São Paulo com crianças: interagindo com os bichos do Zoo Safári e do Zoológico

Heloísa Dall'Antonia
por Heloísa Dall'Antonia

Zoo Safári em SP

Ainda que sob protesto de pais mais apaixonados por seus próprios carros, crianças de São Paulo crescidas na década de 80 tinham um endereço carimbado nas férias escolares: o saudoso Simba Safári. Lá, automóveis ganhavam gradinhas nas janelas da frente e podiam explorar o espaço, em que animais soltos interagiam com os passageiros. Lembro claramente do terror do meu pai quando os macacos vinham, com medo de que eles riscassem a pintura.

O tempo passou, o Simba Safári fechou e em 2001 uma nova atração foi aberta no mesmo local: o Zoo Safári. A ideia é a mesma – numa área de 80 mil m2, um percurso de quase 4 km convida os visitantes a terem contatos imediatos com dezenas de animais. Quem está sem carro também pode aproveitar a atração, graças a vans (daquelas escolares mesmo) que, com um guia na direção, faz a visita em aproximadamente 50 minutos.

Foi nesta van que eu fiz a minha visita. Depois de todos devidamente instalados nos bancos (não dá pra todo mundo ficar na janelinha), o percurso começa com o motorista combinando com os passageiros que vai avisar sempre que um animal se aproximar do carro, assegurando tempo para que todo mundo consiga fazer foto ou oferecer comidinha.

Ração do Zoo Safári

Comidinha? Sim! Um potinho de ração específica, numa caneca do Zoo Safári, pode ser adquirido (a R$ 10, dezembro/2016) já durante o passeio, para que os visitantes tenham a oportunidade de oferecê-la a alguns bichinhos, aumentando a interação com eles (provavelmente o momento supra sumo de uma visita com crianças). Lembre-se, porém, de quem nem todos os animais podem (ou querem) comer. Conheça as regras de conduta dentro da atração aqui.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-camelo-cocando

A partir daí é ficar atento às chamadas do guia. De cara, quem vem dar oi são camelos e dromedários. Com nomes inspirados no desenho "Aladdin", eles VÊM MESMO até o carro, porque conhecem a voz dos motoristas. Durante a minha visita, Jasmine resolveu aproveitar a van pra dar uma coçadinha nas costas, por exemplo (chacoalhou tudo, mas foi divertidíssimo!).

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-tigre-frente

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-leoas

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-macacos

Seguimos viagem passando por pavões, emas, cervos, lhamas, avestruzes, uma girafa, um hipopótamo “criança”... Alguns dos animais ficam, obviamente, separados do público por grades, como os tigres e as leoas. Em outras áreas, como as dos macacos-prego e dos macacos-aranha, a orientação é manter a janela fechada, para que eles não invadam o carro nem tentem pegar câmeras e afins.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-cervos

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-lhama

Se o passeio em seu próprio carro dá mais conforto e liberdade, na van a visita ganha ares de 'bastidores'. O motorista fala de curiosidades dos animais que estão ali (a lhama estava grávida, por exemplo), sobre como é a vida com os tratadores e novidades do zoo. As informações são variadas e divertidas.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-camelo-ema-bone

O passeio pelo Zoo Safári cabe perfeitamente no meio da tarde de uma visita ao Zoológico de São Paulo (leia sobre os valores de ingresso no box no fim do post). Há um portal entre os dois parques pertinho de onde ficam os dromedários. Os ingressos podem ser comprados ali mesmo, na hora.

Anta do Zoo Safári em SP

Para quem vai apenas ao Zoo Safári, o local tem estacionamento próprio, lanchonete, fraldário e lojinha.

Zoo Safári

  • Av. Do Cursino, 6338 – Vila Moraes | Tel. (11) 2336-2132 | Aberto diariamente, das 10h às 17h (a bilheteria fecha às 16h) | Ingressos: Em veículo próprio, R$ 28 para adultos e R$ 12 para crianças de 4 a 12 anos (dezembro/2016). Para visitar o espaço em uma das vans oferecidas, o valor é o mesmo para adultos e passa a R$ 20 para crianças de 4 a 12 anos. Os valores mudam quando o ingresso é comprado por quem já está dentro do Zoológico (leia abaixo) | Estacionamento pago no local

Zoo

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-lago

Aberto em 1958, o Zoo de São Paulo ocupa uma área de aproximadamente 900 mil m2 (contando com o Zoo Safári) num pedaço remanescente de Mata Atlântica na cidade. Algumas nascentes do riacho do Ipiranga estão lá e andar pelas alamedas com nomes de animais é quase como fazer uma trilha na floresta.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-urso

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-rinoceronte

São mais de 3;200 animais vivendo ali, de mamíferos e anfíbios a invertebrados e répteis. Parte das aves pode ser vista voando mesmo.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-tucano

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-lagarto

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-cobra

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-formigueiro

Cobras e invertebrados têm 'casinhas' próprias, assim como as habitantes do Formigueiro.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-macacos-2

Espécies ameaçadas de extinção já se reproduziram no local, como os micos-leões-pretos. Com auxílio de tecnologia, você pode se informar mais sobre os animais.

Cágados no Zoo de SP

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-arena-cultural

A Arena Cultural é uma das áreas novas do Zoo. Espaço dedicado a eventos especiais, quando estive lá acontecia a apresentação da peça “O Bicho Pega”, em que uma bióloga e um fantoche de macaco apresentavam de forma bem divertida curiosidades sobre o mundo animal.

Piton-bola no Vida de Bicho, no Zoo

Pertinho dali está o espaço Vida de Bicho, que recebe duas vezes por dia (às 11h e às 14h) a apresentação de um guia com um animal surpresa diferente. Dura aproximadamente 20 minutos e é bem interessante porque, além de abrir espaço para perguntas dos visitantes, permite ver muito de perto as estrelas. Na que assisti, conheci (e pude até encostar na pele) uma píton bola que estava bem tranquila enquanto a monitora explicava não apenas sobre a espécie, mas sobre o que fazer no caso de encontrar uma cobra, por exemplo.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-girafa
zoologico-sao-paulo-zoo-safari-carrinho

Se o tamanho da área assustar, um carrinho leva os visitantes pelas alamedas do Zoo, mas sem fazer paradas longas. Custa R$ 8 por pessoa (maiores de 3 anos pagam).

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-mundo-dinossauro

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-pterodactilo

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-tiranossauro

Outra atração do Zoo é o Mundo dos Dinossauros, um espaço com cinema 4D e uma área exclusiva em que se podem ver mais de 20 robôs de animais da Era Mesozoica distribuídos pela rica vegetação da área. Tem pterodátilo, velociraptor e, claro, até um T-rex em tamanho real. Além de fazerem movimentos, os sons dos animais também podem ser ouvidos, dando um ar realmente divertido ao passeio. Alguns deles têm sensores de aproximação, portanto, espere por surpresas. smile Informações bem interessantes sobre os dinossauros – e sobre sua presença no Brasil – podem ser vistas em uma pequena exposição antes da entrada na área. O ingresso para o cinema (R$ 12, R$ 5 para crianças até 12 anos; preços de dezembro/2016) e para a área (R$ 15 para adultos, R$ 6 para crianças até 12 anos; preços de dezembro/2016) é cobrado a parte e pode ser comprado tanto antecipadamente quanto na bilheteria do local. Há uma lojinha especifica para a atração. Não é permitida a visitação somente do Mundo dos Dinossauros.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-dinossauro2

Passeio noturno

Com datas bastante concorridas e específicas, o passeio noturno no Zoo permite uma visita monitorada de três horas de duração a partir das 19h. Além dos animais locais de hábitos noturnos, também é possível encontrar corujas e morcegos voando livremente pela área de Mata Atlântica do parque. Os participantes também acompanham a alimentação de algumas espécies por seus tratadores. O ingresso custa R$ 100 por pessoa (crianças até 10 anos pagam R$ 70; preços de dezembro/2016) e dá direito ao estacionamento e a um lanchinho no fim do passeio. As datas podem ser acompanhadas aqui.

Como chegar

O Zoológico de São Paulo oferece transporte especial, o Zootur, para quem desce na estação Jabaquara do metrô (linha 1/Azul; se você está hospedado na região da av. Paulista, venha pela linha 2-Verde e faça baldeação na estação Paraíso).

Bilheteria do Zoo no metrô Jabaquara

Saindo pela catraca do metrô, siga em direção à plataforma A, onde está o ponto final do Zootur.

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-onibus-jabaquara

A bilheteria do Zoo fica em um quiosque bem caracterizado seguindo pelo lado direito. Os ônibus saem a cada 20/30 minutos e a viagem dura aproximadamente sete minutos. O último ônibus sai do Zoo às 17h. O transporte metrô Jabaquara/Zoo/metrô Jabaquara custa R$ 6 (dezembro/2016).

zoologico-sao-paulo-zoo-safari-flamingos

Ingresso combinado Zoo + Zoo Safári

O ingresso para o Zoo de SP custa R$ 30 e R$ 10 para crianças de 6 a 12 anos. Para quem já está no Zoo e quer visitar o Zoo Safári em uma das vans, há um suplemento de R$ 22 (adultos e crianças a partir de 4 anos).

Fundação Parque Zoológico de São Paulo

  • Av. Miguel Stéfano, 4241 – Água Funda | Tel. (11) 5073-0811 | Aberto diariamente, das 9h às 17h (a bilheteria fecha às 16h30) | Ingressos: R$ 30 para adultos e R$ 10 para crianças de 6 a 12 anos | Zoo + Zoo Safári de van: acréscimo de R$ 22 (adultos e crianças a partir de 4 anos) | Estacionamento pago no local

Leia mais:

3 comentários

Marcos
MarcosPermalinkResponder

Infelizmente, São Paulo continua sendo subestimada como destino turístico; os posts relacionados à cidade têm pouquíssimos comentários (isso quando tem algum).

Régis
RégisPermalinkResponder

Verdade Marcos. Mas para mim estão sendo muito úteis. Irei para a cidade no feriado de Tiradentes com duas filhas e vou explorar as atrações para crianças, que são várias.

Anderson
AndersonPermalinkResponder

Quando forem visitar o Zoo SP, "take your time" ao andar pelos corredores arborizados do parque, e lembrem-se de olhar pra cima: há bichos que vivem soltos, já vi gambás, garças e até bicho-preguiça!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar