Viagem a trabalho: o que você faz quando afrouxa a gravata?

Mariana Amaral
por Mariana Amaral

Mercure SP Alamedas

Ao contrário das férias, que planejamos em detalhes durante meses, as viagens a trabalho costumam aparecer de uma hora para outra. Entre uma planilha de Excel e uma apresentação de Power Point, não sobra muito tempo para pesquisar sobre o destino. Por isso, muitos tripulantes já deixaram comentários no site perguntando o que fazer para aproveitar um pouco da cidade visitada ao final de uma reunião.

O que dá para conhecer em uma tarde ou uma manhã não é muito, e depende da localização do hotel e do escritório -- mas sempre vale o esforço de ir além da piscina do hotel ou do happy hour com o pessoal "da firma". Em algumas cidades, junto ao centro financeiro existem prédios antigos com arquitetura preservada, museus e outras atrações culturais. Assistir ao pôr do sol em um mirante pode ser um programão; correr em um parque pela manhã, também.

Queremos saber: você viaja a trabalho com freqüência? Que cidades conheceu? Como costuma aproveitar o seu tempo livre?

Aos comentários!


Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


23 comentários

Ila Fox
Ila FoxPermalinkResponder

Meu marido sempre viaja a trabalho, e em 2009 ele passou duas semanas na India. Já que em Bangalore não tinha muito que fazer durante a semana, ele aproveitava os finais de semana para turistar pela India. Conhecer templos, paisagens, cultura...

Maíra
MaíraPermalinkResponder

Meu destino principal é o Rio de Janeiro e aproveito pra andar no calçadão e sempre conhecer um restaurante ou bar novo. Faço uma lista deles e dependendo da vontade das cias sugiro alguns.

Augusto Rocha
Augusto RochaPermalinkResponder

Meu dia a dia. Viajo umas 100x a trabalho para cada viagem 100% férias que consigo.
Tenho várias técnicas, mas a de incluir fins de semana no roteiro para quando a viagem é fora do país sempre é uma boa idéia. Sem planejamento, você vai enfrentar museus fechados, e atrações fechadas. Contudo a sorte é companheira dos viajantes a trabalho, uma vez na mesma semana assisti a abertura do Natal Luz em Gramado e do Natal de Curitiba no prédio do HSBC.
Eventos esportivos também são uma ótima cia, já assisti jogos do meu time (Internacional) em vários lugares, por sorte do acaso.
O Rio de Janeiro é fora de questão, pois estando na Zona Sul é como estar de férias em uma viagem a trabalho.
Contudo em São Paulo a situação é caótica. Pois com o trânsito do jeito que é, toda vez que passo na frente do Pacaembu lembro que não fui no Museu do Futebol, toda vez que passo na frente da Estação da Luz, sofro por não visitar o museu da Língua Portuguesa, além de ficar horas parado em frente a Pinacoteca, sem nunca ter entrado. Já o MASP sempre passo correndo mesmo e nem da pra ter pensamentos de entrar lá dentro.
Mas São Paulo oferece as infinitas opções gastrônomicas.

Espero mais dicas de companheiros engravatados olhando praias que não terão nossos pés descalços.

Marcio Antonio

Depende do destino -- quando vou a São Paulo, por exemplo, as noites são sempre para rever amigos da faculdade ou meus parentes que moram lá.

Já viajei para cursos e congressos no exterior. Quando é assim, eu tento negociar com meus chefes para conseguir ampliar um pouco a folga e ter dias livres; assim, as noites dos dias de evento ficam dedicadas a socializar com o próprio pessoal do evento e fazer contatos importantes.

Tânia
TâniaPermalinkResponder

Viajar a trabalho é bom, mas não é a mesma coisa do que viajar de férias com a família.
A trabalho vc acaba ficando preso a compromissos e, mesmo no horário de folga, nunca pode ser esquecido que vc está ali representando a empresa/orgão onde vc trabalha. Visitar alguns pontos turisticos e conhecer bons restaurantes são boas pedidas, mas sem excessos.

Lili-CE
Lili-CEPermalinkResponder

Não consigo otimizar muito essas oportunidades. Acho que fico tão focada que até os programas "extras" são ligados ao trabalho, como garimpar livros. A única coisa que dá pra aproveitar mesmo é a hora da refeição, aí tento incluir restaurantes legais. No início de novembro farei uma viagem a trabalho diferente do usual (sou procuradora autárquica), irei fiscalizar parques eólicos Como ficam em praias, né, depois conto se deu pra fazer alguma coisa... wink

candida silva
candida silvaPermalinkResponder

A trabalho só São Paulo. Mas, o ritmo é tão alucinante, que acabo o dia exausta! À noite, ao encerrarmos o dia de andanças nas feiras do nosso ramo (sou comerciante, loja de presentes e decoração), procuramos sempre jantar em um lugar bacana. Este ano conseguimos ir ao Museu do Banco do Brasil, ver a exposição dos Impressionistas! E consegui sair um sábado à noite para um barzinho de salsa com amigas que fiz em uma viagem! Em 1 semana que passo em SP, consigo fazer 1 ou 2 programinhas "turísticos".

