Juliaca, Puno, Copacabana e La Paz pra Lu Malheiros

Puno-Peru e Copacabana-Bolívia

A Lu Malheiros, nossa assessora especial quando o assunto é Machu Picchu, segue percorrendo a América do Sul. Em sua próxima viagem, em abril, a Lu vai a Lima e Puno, no Peru, e Copacabana e La Paz, na Bolívia. Ela já fez a lição de casa pesquisando informações em vários blogs, mas restam algumas dúvidas. Diga lá, Lu!

Estou relendo os ótimos posts da Carla Portilho (Idas e Vindas) e da Camila Navarro (Viaggiando). Ainda não tive tempo de olhar com calma o La Chica de Mochila (da Camila Camargo) nem o Domingão de Twittadas, mas queria me adiantar e tirar umas dúvidas:

– Existe ônibus turístico do aeroporto de Juliaca para Puno ou é preciso negociar com os taxistas? Alguém tem idéia de preço? Entendi que Juliaca não vale a pena, melhor não ficar na cidade.

– Pelo que li até agora, seria melhor pegar um ônibus turístico para ir de Puno para Copacabana, certo?

– Táxi em La Paz: posso pegar qualquer um na rua, como em Lima, ou é recomendado usar radiotáxi?

Quem tem dicas para a Lu? Aos comentários!

Leia também:

Dividindo a Bagagem, o blog da Lu Malheiros

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email

87 comentários

Pessoal preciso de uma ajuda em maio
Viajarei de mochilao
Pela América do
Sul
E em uma quarta feira quero pegar um trem de Puno a Cusco . Seria aquele
Trem durante
O dia todo de 10 horas com comida e bebida . Eu já consigo comprar ? Qual
É o site ? Obrigada ABS

    Olá, Danyelle! Aquele trem era bastante car, e agora foi substituído por outro, mais caro ainda, que vem de Arequipa. Pense em ir de ônibus.

Bom dia Pessoal, estive apenas alguns comentários e como não vi o roteiro que eu gostaria de fazer preciso perguntar. Meu plano é voar até La Paz, visitar a cidade por um ou dois dias, visitar Tiwanaco e Puma Punku em um dia, voltar a La Paz e em outro dia visitar Isla Del Sol e Copacabana ou seja, ficar na Bolívia 3 ou 4 dias. Quando eu estiver em Copacabana, pelo que li, posso pegar um ônibus e atravessar a fronteira e ficar um dia em Puno e depois pegar um trem para Cuzco e de lá seguir o meu roteiro “Pré Colombiano” visitando as outras cidades até chegar em Machu Picchu. Voltar a Cuzco e pegar um Avião até Lima e finalmente voar para São Paulo. Estou certo? Estou esquecendo algum detalhe? Prefiro ir de La Paz para Lima e não o contrário. Alguém discorda? Meu objetivo é unica e exclusivamente ver as ruínas, visitar as cidades históricas desses dois países.

Olá.
A viagem que fiz a Bolívia foi maravilhosa, a mais marcante da minha vida. Torço para que a sua seja tb!
Não me senti insegura em La Paz ou em qualquer cidade da Bolívia, peguei taxis em qualquer horario em qualquer lugar e não tive nenhum problema! Aliás encontrei um taxista super parça que me indicou um hostel super honesto em Uyuni!
Esse é o meu relato sobre os taxistas.. Espero ter ajudado!

Ola, Lu
Passei 3 dias em La Paz em fevereiro.
Eu não lembro bem, mas acho que tive que pagar sim uma taxa de embarque no aeroporto. Mas, foi um valor pequeno e até havia a possibilidade de pagar em dolar, porem com uma cotação pior que a do cambio na ocasião.
Não troquei dolares em casa de cambio: sacava notas de bolivianos direto nos ATMs, com o cartão de debito de minha conta corrente.
Passeando pela cidade, fiz o de sempre: andei com a copia do passaporte, mas não me foi pedida em nenhum instante.
So comi refeições no proprio hotel. E , nele, o cartão de credito foi aceito normalmente.
Taxis não aceitam cartão, tem que ser em dinheiro local.
Vá tranquila… La Paz não tem nada de muito diferente de qualquer outra capital latino americana.
se voce quiser ler algo mais, tem o VnV publicou o relato de uns dias que passei la, no link “Uyuni”.
E, ultima dica: prove alguns dos bons vinhos bolivianos.
Boa viagem!

    Guilherme,
    Muito obrigada!
    Li o seu relato assim que foi publicado, muito legal! 😉

Querida Bóia, acabei de emitir passagens com milhas para La Paz. Viajo daqui a uma semana e, dessa vez, farei somente La Paz e Sucre. Fiz uma busca rápida para complementar o que eu já tinha arquivado e encontrei bastante informação sobre o que fazer nas duas cidades e, surpresa!, indicação de bons restaurantes em La Paz. Entretanto, estou sentindo falta de dicas gerais como: melhor lugar para fazer câmbio; o uso de cartões de crédito em restaurantes e hotéis (é bem aceito?); é mesmo preciso andar com o passaporte como alguns dizem?; há uma taxa de embarque cobrada no aeroporto?
Dá para colocar no perguntódromo se alguém tem mais dicas das cidades?

    Olá, Lu! Vamos compartilhar esta pergunta no Perguntódromo. Havendo, resposta, aparecerá aqui.

    (De todo modo, eu não andaria com passaporte no bolso em lugar nenhum do mundo. Faria uma fotocópia e andaria com ela. A probabilidade de parar numa delegacia ou de ter que subornar um policial por isso me parece bem menor do que a possibilidade de ter o passaporte perdido ou furtado. Além do quê, a Bolívia faz parte do Mercosul… ande com a carteira de identidade, ela vale como documento.)

    Bóia, eu também não andaria com passaporte não! Só que li um ou dois relatos que dizem que os policiais pedem o passaporte e que não sabem (oi?) que a carteira de identidade seria válida no nosso caso. Depois do episódio do falso policial em Bogotá, estou ainda mais cuidadosa com essas abordagens…

Eu de novo, Bóia! Insisti e consegui falar com o escritório deles em SP. Dá para comprar passagem pelo site, mas se quiser comprar em reais o melhor é fazer uma reserva e mandar o código para [email protected] que eles emitem. 🙂

Bóia, querida, você sabe se dá para comprar passagens pelo site da Boliviana de Aviación (BoA)? Uma colega minha tentou há uns dias e não conseguiu. Li relatos que seria possível fazer reserva pelo site, mas que a passagem teria que ser retirada em um escritório deles. Obrigada! 😉

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.