Viagens no inverno: qual é a sua estratégia para não passar frio?

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Como não passar frio

Turistar no frio é uma ciência. Tão importante quanto não perder as principais atrações é manter-se aquecido. Assim que bate o primeiro vento, descobrimos que é impossível ficar muito tempo ao ar livre. Precisamos nos refugiar periodicamente em cafés, lojas, museus (ou mesmo em meios de transporte) para acumular novamente um mínimo de calor -- que se esvairá meia hora depois de voltarmos à rua.

Todos os que já zanzaram pela Europa ou norte dos Estados Unidos no inverno vão concordar em dois pontos: é preciso ter sapatos impermeáveis e estar com as extremidades protegidas; luvas e gorro são tão fundamentais quanto um bom casaco.

Mas não basta apenas estar protegido contra o frio extremo. É preciso também estar preparado para a temperatura dos ambientes fechados, que são aquecidos. A temperatura desses lugares pode variar muito: vai do agradabilíssimo inverno-no-Rio-de-Janeiro (17ºC) a socorro!-estou-em-Manaus (sensação térmica de 40ºC embaixo da sua segunda pele).

O ponto mais delicado da estratégia de como se vestir no frio é encontrar a fórmula mais confortável (e prática) para administrar essa diferença de temperatura. Eu já encontrei a minha fórmula, mas sei que cada corpo tem um termostato diferente. E tem também a questão look-do-dia, que não me afeta mas desempenha um papel importante na mala das meninas.

Então vou pinçar alguns pontos de discussão, dar a minha a opinião -- e esperar a sua, na caixa de comentários. Combinado?

Roupa de baixo de malha x Segunda pele

Segunda pele é uma roupa de baixo térmica, bastante recomendada por comentaristas do sexo feminino. Eu nunca usei, mas sei que não agüentaria. Para mim, uma camiseta de manga comprida de algodão, bem justa, já serve para otimizar o aquecimento de um suéter de lã, sem me fazer suar em ambientes fechados. Já usei ceroulas, mas acho desconfortáveis. Uso jeans e não me importo de passar um pouco de frio nas pernas (que acaba passando depois que caminho em modo acelerado).

Efeito cebola x Casaco pesado + suéter

Rodo bastante por aí, e vejo que "vestir-se em camadas" continua sendo a recomendação mais comum. Para mim, não serve. Eu não consigo ficar em ambiente aquecido com mais do que camiseta justa e suéter de lã. Sempre enfrentei o frio com um casacão pesado e pouca roupa por baixo; ao entrar num restaurante, só é preciso pendurar o casacão (e ao passear por uma loja, abrir os botões já funciona). Na última viagem, aderi a esses horrorosos casacos que deixam a gente com cara de bonequinho da Michelin ("down jacket" em inglês, "doudoune" em francês, "piumino" em italiano, "Daune Jacke" em alemão, "plumífero" em espanhol, "casaco de penas" ou "blusão" em português de Portugal). O que têm de feios, têm de práticos: você se veste para o outono, se fecha dentro daquele edredon plastificado, e o frio ficará do lado de fora.

Levar sapato social ou não?

Eu não tenho a menor preocupação (ou experiência) nesse tópico, então adoraria ouvir o que as nossas trips têm a ensinar. Como vocês fazem quando saem arrumadas no frio? Onde Carrie Bradshaw compraria botas impermeáveis? Ou o inverno é pra desencanar da sua Imelda interior?

Comprar casaco e acessórios aqui ou lá?

Eu iria com o casaco mais pesado que tivesse (mesmo que não fosse tão pesado assim) e no primeiro dia passaria numa loja de departamentos para comprar o casaco definitivo. Acessórios podem ser comprados por aqui mesmo, em lojas como a Decathlon.  Mas se você tem uma sugestão melhor, por favor, compartilhe!

Conte a sua estratégia! Obrigadinho mrgreen

Leia mais:

101 comentários

Paula*
Paula*PermalinkResponder

Riq esse post veio na hora certa pra mim!
Muito amor pelo VNV ?! E já estou de olho no q os trips vão recomendar!

Eau de Cologne

Acho que o meu termostato é bem parecido com o do Ricardo Freire. Vou na linha casaco pesado + suéter. A suadeira dos lugares fechados só me permite um pulover fino com camiseta de malha por baixo.

Nas lãs aposto muito no merino, gosto demais, inclusive para meias. Meia de algodão geralmente faz meu pé suar e aí é pior. Cashmere pode ser quente demais nos ambientes aquecidos a todo vapor.

Luvas eu gosto de couro forradas com algum pelinho. Sempre uso cachecol tb, acho lindo e chique.

Botas ainda não acertei. Comprei uma da Sorel supostamente impermeável e quase congelei na neve e frio do Cerro Catedral. Meu pé saiu molhadinho.

Alguém tem uma marca boa e estilosa de botinha curta/calçado para recomendar? Se fosse sapato melhor ainda, bota pesa na mala e no pé.

Isa
IsaPermalinkResponder

Oi Ricardo,
Muito boas as tuas dicas. É realmente muito difícil para nós brasileiros conseguir se vestir no inverno rigoroso. Eu moro na Itália e sei o quanto a gente é totalmente despreparado pra encarar esse frio com as nossas roupas aí do Brasil. Acho que o ideal é investir em uma boa blusa de lã..mas de lã de verdade, a blusa de algodão por baixo e a tal da down jacket (piumino, item indispensável. Acho boa tua dica de trazer algo no Brasil, mas comprar o casaco definitivo aqui. Os materiais são mais adequados. Gorro, cachecol e luvas rigorosamente de lã. Quanto ao sapato elegante no frio,nunca entendi como a Carrie andava pelas ruas frias de NY de scarpin e sandálias. Acho que é coisa de novela mesmo. Eu uso é botas mesmo e dependendo do frio aquelas com pelo dentro.Hehe. Se os leitores quiserem dicas sobre a Itália, convido a visitar nosso blog: www.grazieateblog.com Abraço

henrique m
henrique mPermalinkResponder

pra mim, segunda pele (ceroulas + uma blusa termal de algodão) são bons em temperaturas abaixo de -10 graus. de resto, jeans, um suéter de lâ + cachecol, gorro e um bom casaco reforçado com proteção contra vento/chuva seguram a onda.

Eau de Cologne

Aliás, meu marido alemão tb é um fervoroso seguidor do culto ao merino, mais friolento do que eu, usa baselayer de merino (camisa e cuecão) direto, até no inverno de SP.

Homero
HomeroPermalinkResponder

Ricardo, roupas de algodão ficam frouxas com os movimentos e perdem a função de isolamento. Uma roupa térmica por baixo um roupa de algodão e um casaco são fundamentais. Para temperaturas amenas de até 15/16 graus sua indumentária serve. Menos que isso tem que usar camadas.

Camila Torres
Camila TorresPermalinkResponder

Eu cheguei em NY com as roupas que usei na Patagônia e passei frio (!).
Aí corri pra Uniqlo, uma marca japonesa com lojas em NY. Eles têm umas segunda peles super high tech, que seguram o calor do corpo. São super eficientes e baratas, uns 10 dólares cada peça.
A tecnologia também está nos cachecóis, gorros e luvas. Meu cachecol de lá já está todo detonado mas não troco por nada !
Lá também tem os casacos Michelin que o Riq falou. São bem feiosos realmente. smile
Sobre elegância, deixo totalmente de lado, preguiça pura... Uso minhas botas de trekking, não cansam os pés e são bem quentinhas.

karine
karinePermalinkResponder

Comprei uma down jacket da uniqlo e adorei! É leve, protege bem contra o vento e usei de duas formas: com um casaco de fleece por dentro e a down jacket por dentro de uma capa de chuva. Funcionou bem. Não acho esses casacos feios e gosto dos coloridos. (também tenho um cachecol ótimo de lá)
Acho que se vai andar um pouco mais na rua uma ceroula/thermals é essencial, pernas aquecidas go a long way.
Gosto das meias esportivas para inverno (esqui, trekking), o pé sua mas não fica molhado e são fáceis de lavar.
Acho que a bota tem que ser com solado de borracha, além de isolar o frio do chão é boa para evitar escorregões no gelo.

val
valPermalinkResponder

mais uma adepta da Uniqlo.

Liliana
LilianaPermalinkResponder

Não gosto dos casacos fofinhos mas a verdade é que eles são os que mais esquentam, geralmente tem capuz e pesam pouco. E no quesito down jacket não existe nenhum outro tão prático quanto os da Uniqlo. Não são bonitos, mas para viajar no frio não tem melhor! Super leves, ficam bem pequenos e esquentam mesmo. Assino embaixo do pessoal! Minha estratégia é levar um casaco desse térmico, bota e meia térmica ao invés de bota de neve ou alguma bota de pelo que geralmente é mais esportiva e não dá para sair. Assim levo uma bota só. Os homens conseguem comprar bota com pêlo dentro com cara de sapato, ou sapatos mais arrumadinhos com pêlo! Adoro chapéu, mas para quem não gosta, a melhor solução é um casaco com capuz. Detesto o cebolão portanto uso uma blusa, um casaqueto fininho de lã e o casaco. Segunda pele jamais e blusa comprida jamais pois tenho agonia, entao acho que o casaquinho fino por cima da blusa me permite tirar se o aquecedor estiver forte(o que 90% das vezes acontece). A propósito, detesto frio e minha estratégia número um é fugir dele! Bom mesmo seria ter um verão eterno, como no Brasil!

Cyntia Campos
Cyntia CamposPermalinkResponder

Riq, o pior de viajar no inverno é que não tem mágica que me ajude a fazer uma mala levinha, do jeito que eu gosto. Mas já simplifiquei um bocado o guarda roupa: malha térmica (calça e blusa) só pra quando o bicho pegar pra valer (como você, também não aguento muito o calor delas em ambientes fechados), um casaco pesadão, até o joelho, uma jaqueta tipo corta vento de neoprene, com forro interno de fleece, que eu uso praticamente o tempo todo (só cobre até o quadril, mas eu ando muito e isso realmente esquenta as pernas), dois suéteres de lã, luvas. Tudo preto, naturalmente, pra não ficar sofrendo com combinação de cores. A mudança do visual fica por conta de vários cachecóis. Levo uma bota de trecking bem amaciada, para bater pernas, e uma bota de couro preto, salto baixo, para "ocasiões".
Abs,
Cyntia

Cyntia Campos
Cyntia CamposPermalinkResponder

~Trekking~, é claro smile

Marcie
MarciePermalinkResponder

Como eu adoro frio, e não sofro por ele, para mim é suficiente uma camisa e um colete de cashmere e, claro, o tal casaco Michelin. Feio, mas poderoso. Mas para que eu consiga colocar o casaco Michelin a temperatura já tem que ter batido nos - 10! Idem para luvas e gorros/chapéu.

Como a Camila falou, a Uniqlo tem roupas térmicas sensacionais, e a preços excelentes.

Natalia Itabayana

Palmilhas de lã de carneiro são essenciais, foi dica de quem é da montanha aqui, e disse que o francês da planicie não sabe se vestir pro frio. Outra dica que essa pessoa me deu: coletes. Pode ser de doudoune ou polar, e um casaco não muito grande por cima, o que facilitar em termos de volume na bagagem. Não sou fã de doudones, tenho uma e escondo por baixo de um casaco arrumado. Timberland e Salomon tem excelentes botas impermeaveis e antiderrapantes, que é um detalhe importante a ser verificado, pois temperaturas baixas significam gelo no chão, e o risco de escorregar é grande. Quando somos turistas na terra dos ursos polares, vale deixar um pouco da estética de lado e prezar pela praticidade e funcionalidade das roupas e sapatos, melhor uma botinha pesadinha na foto do que um gesso e muletas!
Quem não é fã de gorro, tem os protetores de orelhas, que são a parte da cabeça mais sensivel ao frio. Na hora do banho, vale usar um oleo corporal ou um hidratante que contenha lipidios, ele serve de camada de proteção ao frio e protege dos estragos das baixas temperaturas. Protetor labial e lenços de papel são itens de bolso indispensaveis, assim como creme pras mãos. Um bom vinho quente também ajuda a espantar a friaca smile

Edivaldo Ferreira

Eu e minha mulher só viajamos no inverno, por necessidade e por que achamos que andando é que se conhece as cidades. No verão não há como andar com mais de 30° principalmente no Sul da Europa. Acho que o método do Ricardo, de um bom casaco e um camiseta por baixo é a melhor opção. A segunda pele e ceroulas são extremamente desconfortáveis, só servem para frios extremos de muitos graus abaixo de zero. O fundamental: calçados impermeáveis, meias especiais que não deixam os pés úmidos, luvas, cachecol, gorro, protetor de orelhas e muitos cafés, chocolates e taças de vinho.

karla
karlaPermalinkResponder

Eu tbm sou adepta ao casacao. Um só já basta. Quando precisei fazer minha primeira viagem de inverno comprei os itens todos na decathon de SP. Honestamente nao achei tao mais caro que aqui e os precos, na ocasiao estavam equivalentes.

warley
warleyPermalinkResponder

Eu sou advogado e preciso ir a reuniões na Europa de terno e sapato. Sofro bastante, não por causa da roupa porque segunda pele e blazer pesado dão conta do recado, mas por causa dos sapatos. Uma dica é ter sapatos com solado de borracha porque é mais quente e menos escorregadio. Meias grossas não funcionam porque o sapato é mais justo do que botas. Infelizmente ainda não inventaram sapatos sociais mais quentes...

Natalia Itabayana

Warley, procure em lojas de calçados na Europa as palminhas de lã de carneiro. Realmente a melhor compra que fiz, até os All Stars estão dando conta do recado nas temperaturas baixas daqui. Vai ser uma boa solução no seu caso.

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalinkResponder

Sigo a receita do ”down jacket” + uma blusa fina. Quanto à jaqueta, recomendo investir numa boa. Mesmo no exterior, paga-se um valor alto, mas na hora do aperto elas salvam a pele.
Além disso são extremamente leves, não amassam e cabem fácil até mesmo na bagagem de bordo.
Invista numa boa. Não compre qualquer uma não para não se arrepender.
Outra dica que sigo é usar tênis impermeável. Podem não ser tão bonitos quanto os demais calçados, mas a proteção ao frio/chuva tem seu preço...
Sempre usei os da Timberland, mas recentemente achei um muito bom da Columbia. Parece até um "sapatênis".

Dani Bispo
Dani BispoPermalinkResponder

Sou como você, não aguento muitas roupas por baixo.
Minha Tip sobre botas, são as botas da UGG. Não são as mais lindas mas são as mais confortável e que mais esquentam. As meninas podem ter certeza que, quando estiverem com o peso do casaco, da bolsa, da bota tudo o que mais você vai querer é conforto.
Tem várias outras dicas lá no blog
http://www.comerecocaresocomecar.com.br/2012/01/como-se-vestir-no-inverno-europeu.html
http://www.comerecocaresocomecar.com.br/2013/11/como-se-vestir-no-inverno-europeu-parte.html
bjs
Dani Bispo

Rafael
RafaelPermalinkResponder

Pessoal do VnV, meio off-topic mas não encontrei um canal de comunicação direta com vocês:

Há pouco mais de um ano, a China permite 3 dias de "passeio" sem exigência de visto nas cidades de Beijing e Shanghai para quem tem voos que façam escalas nestas cidades.
Pois recebi uma newsletter informando que este "presentinho" agora vale para mais três cidades: Guangzhou, Chengdu e Chongqing.

Olhem aí: http://www.travelchinaguide.com/webzine/201312/

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Obrigada, Rafael!

Cris
CrisPermalinkResponder

Eu prefiro o frio do que o calor. É claro que o frio excessivo pode prejudicar um passeio, como me aconteceu em Viena e em Berlim em fevereiro passado, a ponto de sentir o vento gelado nos ossos, mas para o meu termostato interno isso é menos dantesco do que um calor acima de 35ºC, quando eu me sinto totalmente molenga, desanimada e passando mal, hehe, como me aconteceu em Roma quando inclusive já era início de outono!

Minha estratégia é: segunda pele térmica (eu comprei da Uniqlo) + blusa + casaco de pena de ganso (or whatever) + bota com solado de borracha e com goretex + luva de couro + gorrinho para aquecer a orelha. Uso duas meias: uma fina de algodão e outra mais grossa de lã de alpaca. Também uso uma legging de fleece embaixo da calça jeans

Quando isso não dá conta, eu entro em um Starbucks ou qualquer outro café/bar e peço um chá ou chocolate quente (café não me adianta nada) e volto para a rua depois do aquecimento.

Não gosto da estratégia "cebola": quando você entra nos museus, restaurantes, etc, morre de calor lá dentro com a calefação. melhor só tirar o casaco mesmo.

Evitar lugares muito abertos e com concentração de vento (tipo: Portal de Brandemburgo, quase congelei lá)

OBS: Meus casacos de penas de ganso eu comprei na Zara, mas não nas do Brasil. De qualquer forma, tem uns que são mais leves, e esse não esquentam muito (tem menor concentração de penas no forro).

Eu também comprei aquelas jaquetinhas "light" de penas da Uniqlo, mas aquelas não esquentam nem aqui em Porto Alegre!! Como vou voltar a Londres em fevereiro de 2014, vou ver se ainda consigo achar os casacos mais pesados de pena de ganso da Uniqlo, para ver se aguenta o frio.

Abs,

Cris

Família Recomenda

Em temperaturas abaixo de -5C, calça jeans sem ceroulas é para os bravos e destemidos! A pele fica toda rachada e vermelha. A dica é usar calça de veludo (para os homens), e meia-calça fio 40 ou 60 para as mulheres por baixo da roupa. Se for sair de saia, use duas meias-calças grossas (uma de lã por baixo e uma de nylon por cima) e ande de táxi para não precisar ficar no frio por muito tempo.

