Leitores relatam problemas com o VTM do Banco do Brasil

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Moedas

As reclamações vinham pipocando há algum tempo. Leitores se queixando que seus VTMs emitidos pelo Banco do Brasil não eram aceitos no comércio ou então eram engolidos na hora de fazer saque.

O problema de aceitação é comum a VTMs que não têm o nome impresso. Muitas lojas, sobretudo na Espanha, exigem documento de identificação para comparar com o nome do cartão. E sem nome no cartão, como comparar?

Já o engolimento do cartão pelos caixas automáticos parece ter a ver com a falta de chip. Só que há outros VTMs sem chip no mercado, que não parecem dar problema como o do BB. (Fui verificar o meu próprio VTM e vi que não tem chip; sempre saquei normalmente, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.)

Anteontem a leitora Mariana Nissen publicou este longo comentário na nossa página do Facebook. É um relato que ela está compatilhando em outros blogs e mídias sociais. Está tão bem escrito e embasado, que não dá para não tranformar em post:

Comprei euros através do serviço Visa Travel Money do Banco do Brasil acreditando na propaganda do funcionário que dizia ser essa a forma mais eficaz e segura de levar dinheiro para a Europa. No entanto, o cartão NÃO funciona na Espanha e me sinto agora refém do Banco do Brasil, com mais de 3.500 euros que não posso gastar, nem sacar.

1. Não é possível sacar dinheiro com o cartão. O meu cartão principal e o reserva ficaram retidos em caixas eletrônicos. Me queixei com o Banco do Brasil em Madri, e, excepcionalmente, me deram outros dois cartões, já que a central de atendimento disse que demoraria 21 dias para enviá-los e o Banco do Brasil confirmou que esse é um problema freqüente na Espanha. No entanto, ao tentar usar um desses cartões para saque, novamente o caixa eletrônico engoliu o cartão. A atendente da Central de Atendimento do Banco do Brasil me explicou que isso acontece porque alguns caixas eletrônicos não reconhecem os cartões sem chip. Por que então o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip? E como faço para me certificar que posso tirar o dinheiro e não ficar sem cartão e dinheiro novamente?

Solicitei ajudar para localizar um banco e/ou fazer um saque emergencial, para tirar o dinheiro pré-pago, ou seja, dinheiro meu, já adquirido. Mas o Banco do Brasil e o Visa dizem que não podem me ajudar. Que o meu papel é educar as lojas na Espanha sobre esse novo produto e as suas vantagens. Sinto muito, mas não estou aqui para educar ninguém, e muito menos atuar como embaixadora de empresas tão importantes como Visa e Banco do Brasil. Tudo o que eu quero é ter em mãos o meu dinheiro.

2. As lojas não aceitam porque não aparece nenhum nome de cliente no cartão, e na Espanha todos checam a identidade do cliente antes de finalizar a compra com cartão. Se insistir, ameaçam chamar os seguranças. Para evitar esse problema bastaria imprimir o nome do cliente no cartão.

3. Nas poucas vezes que aceitaram, depois de certa insistência, a máquina não solicita o pin. Ou seja, não existe nenhum tipo de segurança extra, tal como o Banco do Brasil vende. Por que o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip, não sei. Solucionaria também o seu uso em qualquer ATM com bandeira Plus, e não apenas em alguns, aleatórios, como ocorre no momento.

4. Me dão como solução estornar o dinheiro para a minha conta corrente, sendo que comprei o euro a 2.81 e querem me devolver a 2.54. Ou seja, não é uma solução, principalmente porque continuo na Espanha e necessito euros, não reais.

Resultado, estou na Espanha, com um saldo de mais de 3.500 euros no Travel Money, mas sem poder comprar ou retirar dinheiro com dito cartão. O Banco do Brasil e o Visa se negam a ajudar no meu caso, dizendo que não tem registro de outro procedimento. Tenho um bebê de sete meses, contas para pagar, dinheiro economizado, mas retido agora por um cartão inútil.

Tudo o que eu peço é uma indicação clara de como eu posso sacar todo o meu dinheiro e deixar para sempre de contar com o Visa Travel Money do Banco do Brasil, já que o serviço não funciona na Espanha.

Mais problemas com o VTM do Banco do Brasil na Europa

O Viaje na Viagem alerta: procure comprar VTM com nome impresso e chip. Sempre pergunte à sua corretora sobre a possibilidade de gravar o nome e sobre a disponibilidade de cartões com chip.

Volto a lembrar também a inconveniência de depender 100% de um único meio de pagamento. Todos podem dar chabu. Dinheiro pode ser perdido, cartões podem ter problema de rede ou senha, e você pode precisar de mais dinheiro do que levou. Leve um pouco de dinheiro vivo, habilite o cartão da sua conta bancária para saques internacionais, leve um VTM e um cartão de crédito em qualquer viagem.

Leia mais:

287 comentários

Fabiola Pacheco Antenor

olá Também tive problemas com o VTM do BB numa viagem à Nova Zelândia. A maquina engoliu meu cartão!!! E o interessante é que minha tia usou o dela na mesma máquina e não houve problema. E o pior é que pouco depois a maquina expeliu meu cartão sozinha. A sorte é que ainda estava por lá e peguei de volta. Depois disso não fiz mais saque, fiquei com medo. Usei somente para pagamentos no comercio e hoteis. Agora estou pensando em outra alternativa. Sou correntista do banco e acho que eles deveriam ter cartões com o nosso nome impresso.

Isabela Blanco

Morei na Espanha em 2011 e não tive problemas com meu VTM, não era do Banco do Brasil, mas foi super bem aceito em todos os lugares, exceto a Zara. A vendedora alegou que não aceitavam cartão sem nome. Com jeito e em espanhol, expliquei que era um cartão de débito e não teria porque ser recusado. Apresentei meu documento e paguei as compras com o VTM.

Realizei saques regularmente em todos os caixas eletrônicos, sem problema algum.

Kassila
KassilaPermalinkResponder

Isabela:

Vc conseguiu fazer o cartao no mesmo dia? demora a ficar pronto? tem que agendaR?

abs
Kassila

Eduardo
EduardoPermalinkResponder

Tenho o VTM do BB e alterei a sua senha no dia da minha viagem para os EUA. Ao chegar no freeshop ainda no Brasil fiz uma compra para testar o cartao. Para minha surpresa apareceu a mensagem senha invalida. Liguei para o 0800 do BB e a atendente disse que o problema so poderia ser resolvido numa agencia no Brasil, ou seja, vc faz um cartao para uso no exterior e so pode resolver o problema em agencias do Brasil. Parece piada. Para minha sorte, nos EUA (Nova York e Miami) nao eh necessario a utilizacao de senha, bastando a assinatura. Ainda assim tive problemas para pagar um hotel e outras pequenas compras. Fica o aviso, nao confie apenas no VTM do BB.

Ana Carolina
Ana CarolinaPermalinkResponder

Eduardo,

pode me dizer como vc conseguiu fazer a alteração da senha do seu cartão?
estou na irlanda e não consigo fazer saque aqui nem por decreto. na utilização para pagamentos de compras é necessário a inclusão de senha. mas tb não estou conseguindo fazer a troca da senha.

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Eu tenho um VTM do BB e outro do Banco Rendimento e nenhum dos dois tem nome no cartão ou chip. Não sei na Europa, mas nos EUA e Canadá eles foram aceitos numa boa e na maioria das vezes, sem nem precisar de senha. Estou em Cancun agora e o VTM do BB tb foi aceito numa boa.

Acho que o caso da Mariana, há um problema específico com a Espanha. Creio que o melhor a se fazer seja a recomendação do Ricardo que é levar vários meios de pagamento.

--AL
--ALPermalinkResponder

Uma solução parcial para o caso de cartões (não resolve sempre, mas ajuda) sem nome é ter sempre à mão uma cópia impressa recente do extrato online, em que apareça tanto seu nome (como titular da conta no site) como o número do cartão.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Bóia,

Irei para a Europa agora em julho e passarei pela Alemanha e Inglaterra. Devo carregar um travel money só em Euros e usar nos dois países ou carregar dois, um em libras e outro em euros?

Obrigada!
Abraço,
Carol.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Se escolher uma moeda, no outro país incorrerá em taxas de operação de câmbio de aproximadamente 5% do valor de cada transação. Teoricamente o melhor seria fazer dois VTMs diferentes. O problema é que tudo o que você não gasta é devolvido com um deságio maior do que esses 5%. Então o mais prático é fazer VTM da moeda do país no qual você ficar mais tempo. No outro você pode aproveitar e pagar com cartão de crédito, que vai dar quase no mesmo, por causa da taxa cambial do VTM.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Mesmo ficando 13 dias em países do Euro (Alemanha + França) e 10 dias em Londres? Ainda assim é melhor fazer um todo em Euro?

Obrigada!
Carol.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! para dez dias já pode compensar fazer duas moedas. Seja moderada no carregamento, recarregue se vir que vai precisar.

Neide
NeidePermalinkResponder

Tb tive problemas com Visa travel do BB el Londres, onde varias instituições recusaram o cartão inclusive nas maquinas do metro, o tube londrino!

Daniel
DanielPermalinkResponder

Alguém conhece, ja usou o Mastercard CashPassport Multi moeda??? vou pra Londres e Paris e achei boa idéia...

Thiago Parente

Carolina, se não me falha a memória, a Fitta tem um um cartão " múltiplo". Pesquisa no site deles.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Oi, Thiago! Obrigada pela dica.. não conheço essa empresa, é confiável? Esse cartão múltiplo dá certo mesmo?

Abraço!

Thiago Parente

Não tenho certeza, semana passada estive numa loja da fitta e a moça ofereceu um cartão multi moeda. Já usei o VTM deles nos EUA e não tive problemas.

Editor
EditorPermalinkResponder

Carolina, a Fitta e o Banco Rendimentos já oferecem cartões múltiplos. Eu já usei o do Banco Rendimentos e nunca tive problema.

Fábio
FábioPermalinkResponder

Realmente estou impressionado com tanta reclamação. No final novembro e começo de dezembro de 2012 estive na Espanha e em Portugal e não tive problema algum com o meu BB VTM que também não tem o nome impresso. Até passei a recomendar o VTM pelo BB, as taxas são bem melhores que da confidence e do banco rendimento. Para se ter uma idéia, na época,estava 2,84R$ na confidence e no BB 2,70R$. Usei em Madrid, Lisboa, Barcelona, Toledo e Sintra, em hoteis, restaurantes, lojas, museus e até pra comprar ingresso no estádio do Barça. A única diferença é que em Portugal pediam o PIN e na Espanha a assinatura. Levei metade do dinheiro no cartão e metade em espécie, justamente para não realizar saques e para poder "zera-lo", visto que a recompra do que sobra no cartão é muito ruim.

Camila Guerra
Camila GuerraPermalinkResponder

Tive problemas com o VTM do BB nos EUA. Tinha saldo mais que suficiente, mas em vários locais não passava. Nem foi o fato de não ter nome impresso, foi o fato de as máquinas não aceitarem. Não sei se tem uma incompatibilidade ou o quê é. Sei que me sentia constrangida de ter meu cartão negado quando eu sabia que havia dinheiro ainda. Foi na sorte, sempre eu tentava usar e às vezes conseguia, ficava sempre tensa sem saber se ia dar certo. Ressalto aqui o constrangimento de passar por isso, não vale a pena.
Já usei VTM de casas de câmbio e não tive problemas nem na Europa nem nos EUA. Na próxima viagem usarei com certeza o da casa de câmbio.

Maria Cristina

Esta situação com os cartões do BBC é preocupante.
Alguém saberia me informar se o mesmo acontece com o Money Card do Bradesco ?

Felipe Moura
Felipe MouraPermalinkResponder

Pessoal, quando forem usar o Travelmoney do BB, devem prestar atenção em um pequeno detalhe...
Estive na Pennsylvania em abril/2012 e das primeiras vezes que fui utilizar o cartão, não estava conseguindo. A máquina sempre recusava. De lá, liguei no BB e me informaram que não havia problema algum com o cartão. Foi então que resolvi "LER" o que aparecia nas máquinas no momento de passar o cartão. De alguma forma, as máquinas reconheciam que o cartão era brasileiro me perguntavam se eu queria "FAZER O PAGAMENTO EM REAL". Como eu não estava lendo, eu apenas confirmava o pagamento em real, e lógico, o pagamento era recusado, pois o cartão é carregado em dólar e ele não faz essa conversão.
Após perceber essa falha minha, não tive problemas nenhum com o cartão.
Fiz uso dele na Pennsylvania, em NY e no aeroporto de Miami.

Diux
DiuxPermalinkResponder

Pessoal,

Estive na Europa em Junho/12(incluíndo Espanha) e não tive qualquer problema seja para compras, seja para saque. O curioso é que eu sequer utilizei minha senha em qualquer compra que fiz. Ou seja, qualquer pessoa, no meu lugar, poderia ter utilizado o cartão. Paradoxalmente, experimentei uma falta de zelo coletivo das pessoas que me atenderam.

RenataS
RenataSPermalinkResponder

Só usei o VTM em uma viagem, para Buenos Aires. Não foi aceito para pagar uma conta no bar do Faena, em 2009 ou 2010, não estou certa (eles nem justificaram, simplesmente diziam que não passava, mesmo antes de eu colocar a senha - creio que ficaram com receio por não ter o nome impresso).
Foi o único lugar que encrecaram, e o VTM acabou sendo uma mão na roda porque peguei um feriado lá em que os caixas eletrônicos da cidade inteira ficaram sem dinheiro!!
Foi só VTM e crédito (e IOF) mesmo.
Mas depois deixei pra lá, nunca mais usei.

Rafaela
RafaelaPermalinkResponder

Usei VTM do BB no ano passado, na minha viagem à Itália. Não tive problemas... até a hora em que precisei recarregá-lo. A transação só podia ser feita por telefone, ligação a cobrar para o Brasil. Tinha que digitar os vários números do cartão pausadamente e me certificar que o robô repetia - senão, dava errado. Depois, um telefonista me atendeu, disse que fez a transação, tudo confirmadíssimo. No dia seguinte, no entanto, descobri que nada havia sido feito. E descobri numa péssima hora: quando ia pagar minhas compras numa loja. Para resumir, minha salvação foi o cartão que tinha do Itaú: ligamos e desbloqueamos os saques internacionais. Essa é uma dica que já até li aqui nesse site. No fundo, foi a melhor coisa. VTM? Nunca mais!

Fabio
FabioPermalinkResponder

Rafaela, agora é possível fazer a recarga pelo próprio site do BB e aí, fica bem simples.

Leo
LeoPermalinkResponder

Usamos o VTM do BB nos EUA, em novembro, e não tivemos nenhum problema. Mas, de fato, não pediam senha, apenas assinatura (que sequer era conferida, ou seja: qq pessoa podia usar...). Claro que tb levamos dinheiro e cartão de crédito (usávamos o cartão principalmente pra colocar gasolina), mas o VTM deu conta direitinho.
Agora, iremos à Europa e estou preocupada...Estou começando a achar melhor usar outro VTM. Alguém sabe informar se VTM de outros bancos têm chip e se quem não é correntista tb pode comprar?
Abs.

Nina
NinaPermalinkResponder

Leo,

Você pode comprar inclusive de casas de câmbio. Não só bancos fazem esse tipo de cartão. Quando o VTM ainda era novidade, optei por fazer em uma rede de câmbio bem conhecida, com várias lojas (inclusive em aeroportos). Se não me engano, era Confidence Câmbio. Mas pesquise as taxas, as regras e a segurança do cartão em várias operadoras.

Leo
LeoPermalinkResponder

Valeu pela dica!!

Nina
NinaPermalinkResponder

Usei o VTM de outra operadora (Comfidence Câmbio, pelo que me lembro) na Espanha, Inglaterra, França e Itália. Não tive problema algum para sacar ou de aceitãção. Uma vez fui com um cartão sem chip, nas demais já com chip.

Masss.. como sou meio paranóica, sempre divido o dinheiro em outro Cartão de Débito (Mastercard), cartão de crédito, cartão do banco e espécie.

Nilton
NiltonPermalinkResponder

Depois das primeiras notícias que recebi sobre o assunto fui ao Banco do Brasil e cancelei o VTM que já havia recarregado com 3000 euros. Tive um prejuízo de cerca de 350 reais na recompra, mas prefiro isso a sofrer ,estressar-me e estragar minha viagem a Europa em maio.Usei em 2011 em Paris e em 2012 em NY sem problemas. Mas pelos relatos em outros paízes está complicado. Não deixam de ter razão : cartão sem chip e nome ninguém merece.
Apesar do atendimento cordial na agência que usei , ninguém garante nada nem sabe o que o Banco do Brasil e o cartão VISA pretendem fazer para resolver o assunto. Durma-se com um barulho desses. Vou levar o velho e conhecido cartão de crédito e encher o bolso de papel moeda , vai fazer o quê?

Nilton
NiltonPermalinkResponder

digo"países" desculpem a minha falha.

Juliana Costa
Juliana CostaPermalinkResponder

Tenho o BB VTM e o utilizei na França e em Portugal ano passado, sem qualquer problema...só achei abusiva a taxa de 2,50 euros para cada saque realizado. As outras operadoras também cobram taxa para saques em caixas eletrônicos?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! A tarifa, acreditamos, é de US$ 2,50. Pode haver também taxas de uso do equipamento. Saques de conta corrente com cartão de banco também incorrem em taxas de uso. Recomendamos sempre saques altos, do equivalente a 200 ou 300 dólares de cada vez, para que as taxas não sejam significativas.

Andreia
AndreiaPermalinkResponder

A pergunta é: porque as pessoas ainda fazem o VTM, quando é tão simples sacar no cartão de debito.
Em todas as minhas ultimas viagens desbloquei o debito e deu super certo (Boliva, Peru, Inglaterra e India) nunca tive problemas. Pra emergencias U$ 100,00 em especie (que nunca usei) e cartão de credito (separado do debito).

Ledí
LedíPermalinkResponder

Li alguns relatos, aqui, que, nos Estados Unidos, não se pede senha do VTM BB e sim assinatura. A conferência da assinatura é pela própria assinatura do cartão, ou fazem pelo passaporte? É que sempre falam que deve-se deixar o passaporte no hotel.Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ledí! Dificilmente vão conferir a assinatura. Se quiserem conferir,qualquer documento com foto servirá. Seu RG, por exemplo.

Leo
LeoPermalinkResponder

Em NENHUMA das vezes em que usamos, conferiram assinatura nos EUA...

Marcela Nering

Usamos o VTM do BB em outubro/2012 em NY e na Flórida sem problemas. A maioria das lojas tem a maquina que pede assinatura, acho que uma ou duas vezes só usei a senha. Achei isso bem estranho e pouco seguro. E nunca conferem a senha, tanto faz o que você escreve na máquina...

Marcela Nering

Desculpe, nunca conferem a assinatura, não a senha....

Porpino
PorpinoPermalinkResponder

Em agosto p.p. quando fui pagar a fatura do hotel, saindo de NY para o Brasil, não consegui efetuar o pagamento com o VTM do BB. Na hora, liguei para a Central do BB que não solucionou o caso. Tive que pagar com cartão de crédito e com o IOF de 6,38%. Vou viajar para Europa em abril próximo e já adquiri um VTM Platinum de outro Banco, que vem com chip, meu nome impresso e sem pagar mais nada por isto. Além, tem seguro de compras e outros benefícios.

Keka
KekaPermalinkResponder

Quando ainda era novidade usei o VTM da Confidence na França, República Tcheca, Hungria, Eslováquia, Áustria e Croácia sem problema algum. Em 2009 e 2013 nos Estados Unidos também. Sempre levo uma quantia em dinheiro para despesas miúdas, assim não pago a taxa abusiva do saque em terminais eletrônicos. O cartão de crédito do BB (o ex patrão não é ruim, apenas tem uma defasagem tecnológica crônica) vai por precaução. Não me separo do meu passaporte, do dinheiro e dos cartões, inclusive o do seguro saúde. Levo na cintura junto ao corpo numa velha bolsinha de pano com zíper e elástico rsrs.
Diux, realmente a falta de zelo da maioria dos caixas impressiona porque não pedem senha do VTM e quando pedem a assinatura nem conferem. Então, nem sonhar em perdê-lo.

Paulo Gaeta
Paulo GaetaPermalinkResponder

Já usei VTM (sem chip) do Banco Rendimento e Travelex
em vários países europeus sem problemas. O que acontece agora é
que ficou muito fácil clonar cartões sem chip (só com tarja magnética), então se criou uma desconfiança em relação ao dono do cartão em muitas lojas e estabelecimentos. Como a maioria dos cartões sem chip não tem o nome impresso, isso aumenta ainda mais a desconfiança, pois não há nada que voce possa fazer para provar que é realmente o dono do cartão. Acredito que para um lojista que aceita um cartão que depois se revela clonado, deve ser uma dor de cabeça muito grande, pois o dono verdadeiro do cartão vai disputar
a compra e a Visa pode não querer pagar o lojista.
Para finalizar gostaria de dizer que atualmente só usaria um cartão com chip e com o nome impresso (o cartão Rendimento Visa Platinum por exemplo, isso te deixa numa posição muito confortavel, voce pode mostrar o seu passaporte e esclarecer qualquer dúvida.

Carolina
CarolinaPermalinkResponder

Bom dia, Boia! Você poderia colocar no perguntódromo se alguém já usou o cartão multimoedas da Fitta e se é bom e confiável?

Muito obrigada!

Carol.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Carolina! Leitores comentam sobre este cartão nos comentários anteriores.

Daniela
DanielaPermalinkResponder

Olá, pessoal do viaje na viagem tenho acompanhado sempre esse blog e gosto muito! Tirei muitas dicas daqui para minha próxima viagem!
Desta vez estou pensando em aderir o cartão cash passport (mesmo que VTM só que da mestercard), mas estou com uma dúvida! Alguém sabe qual é mais ou menos o valor máximo que é permitido sacar nos caixas eletrônicos nos EUA?
No site da mastercard diz que o limite de saque diário é de US$1000. No entanto, lendo matérias e blogs por aí..alguns dizem que o limite diário é de US$200, outros dizem US$400. Será que alguém com experiencia em viagens poderia me dizer ao certo qual é esse limite diário máximo permitido?
agradeço quem puder responder! wink

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniela! Confira o limite com o emissor do cartão.

João Luiz
João LuizPermalinkResponder

Olá Daniela,
meu filho passou o ano de 2012, de janeiro a dezembro, estudando no Estado do Wyoming e sacou várias vezes do VTM do Banco do Brasil na bandeira VISA, além de realizar despesas pequenas do dia a dia, também sem problemas. No caso do saque havia o débito da máquina (no início era U$ 2 depois passou para U$ 3) além da tarifa do cartão, que é de U$ 2,50. O saque tinha o limite de U$ 500, que sempre foi usado para diminuir o custo do serviço, conforme sugere o Ricardo em posts anteriores.
O extrato on line ajuda a acompanhar todos os lançamentos e agora com a recarga também na internet fica muito fácil usar o saldo da conta corrente para novos carregamentos.
Em relação a senha ou assinatura, na maioria das vezes não há conferência sequer da assinatura que pode ser qualquer rabisco no visor da máquina. O PIN nunca foi usado.
Somente um pagamento, em loja de aluguel de carro, houve recusa pelo cartão não ter nome inscrito.
Eu mesmo, em viagem com a família, em Los Angeles, Las Vegas e Nova York, não tive qualquer dificuldade para usar o VTM do Banco do Brasil sem nome e sem chip.
Boa viagem!

Daniel Conceição

Fala!

Eu tive uns problemas com o VTM e o AMEX Global Exchange na minha última viagem aos EUA. Depois consegui resolvê-los.
Escrevi um post sobre essa experiência. Se ajudar alguém, aí vai:

http://umhomemprecisaviajar.com.br/2013/02/amex_globaltravel_vtm_teste_campo_dica_essencial/

Abraços

Norton
NortonPermalinkResponder

O VTM do Banco do Brasil nao eh aceito por nenhum caixa eletronico de qualquer Banco na Belgica. Impossivel retirar dinheiro, os caixas engolem os cartoes e os funcionarios dos Bancos dizem que nao ha como usar cartoes sem chip e ainda mais sem o nome do portador. Alguns ate desconfiam que o portador poderia estar tentando fraudar o sistema com um cartao falsificado. QUE FIASCO DO BANCO DO BRASIL ao obrigar-nos a trazer tais cartoes para passarmos vergonha e dificuldades financeiras na Europa. Este FIASCO mereceria uma ampla reportagem de um orgao de grande circulacao no Brasil, como por exemplo a revista VEJA. Fica a sugestao. Pelo menos os brasileiros estariam avisados das dificuldades que os esperam na Europa, se forem portadores de tais cartoes do Banco do Brasil.

Norton
NortonPermalinkResponder

O VTM do Banco do Brasil nao eh aceito por nenhum caixa eletronico de qualquer Banco na Belgica. Impossivel retirar dinheiro, os caixas engolem os cartoes e os funcionarios dos Bancos dizem que nao ha como usar cartoes sem chip e ainda mais sem o nome do portador. Alguns ate desconfiam que o portador poderia estar tentando fraudar o sistema com um cartao falsificado. QUE FIASCO DO BANCO DO BRASIL ao obrigar-nos a trazer tais cartoes para passarmos vergonha e dificuldades financeiras na Europa. Este FIASCO mereceria uma ampla reportagem de um orgao de grande circulacao no Brasil, como por exemplo a revista VEJA. Fica a sugestao. Pelo menos os brasileiros estariam avisados das dificuldades que os esperam na Europa, se forem portadores de tais cartoes do Banco do Brasil.

Nishan
NishanPermalinkResponder

Quem te "obrigou" a levar o cartão ? Ameaçaram você dizendo que só poderia viajar com o cartão ???

Realmente é muito bem conceituada a Veja pra fazer reportagem. Desde quando ela é "Órgão de grande circulação" ?

Use a inteligência: não conte apenas com um meio pra se virar no exterior. Tenha em mãos cartões de crédito e de débito da conta-corrente.

Alice
AlicePermalinkResponder

Ja tiive meu cartão VTM do BB engolido em Pris e em Roma duas vezes. O adicional vem com cola, dificil de retirar e que impede o uso e muitos locais não o aceitam na França.. nossa... que chato termos estes problemas em momentos de ferias!??

Norton
NortonPermalinkResponder

Certamente eu trouxe dolares em especie, o meu cartao Visa Platinum com chip e alguns Euros, pois se tivesse acreditado nos responsaveis pelo setor de cambio do Banco do Brasil, que insistiram em que deveria trazer todo o dinheiro em Visa Travel Money, estaria em dificuldades, pois eh impossivel retirar dinheiro em qualquer age ncia bancaria de 12 diferentes bancos que visitei. Evitem o VTM sem chip, pois nao funciona em nenhum local.

Nilton
NiltonPermalinkResponder

O que mais revolta nessa questão é que o Banco do Brasil não parece preocupado em mudar seu cartão. O maior banco do Brasil dá uma sonora esnobada nos seus milhões de clientes.

Bia
BiaPermalinkResponder

Concordo com o Nilton. Mostrei para minha ex-gerente e depois ao outros gerentes do Estilo BB estes comentarios, a arrogância deles foi demais. Não concordam com o que comentaram aqui. Segundo eles, o VTM BB não causa problemas nenhum lá fora! Estes gerentes esnobam mesmo, e vêm com a conversa de que seus parentes foram lá para fora, principalmente para os EUA, e nunca tiveram problemas com o cartão do BB. Lógico que também, pela pressão que sofrem do banco para cumprirem metas, eles tentam fazer com que você compre tudo por lá, mas sem dar as orientações completas. Ok que as taxas de cambio deles são interessantes, mas ter dor de cabeça com um cartão na hora de saque, pagamento, etc, prefiro procurar um outro lugar para adquirir o meu. O resto, faço com eles, conforme minhas pesquisas para ver onde comprar o Euro em especie, por melhor preço. Estou indo para a Europa por 50 dias. Eles mesmo, por provocação, não me aconselharam (vamos ser mais sinceros, não quiseram me dar) a adquirir o VTM deles quando fui para BsAs. Não me esquentei, fui com o da Confidence. Agora estou indo com o VTM da Rendimento e minha filha, com carteira internacional de estudante, leva o Cash Passport do STB, que aliás faz um preço melhor para estudantes.

Em resposta ao Nishan, e concordando com o Norton a respeito de fazer uma reportagem a respeito do VTM do BB, concordo também que qualquer pessoa pode se utilizar de outros cartões para viajar, porém, acredito que estas reclamações são, na maioria, de correntistas do BB, como eu, que desejam aproveitar o que o BB oferece de melhor oferta em cambio, mas que não pode usufruir por causa dos problemas que estão surgindo em suas viagens. Pode-se ver que as reclamações são grandes e o banco, intransigente, não está querendo admitir o problema. Pelo jeito, eles não querem melhorar este produto. Pelo menos com a reportagem, eles podem dar melhores explicações. Quem sabe então, eles procurem atender a necessidade de seus clientes. Vejo a reportagem como algo construtivo.

Estes comentários têm me ajudado muito a planejar este item de minha viagem. Obrigado ao VnV e aos demais leitores que aqui deixaram e ainda deixam seus comentarios!

Bom final de semana!

Liane
LianePermalinkResponder

Olá

Gostaria de saber se o Banco do Brasil têm convênio com alguma agência bancária em Barcelona, meu VTM não é aceito no comércio local e acho a cobrança por saques abusivas, além do valor máximo de 300 euros.

Obrigada,

As informações do site ajudaram muito

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Liane! Entre em contato com seu gerente.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Liane, estou na mesma roubada que você. Só consigo sacar 300 euros por vez no Santander.

Consegui há um tempo sacar 600 no BBVA perto do metrô Entença, mas da última vez que tentei não funcionou. Meu cartão já foi engolido diversas vezes, nos caixas em que testei, e na maioria das vezes consegui recuperá-lo sozinho (enfiando um cartão normal, na maioria das vezes ele é devolvido). Uma vez, já ficou engolido e só com a ajuda de um funcionário do banco consegui recuperá-lo (então, só faço "experiências" no horário bancário).

Resumindo, o TravelMoney do BB é UMA ROUBADA MONSTRA! Se alguém souber onde dá pra sacar valores maiores na Espanha, por favor avisem!

Bruno
BrunoPermalinkResponder

Felipe, você poderia indicar quais caixas do Santander você conseguiu sacar pelo menos 300 em Barcelona?

Você já tentou sacar alguma vez na boca do caixa?

E quanto ao procedimento para a máquina devolver o cartão caso seja engolido? Basta enfiar um cartão qualquer por inteiro que a máquina devolve os dois?

Muito obrigado.

Gianluca
GianlucaPermalinkResponder

O problema não é se o cartão pre-pago não tem ou tem chip. O fato é outro. Vivo no Brasil desde 96, mesmo assim, viajo frequentemente para Europa e, na minha terra a Itália. Já utilizei cartões pre pagos Italianos bandeira Visa no Brasil, sem e com chip, e os mesmos na Europa, tipo Espanha, França, Alemanha, e Itália. Chip ou não não tem nada ha ver. O problema esta com o Banco que emite este cartão. E depois não é verdade que na Espanha, as lojas pedem a identidade/passaporte quando se quer pagar com cartão, sem ou com nome, sem ou com chip. Isso e mentira. O problema deve ser no cambio em tempo real, ou seja na hora de sacar, ou pagar em debito, vem feita a hoperação de câmbio de moeda, e dependendo do Banco Central, as vezes da problema. Então não depende dos Bancos da Espanha, depende do emissor do cartão, isto é.

Wanessa
WanessaPermalinkResponder

Já deixei um depoimento neste post, mas vou fazer uma atualização a respeito da minha viagem mais recente, durante o mês de abril. Costumava usar o cartão VTM do BB como principal meio de pagamento nas minhas viagens e fiquei apreensiva com a quantidade de reclamações que apareceram neste post. Então, antes de viajar, providenciei outras alternativas: bloqueei a função "crédito" de um de meus cartões de crédito, que habilitei para saques no exterior, para fazer saques direto da minha conta sem correr o risco de que fossem registrados como saques no cartão de crédito; fiz um segundo VTM (Cashpassport), com chip (mas também sem nome), com carga baixa, que eu recarregaria caso as outras opções dessem errado.
No começo da viagem, fiquei até insegura de usar o VTM BB, porque estava certa de que o cartão seria recusado ou, muito pior, engolido por alguma máquina. Mas o fato é que não aconteceu nada disso. Usei para pagar hotéis (um hotel "tradicional" e dois B&Bs), fazer compras em lojas comuns (tipo Zara e até na FNAC, onde meu cartão já tinha sido recusado em viagens anteriores, pela falta de nome impresso) e em lojas de museus e para sacar dinheiro em caixas eletrônicos com bandeira Visa e Plus. Fiz recarga do VTM por transferência da minha conta bancária usando o app do BB para IPad (o do IPhone não tem essa opção), o que foi bem cômodo.
Durante toda a viagem (1 mês aproximadamente), houve apenas uma máquina na qual não consegui fazer saque - mas o cartão foi devolvido normalmente - e uma compra que não consegui pagar com ele, mas desconfio que foi por falha na conexão da máquina, porque já havia usado o cartão na mesma loja. Enfim, usei o cartão normalmente, sem nenhuma recusa por falta de chip ou de nome impresso, em várias cidades da Itália, incluindo Veneza, Florença e Roma, e ainda em Londres e Lisboa. Felizmente, nada mudou na minha boa experiência com o cartão.

Gabriel
GabrielPermalinkResponder

Vi esse post depois de ter chegado na Itália com o VTM BB carregado, o que me tirou uma noite de sono heheheh. Por enquanto ele tem sido aceito normalmente em Roma e em Florença, só foi recusado em um McDonald's. Uma coisa que notei é q está sendo bem mais difícil encontrar caixas com o logo do Visa Plus do que na minha última viagem para a Europa, mas usei o cartão num caixa do Banca di Roma e consegui sacar 800 euros normalmente. Fiz isso durante o horário comercial e enfiei um cartão do Visa Vale vencido que estava na minha carteira antes pra ver se a máquina o engolia. Aqui em Florença vi um caixa do Deutsche Bank com um xerox de um VTM do BB colado ao lado e um aviso de "Do NOT use this card here"... Mas ele também nãotinha o logo do Visa Plus.

A mulher do BB que me vendeu disse que não recomendava usar saque, porque estavam rolando problemas na Alemanha e Espanha (por isso nem dei muita bola na hora), mas que os cartoes estavam vindo com um plástico mais grosso para evitar ficarem presos. Comprei eles na agência da Paulista dia 24/4.

MARIA ANTONIETA

Viajarei pela Croácia (5 cidades ao todo) e depois para Budapeste em Junho. Estou com dúvida do que é melhor fazer: levar um VTM carregado (US$ ou euro, não sei...) e sacar na moeda local em caixas ou levar meu cartão do banco que uso aqui no Brasil e sacar lá...

Obrigada

Erika
ErikaPermalinkResponder

Estou com problemas em Dublin,nao consigo sacar nenhuma máquina aceita,tentei com meu gerente a dias ninguém me atende um descaso total,nao façam vtm do Banco do Brasil....

Bruna Moliga
Bruna MoligaPermalinkResponder

A Espanha deve odiar brasileiros mesmo, até nisso põe empecílho...

Herbert M. Gomes

Fiz o VISA TRAVEL MONEY para viajar para a Inglaterra pelo BB. No Contrato está escrito que é possível fazer saques na moeda local nos caixas (ATM) conveniados (Visa/Plus). Pois bem, segui as intruções, verifiquei o local onde havia ATM compatível na Inglaterra, indicadas pelo visa ATM locator (http://www.visa.com/atmlocator/index.jsp) e ao chegar por lá e tentar fazer um saque, o cartão foi engolido e não mais devolvido. Perguntando ao gerente do banco que ficava ao lado o que eu podia fazer, ele disse que é comum acontecer com estes cartões sem o chip, e que o cartão é dado como perdido, sem possibilidade de recuperação. Telefonando para a central do VTM, consegui fazer o cancelamento do cartão e fazer o pedido de um novo (chega em 20 dias!!!!) com a cobrança obviamente de uma taxa. Recomendação da atendente: "Não utilize mais para fazer saque!". Me pergunto:"Foi para isto que eu escolhi fazer este cartão: fazer saques!! No contrato está lá escrito que posso fazer isto!!!
Quantos transtornos isto está me trazendo. Tenho que usar meu cartão de crédito do Brasil para poder fazer compras!! E as taxas cobradas para usar ele aqui no exterior? Como fico nesta situação? Aciono a operadora pelos danos e transtornos que me causaram? Quero os meus direitos! O contrato foi quebrado pela operadora do cartão!!

Fabricio Pires Obregon

Pessoal, também não consigo sacar na minha viagem ao Japão. Mesmo na agencia do BB em Tóquio não foi possível tirar nada dos usd 6500,00 que carreguei. De longe era o melhor cambio, mas perdi dois dias tentando sacar. O cartão é aceito como credito em todo lugar que aceita visa e fui muito bem atendido pela agencia local. Já o 0800 do bb e da visa... quanto descaso com o cliente. Mesmo o gerente da agencia falando do defeito continuaram com o mantra "Não temos problemas". Tenham cuidado em depender somente dele, me resolvi usando saque no cartão de crédito para pequenas despesas.

cristiano
cristianoPermalinkResponder

tive serios problemas com o visa travel money na europa, no momento estou na italia e tive os dois cartoes engolidos por caixas eletronicos em barcelona e agora em florenca, detalhe que o meu amigo realizou o saque minutos antes com o mesmo cartao que o meu.

eu tinha cerca de 400 euros no visa travel money e estou impossibilitado de usa-los, a sorte e que ficarei somente mais 2 dias na europa... mas terei que usar o cartao de credito para tudo, acarretando em taxas indesejadas.

liguei no banco do brasil para bloquear meu cartao e a atendente me informou que este e um problema muito frequente... totalmente ridicula esta situacao.

desculpem pela formatacao do texto, mas estou em um teclado desconfigurado.

Silvana
SilvanaPermalinkResponder

Estou indo para Europa na próxima semana e recarreguei meu VTM do BB na semana passada. Ele foi emitido para viagem à Europa em Setembro/12, e utilizei para saques e pagamentos em Londres, Amsterdam, Brugges, Bruxelas e Paris e tb no FreeShop no Rio sem qualquer problema. Eles não solicitam o PIN na Europa para pagamentos, voce só assina o comprovante, tb não pedem documento, entretanto, a funcionária do BB me informou durante o carregamento na semana passada que alguns clientes tiveram problemas recentes para saques em ATMs na Europa: a máquina engoliu o cartão mas devolveu depois que outro cliente tentou usar, aparentemente tem a ver com a implantação dos chips no sistema bancário europeu. Ela simplesmente recomendou utilizar para saques o cartão de débito do banco. Tb usei essa opção na Europa no ano passado e achei bastante prático, especialmente pelo HSBC que não cobra taxa pelo saque, só pela conversão. De qualquer maneira é tudo muito tenso estar no exterior e não ter acesso ao seu dinheiro.

Priscilla Bello

Dá para fazer compras online com VTM???

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Priscilla! Há quem diga que sim. Mas será possível apenas em sites que aceitem PIN.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

E além de engolir o cartão, vao te cobrar 10 reais para emissao de um novo e mais 50 euros ou dolares para enviarem para você outro no exterior. Tenho amigos no intercambio que tem esse cartão, nenhum é pior do que esse.

erika
erikaPermalinkResponder

estou tendo problemas com vtm do banco do Brasil a mais de 1 mes nao consigo resolver e nem falar com meu gerente, nao consigo sacar e por ultimo a maquina engoliu meu cartao , uma recomendacao nao faz o vtm banco do Brasil porque se tiver um problema qq eles vao responder so na sua agencia,que e um absurdo vc precisa do dinheiro e nao pode usar e pior vc estando morando fora..

Sidney
SidneyPermalinkResponder

Parece que o problema (cartões engolidos) foi diagnosticado. Os cartões em euros que tb eram translúcidos agora são opacos. Ao fazer nova carga, peça novos cartões no novo padrão.

André
AndréPermalinkResponder

Minha companheira de viagem comprou o Visa Travel Money do Bando do Brasil e eu comprei um Mastercard Cash Passport do Citibank. Foi nossa sorte não ter só o Visa do BB (cuja taxa de câmbio foi melhor) porque na Turquia (Istambul) quando fomos sacar no caixa automático o cartão foi engolido em três bancos diferentes (dois deles na “lista” do site, o terceiro claramente identificado como aceitando Visa nos caixas), nossa sorte foi que os bancos estavam abertos e tiveram a boa vontade de abrir as máquinas, apesar de em um deles, quando tiveram dificuldade de achar o cartão na máquina, terem duvidado da gente, mas terminou bem. Desta forma passamos a fazer os pagamentos com o Visa e sacar nos caixas com o Mastercard. O cartão não foi aceito para pagamento em um cruzeiro na Grécia mas nos demais locais foi aceito. Curioso que, depois de voltarmos para o Rio, tentamos gastar os últimos 10 euros do Visa no supermercado mas não foi aceito. Visa Travel Money do BB nunca mais. O mais impressionante disso tudo é que o Banco do Brasil não dá a menor bola para as centenas de reclamações existentes na internet.

Ricardo
RicardoPermalinkResponder

Em fevereiro, quando li os comentários fiquei apreensivo, mas mesmo assim, arrisquei e adquiri o VTM do Banco do Brasil e não tive nenhum problema. Utilizei em Lisboa, Coimbra, Aveiro e Porto.
A única recomendação que me deram no BB de Lisboa, foi que sacasse apenas nos terminais mais novos do Multibanco, para que não corresse o risco de a máquina engolir o cartão.

Ana
AnaPermalinkResponder

Boa Noite. Estou qUerendo fazer o VTM numa agencia ( Lygitrur ) no Leblon - RJ. Ja ouviram falar? Sera que e seguro?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! O importante é saber qual é o banco/corretora que emite.

Mariana
MarianaPermalinkResponder

Sou a Mariana, do primeiro comentário là em cima. Só queria aclarar algumas coisinhas lendo os comentários de outras pessoas. Se você viaja a grandes cidades, como Madri e Barcelona provavelmente não terá problemas para pagar nas lojas, mas não existe a segurança que eles vendem porque na maioria das vezes não te pedem o pin. Ou seja, se for roubado ou perder o cartão qualquer pessoa pode usá-lo, diferente do que se vende. Em cidades de médio porte, esqueça usá-lo ou então faça o papelão de "educar" como me aconselhou o funcionário do Bb, o comércio cada vez que tentasse usar o cartão. Para saques na Espanha, é uma loteria. Pode funcionar, a máquina pode não permitir o saque mas devolver o cartão ou simplesmente ficar com ele. Nesse caso, você terá que esperar 21 dias para eles mandarem um novo e provavelmente parte da sua viagem e humor ficará comprometido. Não vale a pena mesmo, nem pelo bom cambio. Já morei em 6 países, viajei meio mundo e digo de carteirinh que é muito mais fácil, barato e até seguro viajar com qualquer outro tipo de cartão (crédito e débito) e dinheiro vivo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Cancelar