Las Vegas: em que hotel você ficou?

Venetian, Las VegasSim! Vamos começar a falar de Las Vegas?

Junto com este post, estou subindo a minha resenha dos três hotéis em que fiquei na minha passagem ano passado por Las Vegas — o Bellagio, na categoria luxo, o Mirage, no pelotão intermediário, e o Stratosphere, no nicho mão-de-vaca.

Devagarzinho, a fábrica de posts sobre Vegas vai trazer novidades.

Enquanto isso, que tal comentar sobre a sua experiência de hospedagem por lá? Diga onde ficou, quando — e se aproveitou o que hotel oferecia, ou só usou para dormir mesmo.

Bora nessa? Depois a gente compila daquele jeito organizadinho. Thank you, trips!

Leia também:

3 hotéis em Las Vegas: Bellagio x Stratosphere x Mirage

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


145 comentários

Fui no final de setembro de 2011, e me hospedei no ARIA. O hotel é super novo, decoração moderna.

Pegamos um quarto com vista para a Strip, em andar alto, muito legal. O quarto é bem grande, o banheiro também é enorme, e a parte sanitária é separada das pias por uma porta, o que acaba facilitando o uso do banheiro por duas pessoas simultaneamente. Os itens do quarto são todos automatizados (comandos de cortina, luz, televisão, feitos através de um aparelho eletrônico e um controle remoto).

Como o hotel não é temático, não fica tão lotado de turistas passeando, o que eu achei muito bom, até porque precisamos passar pelo cassino para chegar aos elevadores que levam aos quartos.

O buffet é excelente. Há várias piscinas, que chegamos a utilizar em um dia, e lá o serviço também é muito bom.

Além disso, a localização, praticamente no meio da Strip (ao lado do Bellagio) é ótima.

Recomendo!

Já fiquei no Venetian, final de novembro 2009 pagando USD159 a diária no quarto mais simples. Voltei ao Venetian no inicio de novembro de 2009 e através de um lance do Priceline paguei USD80 pelo mesmo quarto (originalmente era para ser no Palazzo, mas como cheguei as 9:00 da manhã e eles não tinham quartos para check-in imediato, me ofereceram o Venetian). Ainda fiquei no Planet Hollywood, em um quarto com vista para as fontes do Bellagio e para a torre do Paris Paris, por cerca de USD70 (durante um final de semana).

No Venetian eu sempre ganhei bons cupons de desconto (para coisas que valiam realmente a pena, como uma entrada sem fila para a Lavo ou para a Tao, com direito a USD30 em drinks, bons descontos nos restaurantes italiano e grill do hotel, 2 tickets para o Fantasma da Ópera pelo preço de 1,etc). Sou suspeita para falar, pq o Venetian cativou meu coração. Adoro o cheiro que o hotel tem (uma fragancia desenvolvida especialmente para eles), acho as duas piscinas muito agradáveis, com uma aerea separada para badalações mais freneticas (a Tao beach). O complexo fitness também é super bem equipado e conta com profissionais a disposição o tempo todo. Café da manhã eu tomava em uma micro loja do próprio hotel, mas só porque o restaurante mais indicado para o café tinha filas o tempo todo. O quarto é um espetáculo, são os maiores quartos “simples” de Las Vegas, com TV de LCD em frente a cama, em frente ao sofá do escritório (que também conta com fax e multifuncional) e LCD de frente para a hidromassagem no banheiro (que conta com chuveiro separado, privada em ambiente separado, duas pias e vanity table para as meninas, com super iluminação e espelho de aumento). Para chegar ao quarto não precisava passar DENTRO do cassino, somente ao largo.

No Planet Hollywood o quarto era bem menor, com decoração temática do filme Atração Fatal (todos os quartos tem memorabílias de algum filme e os dados referentes a ele). O banheiro tinha uma hidromassagem menor que a do Venetian. O café da manhã era no Earl of Sandwich, simplesmente os melhores sanduiches que já comi na minha vida. Para chegar ao quarto era preciso passar por dentro do cassino e eu sempre me perdia, o que me irritava um pouco. Também era preciso passar por dentro do Shopping (o que eu até gostava). A piscina é tão acanhada que eu nem me atrevi a dar as caras por lá. Os cupons de desconto também eram para atrações pouco proveitosas, como o buffet do Rio (que não é na Strip). Em termos de localização, eu discordo do Riq e acho melhor do que a ponta com Venetian e Mirage…

Na nossa viagem a Vegas o critério foi um pouco diferente. Queríamos hotéis que pudessem ser considerados “família”, e, já que estávamos em Las Vegas, decidimos não economizar. Pra dizer a verdade, o hotel lá custa quase a metade de um equivalente em outras grandes cidades do mundo. Então aproveite e, ao invés de economizar em hospedagem, gaste o mesmo e fique num lugar DUAS VEZES melhor.

Depois de ficar em dúvida entre Wynn, Four Seasons e Palazzo/Venetian, nos decidimos pelo último. Ficamos no Palazzo, que é um hotel MUITO bom. Os quartos são enormes, tinindo de novos, com 3 tvs tela plana (até no banheiro tem uma). Recebemos um upgrade gratuito e ficamos no 46o andar. A vista é fenomenal! O serviço é muito discreto e atencioso. Realmente não vimos desvantagem nenhuma em ficar lá!

O cassino é pequeno e low profile (bom pra quem está com crianças), o que não vai agradar aos jogadores mais sérios. Mas o cassino do Venetian é bem maior e fica a 5 minutos de lá. Saindo do elevador tem um Grand Lux Cafe (da mesma rede do Cheesecake Factory) e outros restaurantes. No conjunto Venetian/Palazzo, tem dezenas de restaurantes, desde lanchonetes e cafeterias até restaurantes de alta gastronomia.

A alguns passos do cassino está o mini shopping do Palazzo mesmo (chique, agradável e vazio), e em 5 minutos de caminhada você chega num dos shoppings mais interessantes da Strip, o Canal Shoppes do Venetian. Lá, tem mais um montão de lojas (mais populares), restaurantes, a Piazza San Marco e, o mais legal, o passeio de gôndola.

Além de todas essas comodidades, ainda tem 2 teatros dentro do hotel. Na época em que fomos, estava passando Blue Man Group e Jersy Boys. Deixe pra comprar os ingressos depois de chegar ao hotel; tem uns descontos bons!

No térreo do shopping tem uma Walgreens (bom pra comprar água e lanchinhos que custam os tubos lá dentro do hotel, bem como souvenirs de LV), e atravessando a rua você chega ao: Wynn (hotel lindo, com um dos melhores buffets da cidade), Fashion Show Mall (shopping normal de cidade americana, bom pra fazer compras “normais”), Treasure Island (tem o show de piratas e sereias, que as crianças adoram), e Mirage (onde ficam um restaurante japonês excelente e o minizoo do Siegfried and Roy).

Ah, tá, tinha 1 desvantagem ficar no Palazzo: tivemos que pegar táxi pra ir ao Bellagio assistir “O”, e para ir ao MGM ver “Ka”. Mas, sendo LV, você vai ter que usar o táxi uma hora ou outra.

Amigos,

Fui em outubro/2011 e fiquei no Venetian. Gostei bastante.

Primeiro de tudo: é um hotelzão de Las Vegas, portanto, tem cara de Las Vegas. Tudo fake e afetado. Mas é pra isso que se vai pra lá, certo?

Bom, achei o quarto bacanão. Espaçoso, com cara de “veneza”. Era o mais básico e tinha sala, banheiro espaçoso, tudo legal. O ambiente é todo exuberante, não só na parte das gôndolas, mas também nas outras áreas comuns.

Na subida dos quartos tem uma Bouchon Bakery, do Thomas Keller. É uma delícia absoluta.

Sobre a localizão, fica bem no miolo da Strip: em fente ao Mirage, do lado do Wynn. É facílimo caminhar para as coisas bacanas como restaurantes e shows por ali.

Não sou de jogar, mas o cassino era bem legal. Pode ser impressão, mas parecia menos claustrofóbico que os outros.

Por último, eles foram bacanas comigo em termos de serviço: saí para o aeroporto e esqueci os passaportes no cofre – erro clássico. Voltei correndo de taxi e eles foram super ágeis em me dar acesso ao quarto. Deu tempo de pegar, voltar e não perder o voo.

Enfim, pra mim valeu a pena. Consegui uma tarifa decente no Jetsetter. Recomendo.

DDT

Fui pra Las Vegas no feriado do Veterans Day, aproveitando uma promocao da Copa que saia da minha cidade, que sempre pego os voos, Porto Alegre. Na hora da reserva fiquei super em duvida, porque sao muitos hoteis e na maioria bons e com precos bem abaixo do que pago por hoteis semelhantes em outras cidades dos Estados Unidos. Optamos pelo New York New York. O primeiro quarto que nos deram nao gostei, tinha que ter uma mapa pra chegar nele, de tao longe que era do elevador.Pedimos um outro e logo foi trocado por um bem melhor localizado. O quarto era bem amplo, com poltronas e TV LCD, no geral gostamos do quarto e do hotel. Ficariamos novamente la com certeza.( Nao sei se o fato de eu ter adorado Las Vegas me influenciou na minha aprovacao do hotel.)Aproveito para indicar o show Le Reve, No Hotel Wynn, e imperdivel, o melhor espetaculo que vi na vida.

Olá Ricardo,

Fiquei em Las Vegas no último verão e com certeza preciso bater palmas para o que vi lá. Las Vegas é uma cidade de extremos, muita excentricidade, e diversão. Ah, Las Vegas, sim, é uma cidade para todas as idades, como NYC.
Céus Límpidos quase todos os dias do ano, temperaturas altas de dia e amenas a noite, faz com que seja fácil caminhar ao ar livre ao longo dia(procurando não exagerar nas horas de pico).

Fiquei em 2 hotéis em Las Vegas e visitei mais alguns outros. O primeiro foi o HRH Tower, que é anexo ao antigo(mas renovado e impecável) Hard Rock Hotel. Localizado a 1 quarteirão da Strip(ou seja, mais tranquilo) você está a poucos metros dos outros hotéis. Mas o Hard Rock conta com tudo para fazer sua estadia completa(http://goo.gl/3IwTu). Nightclub, Spa(um dos melhores de Vegas), cafés, bares e restaurantes permeiam o terreno com ótimas opções, como o Mr. Lucky’s(24h), Nobu(o melhor japonês da cidade), o Pink Taco(do Ator Robert DeNiro) e outros. O quarto é ótimo, automatizado, camas super confortáveis, ótimo banheiro e por preços acessíveis além de vários pequenos luxos ao longo da estada. Seu destaque, com certeza fica para o complexo de piscinas que existe entre as 3 torres, ou melhor, as praias que existem por lá.(http://goo.gl/9VkNb)
São piscinas de água doce com temperatura controlada, com várias cadeiras de praia além do chão de areia. Existem vários pontos de sombra devido às centenas de coqueiros que estão presentes. Além disso, existe um rio ligando piscinas, bares, piscinas fechadas para maiores de 21, por conter jogo e bar. Com certeza indico e voltarei.

Tive que trocar de hotel e por falta de informação, acabei ficando no Hilton. Hotel antigo, decadente, com quartos enormes, mas cama ruim e o banheiro pior ainda. Acho que só usei ele para dormir mesmo, pois não agüentava ficar naquele ambiente. Acredito que a pior parte foi chegarmos com o carro na porta, pegarmos uma fila para deixar o carro no valet que demorou pelo menos 20 minutos e quando vou descarregar as malas não havia 1 porteiro ou alguém do hotel para ajudar. Além da enorme fila e confusão das minhas reservas pela recepcionista do hotel. O pior de tudo, paguei mais cara a diária nele que no HRH Tower. Dizem que o hotel estava passando por uma renovação e que eu estava no quarto que ainda não havia sido reformado. Não volto.

Passei por alguns outros hotéis como o Mandalay Bay, que é enorme, mas não vive mais seus dias de glória, apesar de que acredito que esteja em ótima forma, o Paris, que me surpreendeu pela beleza e riqueza nos detalhes, além do jantar na torre eiffel, e no Encore at Wynn(http://goo.gl/rqeSx) que junto do Aria é disparado o hotel mais luxuoso que encontrei. No Encore tive a oportunidade de visitar uma das suites e fiquei maravilhado. Recomendo juntar uma bela grana e pegar uma das suítes dele, que chegam até a dispor de serviço de mordomo 24h.

    Oi Francisco,

    voce acaba de me dar uma otima noticia! Estou indo pra Las Vegas em maio e escolhi o HRH. Bom saber que voce gostou.

    Abs

Vou começar entao. Já fui algumas vezes pra lá, pois o voo de SF pra LV dura um pouco mais de 1 hora e dá pra conseguir por uns $ 100. Sempre pego promoçoes no Orbitz ou Expedia, acho que é o destino onde tem mais promoçoes no Oeste dos EUA. Por isso, nunca, mas nunca mesmo, pague tarifa cheia dos hoteis.
Já fiquei no Flamingo, que foi um dos primeiros hoteis de Vegas. Super confortavel, legal pra crianças pq tem pinguim, flamingos etc. Fiquei tb no NYNY, e não gostei. Muito lotado,ar condicionado gelado, e meio longe pra andar só à pé. O melhor que eu fiquei foi o Paris, comida otima , qtos enormes e preço mais que justo. Ótima alternativa pra quem n?o conseguiu lugar no Bellagio.

    Também fiquei no Flamingo e foi bom, é antigo mas o quarto era bom e achei a localização perfeita. Não lembro o valor mas foi bem em conta. Passei também uma noite no Trump Tower, quarto maravilhoso com vista espetaculat, mas não tem cassino.

Então, ainda não fui… to querendo ir no segundo semestre deste ano, se souberem de algum bom, por favor, postem aqui… obrigado.

Fui pra Las Vegas no “Labor Day Weekend” de 2011.

Toda primeira segunda-feira do mês de setembro é feriado do Dia do Trabalho e o final de semana que antecede o feriado é um dos mais agitados: baladas, pool parties, DJs… tenho a impressão de que todos os DJs do mundo vão pra lá nessa data, final de temporada em Las Vegas.

Me hospedei no Wynn Suites – parte mais top do Wynn – pra fazer bonito, já que eu fui pra me (re)casar após 10 anos. O hotel é maravilhoso! Tudo novinho, serviço perfeito padrão americano (você tira a garrafa do frigobar e eles debitam online na sua conta no hotel, que você pode conferir pela TV), piscina privativa, concierge atencioso… não tenho absolutamente nada a criticar, a não ser o preço 🙂

O cassino é moderno, tem baladas legais dentro do Wynn e, de quebra, você é tratado como hóspede também no Encore, hotel vizinho que abriga o famoso Encore Beach Club.

Fiquei na Parlor Suite a U$750/dia. Eu sei, eu sei… dói o coração mesmo. Mas se serve de consolo, o quarto está no mesmo nível do Faena de Buenos Aires. A vista é maravilhosa, o banheiro (com banheira) gigantesco, a cama é king size e cheia de travesseiros… enfim… tudo aquilo que você sempre quis.

Pretendo voltar esse ano de novo no Labor Day Weekend. Mas ainda não decidi qual hotel ficar. Estava pensando no Cosmopolitan por ser mais “jovem”. Explico: me senti um pouco deslocado na piscina privativa do Wynn. A média de idade era (bem) alta e o pessoal um pouco esnobe. Imaginem o susto quando viram um cara de sunga, todo tatuado, acompanhado de uma mulher com o biquíni brasileiro?

Acho que é isso… se alguém tiver alguma pergunta, me disponho a responder.

Abraços e boas viagens a todos!

Breno B.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.