Carnaval de Salvador sem abadá: Eunice e Adri dizem como

Praia do Farol da Barra, Salvador

O festeiro do Guilherme Lopes (nosso cicerone na maratona de botecos de Beagá, lembra?) está indo com uma turma pro carnaval em Salvador e, não satisfeito em sair em blocos com abadá e corda (tudo já compradinho nos conformes), pediu dicas de blocos tradicionais, gratuitos e sem-corda, para sair entre um blocão e outro.

E tem isso, sô?

Tem, sim — responderam rapidinho as nossas correspondentes soteropolitanas Eunice e Adriane Lima (a Adri, como sabemos, é expatriada mineira). Passo a palavra a elas:

Dicas da Eunice
Dia 2 de março ( quarta ) os blocos acústicos se encontram na Barra. A Banda do Habeas Copus homenageando o Paroano sai Milhó, Gravata Doida e vários outros — 15 blocos mais ou menos –, todos  irreverentes e acusticos. Vai ser um dia especial: a concentração deve ser no bar do Habeas Copus, na Marques de Leão, na Barra.

Todos os dias — no circuito Batatinha (Pelô), bandinhas, grupos de teatro, pessoas fantasiadas, tudo gratuito; muito legal.

Tem a passagem do Gandhi pela Castro Alves. A saída do Ilê. A Banda Eva vai sair sem corda para se encontrar com Moraes Moreira na praça Castro Alves, na terça.

Margareth Menezes vai comandar um trio sem cordas no dia das Mulheres, 8 de março; Margareth também sai segunda, com Tonho Matéria, de graça.

Carlinhos Brown vai comandar, no sábado, percussionistas de vários blocos – de graça, sem corda.

Preste atenção também nos bailes de Carnaval.

Você pode ver a programação oficial do carnaval no site: carnaval.salvador.ba.gov.br

Dicas da Adri Lima

As dicas da Eunice são quentes, como sempre.

Além delas, sugiro pegar a programação no site do Portal do Carnaval e ver, preferencialmente no Circuito Barra Ondina, quando saem os trios independentes. Há trios muito legais, como o de Armandinho (herdeiro dos criadores do Trio Elétrico Dodô e Osmar) e outros grandes músicos, é só ficar de olho.

Eu gosto também da pipoca do Microtrio – é uma Topic, pasme, com uma banda inteira dentro. Vale muito a pena.

Melhores lugares pra pipocar: em frente ao Farol da Barra, bem no gramado, e no Clube Espanhol.

Ah! Tem um bloco, que não é gratuito, mas tá dando um bochicho bom na cidade: chama O Bloquinho, com Jau, cantor e compositor soteropolitano MUITO bom. Acontece no Largo Teresa Batista, segunda de carnaval, à tarde. Começa com um show de Jau, como um esquenta – depois, a banda sai pelas ruas. Começou ano passado, nunca fui, mas já me programei pra ir esse ano! Tá R$80 a meia e $160 a inteira. Não tem abadá, e sim uma peça que eles estão chamando de ‘pano’, algo como uma mortalha.

O Bloco Mascarados é sem custo, só tem que estar fantasiado. O público é predominantemente GLS. Gosto de ir pra concentração do bloco, não costumo acompanhar porque ele sai na quinta praticamente de madrugada… e sexta eu ainda trabalho! Mas é muito animado e divertido. Remete muito aos carnavais de baile e marchinhas.

Em tempo: a Adri fez um post sobre os blocos acústicos no seu blog. Ela andou indo nuns pré-carnavalescos bacanas esses dias, e de repente vem mais post por aí. Confira na Área de Jogos da Adri.

Obrigado, garotas!

Foto tirada no carnaval de 2008 do camarote de Daniela Mercury na Barra.

Leia também:

Pulando de carnaval em carnaval (minha maratona momesca por três carnavais no mesmo ano)

110 comentários

eu achei o carnaval melhor sem cordas pois pode dar lugar as pessoas que não tem condições a tambem poder se divertir com todos teve menos morte e menas brigas

Como moradora da cidade a primeira coisa que recomendo seria ficar longe daqui neste Carnaval. Adoro festas populares, já brinquei muito na folia mas nos últimos anos a cidade está caótica! O prefeito está acabando com tudo, existe até uma campanha no facebook https://www.facebook.com/photo.php?fbid=354371817923463&set=o.352691204742455&type=1&theater

Olhá só como está uma das praias mais bonitas da cidade:
http://www.globalgarbage.org/praia/2012/01/23/verao-bahia-folia/

Mas se mesmo assim você vier, eu assim como os outros, recomendo não usar o carro. Além do engarrafamento, você não vai poder beber porque existem várias blitze na cidade nessa época. Durante o carnaval,normalmente, vou de ônibus e volto de taxi ou ônibus mesmo.

Boa tarde pessoal!

Nossa…muito legal o site, todas estão de parabéns.

Apesar de já ter ido muito a Salvador, esse será o meu primeiro carnaval – amo essa cidade.

Ficarei hospedado na Av. 7, e gostaria de algumas dicas de vocês:

Conseguirei táxi p/ retornar de madrugada do circuito barra ou vou ter que apelar p/ o busão? rs..

Comprei abadá p/ sair no afropop de Margareth (acho massa a negona), vcs conhecem?

Quero sair no crocodilo com Daniela, indicam um dia legal, posso deixar p/ comprar na hora ou compro agora?

Vi o comentário sobre o camarote do Ilê e fiquei muito interessado, podem informar um pouco mais, é all inclusive?

Pensei, também, em sair no Araketu, mas não sei se é legal, curtia muito na época do Tatau, o que vcs acham?

No mais, a dica do microtrio é ótima, quero conferir.

Ah…gosto demais de Mariene de Castro, vcs sabem onde ela estará nesse carnaval, se toca em algum bloco? olhei no site dela, mas não consta nenhuma informação.

Obrigado.

Anderson.

    Os único trechos da Av. Sete que não são circuitos de carnaval são a Vitória e a Ladeira da Barra. Se seu carnaval acabar em Ondina você pode retornar de táxi, mas terá que negociar pagar o dobro ou o triplo da bandeirada – é assim que funciona para pequenos percursos. Se terminar na Barra mesmo, o melhor será voltar caminhando. Margareth não tem erro. Qualquer bloco, quanto mais cedo vc comprar, melhores os preços.Quanto à Mariene, não sei o que fará no carnaval. Por enquanto, está com um show lindo no Espaço Cultural da Barroquinha, às sextas. Em geral, o pessoal do samba sai quinta à noite no circuito Osmar (da Av Sete ) e fica no circuito Batatinha ( Pelô ) nos outros dias. Este ano o camarote será Ilê-Eva, vc pode encontar todas as informações no site do Eva ou do Ilê.

    Obrigado Eunice!

    E quanto ao bloco Crocodilo, Araketu e o bloco sem cordas de Daniela, alguma dica, sugestão?

    Anderson.

    Oi Adri Lima!

    O seu texto e fotos sobre o camarote é muito esclarecedor, pelo jeito ele tem tudo que curto: clima familiar, samba bom e pouca frescura.

    Obrigado.

Gostaria de saber se é fácil estacionamentos no circuito Barra-Ondina, vindo de Stela Maris, qual o melho local para estacionar???Gostei muito desse post, responde a todas as minhas dúvidas!!!!

    Olá, Ana Helena! O trânsito em Salvador próximo aos circuitos fica horroroso. O melhor é usar táxi.

    De todo modo, subiremos a sua pergunta ao Perguntódromo.

    Ana Helena, a melhor opção é sempre ir e voltar de táxi.
    Se for sair em bloco, por exemplo, vc sairá do Farol da Barra e terminará 5km depois, em Ondina, o que significa que terá que voltar na contra-mão da multidão para buscar o carro.
    Sem falar que terá que carregar chave, documento do carro e alguém deverá ficar sóbrio durante a farra para poder pegar no volante.
    Já que sua base ficará em Stella Maris o táxi, no entanto, sairá uma fortuna, então aconselho vc a deixar o carro em outro bairro, próximo à folia (às vezes deixo meu carro na Federação, porque sempre fico em camarote na Barra, mas pode ser no Rio Vermelho se seu caso for bloco de trio), e pegar um táxi para se deslocar no trecho carro-folia-carro.
    Uma opção bacana, me corrijam os mais atualizados, é um estacionamento que fica em Ondina, na Adhemar de Barros, e pertence ao campus da UFBA, mas a saída para pedestres/foliões fica bem na frente dos hoteis e camarotes de Ondina (o que poupa uma bela andada).
    É isso. Espero ter ajudado.
    Ana Luisa, de Salvadô!

    Oi Ana Helena,

    Apenas complementando o que a Bóia e a Ana Luisa disseram, não é nada fácil estacionar perto do circuito.
    O ideal seria o táxi, mas como você está muito longe e o táxi sairia caro(em torno de R$ 80,00) – o melhor é você parar antes (Rio Vermelho ou Pituba) e de lá pegar um táxi (por volta de R$ 20,00).
    No mais, aproveite a festa!

    Ana Helena. Faço minhas as palavras de Ana Luísa. No carnaval de Salvador a melhor opção é táxi, sempre. Entretanto, vc estará muito longe do circuito e o táxi sairia muito caro – mas avalie se não vale o preço, evitar o “perrengue”. As opções mais em conta seriam estacionar em bairros próximos e ir andando – exemplo: estacionar na Graça, ou nas ruas internas da Barra Avenida ou do Jardim Apipema, em estacionamentos nas ruas, aos cuidados dos flanelinhas. Não gosto dessa opção. Na Princesa Isabel fica o estacionamento da Perinis, que é pago durante o carnaval. Na Princesa Leopoldina, o prédio do estacionamento do Hospital Português. Confira as tarifas e veja se vale a pena. No passado, o estacionamento do Shopping Barra também era usado no carnaval, – vc teria que checar no site do shopping, mas chegar e sair até ele seria uma loucura total. O que eu faria, seria usar um estacionamento no Caminho das Árvores-Pituba – shoppings Iguatemi ou Salvador ou algum dos muitos estacionamentos comerciais da área e daí pegaria o táxi. É uma corrida de bom tamanho para os taxistas- eles não refugam passageiros desse ponto. Do Rio Vermelho ou Federação os taxistas não gostam da corrida e certamente vc ficará na mão no retorno. A sugestão do estacionamento da UFBA em Ondina,dada por Ana Luísa acho que não vale mais porque carros não entram na Adhemar de Barros, no carnaval. Na hipótese de vc ir para os estacionamentos da Perinis ou Hospital Português, vá cedo, através do Vale do Canela e pegue o acesso para a Graça.

    Outra opção, caso seu estilo seja “popular”, seria pegar ônibus de linha em Stella e saltar em Ondina ou Rio Vermelho. Os ônibus funcionam 24 horas.

    Encontrei na net uma lista de vagas de rua próximas à folia da Barra, em 2011.P rovavelmente também estarão dispónívies em 2012.
    Conte com muito engarrafamento:

    PRINCESA LEOPOLDINA – 84 vagas
    JARDIM BRASIL – 130 vagas
    MARGINAL CENTENÁRIO (CONJ. SÃO PAULO) – 50 vagas
    R. MARTAGÃO GESTEIRA – 80 vagas
    PLÍNIO MOSCOSO – 35 vagas
    TRANSVERSAL MQ. CARAVELAS C/ PRINC. ISABEL – 100 vagas
    SABINO SILVA – 400 vagas
    MORRO DO GATO – 100 vagas
    RUAS MACAPÁ E SENTA PUA – 130 vagas
    GARIBALDI – 250 vagas
    MARGINAL GARIBALDI (ACESSO À TV ITAPOAN) – 100 vagas
    ÁREA SAÍDA ADHEMAR DE BARROS – 70 vagas
    SÃO LÁZARO (PORTÃO UFBA AO LARGO) – 60 vagas

    Total – 1.589 vagas

    Ana, assino nas dicas da Eunice!
    Lembrando que no Carnaval tem que caminhar muito sempre – seja quando chegar ou pra sair do circuito!
    Acho o estacionamento da Perini bem localizado, em frente ao Hospital Portugues. Vc chega pelo Vale do Canela sem muito congestionamento – para o padrão dos dias, claro…

    O estacionamento da Ufba é bom e fica perto do fim do circuito, mas tem que pegar bastante transito para chegar. É na Adhemar de Barros e lá engarrafa muito.

    Se for estacionar na rua, acho melhor parar nas ruas paralelas à Av. Centenario.

    Se não for todos os dias, acho que vale acertar com um taxi. Vai dar uns R$70-80 cada corrida. Se o carro for com 4 passageiros, não pesa tanto. Daí ja combina de ligar pra fazer o retorno. Corridas boas e seguras com certeza interessam aos taxistas! E vc vai poder tomar uma cervejinha numa boa – as blitze acontecem durante as madrugadas de carnaval nos caminhos da volta do circuito, não acrrdito que esse ano seja diferente.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.