Bastidores do blogueiro: Nossa Senhora do Wifi no Lobby

No lobby do hotel em Positano

É da natureza humana. A gente vai ficando sempre mais exigente.

Desde 1998 eu camelo por aí, primeiro por postos telefônicos, depois por cybercafés, depois por lan-houses, em busca de conexão para manter o blog, depois o site, vivo.

Com o tempo passei a usar a conexão dos hotéis, que de uns anos para cá finalmente ficou boa. Hoje, internet no hotel é uma coisa que a gente já toma por garantida. Só não sabe se vai ser grátis ou se vai pagar.

Pois bem. Desde que saí de Roma entrei em contato com uma encarnação anterior do wifi. O Wifi Só No Lobby.

O Wifi Só No Lobby é o equivalente inernético da Televisão Só No Lobby de décadas atrás.

O pior é que de Capri para cá eu venho enfrentando um downgrade de lobby.

Em Capri eu tinha à minha disposição um salão cheio de mesas, por onde não passava ninguém.

Em Ravello o lobby era uma muvuca, mas pelo menos eu tinha uma mesinha para trabalhar.

Aqui em Positano, onde estou desde anteontem, a situação é complicada. Tenho que trabalhar com o laptop no colo. E a conexão, apesar de grátis, vence a cada duas horas. O cabra precisa ir até o balcão, pedir “prego, una password”, e uma máquina emite um código complicadíssimo. Que, claro, só funciona quando ativado no Explorer (só depois é que dá para usar o Chrome).

Mas não posso reclamar. Pelo menos eu tenho conexão, e ela é estável.

Será que amanhã em Sorrento eu vou voltar a ter internê no quarto?

#oremos

A rede AccorHotels.com apoia essa temporada do VnV na Europa.

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem


27 comentários

Na Espanha esse problema também era infelizmente comum quando lá estive em 2008.

Na Itália, pelo menos existe uma desculpa daquelas que explica, mas não justifica: a lei italiana exige registro individualizado de estabelecimentos que ofereçam conexão à Internet. Daí as senhas e mais senhas que os hotéis usam. Wi-Fi aberto, em tese, é proibido.

Acho que isso tem mais a ver com o públicos dos hoteis do que com localização geográfica. Já achei Internet ótima ou boa em hoteis de Catania, Modica, Cosenza, Pescara e Metaponto, todas no “sul” da Itália.

Estive esses dias em Sorrento e tinha wi fi gratis no quarto. Foi sorte? Achei que era normal…
Alem disso, o hotel disponibilizava 2 desktop com acesso gratis numa salinha perto do lobby do hotel.Fiquei no Grand Hotel Aminta. Recomendo!

Eu sou dependente da internet em hoteis, adoro dividir o que estou vendo com minhas irmãs. É uma das coisas que mais checo ao fazer as reservas.

Pois é, favor manter o ritmo!!!:P Porque esta será a segunda próxima viagem minha e do JC (ele comendo e dirigindo – eu bebendo e comandando a viagem)… Estou entrando aqui várias vezes, para acompanhar as postagens. Depois queremos o resumão com uma mapa (rs), para copiar tudinho!!! Muuuito boa viagem, Ricardo.

Estava quase esquecendo dessa “novela’ na Itália. Em Florença tive internet ótima no quarto (hotel Alba). Em Veneza, não me lembro (Best Western, mas não lembro qual… perto da Piazzale Roma) e em Roma (Hotel De Petris) funcionava no quarto mas era uma novela pra conseguir. Nem os funcionários do hotel sabiam dizer se era free ou não; primeiro disseram que seria pago, mas não cobraram no final… vai entender…

    Eu fiquei no De Petris em abril, era necessário uma senha estranhíssima para conectar á internet no quarto, que era sem fio, mas havia um modem sem fio em cada andar do hotel (fiquei no anexo, em frente ao prédiio principal), pelo menos o sinal dentro do meu quarto era muito bom, usava o msn com vídeo numa boa.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.