Tailândia: atrações e shoppings abertos; toque de recolher às 22h

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Ayutthaya

Nesta quinta-feira (ainda era quarta no Brasil) os militares tailandeses deram um golpe de estado, dissolvendo o governo, proibindo reuniões de mais de cinco pessoas e impondo censura à imprensa.

Sem entrar em considerações de ordem política, o que isso significa para o turista na Tailândia?


Os últimos sete meses foram marcados por manifestações diárias em Bangkok, tanto de governistas quanto de antigovernistas. Segundo a nossa Mariana Amaral, que chegou no início da semana de lá, essas manifestações tinham locais determinados e eram facilmente evitáveis, não atrapalhando o dia a dia do turista na capital.

Com o golpe, as manifestações "permanentes" foram dissolvidas.

Ayutthaya

As primeiras notícias que chegam dão conta de que aeroportos, vôos, transporte, templos, atrações turísticas e todo o comércio estão funcionando normalmente -- pelo menos até as 10 da noite.

Entre 10 da noite e 5 da manhã os militares impuseram toque de recolher, o que força o fechamento de shoppings, restaurantes e bares, mesmo em cidades longe de Bangkok. Apenas táxis credenciados do aeroporto podem circular nesses horários, sempre sujeitos a serem parados pela polícia.

Comida de rua na Tailândia

A recomendação aos turistas é que andem com o passaporte original o tempo todo, pois podem ter a identidade requisitada por policiais.

A imprensa continua censurada: hoje as televisões locais voltam a transmitir, mas as redes internacionais captadas pela TV a cabo seguem suspensas.

A melhor fonte de informação para quem vai ou está na Tailândia é o Twitter. Uma matéria da CNN indica o twitter do blogueiro Richard Barrow, que é especialista em viagem e mídias sociais -- o que faz dele uma fonte perfeita para quem vai a Tailândia a turismo.

Vale a pena ir à Tailândia sob essas condições? Não é a situação ideal, mas caso você não possa adiar a viagem, o país aparenta estar seguro. O toque de recolher não deve perdurar indefinidamente.

ATUALIZAÇÃO: como lembra o Gabe Britto (obrigado!), é bom checar a cobertura do seu seguro-viagem. Muitos ficam inválidos em situação de insurreição política.

De todo modo, nesta época agora começam as monções em Bangkok e na região de Phuket/Krabi. É de se esperar que até a próxima estação seca, a partir de novembro, a situação no país já esteja normalizada. Caso isso ocorra, será uma época excelente para ir à Tailândia, porque todo esse noticiário sobre manifestações e agora o golpe devem diminuir a procura pelo país.

Fotos | Mariana Amaral

Informações atualizadas:

Richard Barrow no Twitter (em inglês)

Leia mais:

12 comentários

Atenção: os comentários estão encerrados.

gabebritto
gabebrittoPermalink

Riq, só acrescento a dica de revisar, se informar e tomar cuidado com o seguro-saúde. Uma marca bem conhecida, por exemplo, deixa claro que não cobre "países em estados de guerra declarada ou instabilidade política notória". Sabemos que os golpes de estado na Tailândia são tão frequentes que daria até para considerar como estabilidade política (ironia mode on), mas não custa confirmar com o seguro, né?

Diogo Avila
Diogo AvilaPermalink

Uma pena, pois é um destino maravilhoso.

Rochane
RochanePermalink

Tô indo pras Filipinas sexta e logo após para a Thailândia. Uma amiga está lá neste momento e disse que nas ilhas tudo está bem tranquilo. Ela tá indo pra Bangkok em breve, se tiver noticias, atualizo. Mas de fato não deixarei de ir por conta disso, apenas diminuirei meus dias em Bangkok.

Gabriella Zacche
Gabriella ZacchePermalink

É realmente uma pena. Voltei de lá (Bangkok) agora e estava tudo bem tranquilo. Só atrações noturnas como a rua Koh Samui que deram uma esvaziada bem brusca! Mercados noturnos também ficam às moscas. Achei a dica do seguro saúde super válida! Tem que fazer uma checagem bem detalhada do contrato antes de embarcar!
Gabriella
http://www.feitocomglamour.com

Gabriella Zacche
Gabriella ZacchePermalink

Ops, Rua Khao san! Esses nomes tailandeses confundem!

Jackie
JackiePermalink

Chegamos a Bangkok para uma conexão no dia do golpe. Foi tudo bem tranquilo na ára do aeroporto. O hotel não nos confirmou se nos buscaria, pois chegávamos depois das 22h, mas acabou indo e conseguimos descansar bem antes de encarar o vôo pros eua. Só se notava algo porque a tv estava com todos os canais bloqueados, transmitindo a mesma imagem.
Apesar da situação oficial, achei bem mais tenso no vietnã, com o conflito com a china esquentando. Eu ficaria de olho n noticiário para ir pra lá, especialmente quem náo vai só ao norte, hanoi e halong bay.
abs,

Alan
AlanPermalink

Alguém tem mais notícias sobre a Tailandia? O plano inicial era ir para lá, cheguei a fazer um outro roteiro para NZ devido ao golpe militar, mas os custos de viagens, principalmente a passagem para NZ está muito alto. Alguém tentou verificar como ficam os seguros para Tailandia? No chat da Assist-Card, para realizar a venda, a moça disse que cobria o país. Porém, quando informei a cláusula, voltou atrás e disse que "acredita que não cobre"....

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Alan! Procure outra seguradora que lhe dê certeza, então. A situação está sossegada, não há insurreição popular nem toque de recolher.

Karine Oliveira
Karine OliveiraPermalink

Olá! Estou planejando ir em dezembro, a situação está tranquila? Planejo ficar na Tailândia por 10 dias e depois uma semana em Bali. Parece que é uma boa época para Tailândia, mas não para Bali. Porém as épocas de seca não coincidem, corro risco de pegar muita chuva em Bali?
Adoro o site, sempre programo minhas viagens com as dicas daqui!

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Karine! A situação está tranqüila. Báli é muito bonita na estação verde/úmida. Curta praia na Tailândia e aproveite os templos e festas em Báli, que são mais bacanas do que a praia.

Heike
HeikePermalink

Alguém sabe como anda a situação atual na Tailândia ? Pretendo ir no final do mês...

A Bóia
A BóiaPermalink

Olá, Heike! Veja a resposta logo acima da sua pergunta. wink