A Uniqlo é muito boa mesmo, mas se for frio de verdade (abaixo de -10 ou -15), precisa de algo mais robusto. North Face tem uns casacos que não parecem de esqui, bons pra bater perna no frio. Se a ocasião exigir mais elegância, não tem jeito, precisa comprar um casaco de lã verdadeira, de preferência que cubra as coxas.

Quanto ao quesito sapatos, se elegância não for fundamental, as botas Ugg (ou da canadense Roots) com pelo por dentro, são muito boas. Se precisar de algo mais elegante, a Geox vende botas de couro bem ajeitadinhas e 100% impermeáveis. Aliás, eles têm uma linha de sapatos impermeáveis que é excelente, e, apesar de um pouco caros, valem cada centavo.

Se a pessoa precisa viajar com frequência e usar sapato social, como o leitor Warley aí em cima, sugiro comprar um sapato um número maior e usar meias de caminhada, próprias para o frio e que podem ser encontradas na cor preta. Em lojas de esqui e montanhismo vende (inclusive no Brasil).

Nivia
NiviaPermalinkResponder

Sempre usei a forma cebola de se vestir no inverno. Furada total, principalmente em locais acostumados com o frio e que, por isso, tem excelente calefação nos ambientes fechados. No último inverno peguei muita neve e testei uma segunda pele da Nord ou Solo. São excelentes, porque se adaptam à temperatura do corpo. Assim, nada de calor em ambientes com calefação e temperatura do corpo mantida no frio.
Só precisei levar dois conjuntos de blusa e calça e bastava jogar o casaco por cima e uma calça jeans e nada mais! A mala diminuiu consideravelmente, basicamente só com acessórios. Fiquei apaixonada!
A bota realmente deve ser com solado de borracha, e, sendo preta, dá para usar durante o dia e à noite. Vou testar em um frio ainda mais rigoroso, vamos ver se esta segunda pele aguenta! wink

Letícia Assreuy

Para mim a vestimenta em poucas camadas é o que melhor funciona.
Sempre uso um jogo completo de thermal por baixo. O que eu mais gosto comprei na Patagonia (a loja, não a região, rs).
Por cima do thermal vai uma T-shirt ou uma camiseta de manga longa, dependendo do frio, um suéter mais grossinho por cima, e por fim um casaco bem encorpado. Gosto dos da Uniqlo, claro que não são assim lindos, mas são eficientes. Calça jeans, quase sempre. Às vezes consigo usar uma legging mais grossa. Nos pés sempre uso bota, com meias de lã ou algum outro material mais quente. De acessórios: gorrinho (ou protetor de orelha), luvas e um cachecol bem quentinho (lâ, cashmere, etc...).

Fatima Galvâo

Olá, Boia e Ricardo. Estive, agora, em Shanghai. No final do mês de novembro, esfriou bastante. Já tinha uma blusa térmica. E, lá, na Decathlon, comprei um casaco "três em um", que você pode usar só o impermeável, ou o impermeável com o casaco interno, ou só este casaco. Mesmo assim, como sou friorenta, dependendo do frio do dia, usava, também, a blusa térmica. Quanto ao sapato e calça, sempre uso um tênis impermeável da Timberland e, por baixo, meia calça de algodão grossa, que já faz, também, o papel de meia.

Joao Lucena
Joao LucenaPermalinkResponder

Eu moro em Nova York a muitos anos e confesso que para mim não têm saída para o frio. Sou de Fortaleza e cada ano que chega o inverno, já começo a sentir frio só em pensar. Mas esse frio só mesmo afetante quando você pensa nele. O fato é frio você elimina com roupas e sapatos adequados e confortáveis, além de um gorro(principalmente os carecas kkk), e boas luvas.
Por se falar em frio, hoje começou a nevar em NYC e à noite a temperatura deve estar bem abaixo de zero.
Traga o seu melhor casaco ou passe muito frio até chegar àquela loja da quinta avenida, depois de desembarcar.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Eu tive essa experiência ano passado e segui a dica de comprar o casaco no local, é completamente diferente dos daqui. Sobre sapatos, embora eu não use tênis, achei um bom tênis de trilha impermeável a melhor solução depois que quase congelei os pés.
E sobre as roupas térmicas, para as meninas friorentas como eu é necessário sim. Adoro porque é leve, com uma dela embaixo, uma blusa fina em cima e o casacão dá pra passar bem.
E o resto que a mulherada ama: cachecol, gorro e luvas, dá para varias e fica lindo!

Mary
MaryPermalinkResponder

Não consigo usar meias logo a melhor opção UGG boots ou equivalentes. Resultado; não é um suprassumo de elegância mas você fica aquecida e pode caminhar horas

Andréia
AndréiaPermalinkResponder

Cara, quando fui à Patagônia achei que ia voltar no primeiro voo, tamanho o frio que encontramos lá. Por sorte não era inverno e encontramos a temperatura de 8ºC (sensação térmica de uns 2 ou 3ºC), mas como a sorte de Goiano não é tanta assim, extraviaram minha mala, que só recebi dia seguinte, vestida com 3 camisetas do marido, um legging, uma calça jeans dele, e as roupas com as quais viajei dia anterior: uma jaqueta chilena de pêlo de lhama, gorro e um par de luvas. Morri... ou quase!

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Eu uso qq camisetinha que uso no Brasil de manga longa por baixo (nada de 2a pele, essas coisas me pinicam!), uma malha de lã (dessas q vc acha aos montes em Monte Sião, Socorro, Serra Negra e afins) e um casacão. Na parte de baixo, legging por baixo do jeans - aqui não pode ser aquele jeans super apertado, tem que ta larguinho senão vc morre apertada! rs Não suporto meia-calça pq me pinica! 2 meias, 1 fininha e 1 + grossa, mas nenhuma especial pra frio, são todas q eu uso no dia-a-dia no Brasil. Acessórios: luva, gorro, cachecol - esses que vendem por aqui são + pra enfeite! Os bons que eu tenho são comprados em São Francisco, Munique, etc mas não lembro a loja.

O difícil é sapato! Ano passado comprei um tênis de couro - feio - mas por 10 dólares tá valendo hehehe. Resolve pra andar nas cidades. Tenho uma bota de neve bege (pavorosa rs) que comprei qnd fui no inverno pros EUA qnd era criança e continuo usando de vez em qnd. Ainda bem que continuo calçando o msm número. O meu casacão anterior era comprado no Brasil msm, numa promoção de uma loja chique em Campinas e aguentou -25 tranquilamente na Suécia. Ele não me serve mais, ano passado comprei um desses de pena de ganso em NY, numa promoção da Macy´s no dia que cheguei - pra garantir levei o outro pequeno msm pro 1o dia rs. Cheguei a levar uma bota de salto dessas q se usa pra sair por aqui no inverno e tirando o sacrifício pra colocar 2 meias deu certo, mas só pq era em cidade (aliás quem vai se arrumar pra sair no meio do mato?) e aí era pouco tempo que ia ficar ao ar livre, tipo indo e voltando do restaurante.

Me vestindo assim, aguentei inverno em NY de 0 a 10 graus, inverno em Portugal e Espanha de 5 a 15, inverno nos EUA (era criança - nem lembro direito), inverno na Alemanha (-10 a 5) e inverno na Suécia (-25 a 5), mas concordo com o Riq q cada um tem o seu termostato, não adianta seguir aquela "dica maravilhosa" da sua amiga, pode ser que não funcione pra vc! Tem que ir testando msm e vendo o q funciona ou não.

PS: saia com meia-calça é algo que acho lindo mas não uso de jeito nenhum!!! Não esquenta por + grossa q a meia-calça seja (não corta todo o vento como a calça jeans corta) e pinica!

Tania Janin
Tania JaninPermalinkResponder

Segunda pele da Uniglo de alcinha ou de manga comprida, casaco forrado de pele variando com um da Noth face. Casaco pra aguentar frio intenso e vento tem que ter com algum tipo de fechamento nos punhos tipo sanfona pra nao deixar entrar o vento que piora qualquer temperatura baixa. Botas também forradas com pele e solado de borracha anti derrapante que comprei numa longinha despretensiosa no Marais que e espetacular. Meia calca sem ser de nylon, porque estas assam e cortam por conta do atrito e meia curta por cima. Para dar o tom de elegância, se e que e possível, carrego e vou comprando por onde passo luvas, cachecol e boinas coloridas e charmosas que vao sendo trocadas harmonicamente pra poder sair bem na foto, rsrs Protetor labial, hidratante para o corpo e rosto, porque a pele fica parecendo craquele em porcelana de quinta categoria. Protetor solar Bush e pó compacto, um mínimo de maquiagem que ajuda a proteger a pele e diminui a fisionomia de desespero por conta do frio! Para a noite quando quero mais glamour um bota com salto alto anabela, mas tb forrada e antiderrapante, da uma melhorada no visual.

Tania Janin
Tania JaninPermalinkResponder

Esqueci de falar da bolsa grande de pendurar no ombro ou mochila para quando for necessário fazer a desconstrucao da montagem e ir guardando para continuar com as mãos livres.

Naila Soares
Naila SoaresPermalinkResponder

Gente:

qual a melhor marca? Noth Face ou Uniqlo? Pretendo comprar um casaco tipo Michelin e agora, lendo os comentários, fiquei na dúvida..

Bjs

Maíra
MaíraPermalinkResponder

Qual é melhor não sei, mas a uniqlo é beemm mais barata!

Luciana
LucianaPermalinkResponder

Oi pessoal, faz tempo que não escrevo. Eu gosto de viajar sempre, inclusive no inverno. Este ano estou indo novamente para o frio. Vai ficar repetitivo, mas reforçar pode dar mais segurança para quem vai pela primeira vez.

Eu não viajo para o frio sem o kit cachecol - gorro - luva - segunda pele - ceroula ou algo parecido para as pernas. Já deixo um cachecol, um par de luvas e um gorro na mala de mão para usar entre o aeroporto e o hotel. Afinal normalmente saimos daqui no verão, não tem como ir com as segundas peles e etc.

Gosto muito daquele protetor de orelhas, quando não tem neve e chuva acho mais prático do que um gorro. Por esta razão gosto quando a jaqueta tem capuz, é só puxar.

UNICLO - super descoberta. Levo duas blusinhas térmicas e duas calças do mesmo tecido/tecnologia. Vou lavando no hotel. Não cutucam, secam rápido, uma delícia. Gosto mais das com decote V, pois já tem o cachecol e é menos uma coisa no pescoço.

DECATHLON - tem este tipo de roupa o ano inteiro. Tenho dois fleeces e uma "bota tipo tênis" impermeável ótima. Esqueci o nome dela, mas é da Quechua mesmo ( marca própria da Decathlon), impermeável, antiderrapente e térmica. Lá também tem meias ótimas para caminhada, que comprimem e deixam os pés bem firmes. Só uso em viagem, no final do dia os pés agradecem smile

CASACOS - levo um de lã preto até o joelho e duas jaquetas. Uma de pluma para dias mega frios e uma 3 em 1 para dias que variam. Aquelas que tem um impermeável por cima de uma de fleece. A minha destas tem capuz.

Tudo combinando entre si e muitos cachecois para variar. Gosto de deixar a mala o mais leve possível.

Também levo um par de tênis e um de havaianas ( para o hotel)

Cristina
CristinaPermalinkResponder

A noite, eu uso meia calca de lã com saia de lã ou tecido mais grosso e jogo o casacao por cima. Foi assim que fui pedida em casamento inclusive. Nas fotos é sempre o mesmo casaco e a mesma saia, há pelo menos 4 anos rsrs. Dica para blusa - manga curta, pois fica muito quente quando você está dentro de algum lugar por causa da meia de lã. Um sueter por cima e a "cebola" sendo descascada.

Embaixo da calça jeans, para o dia, meia-calça normal - aquela que tá furada e você não vai mostrar mais - e um casaco impermeável mais maleável que o casacão para andar bastante.

Sapato - bota normal ou tênis. Neve só peguei 1 vez e nem estava preparada.

Marcia Kawabe
Marcia KawabePermalinkResponder

Eu estou me preparando mais uma vez pra sentir frio no hemisfério norte, e dessa vez resolvi inve$tir em roupas térmicas da North Face e da Columbia. Comprei uma calça e uma blusa de manga longa com aquele "prateado" por dentro e um par de meias também, e estou confiante que só com uma malha leve por cima, mais um casaco vá dar conta do frio que eu acredito que vou pegar. Tenho uma bota de Timberland há vários anos, e comprei uma palmilha forrada com pelo de ovelha pra usar com ela. E de resto, cachecol, luvas e uma boina quentinha. Mas só vou poder dizer se funcionou mesmo, quando voltar smile

Marcelo
MarceloPermalinkResponder

Eu sou do time das camadas. Geralmente nem uso a segunda pele, mas não abro mão do fleece + anorak.

Para as pernas, vale o mesmo. Mas concordo com o Ricardo, o jeans fica na boa pra mim.

Já encarei friaca de -15 com o esquema de camadas (COM segunda pele) e foi tranquilo.

Como eu não despacho bagagem, evito coisas pesadas e/ou volumosas -- portanto meu casaco (fleece + anorak) é de material sintético e relativamente leve. Nunca senti frio com ele no corpo.

Encontra-se material de qualidade facilmente na Decathlon e lojas similares aqui. Mas geralmente são bem mais baratos no exterior.

Sobre marcas, é bom checar. Mesmo as renomadas (North Face, Columbia) há anos já lançaram a "linha shopping" -- aquela para a turma que quer apenas desfilar com a marca estampada no corpo. É importante saber se o que vc está comprando é para desfilar ou realmente para se aquecer. Geralmente o preço já demonstra o que é. Ou ainda um bom vendedor pode confirmar.

Damares
DamaresPermalinkResponder

Riq, suas dicas são sempre ótimas, mas olha que o famoso edredon piumino) funciona viu! rsrsrsrs. Claro, não deixa a gente bonita e muito menos elegante, mas eu coloco por baixo apenas uma blusa colada de algodão e uma malha mais pesada, e por fim o piumino, e esquenta legal. A roupa térmica por baixo de tudo é o ideal quando a temperatura vai pra baixo de 0, agora sairam umas "meias calças térmicas" ótimas aqui na Itália, é só entrar numa loja "Golden Point" e comprar, custa € 9,99, pra mim está funcionando bem, que sofro muito de firo nas pernas.
Fiz um post de como se vestir para enfrentar o frio no exterior bem bacaninha: http://www.keviagem.com/2012/12/como-se-vestir-para-enfrentar-o-inverno-no-exterior/

Karina
KarinaPermalinkResponder

As meias calças forradas de fleece sao uma santa ajuda tambem e sao baratas. Eu costumo usar por baixo de jeans, acho mais confortavel que as ceroulas termicas, essas eu prefiro usar com leggings, ou com saia e vestido, elas aquecem bem mesmo. Claro, desde que o sapato seja apropriado para o inverno e de preferencia com a plamilha de la.
Luvas eu ja aboli, acho um saco mesmo aquelas proprias para smartphone, eu prefiro a mao no bolso, nunca compro casaco sem bolso.
Eu tenho um corta vento da North Face super levinho que ajuda muito tambem, uso com um fleece por baixo e encaro a neve super bem com ele. A noite quando a temperatura cai muito eu boto a down jacket por cima e pronto.

Nati S.
Nati S.PermalinkResponder

Tirando a doudoune concordo com tudo, mas só por um questão estética: acho bem feio e quando visto fico me achando a abominável monstra das neves haha. Pra mim o que rola aqui na Suíça é isso(de fora pra dentro haha):

Casacão de lã por cima (desses lã com poliester, seeeeempre tem que olhar a etiqueta pra ver a composição! quanto mais lã melhor - e mais caro...). Comprei aqui, e mesmo tendo sido na inflacionada suíça, acho que não vale a pena comprar no Brasil, a não ser que seja um casaco mais esportivo (das Decathlon da vida), mas não acho legal ficar andando com casaco de ski pela cidade haha.
+ Blusão/suéter de lã
+ Camiseta ou camisa de manga comprida em baixo. (acho segunda pele um erro).

Calça jeans ou de lã ou legging
+ meia-calça por baixo (se tá menos de uns 5 graus). Daí vem a questão... as vezes num ambiente muito quente (bar, balada) a meia-calça incomoda. Daí tem que decidir se assa no lugar e fica ok na rua ou se passa frio na rua e fica tranquila dentro. E se for usar saia também, vista-se com uma meia-calça de fio grosso (e coragem haha) e corre pro abraço gelado!

Cachecol: sempre!!! Agora que tá mais frio eu só consigo usar de lã...
Gorro: idem. a gente perde muito calor pela cabeça, tem que usar quando o bicho pega.

Luva: uso só quando tenho que carregar sacolas, senão ela mora quentinha no bolso do casaco.

Sapatos: aprendi na marra que tem que ser impermeável e de preferência forrado de pele. Quanto mais grossa a sola, melhor, pra separar o pé do chão frio/molhado/nevado/congelado. Nada pior que pé gelado!!! Existem sim sapatos de inverno mais bonitinhos, mas são caros. Nesse meio tempo, existem uns sprays impermeabilizantes que quebram super o galho!

Marcio Antonio

Eu sou extremamente calorento, então não preciso me encapotar tanto no frio. Da última vez que estive em Londres, comprei não o casaco, mas o colete tipo "boneco da Michelin" (se não me engano o nome técnico disso é "gilet") da Uniqlo, um pra mim e um pra minha esposa (que, ao contrário de mim, é friorenta). Serviu bem nos dias mais frios aqui de Curitiba.

Quanto ao calçado, tenho um par de sapatos pra neve que ganhei quando fui voluntário nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2006. Ainda quebra um tremendo galho. De resto, cachecol, luvas (também dos Jogos Olímpicos), só quando necessário. Calça, só a jeans me basta, não me incomodo tanto com frio nas pernas.

Mas não tenho muito o hábito de viajar no frio. Tirando a Olimpíada, acho que o máximo foi El Calafate em abril de 2011, mas nem achei tanto frio assim. No entanto, morando em Curitiba, a gente nunca sabe quando vai dar algo como 1, 2 graus no inverno.

Márcia Sacramento

Olá galerinha!
Já tive a oportunidade de morar fora do Brasil 2 vezes e minhas dicas são as seguintes:
1 - Levar do Brasil somente o básico e necessário. Melhores lojas e mais baratas, são a H&M, C&A, supermercados locais. Todos oferecem bons produtos e ótimos preços! Acho indispensável jaquetas de fleece (que no Brasil alguns chamam de soft). São leves e aquecem super bem.
Sapatos emborrachados são uma ótima pedida, ou também, palmilhas térmicas (geralmente baratas e ajudam bastante). Botas de couro não aquecem e escorregam facilmente.
Na C&A na seção de lingerie gerealmente tem umas blusinhas térmicas super leves que geralmente são uma mão na roda. Há nas versões M/C como manga longa.
Echarpes e luvas são essenciais. Para aqueles dias bem frios, as melhores luvas são as de esqui. Pesadas porém eficazes.
Lã merino é super útil. São leves e aquecem bastante, mas o preço nem sempre agrada. Compro sempre blusas de acrílico, parecem lã mas aquecem mais.
Roupas 100% algodão são ótimas para ficar em contato direto com o corpo, mas não aquecem muito.
Boa viagem a todos!!

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Viajo todo ano para a Escócia à trabalho em Janeiro. O frio é de 2-3 graus durante o dia e negativo a noite. Segunda pele não dá pra usar. Acabo cozinhando quando entro em lugares fechados. Me encontrei no no estilo casacão e roupa leve por baixo. Às botas comprei por lá. As daqui deixavam a friaca passar e congelava meu pé. É importante que tenham o cano alto pois o casaco vai ate o joelho e aí fica tudo protegido. Tenho duas: uma com saltinho, para os momentos de trabalho e uma flat para o lazer pois o importante, no final, é o conforto!

Isabela Fernandes

Meu frio se concentra apenas nas mãos, então uso meia calca de lã daqui do Brasil mesmo + calca jeans na parte de baixo, e segunda pele da uniqlo + camisa de algodão + tricô também do Brasil na parte de cima e casaco de lã (da zara mesmo) por cima de tudo! Gosto de andar arrumada mesmo viajando! Nos pés vou de bota de couro mesmo. E vários lenços bonitos para variar a produção! Hahahahah
Agora o melhor de tudo é providenciar a luva touch screen para bater foto, mandar mensagem e etc, sem congelar os dedos!

Ana Gabriela
Ana GabrielaPermalinkResponder

Sou adepta de um bom casaco, daqueles que protegem até o pescoço, cachecol (que pode ser de lã ou não dependendo do frio. Abaixo de 5 graus, lã!), meias grossas e sapato de couro ou bota forrados para aquecer bem o pé. Como sou friorenta, muitas vezes acabo usando blusas e calças térmicas, mas às vezes um bom casaco, uma blusa ou cardigã de lã ou cashmere e uma camisetinha de algodão dão conta do recado sem aquele grande efeito cebola. Particularmente não gosto muito de gorro, mas dependendo de como amarre o cachecol, dá para proteger a orelha, o que é bem importante. Nas mãos, luvas de couro com forradas com cashmere.

Mirella (@mikix10)

Boas dicas Riq, o que eu sempre digo pra mulherada é não se rebelar e comprar ou colocar na mala mais que um casaco de inverno. Pra viagem tem que ser só um e que seja versátil pra sair de dia e de noite smile ... a mudança do visual deve ficar por conta dos acessórios (cachecol, luva e gorro - mas nunca levo mais que dois cachecois que combinam com a luva e o gorro).

Como você disse, as extremidades tem que estar protegidas, meu pé e minha mão são meus dois dilemas... então, além de uma bota/sapato ser impermeavel (waterproof) eu me preocupo em tb comprar as que são insulated (quentinhas). E por falar em sapato, nas minha viagens de inverno só entram 2 itens de calçados na mala: um tenis (insulated + waterproof, nunquinha aqueles tenis de corrida que tem furinhos para entrar ar, meus tenis de inverno são de hiking e essas coisas... adoro a marca merell) e uma bota sem salto preta (insulated + waterproof).

Eu também não gosto de ciroula, mas descobri que uma meia calça fio 70-100 ajuda bastante para quem sente frio na perna (ou para os dias mais frios)... acho essencial. E depois ainda recehio com uma ou duas meias bem quentinhas para garantir as caminhadas.

Se vestir em camadas é a solução, aprendi isso no Canadá. Aliás, as camadas vão aumentando dependendo da temperatura e windchill (sensação termica) que está la fora. Zero graus é uma delicia, mas começou a cair de -10 o negocio complica pra mim smile

Ah... um lencinho no bolso eu sempre levro também, pois quando está muito frio, as vezes o nariz escorre sem a gente controlar smile

Acho que é isso smile ... tinha feito um post no mikix sobre o que colocar na mala no inverno: http://www.mikix.com/viajar-no-inverno-o-quer-colocar-na-mala/

bjin

Joana
JoanaPermalinkResponder

Roupa de baixo de malha x Segunda pele

Aquelas segunda-peles mega quentes me dão muito nervoso. Não aguento. Mas as da Uniqlo têm um bom efeito de aquecimento, sem ser demais. E o tecido é gostoso.
Como eu moro no frio, não dá pra sair de roupa funcional/térmica todo dia, porque eu não posso me fantasiar de turista no meu dia a dia. Eu uso roupas normais de manga comprida e calça jeans (não suporto usar ceroulas porque eu fico com um calor absurdo dentro dos ambientes), ou uso saia e meia calça. Eu não sou de sentir muito frio nas pernas, e depois de alguns invernos já me acostumei com frio. Mas no meu primeiro ano eu sofria com as pernas geladas.

Efeito cebola x Casaco pesado + suéter

Eu estou com o Riq nessa. Não dá pra mim esse treco de mil camadas. Eu uso sempre uma blusa sem manga por baixo de uma blusa de manga comprida (que pode ser de seda, ou de algodão, mas normalmente é uma blusa direitinha), um cardigã ou suéter, e depois meu casacão. Ele é um desses de pluma, gordinho e com capuz.

Levar sapato social ou não?

Eu costumo dizer que não dá pra ficar elegante sem passar frio. Se eu tiver uma ocasião formal pra ir no inverno eu visto escarpins normais, pego um taxi em frente a minha casa e salto na porta do evento.
Se eu for passar o dia na rua eu desencano da elegância e visto minhas gordas, feias e quentíssimas botas de inverno. Eu sou fã da marca Patagônia. Mas Sorell funciona bem também.
Se eu for passar o dia entrando e saindo de lojas, botas de couro e meias Heattech da Uniqlo também funcionam.
Quando eu viajo no inverno, levo só um sapato. Normalmente as botas de neve. E se eu tiver uma ópera pra ir eu vou lá de bota feia mesmo, paciência. A não ser que eu esteja indo pra um evento específico. Aí eu faço o mesmo esquema daqui de casa e vou de sapato normal e pego um taxi.

Comprar casaco e acessórios aqui ou lá?

Eu não acho vantagem trazer casaco do Brasil. Aqui (EUA) é bem mais barato. O melhor é pegar algo com um amigo só pra aguentar os primeiros momentos, e fazer a primeira viagem direto pra Macy's (no caso de NY) ou pra Uniqlo.

No geral, não acho inverno uma boa época pra viajar. Quando eu posso escolher, fico com a primavera e o outono. Mas às vezes é a única oportunidade que a gente tem, então melhor se agasalhar e explorar do que não fazer nada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Recuperado! grin

Joana
JoanaPermalinkResponder

Bóia, acho q meu comentário foi pro limbo.. =/

Luciane
LucianePermalinkResponder

Eu sou adepta da cebola! segunda pele térmica + fleece e/ou lã de alpaca (dependendo do frio) + casaco de alpaca (tenho um que comprei na argentina que já aguentou até -25 com louvor!) ou anorak impermeável quando a friaca não é tão forte.
Nas pernas: segunda pele térmica + jeans.
Nos pés: meias térmicas + bota de neve (quando preciso) ou de trekking para os dias normais. Aquelas meias de alpaca (do Peru) sobre meias de algodão, são excelentes.
De resto protetor de orelhas (não gosto dos gorros), luva e cachecol!
Fico parecendo uma bolinha e engordo uns 10 kg nas fotos, mas nunca passei frio na vida! E sempre viajo no inverno, prefiro.
Em janeiro vou para NY e vou dar uma passada na Uniqlo, fiquei curiosa, entrei no site e vi que tem peças super bacanas com excelente preço!
Abraços!

Luciele
LucielePermalinkResponder

Meninas e o que vocês usam para sair a noite em baladas?

Greicy
GreicyPermalinkResponder

Hoje foi meu primeiro dia desta temporada em NY e, como disse outro leitor, estava nevando. Trouxe do Brasil uma jaquetona reforçada, emprestada de uma amiga, e fui direto pra Century 21. Lá vi casacos bons de marcas como Tommy Hilfiger, Calvin Klein e Columbia por preços mais em conta. Além de blusas e calças segunda pele da Jockey. Saí de lá abastecida e sem gastar muito.

Descobri que pra mim basta um bom casaco mais comprido com gorro, luvas e meu calçado Timberland, que passou pelo teste da neve: não senti frio nos pés em momento algum, eles não ficaram molhados nem derrapei no chão. Cheguei a suar, em alguns momentos, com uma camiseta de algodão de manga comprida sob uma malha de lã. A sugestão que dou é não sair pras compras com um casaco muito pesado/volumoso, pq ao entrar nos lugares quentes a gente acaba tirando e aí tem de carregar na mão, o que atrapalha pra fazer as compras.

Julio
JulioPermalinkResponder

A cebola nunca foi a melhor opção mesmo! Minha estratégia é igual a sua. Um pesadão por cima das peças light. Além do mais, não podemos esquecer que ao voltarmos do hemisfério norte, teremos que encarar o verão brasileiro.
Na verdade, não rola ir para países frios no inverno. Gosto muito de fotografar e a luz é péssima nessa época, além dos dias serem muito curtos.
Abraço

Cristina Paiva

No réveillon passado fui para Vegas e a viagem ia continuar em NY. Levei o casaco mais reforçado que tinha (comprei por 12 dólares em uma outra viagem a NY no inicio da primavera) e o resultado foi que ele não deu conta. Então primeira lição : casaco para o inverno de lá.. Só lá.Corri para a Macy's do Fashion Show Mall e comprei o meu casaco invernal.
Segunda lição(funciona para mim tá gente) : meu look do dia eu mudo com as muitas pashiminas,gorros, boinas e as vezes algum chapéu.
Terceira lição: Eu uso segunda pele e jeans porque não suporto passar frio e na parte de cima segunda pele, camisa de malha mais grossa com gola alta e meu super casaco. Resolvido meu problema e passo o dos inteiro perambulando pelas ruas.

Michele - planejandoaviagem

Eu acho bem prático fazer mala para uma viagem de inverno. Levo praticamente dois kits:
O DIURNO - casaco com plumas + calça jeans + bota timberland (com gore-tex).
O NOTURNO - casado de lã + saia de lã + meia de lã e/ou legging + botas de couro que vão até acima do joelho.
Completam os kits acima:
- base layers (meia e e camisetas respiráveis, qdo necessários)
- camisetas e camisas (por cima da base layer)
- gorros, luvas, cachecóis e óculos variados
- lencinhos de papel, batons e hidratantes para rosto.

Se for para esquiar acho mais fácil ainda. Fico basicamente o tempo todo com a roupa e acessórios de esqui durante o dia e uso o kit diurno à noite. Ah, nesse caso nem levo o noturno a menos que seja para uma estação mais arrumadinha.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar