomendado inclusive por um blog bem famoso sobre Paris, mas a experiência não foi tão boa quanto em Munique. Apesar de o apartamento ser extremamente bem localizado e bonito, quando chegamos havia uma senhora dentro do apartamento nos esperando com um cachorrinho na coleira. Adoramos cachorro e isso por si só não foi um problema. O problema foi quando, depois que a senhora foi embora, verificarmos, com as roupas cheias de pelos de cachorro, que a colcha da cama estava coberta deles, ou seja, o cachorrinho ficou solto dentro do apartamento, inclusive sobre a cama. Sorte que havia um aspirador de pó no armário e pudemos ao menos retirar a maioria dos pelos (e meu marido tem rinite). Como pagamos até mesmo mais caro do que os cobrados por vários bons hotéis, tal fato deixou uma péssima primeira impressão...
Mas, no final, adorei a experiência de alugar apartamentos. É muito gostoso ir no mercado, comprar coisinhas gostosas para o café da manhã, não se preocupar em deixar tudo jogado pelo quarto ao sair, topar com moradores pelos corredores, etc. Mas definitivamente não é pra todo mundo: paga-se até mais caro do que em hotéis para ficar num bom apartamento com localização excelente, sem os serviços tradicionais dos hotéis. Questão de gosto.
wink

zenon marques tenorio

Olá, ficarei com minha mulher em Londres de 04 a 23 de outubro, pois nossa filha estará estudando em Cambridge. Na imigração se nós apresentarmos a reserva feita pelo airbnb será aceita ou eles podem criar algum embaraço, de qual tipo. Obrigado pela orientação pois já tenho 62 anos e não gostaria de passar por situações constrangedoras em terra estrangeira. Obrigado. Zenon

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Zanon! A reserva é aceita, sim. Veja o que é exigido na imigração em Londres aqui: https://www.viajenaviagem.com/2012/05/europa-imigracao-bagagem/

zenon marques tenorio

Prezados, desculpe reiterar, mas no site não há informação quanto à validade, perante a imigração londrina, de reservas pelo airbnb. Li e reli o texto e todas as manifestações e não encontrei a resposta. Há informes sobre hotéis e cartas-convite e nada sobre o airbnb, motivo pelo qual venho novamente incomodá-los, eis que fiquei inseguro. Muito obrigado. ZENON

Joana
JoanaPermalinkResponder

Zenon, eu já fui a Londres algumas vezes, e o que eles querem é saber que você não vai querer ficar lá ilegalmente. Normalmente eles fazem muitas perguntas, mas bem triviais, pra ver se você sabe do que está falando. Tipo: O que você faz profissionalmente? Por que veio a Londres? O que pretende visitar?
Quanto tempo vai ficar?
No meu caso específico, nunca pediram pra mostrar papel de reserva. Mas, como o air bnb é bem conhecido, eu, se estivesse no seu lugar, não me preocuparia com isso.
É só responder sempre a verdade que ficará tudo bem.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Zenon! A reserva de qualquer apartamento alugado, por qualquer meio que seja, vale como uma reserva de hotel. Leve o comprovante.

Larissa
LarissaPermalinkResponder

Gente, desculpa minha ignorância, mas como funciona exatamente para fazer check in nesses apartamentos?
Estou querendo ir pra NY em novembro, somos 5 então acho q compensaria um apartamento mesmo. Mas confesso que fico em dúvudas em relação a isso... Se alguem puder me indicar um bom endereço em NY agradeço!!!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Larissa! Você combina o horário da sua chegada com o proprietário e ele ou algum encarregado te encontra lá com a chave! No check-out, a mesma coisa.

Karol
KarolPermalinkResponder

Oi,Larissa! Tive ótima experiência com aluguel por este site em Paris, o check in é combinado com o dono na porta do apê. Quanto a NY, acho que está proibido o aluguel de temporada, dá uma conferida!

Marcia Freire
Marcia FreirePermalinkResponder

Tive uma péssima experiência com a AirBnB. Previdente, reservei em abril um apartamento no Rio. No final de junho, uma semana antes da viagem, recebi a notícia de que a reserva estava cancelada, pois o proprietário havia desistido de alugar!!! Ou seja, tive de procurar outro lugar na última hora. Além de me deixar na mão, a AirBnB ficou com o dinheiro da comissão - 155 euros - de um aluguel que não existiu.

zenon marques tenorio

Joana, muito obrigado pela informação. Estou confiante. Ab. Zenon

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar