Park City, Utah: esqui no inverno, pedaladas no verão

Viaje na Viagem
por Viaje na Viagem

Park City

Deer Valley Resort

Destino de inverno por excelência, Park City tem diversas atrações ao ar livre para se aproveitar durante o verão. Conheça alguns dos eventos especiais que acontecem na cidade entre junho a setembro, e saiba quais atividades esportivas tomam o lugar do esqui e do snowboard nos meses mais quentes do ano:

Enviada especial | Maria Helena Maximo

Park City Food and Wine Classic

Park City Food and Wine Classic

Park City Food and Wine Classic, Blue Sky Ranch

Um dos vários eventos que acontece na cidade no verão, e que conta com uma programação super variada e inusitada, é o Park City Food and Wine Classic. Tem “harmonizações” para todos os gostos: pedal & vinho; yoga & vinho; stand up paddle & vinho; cavalgada & churrasco; golfe, vinho e jantar; tiro & vinho; luar na montanha; bacon & barril; tinto, cevada e caminhada; sushi & vinho, e várias outras combinações, além de uma caminhada na Main Street, com parada nos diversos restaurantes da cidade, degustando vinhos e comidinhas. O mais legal é que cada evento acontece em uma locação diferente, como os belíssimos hotéis e restaurantes dos resorts.

Park City Food and Wine Classic

Evento de abertura

Nós fomos ao evento de abertura, chamado Wine on the Mountain, que aconteceu na nova destilaria da High West, no Blue Sky Ranch (2701 S State Rd 32, tel. 435/336-2646). Um sítio em um vale fora da cidade, onde o proprietário da destilaria se associou ao proprietário do rancho, com a intenção não só de ampliar a produção de seus whiskies e vodcas, mas também de construir um lodge e proporcionar uma nova experiência de hospedagem. Novidades virão!
O evento em si foi uma grande degustação, com a presença de várias vinícolas, destilarias e cevejarias, além de um buffet especial, leilão e música.

Mountain biking (e ciclismo em geral)

Canyons Resort

Canyons Resort

Bem, dei destaque ao mountain biking e não ao ciclismo puro e simples, porque simplesmente a Associação Internacional de Mountain Biking (IMBA) classificou Park City como o melhor destino de MTB do mundo! Em 2011, Park City foi o primeiro destino classificado como gold-level Ride Center pela IMBA. São mais de 600 quilômetros de trilhas públicas, para todos os níveis de MTB e de caminhadas. Por trilhas públicas entenda-se que qualquer um pode sair pedalando sem pagar nada.

Teleférico para bicicletas

Teleférico para bicicletas

Praticantes mais radicais, que buscam a modalidade downhill (que no meu dicionário particular quer dizer “despencando montanha abaixo”), podem guardar toda sua energia para a descida, usando os vários teleféricos e gôndolas dos resorts para chegar ao topo das montanhas. Visitamos os 3 resorts da cidade e em todos eles o sobe e desce de bicicletas era intenso (principalmente no final de semana). Os teleféricos trocam as cadeirinhas por estruturas especiais para transportar as bicicletas. Nas gôndolas elas vão penduradas do lado de fora.

Canyons Resort

Canyons Resort

Para quem não é adepto do “montanha abaixo”, há diversas opções de cross country ou mesmo trilhas urbanas rodeando a cidade. Como cervos e alces são figurinhas frequentes por ali, é muito provável que se tope com um deles.

Acho recomendável fazer as trilhas com o auxílio de um guia, que pode ser contratado nos resorts ou em uma das diversas lojas de ciclismo da cidade. Existe ainda um parque público, o Trailside Bike Park, onde é possível praticar e aprender novas manobras.

Agora em agosto aconteceu o Tour de Utah em Park City.

Utah Olympic Park

Utah Olympic Park

Utah Olympic Park

Mais uma coisa bacanérrima de Park City! Construído em 2002 para os Jogos de Inverno, o Utah Olympic Park (3419 Olympic Pkwy, tel. 435/658-4200) continua operando como centro de treinamento para os atletas de elite (é a sede dos times de esqui e snowboard americanos), além de sediar diversas competições ao longo do ano. Abriga ainda uma série de atividades no inverno e verão, para visitantes e turistas, incluindo tirolesa, alpine slide, bobsled, arvorismo e clínicas esportivas. No museu são exibidos filmes, exposições interativas que contam a história dos Jogos de Inverno e equipamentos olímpicos do passado.

Flying Ace All-Stars

Flying Ace Alls-Stars

Em todos os sábados e domingos de junho a setembro há exibições de Salto em Estilo Livre, com os Flying Ace All-Stars, espécie de Harlem Globetroters do salto em esqui wink . O conjunto de rampas para diferentes estilos de salto, e uma piscina de quase 3 milhões de litros para o pouso, acabaram de passar por reforma. O ingresso para o show custa 12 dólares. Uma aula introdutória para as acrobacias aéreas sai por 100 dólares.

Comet Bobsled

Comet Bobsled

Uma voltinha no Comet Bobsled pode ser uma oportunidade única na vida. O circuito é o mesmo da competição olímpica, só que sem a presença de neve; as lâminas do carrinho são substituídas por rodinhas que deslizam a altíssima velocidade pelo circuito de concreto e o carrinho é guiado por um atleta de elite. A volta “épica” custa 70 dólares.

Concertos ao ar livre

Platéia

Platéia no Deer Valley Resort

O calendário de concertos é tão extenso que seria impossível listar todas as atrações neste post. Durante o verão há concertos quase todos os dias.

Um anfiteatro ao ar livre é montado no resort Deer Valley (9200 Marsac Ave, tel. 435/645-6632), na área conhecida como SnowPark, que se transforma na residência de verão da Orquestra Sinfônica e da Ópera de Utah, abrigando o Deer Valley Music Festival, além de vários outros eventos, como o St. Regis Big Stars. No seu palco acontecem por volta de 4 concertos gratuitos por semana, além de um pago às sextas ou sábados.

Show

Show no Deer Valley Resort

Nós assistimos à apresentação da banda Big Bad Voodoo Daddy; uma banda de jazz, estilo big band, em uma noite de céu claro, tomando vinho, degustando nossas cestas de picnic e cobertos por mantas. smile

No palco montado no resort Canyons (4000 Canyons Resort Dr, tel. 435/649-5400), os concertos acontecem aos sábados e são gratuitos. Vários outros palcos e apresentações são programados em vários locais da cidade.

Esportes aquáticos e outras atividades

Pesca com mosca

Pesca com mosca

Apesar do clima seco e desértico do Estado de Utah, a região de Park City possui mais de 90 lagos, onde é possível praticar vela, wakeboard, stand-up paddle, esqui aquático ou tomar aulas de fly fishing e pescar trutas.

Ioga com SUP

Ioga no SUP

As águas calmas, sem barcos e sem ondas, dos lagos do Snow Park no resort Deer Valley, fazem do stand-up paddle uma atividade mamão com açúcar! Pode-se ainda participar das aulas de ioga no SUP, que acontecem logo ao lado do Grocery Café. E por falar em ioga no SUP, no inverno ela é praticada em uma fonte termal, dentro de uma caverna, a Homeasted Crater.

O cardápio da cidade inclui ainda 13 campos de golfe, diversos spas e voos de balão.

Os resorts

Stein Eriksen Lodge

Stein Eriksen Lodge, no Deer Valley Resort

Impossível falar de Park City sem mencionar os resorts de esqui, mesmo que a estação seja o verão.

O Deer Valley Resort é o mais exclusivo deles. Não admite a prática de snowboard (apenas outros dois resorts nos EUA são exclusivos para esqui). Possui o único hotel 5 estrelas da cidade, o Stein Eriksen Lodge, tem muitas casas espetaculares, 6 picos, 100 pistas, 21 lifts e cadillacs que circulam pela área do resort transportando os hóspedes.

No verão, além de sediar muitos eventos musicais, é muito procurado para mountain biking, caminhadas, passeios a cavalo, stand up paddle (e SUP ioga), pescaria, passeios cênicos em seus teleféricos e restaurantes. A operação de verão acontece diariamente de 19 de junho a 6 de setembro (em 2015) e até 20 de setembro aos finais de semana.

Alpine Coaster

Alpine coaster no Park City Mountain Resort

O Park City Mountain Resort é o resort mais antigo da cidade e ligado a Main Street pelo teleférico municipal. Possui 8 picos, 116 pistas e 19 lifts. A sua base é um grande parque de diversões, com tobogãs (alpine slide), tirolesas (ziprider e zipline) e o alpine coaster, espécie de montanha russa, em carrinhos para até duas pessoas, que é uma delícia. Tem parquinho de diversões e atividades monitoradas para crianças a partir de 2 anos.

Seus teleféricos também estão disponíveis no verão para ciclistas e adeptos de caminhadas. A operação verão vai de 23 de maio a 19 de outubro (em 2015).

Canyons Resort

Teleférico no Canyons Resort

O Canyons Resort é o maior dos resorts. Com 9 picos, 183 trilhas e 21 lifts, pertence ao grupo Vail Resorts, que comprou o Park City Mountain Resort e está investindo 50 milhões de dólares na renovação que unirá os dois resorts, criando a maior área esquiável dos EUA. Entre as novidades, uma nova gôndola vai unir as duas áreas.

A operação de verão vai de 18 de junho a 4 de outubro (em 2015). O Canyons possui um campo de golfe de 18 buracos (dizem que golfe de montanha é muito especial), tirolesa, mini-golfe, lago para pedalinho e pescaria, muitas trilhas para bicicleta e caminhadas, passeios a cavalo, passeios cênicos em seus teleféricos e restaurantes de primeira. Às 4as feiras acontece o Farmer’s Market, feira orgânica com produtos locais.

Maria Helena Maximo viajou a convite do Park City Chamber of Commerce and Visitors Bureau.

Leia mais:

10 comentários

Maryanne
MaryannePermalinkResponder

Nossa, quanta coisa legal tem por lá no verão. Fiquei interessada mesmo no pedal+vinho e sup+vinho. Qualquer atividade que envolva esporte + vinho deve ser muito difícil, tem que treinar muito. smile

Lena
LenaPermalinkResponder

Maryanne, o difícil é decidir em qual dos dois focar: a atividade ou o vinho Imagino que a maioria escolha o vinho

Mô Gribel
Mô GribelPermalinkResponder

Sushi + vinho parece esquisito, mas quero todos os outros! grin

Lena
LenaPermalinkResponder

Ah, tem até uma explicação no site do evento sobre a combinação, Mô Deve depender do sushi e do vinho

Lu
LuPermalinkResponder

Puxa, Lenauma nova Park City se apresenta! Amo Park City p esquiar, mas n sabia desse outro lado. Parabéns pelos posts!

Lena
LenaPermalinkResponder

Obrigada, Lú! smile Que bom que gostou wink

Lu Malheiros
Lu MalheirosPermalinkResponder

Mais um lindo post, Lena! Adorei!
Atividade é que não falta nesse lugar! smile

Lena
LenaPermalinkResponder

ah, Lú!! Obrigada, querida <3 Que bom que gostou smile
Beijão

Adri Lima
Adri LimaPermalinkResponder

Post lindo e detalhadíssimo, Lena!
A vontade de visitar a região só aumentou. Prefiro ir no verão e aproveitar esse verde todo, mas saber que tem yoga no SUP em fontes termais no inverno... achei tão delícia!

Lena
LenaPermalinkResponder

Obrigada, Adri!!
Ó, tem SUP na cratera no verão também

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar