Vancouver: arvorismo e vertigem no Capilano Suspension Bridge Park

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Vista aérea da Capilano Suspension Bridge, em Vancouver

Vista aérea de uma das pontes (Foto: Capilano Suspension Bridge Park)

Lembra daquela sequência maravilhosa de “Indiana Jones e o Templo da Perdição” em que o protagonista se vê cercado pelos soldados do vilão Mola Ram e percebe que sua única chance de escapar é cortando as cordas da ponte suspensa em que está? Visitar o Capilano Suspension Bridge Park (Capilano Road, 3735; tel. 604.985.7474), a 10 minutos do centro de Vancouver, é passar a se sentir na pele do Dr. Jones (mas sem a parte da queda brusca ou dos jacarés).

Locais do Capilano Suspension Bridge

A história do parque começa em 1888, quando o engenheiro civil George Grant Mackay comprou um terreno de 6000 acres de densa floresta circundando o rio Capilano e construiu uma casa no alto do cânion. No ano seguinte ele ergueu uma ponte, feita de corda de cânhamo e pranchas de cedro, num processo bastante trabalhoso. Foi apenas em 1903 que as cordas foram trocadas por cabos, mais resistentes.

Tótens do Capilano Suspension Bridge

A vocação turística já existia, mas o parque demorou quase 100 anos - e passou pelas mãos de vários proprietários - até se tornar o que é hoje. Atualmente, há sete pontes suspensas no parque (a maior delas de 137m de extensão e a 70m do nível do chão), uma plataforma estreita com chão de vidro em cima da floresta e do rio e uma série de passarelas e escadas que permitem explorar todo o local por cima. Incrivelmente, para essa área de vidro, o Cliffwalk, só há 16 pontos que ancoram as estruturas ao penhasco. É quase como se você pudesse ir de uma casa da árvore da vizinhança até outra, mas sem descer pro chão.

Totens e vista da ponte do Capilano Suspension Bridge

Vancouver_chao_vidro_Capilano_suspension_bridge

Logo ao entrar, o visitante se depara com o Kia’Palano, uma área com diversos totens que mostram um pouco dos costumes e crenças dos primeiros povos que habitaram a região. Informações sobre o ambiente também estão no Story Center, que conta com murais, artefatos e outros artigos que remontam a história da área.

Samambaias no Capilano Suspension Bridge

Lago e flora da Capilano Suspension Bridge

Uma das pontes suspensas da Capilano Suspension Bridge

Bichinhos do Capilano Suspension Bridge

Os muitos caminhos para se conhecer o Capilano Suspension Bridge

Mas é na Treetops Adventure que está o verdadeiro charme do parque. As pontes e passarelas 30m acima do solo da floresta oferecem uma visão completamente diferente do espaço: uma atração indescritível para crianças de apartamento. smile São os pequenos, inclusive, que mais se divertem no Kid’s Rainforest Explorer, um programa guiado de forma divertida de exploração da floresta tropical do espaço.

Árvores centenárias do Capilano Suspension Bridge

A área dedicada à lojinha é uma construção que data do inicio do século 20 e vende uma série de itens típicos canadenses.

Todas as atrações do parque estão inclusas no valor do ingresso, de C$ 37,95 por adulto. Há um shuttle grátis que recolhe visitantes em quatro pontos de Downtown (veja mapa e horários aqui). A Viator também oferece o passeio. O parque abre o ano inteiro; veja os horários aqui (role até o pé da página).

Ah, sim. Quando você caminha pelas pontes suspensas, elas chacoalham um pouquinho. Nada desesperador, mas, é claro, elas não são fixas, exceto em suas extremidades. Pode parecer assustador para quem tem um pouco mais de dificuldade com altura, mas o friozinho na barriga é compensador quando se olha para trás.

Heloisa viajou a convite da Canadian Tourism Comission.

Leia mais:

6 comentários

Thiago Castro
Thiago CastroPermalinkResponder

Parque fantástico!!!! Vale muito a visita. Eu ainda combinei com uma vista ao Capilano Lake e Grouse Mountain, que estão bem próximos.

HENRIQUE
HENRIQUEPermalinkResponder

A maioria dos hoteis tem uma "filipeta" que dá CAD$ 3,00 de desconto, pergunte na recepção, ou naqueles quadros de atrações, a dica de combinar com Grouse Mountain é muito boa, vc vai no Shuttle da Capilano, sai pega o 236 (CAD$ 2,75 por pessoa, só em moedas) e retorna no Shuttle da Grouse (lembre de guardar o ticket da Grouse, vi alguns tendo problemas pois estavam sem o ingresso da Grouse).

Rosanna Azzolini

Um lugar que emana o frescor, entrosamento com a natureza e aventura.Parque delicioso, ótimo passeio para crianças. As pontes são divertidas, principalmente a grande, que chacoalha e tem uma vista linda das árvores altíssimas. Um passaporte/mapa é distribuido para que, a cada atração, as pessoas carimbem as atividades por que passaram, uma lembrança legal da viagem.

Erika Bastos
Erika BastosPermalinkResponder

Capilano + Grouse dá um passeio de um dia inteiro? Estou planjenado aqui umas 2 horas para cada um + umas 2 horas de transporte ida/volta/entre os dois = 6 horas de passeio.
Estamos em 2 adultos e 2 crianças, então faremos em velocidade moderada.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Erika! Depende um pouco da empolgação dos pequenos em Capilano e da dos adultos em Grouse Mountain. Mas dá para preencher um combo manhã + almoço + bom pedaço da tarde, sim.

neusa mari
neusa mariPermalinkResponder

Passei uma tarde no Capilano tem vários pontos interessantes para deambular e tirar fotos .Andar na ponte que balança muito próxima as extremidades ,se ver sobre abismo , subir em arvores ,escolher lembranças nas duas lojas ,ler as varias placas que nomeiam arvores centenárias enormes .Inesquecível.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar