Belo Horizonte

Belo Horizonte

Belo Horizonte está onde nunca esteve. No suplemento de viagens do New York Times, por exemplo: nos últimos anos Beagá foi a estrela da edição em dois momentos. Uma vez de carona com o Instituto Inhotim, um dos centros culturais mais badalados do mundo, na vizinha Brumadinho; outra vez por conta dos seus botecos. Cidadã do mundo, sem perder a mineirice.

A verdade é que Belo Horizonte já nasceu moderna. Foi a primeira cidade brasileira planejada, na virada do século 19 para o 20. Cresceu quieta – tornou-se metrópole mantendo a imagem de clube da esquina.

As montanhas que circundam a cidade guardam tesouros naturais e artísticos. Reservas ambientais, estâncias serranas e a mais bela coleção de cidades históricas do país estão a dois passos da capital.

Quando ir

Assim como em todo o Sudeste, Belo Horizonte é quente e úmida na primavera e no verão, e tem clima seco e noites frescas no outono e no inverno.

Em maio e abril a cidade se agita com o Comida di Buteco, em que o público vota nas melhores novidades de quarenta botequins.

Em maio também tem o Festival Internacional de Teatro, que inclui apresentações de rua.

O inverno é ideal para curtir os fins de semana no vilarejo serrano de São Sebastião das Águas Claras (ou Macacos, para os íntimos), 35 km ao sul. Agosto é mês de festival gastronômico em Tiradentes. Os melhores carnavais são os de Ouro Preto e Diamantina.

Como chegar

O longínquo aeroporto de Confins é servido por vôos diretos de São Paulo (Congonhas e Cumbica), Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Vitória, Brasília, Goiânia, Campinas, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Porto Seguro, Ilhéus, Maceió, Uberlândia, Montes Claros, Miami, Lisboa, Montevidéu e Cidade do Panamá.

O aeroportinho da Pampulha recebe alguns vôos diretos regionais, Uberlândia, Montes Claros e Ipatinga, e também de Campinas.

Brumadinho, onde fica Inhotim, está 60 km a oeste.

Sabará é a cidade histórica mais próxima: fica 25 km a leste. Ouro Preto está 110 km ao sul — mas, a exemplo de Tiradentes (200 km ao sul) e Diamantina (300 km ao norte), merece ao menos um pernoite.

Onde ficar

A hotelaria belo-horizontina é francamente voltada para o viajante a negócios. Os hotéis mais antigos e tradicionais ficam no Centro. Hospedar-se por lá é pouco interessante porque o lugar morre à noite.

A maior parte dos novos hotéis se distribui entre a Savassi e Lourdes, dois bairros centrais onde se encontram restaurantes, bares, lojas de rua e shopping centers.

Lourdes é o bairro do momento: entre os bons hotéis do bairro estão o Mercure Belo Horizonte Lourdes, o Promenade Platinum, o flat San Diego Suites e o Clarion Lourdes.

A Savassi tem uma coleção de bons flats da rede Promenade, como o Ianelli, o Volpi, o Pancetti, o Champagnat e o novíssimo hotel Toscanini, com decoração supercontemporânea. O bairro tem outros hotéis relativamente novos, como o Holiday Inn Belo Horizonte Savassi e o Ibis Belo Horizonte Savassi (vizinho a ao Ibis Budget Afonso Pena).

Os arredores da Praça da Liberdade também fazem uma localização interessante: você está próximo às várias atrações da praça e também da Savassi e de Lourdes, e os hotéis costumam ter bons preços. Por ali, considere o Ibis Belo Horizonte Liberdade e o Royal Savassi Express.

Existe também um incipiente pólo hoteleiro na saída da cidade para Nova Lima, próximo ao BH Shopping; por ali estão um Caesar Business e um Mercure Apartments. É interessante para escapadas a Brumadinho (Inhotim) e Ouro Preto.

Em fins de semana e feriados as tarifas baixam.

Antes de planejar uma esticada a alguma cidade histórica, verifique se não há nenhum festival na época da viagem.

O que fazer

O circuito básico inclui visitas à Praça da Liberdade, ao Museu de Artes e Ofícios, ao Mercado Central e, evidentemente, ao complexo da Pampulha, primeira manifestação do gênio de Oscar Niemeyer.

O circuito mais divertido, porém, é o dos botecos. Abra os trabalhos no Mercado Central e depois faça da lista do Comida di Buteco o seu guia oficial. (Dê uma chance ao jiló!)

A noite mais arrumadinha da cidade está em Lourdes. Tome como marco zero a rua Curitiba, à altura da praça Marília de Dirceu.

Uma incursão ao Inhotim é indispensável. Mas na própria Praça da Liberdade não perca outro museu de última geração: o das Minas e do Metal, patrocinado por Eike Batista (nos tempos em que estava podendo).

Belo Horizonte no Viaje na Viagem

Passagens mais baratas para Belo Horizonte no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue carro em Belo Horizonte na Rentcars em até 10 vezes

Trânsfers e passeios em Belo Horizonte com a Easy Travel Shop

116 comentários

Estive com a família agora em Janeiro em Minas, visitamos muitos lugares interessantes em Belo Horizonte, Ouro Preto e fomos a Brumadinho, lembrando que o turismo em Inhotim continua muito forte e vale muito à pena. Quanto ao período chuvoso, tivemos sorte, pois choveu muito pouco e não atrapalhou o passeio. Amamos conhecer este estado lindo!

Olá, ir no carnaval com criança vale a pena? é seguro? BH, Inhotim, Ouro Preto e Tiradentes fará do passeio um perrengue por causa da festividade?

    Olá, Cristiane! Em Ouro Preto tem carnaval de rua. Tanto em Ouro Preto quanto em Tiradentes ou mesmo Brumadinho será difícil quebrar o pacote de hospedagem do carnaval.

Faltou mencionar a Praça do Papa e o Parque das Mangabeiras, roteiros indispensáveis para quem vai a Belo Horizonte.

Vale a pena BH + Inhotim + Tiradentes na semana que carnaval se a intenção é fugir de festas de carnaval??

    Olá, Rafaela! BH tem carnaval de rua. As pousadas de Tiradentes não aceitarão reservas de menos de 4 ou 5 dias.

2 ou 3 dias em BH é um passeio muito bacana, visitando os museus do Circuito da Praça da Liberdade, conhecendo o Complexo da Pampulha, vasculhando os corredores do Mercadão, almoçando no Xapuri, comprando artesanato na Feira Hippie no Domingo de manhã, tirando fotos no Mirante das Mangabeiras e botecando de noite ! Uai Not ?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.