Já emitiu passagens no programa do seu banco? Conte pra gente! 1

Já emitiu passagens no programa do seu banco? Conte pra gente!

Programas de emissão de passagens dos bancos

Recentemente as administradoras de cartões de crédito no Brasil fizeram as contas e acharam que levariam a melhor se, em vez de recompensar seus clientes com milhas das cias. aéreas, passassem a comprar diretamente as passagens no mercado.

Hoje os três principais bancos privados em atuação no país têm esquemas assim. Clientes de cartões Bradesco podem emitir passagens diretamente no site do Bradesco Fidelidade; clientes do Banco Itaú portadores de cartões múltiplos do banco podem emitir passagens no Ponto Viagem, vinculado ao programa Sempre Presente; e clientes dos cartões Santander, no site do Superbônus Viagens.

Mas que vantagem Maria, a titular do cartão, leva?

A grande vantagem é não ficar preso a uma cia. aérea ou aliança específica: você pesquisa a viagem pela data, e podem vir opções em todas as cias. Os bancos também prometem não haver limitação de assentos nem datas bloqueadas. E como as passagens são compradas no mercado, você acumula milhas no programa de fidelidade da cia. aérea.

Pela lógica, o esquema direto dos bancos beneficiaria quem quer usar os pontos para viajar à Europa e Estados Unidos, que são os destinos mais difíceis de conseguir nos programas de milhagem das cias. aéreas brasileiras.

Por outro lado, quem não transfere seus pontos para a cia. aérea fica impossibilitado de aproveitar as promoções de milhas reduzidas que volta e meia as cias. nacionais fazem (para destinos domésticos, é bom frisar).

No frigir das milhas, porém, tão importante quanto a disponibilidade de assentos é o preço dessas passagens, em pontos.

Daí eu pergunto: você já usa o programa de emissão direta de passagens do administrador do seu cartão? Conseguiu fazer bons negócios? Compartilha com a gente, plis!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


65 comentários

Cada dia mais me convenço que estes programsa de fidelidade são uma enganação. Todas as vezes que pesquiso, estão exigindo um absurdo de milhas- e nem são viagens em alta temporada. o correto é não tomar decisões de compras baseado em milhas que se vai ganhar, pois está muito difícil utilizá-las.

Já utilizei o Bradesco Fidelidade algumas vezes, porem vi que agora ná teve algumas alteraçoes com relaçao a quantidade de pontos, mas para nao ter mais stress com o banco Itau eu entrei com uma ação contra o banco pois a quantidade de pontos que tenho é impossivel ser utilizada em tao pouco tempo e a maioria dos clientes foram informados em cima da hora ref a mudança de pontos e acho que todos os clientes do programa Sempre Presente deveriam fazer o mesmo.
Nao sei se foi de conhecimento geral mas o SMILES está tendo que dar explicações ao Ministério Público ref a alteração da tabela de resgate de pontos.

O problema do povo brasileiro é que aceita tudo e não vai atrás dos seus direitos – imaginem se todos os clientes resolverem entrar com ação contra o banco e requeressem os pontos em valores por nao concordarem com as novas regras do programa? Qual nosso direito – contrato de adessão e agora imposição?

Já usei o Bradesco Fidelidade para viagens internacionais 2 vezes e achei ótimo e conveniente.
Recentemente troquei meus pontos para ir a Los Angeles em outubro próximo, 4 adultos, por 284.000 pontos pela AeroMéxico com 1 escala na Cidade do México. Ou seja, 71 mil pontos por pessoa, mais 776 reais em taxas.
Não sei, mas achei muito bom. Nunca transferi pontos para programas de fidelidade.
O que vc acham?

Eu usei recentemente pra fazer o trecho rio-cwb-rio em julho o programa superbonus santander, pelas minhas cotações valeu mais a pena do q ir direto na tam ou smiles.Achei o procedimento um tanto burocrático, mas funciona. O unico porem é o pgto de taxa de conveniência. Vale ressaltar que a qtde d pontos variam de acordo com o valor da passagem, dormi no ponto e paguei mais de 10 mil pontos a mais do q a cotação do dia anterior, mas ainda assim, valeu mais do q nos programas de pontos das cia. aéreas.

Já utilizei várias vezes meus creditos no bradesco Fidelidade. Tiro uma passagem por ano internacional para Paris. A melhor empresa para chegar até Paris é Tap (exceto Iberia, mas eu nao voo com Iberia nem de graça). Geralmente sao necessarios comprar 80.000 reais no cartao para ganhar uma passagem BH-Paris.

Sempre utilizamos os pontos do Bradesco Fidelidade para as viagens internacionais. Podemos escolher poltronas, companhias aéreas e quando a passagem está com preço baixo, preferimos compra-las no cartão. Fomos para Londres, Paris, Espanha e cidades dos EUA.
Para passagens internas normalmente não vale a pena, mas já levamos os pimpolhos para o Beach Park, em Fortaleza, com os pontos do cartão. Para nossa família vale muito a pena!

Ótimo post. Tenho concentrado minhas compras de cartao de credito no Itau, mas com essas últimas mudanças vou ter que reavaliar a estratégia. De toda forma, está muito difícil emitir passagens com milhas a uma quantidade razoável para viajar na alta temporada. Em março emiti uma passagem GRU/CUN/MIA/GRU pela AA por 120 mil milhas para julho. Mesmo com essa alta quantidade de milhas, achei melhor do que gastar quase US$2 mil pela passagem…

    Patricia, eu tive uma experiência muito parecida agora em julho. Fiz GIG/NAS/MIA/GIG. Também tive grandes dificuldades, e acabei optando por comprar perna de ida na COPA e pegar a volta com milhas GOL (caríssimas). Não posso te dizer que gostei do resultado, mas sem dúvida que a economia foi grande. As Cias aéreas estão loucas, e com o dólar no valor que está, tá feia a coisa ! :)))

Acabei de fazer uma simulação pra minha proxima viagem:

Saindo 06/11 e voltando dia 18/11 para os EUA:

American Airlines 40 mil milhas.
Bradesco (Bradesco Fidelidade) 60284 (American, US Airways, United)
United 85 mil milhas (deu calo no olho só de contar a quantidade de escalas)
Santander (SuperBonus Viagem) 87 mil milhas (American, United, US Airways)
US Airways 90 mil milhas
Delta 95 mil milhas
Itau (Pontos Viagem) 107355 (United, American, Lan, Copa)
Tam => Não mostrou assentos
Smiles => Não mostrou assentos

Conclusão:

o Site do Itau é totalmente nonsense para viagens internacionais (já fiz outras simulacoes e o resultado é sempre parecido). Se puder escolher ao menos um pouco a data, A American possui boas ofertas (mas o voo do Rio é um lixo). O Bradesco oferece o melhor serviço entre os bancos. Aprox 50% de ágio para os mesmo voos). United te joga pra Copa(que saudades da Continental), e te dá valores menores com várias paradas… se vc quiser viajar de avião e não aproveitar o destino, pode ser uma opcao. o Santander é um pouco “salgado” pras opcoes que dá, pois no Bradesco é mais barato. A Delta é a Delta, só quer te mandar por pelo menos 95 mil, a menos que o aviao esteja as moscas.

Então se vc precisa viajar numa determinada data pra US, o Bradesco pode vir a ser uma opcao a ser considerada. O Itau, só se vc tiver nojo dos seus pontos. Se puder mudar um pouco as datas, não creio que os bancos consigam ser considerados, mas como é pela internet, não custa dar uma olhada.

Apenas como comparaçao a passagem mais barata pro trecho pesquisado nas mesmas data foi: R$ 1933,00 (American Airlines e United).

Abraços a todos !!!

    Bom panorama, Alexandre! Depois de desistir do Itaú como cartão preferencial e queimar todos meus pontos do Sempre Presente (antes da maxidesvalorização das milhas), reativei o meu Citibank Aadvantage e estou juntando os pontos lá na American Airlines — com a vantagem que não vencem nunca, já que passei a usar esse cartão de crédito no dia a dia.

    Ainda não avaliei, mas preciso checar como é usar esses pontos em parceiras da AA (como as europeias, por exemplo), como possível alternativa de destino.

Eu tenho usado o Bradesco Fidelidade e acho ótimo, primeiro porque você pesquisa facilmente entre diversas companhias, depois se não tiver pontos suficientes você complementa com uma taxa. Acho muito mais fácil do que ficar disputando lugar nos programas das CIAs. Em 2012 fui para Paris no Carnaval usando o Bradesco Fidelidade, com apenas um pouco mais de 60 mil e pela Lufthansa, achei um ótimo negócio. Há 2 meses pesquisei passagem para Grécia pela British com parada em Londres e daria para ir com 70 mil, pena que tive que adiar a viagem.

A compra também é muito fácil, tudo pela internet e o e-ticket vem por e-mail logo em seguida.

Hoje existem algumas empresas que compram milhas. Quando a passagem exige muitas milhas para o trecho é mais vantagem vender as milhas e comprar com dinheiro a passagem. Já fiz isso e deu super certo!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.