São Miguel das Missões mais perto: Azul voa a Santo Ângelo a partir de julho

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Vôo Santo Ângelo: visite São Miguel das Missões

A partir de julho, Santo Ângelo, a cidade mais próxima (59 km) das ruínas de São Miguel das Missões, volta a ter acesso por via aérea. A Azul vai voar entre Porto Alegre e Santo Ângelo duas vezes por semana, toda 2ª e 6ª. A partir de agosto, serão 4 vezes por semana: 2ª, 4ª, 6ª e domingo (facilitando as viagens a turismo: você vai na 6ª e volta no domingo).

O vôo a Santo Ângelo leva 1h15 em turboélice ATR 72-600. As saídas de Porto Alegre acontecem às 14h28, com chegada em Santo Ângelo às 15h45. A volta de Santo Ângelo é às 16h10, com chegada em Porto Alegre às 17h26.

O aeroporto de Santo Ângelo fica a 8 km do centro da cidade, mas na direção oposta a São Miguel -- ou seja, a 67 km das Missões. Desembarcando em Santo Ângelo, você pode:

  • Alugar um carro
  • Ir de táxi à Rodoviária e pegar um ônibus da Antonello (último horário do dia: 16h45; 1h20 de viagem)
  • Ir de táxi a São Miguel (veja aqui telefones de taxistas de São Miguel)

Se você estiver sem carro, a Pousada das Missões oferece a melhor localizaçãp, ao lado das ruínas. O Tanondé Park está no limite da zona urbana, a 1,5 km das ruínas, e é o mais estruturado da cidade.

Além das ruínas das Missões de São Miguel, que devem ser visitadas em dois horários -- de dia, para explorar o sítio, e à noite, para assistir ao espetáculo de som e luz --, a região oferece passeios de turismo rural (visitas a fazendas com passeios a cavalo, caminhadas e churrasco) e a possibilidade de visitar a Vinícola Fin, em Entre-Ijuís, a 40 km (dá para visitar no percurso de volta a Santo Ângelo; fica no caminho).

  • Como esticar às Missões paraguaias e argentinas

As ruínas de São Miguel das Missões têm um valor inestimável para qualquer brasileiro -- e se você não é gaúcho, a visita vai ensinar muito sobre a história do extremo sul do Brasil que provavelmente não ensinaram na sua escola.

Em termos de patrimônio, porém, São Miguel é apenas um aperitivo para duas reduções missioneiras que chegaram ao século 21 com estruturas mais preservadas: a paraguaia Trinidad, em Encarnación, e a argentina San Ignacio Miní, no caminho entre Posadas e Puerto Iguazú.

É possível fazer o roteiro completo das Missões e ainda terminar com uns dias em Foz do Iguaçu. (Recomendo fazer no sentido São Miguel-Trinidad-San Ignacio, para que as atrações sejam sempre mais grandiosas.)

Esse é o esqueminha:

  • Voe a Santo Ângelo (alternativamente, voe a Porto Alegre e siga de ônibus; são 7 horas pela Ouro e Prata) e fique duas noites em São Miguel
  • Vá de ônibus de Santo Ângelo a Posadas (6 horas pela Reunidas; passagens são vendidas apenas pelo telefone ou na rodoviária de Santo Ângelo; saídas diárias às 9h15) e fique duas noites em Posadas, do lado argentino da fronteira, ou em Encarnación, no Paraguai
  • Vá de ônibus de Posadas a San Ignacio Miní (2 horas de viagem; todos os pinga-pingas entre Posadas e Puerto Iguazú param em San Ignacio); fique uma noite em San Ignacio
  • Vá de ônibus de San Ignacio a Puerto Iguazu (3 horas de vaigem; todos os pinga-pingas entre Posadas e Puerto Iguazú param lá); fique uma noite em Puerto Iguazú para visitar o lado argentino das Cataratas no dia seguinte, e depois mude-se para Foz do Iguaçu, para mais duas a quatro noites
  • Voe de volta para casa de Foz do Iguaçu

Leia mais:

7 comentários

MOACIR RIGO
MOACIR RIGOPermalinkResponder

Resido em Santo Ângelo. Li os Roteiros das Missões apresentados, achei-os claros e didáticos. As orientações e dados estão corretos.
É só o pessoal iniciar viagem.
Abraço.

MOACIR RIGO
MOACIR RIGOPermalinkResponder

Complementando meu comentário anterior.
O Turista que desejar um pouco mais de história, pode fazer a viagem do Brasil para a Argentina por São Borja e visitar os túmulos e monumentos de Getúlio Vargas e João Goulart. Aumenta em torno de 120 km.

Nelma
NelmaPermalinkResponder

Estivemos lá uns anos atrás e gostamos demais. O show de luzes é imperdível. Fora ser uma linda região!

Rafael Machado

Comandante: os trechos de ônibus entre Posadas e San Ignacio e entres esta e Puerto Iguazu são tranquilos ou muito roots? kkk Essa é uma viagem que quero muito realizar. Em relação à época ideal, novembro é uma boa para o roteiro? Desde já agradeço.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rafael! Quem responde é A Bóia. Os ônibus que fazem as rotas diretas entre Puerto Iguazú e Posadas são padrão executivo, com ar condicionado e poltronas bastante reclináveis. Já os pinga-pingas, que são os que param em San Ignacio, são menos novinhos e não tão luxuosos, mas são perfeitamente encaráveis. E as viagens não são longas (menos de 2 horas entre Posadas e San Ignacio, pouco mais de 3 horas entre San Ignacio e Puerto Iguazú) Os ônibus paraguaios (que fazem Ciudad del Este-Encarnación) é que são punk.

Novembro é uma boa época porque não deve estar frio, salvo uma frente fria muito brava.

Rafael Machado

Muito obrigado Bóia. Acaso eu consiga por em prática dou um retorno pra vocês.

Felipe Dagort
Felipe DagortPermalinkResponder

Na região de Santo Ângelo há, ainda, Ametista do Sul, cidade produtora de pedras preciosas com vinícolas que usam minas desativadas como adegas. É bem interessante degustar vinhos sob uma montanha.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar