BR 101: praticamente duplicada na Paraíba

BR 101 na Paraíba

Hoje fiz 330 km ao volante entre Natal e Porto de Galinhas. Com isso, pude ver como andam as obras de duplicação da BR 101 no Nordeste.

Acho incrível como, no geral, avançou-se tão pouco entre outubro de 2008, quando fiz este trecho pela última vez, e agora. No Rio Grande do Norte e no norte de Pernambuco a duplicação anda a passos de tartaruga.

(Com Pernambuco não me surpreendo. Cada vez que passo por lá, o estado da BR 101 é sempre incompatível com a importância do estado. Agora, mesmo nas partes do norte do estado em que a estrada está duplicada, a pista velha continua digna de quarto mundo.)

(Segundo parênteses na seqüência: sem contar com o absurdo que é terem deixado a BR 101 se tornar a avenida principal de Abreu e Lima, com sinal de trânsito e tudo.)

Para não dizer que não trago notícia boa: o trecho da Paraíba está praticamente duplicado, e nos trinques. Dos 125 km da BR 101 no estado, só 11 ainda esperam duplicação, em três trechos diferentes. Tanto a pista de ida quanto a de volta estão em perfeitas condições. Muvuca mesmo, só na aproximação de João Pessoa (entre o trevo da estrada para Campina Grande e o acesso a Bayeux).

Mas aqui também não há surpresa. Em todas as minhas passadas, a Paraíba se apresentou invariavelmente como a que cuida melhor do seu trecho da BR 101. Mesmo quando tudo estava em petição de miséria (há  uns três, quatro anos), a Paraíba estava perfeitamente rodável. Qual será o segredo de Tostines para as obras rodoviárias funcionarem ali e nos outros estados, não?

Quando a BR 101 estiver duplicada, será um prazer rodar pela costa leste do Nordeste. As capitais litorâneas de Aracaju para cima estarão a no máximo 3 horas de carro da capital seguinte; ir de ônibus vai dar menos perrengue do que pegar um avião.

Alô Paraíba! Conta pros vizinhos como é que se faz!


39 comentários

Cuidado com BR 101 na região Camacã – Itabuna, na Bahia. Lá tem a Máfia do guincho colocando óleo na estrada para provocar acidentes, tirando vidas de pessoas inocentes.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.