Marcie
MarciePermalinkResponder

Eu sempre consigo acrescentar um ou dois dias às minhas viagens de trabalho. Sempre procuro, em ordem de prioridades: museus, livrarias, supermercados (adoro checar as embalagens das coisas), papelarias.

CarlaZ
CarlaZPermalinkResponder

Viagem de trabalho nunca é a mesma coisa, por mais que consiga aproveitar, não é o lugar que vc quer, com quem vc quer e na época que vc quer sad
Depois de muito tempo indo pros EUA consegui aproveitar alem das compras, viajando nos finais de semana. Afinal o mais complicado é estar sempre com o pessoal do trabalho. 24h por dia! No meu caso piora por não saber dirigir.

zuzu
zuzuPermalinkResponder

Prefiro fazer programas ao ar livre do que me enfiar em museus porque já fiquei muito tempo "indoor"qdo estou a trabalho.

Jackie
JackiePermalinkResponder

O meu turismo a trabalho é o "turismo acadêmico", pois viajo pra congresoss etc. Qd dá, tento incluir um dia antes ou um depois pra ver a cidade. Foi assim na última ida a brasília, fiz o city tour por lá em um dia antes, à noite fui ao Lago... Mas normalmente eu tento msm é aproveitar o horário de almoço e a noite. Em SP na útlima vez consegui fazer isso e curitr pequenos programas e até uma exposição no CCBB que queria mt ver. Semana que vem estarei em Aguas de Lindoia e espero que dê pra conhecer as famosas águas locais entre uma palestra e outra.
abs,

schnaider
schnaiderPermalinkResponder

Ja fiquei 3 meses na Ilha da Madeira a trabalho, corria nas esplanadas do Lido pela manha, cada noite jantar num restaurante diferente com os outros brasileiros q estavam la a trabalho tbem! Passei o Natal, Reveillon e Carnaval la, deu p aproveitar como turista os eventos feitos la nessas epocas, lindo de viver! Nos finais de semana, qndo nao estava trabalhando, aproveitava p turistar pela Ilha! Pedi uma sexta p fazer uma pq viagem a Alemanha e no final pedi 20 dias de ferias p curtir a Europa!
No Brasil, uma vez fui trabalhar por 2 semanas em Itajai, nos colocaram num hotel la mesmo, mas depois descobri com a area de suporte a viagens que tinha um hotel em Balneario Camboriu mais barato que esse de Itajai e em frente a praia, na hora pedi p alterarem p poder curtir um pouco de BC depois do trampo, afinal, ninguem eh de ferro neh?
Tbem fiquei 2 semanas em Floripa e a empresa pagava p voltarmos p casa no final de semana, e claro, eu nao quis, preferi ficar la curtindo a Ilha da Magia.

Sandríssima
SandríssimaPermalinkResponder

Já viajei mais à trabalho,conhecendo algumas capitais. Hoje me concentro em duas cidades aqui na Ba: Juazeiro e Porto Seguro. Fui muito, e eventualmente vou, à região de Barreiras e procurava dormir em Lençóis na volta; tb sempre parei em pontos estratégicos da Br 242 para ver aquele visual da Chapada, etc. Em Juazeiro, prefiro atravessar e ficar em Petrolina e rodamos/navegamos no Velho Chico, qdo dá. Em Porto fico sempre em Arraial (atravesso para trabalhar, mas é mais agradável do que o transito de SSA), ando na praia de manhã, vou a restaurantes à noite, sempre colocamos um dia a mais e alugamos carro indo para Sto Andre, Espelho etc. Ao exterior nunca fui à trabalho. Nas capitais sempre dava um jeito de passear, nem que fosse em um táxi.

Laura
LauraPermalinkResponder

Viajo mensalmente a trabalho e tento ficar pelo menos um final de semana entre duas de viagem que tiro para aproveitar. Organizo a agenda de forma a poder aproveitar o final de semana completo pra mim. Mantenho uma lista de shows, restaurantes, atrações que tenho interesse e quando as passagens aéreas e hotéis estão reservados escolho o que farei no tempo livre.
Geralmente escolho hotéis bem localizados para os finais de semana, pois meu passeio preferido é caminhar pelas ruas e ver como as pessoas de cada lugar vivem. Dentre as cidades que sempre freqüento estão Miami, Chicago e New York. Este ano passei uma semana na África do Sul e consegui 2 dias livres ao final e aproveitei para fazer passeios como safari e mergulho com tubarões. Fiz aulas de dança de salão em NY e aproveito a gastronomia para conhecer mais a cultura de cada lugar.

Tiago Caramuru

O negócio é usar aquele dia ou aquela noite disponível com calma, como se você tivesse uma semana mais par ficar na cidade. Assim dá pra "fazer algo" propriamente dito, em vez de ficar rodando a esmo apressando o morotista par conseguir "conhecer tudo".

Renata
RenataPermalinkResponder

Minhas viagens a trabalho sao quando vou a congressos. Na minha area, o evento mais importante e sempre em algum local interessantes e sempre tento ir um final de semana antes e voltar no seguinte, ou emendo ferias...Tambem aproveito para conhecer locais diferentes e outros, turisticos. De uns anos pra ca, comecei a ir em eventos no exterior: Minneapolis, congecendo tambem St Paul em Minessota, Nebraska e Washington DC; Paris, Clermont Ferrand e Londres; Ghent na Belgica, Bruges e Paris na volta; congresso em Montreal, depois conhecendo Quebec City, Ottawa, Toronto e Niagara Falls. No Brasil: Rio, Fortaleza, Natal, Recife, Olinda, Garanhuns, Porto Alegre esticando em Gramado e Canela, Belo Horizonte, Curitiba, Florianopolis, Guarapari, Goiania, Brasilia, Serra da Canastra, Foz do Iguacu, Campo Grande, Montes Claros, geralmente o programa e gastronomico, mas quando da tempo vou passear!

Amanda Missel
Amanda MisselPermalinkResponder

Bem, sou nova nas viagens à trabalho, e quando vou, dificilmente consigo um dia inteiro. Mas, embora tenha pouco tempo livre, sempre pesquiso alguma coisa sobre o lugar e tento dar uma "curtidinha", como ir a praia, caminhar num parque, ir num restaurante legal, ou shopping e fazer umas comprinhas. Meus últimos destinos foram Salvador, Vitória, Recife e São Paulo. Com exceção de SP, as cidades são pequenininhas, então dá pra aproveitar um pouquinho.

Andrea
AndreaPermalinkResponder

Eu viajo bastante a trabalho. Meus destinos sao Peru, Mexico, Estados Unidos. Procuro sempre voltar no final de semana, para aproveitar um pouco. Também consigo programas minha agenda de reunioes, o que facilita. No Peru nao consigo fazer muita coisa porque acho um pouco inseguro em certos horarios. No Mexico e Estados Unidos eu aproveito bem. Programo com antecedencia o que farei e sempre consegui visitar tudo que estava nos planos.
Viagem a trabalho também pode ser planejada a partir do momento que se sabe a data dos voos e o que ira ser feito no destino, principalmente quando for viagem internacional.

Luca
LucaPermalinkResponder

O pior é quando vc pergunta no hotel o q tem para fazer ali por perto e @ recepcionista, na maior boa vontade, te indica um shopping? Eu tô numa cidade diferente - não quero ir para um lugar tão pasteurizado.
Eu gosto de correr, então aproveito as manhãs para correr num parque ou numa orla. Normalmente tenho uma planilha de treinos a cumprir, mas em viagens a trabalho corro o q dá, com prazer, passeando. As condições de clima e altitude já são diferentes então tenho que me adaptar. Já vou e volto correndo do hotel para economizar tempo.
Procuro também sempre levar um biquini na bagagem: não ocupa espaço nenhum e dá para aproveitar a piscina e a sauna do hotel, q são instalações q não tenho muita oportunidade de usar e são relaxantes.

Gisele Carrera

Se der para passar o final de semana, melhor.....Mas se não der, procuro jantar no melhor lugar da cidade ( pesquiso guias e sites de viagens ) e experimento o prato tipico, a sobremesa, o sorvete da região. Vou ao shopping ou comercio local pra comprar algum presentinho pra mim e pra minha filha.....Ou vou tomar um chpe ou drink num bar tipico da cidade para observar o povo local e os jovens......SEMPRE dá pra aproveitar uma viagem a trabalho, pelo menos para as MULHERES......

Magrineli
MagrineliPermalinkResponder

Bom, se eu tenho só períodos noturnos no local, já viajo com informações (que geralmente busco aqui no VNV) do que é essencial na cidade... pontos turísticos, restaurantes... se tenho chance, levo minha máquina fotográfica e faço minhas fotinhas... quando consigo ter um momento de folga maior (ou vou ter q ficar o final de semana)busco passeios prontos de pacote, pq é mais rápido e prático. Já fiz assim de Sampa a Lisboa, e meu ultimo destino na Europa, Milão, era desbravada só depois das 18 hs. Mas rolou de ver até a vitória da Itália sobre a Alemanha e a fantástica comemoração.

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Eu já viajei mais, hoje ando mais quietinha no escritório...

Como minhas viagens costumam ser pelo Nordeste, gosto de colocar roupa de ginástica na mala pra dar uma caminhada após o trabalho. Também gosto de pesquisar o comércio local, ver o que a cidade tem de melhor. Minha paixão são as feirinhas de artesanato, a maioria das capitais do nordeste tem feirinhas que vão até tarde.

Se o dia tiver sido leve, ainda encaro um jantar.

Passagens Aereas

Realmente muito bom. Muitas viagens a trabalho são programadas para durar 1 dia, só que quando compramos passagem de ida e volta para passar pelo menos 2 dias no destino o preço das passagens caem muito.
Sempre que possível, vale a pena esticar um pouco a viagem e aproveitar um pouco.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar