Leitores relatam problemas com o VTM do Banco do Brasil

Moedas

As reclamações vinham pipocando há algum tempo. Leitores se queixando que seus VTMs emitidos pelo Banco do Brasil não eram aceitos no comércio ou então eram engolidos na hora de fazer saque.

O problema de aceitação é comum a VTMs que não têm o nome impresso. Muitas lojas, sobretudo na Espanha, exigem documento de identificação para comparar com o nome do cartão. E sem nome no cartão, como comparar?

Já o engolimento do cartão pelos caixas automáticos parece ter a ver com a falta de chip. Só que há outros VTMs sem chip no mercado, que não parecem dar problema como o do BB. (Fui verificar o meu próprio VTM e vi que não tem chip; sempre saquei normalmente, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.)

Anteontem a leitora Mariana Nissen publicou este longo comentário na nossa página do Facebook. É um relato que ela está compatilhando em outros blogs e mídias sociais. Está tão bem escrito e embasado, que não dá para não tranformar em post:

Comprei euros através do serviço Visa Travel Money do Banco do Brasil acreditando na propaganda do funcionário que dizia ser essa a forma mais eficaz e segura de levar dinheiro para a Europa. No entanto, o cartão NÃO funciona na Espanha e me sinto agora refém do Banco do Brasil, com mais de 3.500 euros que não posso gastar, nem sacar.

1. Não é possível sacar dinheiro com o cartão. O meu cartão principal e o reserva ficaram retidos em caixas eletrônicos. Me queixei com o Banco do Brasil em Madri, e, excepcionalmente, me deram outros dois cartões, já que a central de atendimento disse que demoraria 21 dias para enviá-los e o Banco do Brasil confirmou que esse é um problema freqüente na Espanha. No entanto, ao tentar usar um desses cartões para saque, novamente o caixa eletrônico engoliu o cartão. A atendente da Central de Atendimento do Banco do Brasil me explicou que isso acontece porque alguns caixas eletrônicos não reconhecem os cartões sem chip. Por que então o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip? E como faço para me certificar que posso tirar o dinheiro e não ficar sem cartão e dinheiro novamente?

Solicitei ajudar para localizar um banco e/ou fazer um saque emergencial, para tirar o dinheiro pré-pago, ou seja, dinheiro meu, já adquirido. Mas o Banco do Brasil e o Visa dizem que não podem me ajudar. Que o meu papel é educar as lojas na Espanha sobre esse novo produto e as suas vantagens. Sinto muito, mas não estou aqui para educar ninguém, e muito menos atuar como embaixadora de empresas tão importantes como Visa e Banco do Brasil. Tudo o que eu quero é ter em mãos o meu dinheiro.

2. As lojas não aceitam porque não aparece nenhum nome de cliente no cartão, e na Espanha todos checam a identidade do cliente antes de finalizar a compra com cartão. Se insistir, ameaçam chamar os seguranças. Para evitar esse problema bastaria imprimir o nome do cliente no cartão.

3. Nas poucas vezes que aceitaram, depois de certa insistência, a máquina não solicita o pin. Ou seja, não existe nenhum tipo de segurança extra, tal como o Banco do Brasil vende. Por que o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip, não sei. Solucionaria também o seu uso em qualquer ATM com bandeira Plus, e não apenas em alguns, aleatórios, como ocorre no momento.

4. Me dão como solução estornar o dinheiro para a minha conta corrente, sendo que comprei o euro a 2.81 e querem me devolver a 2.54. Ou seja, não é uma solução, principalmente porque continuo na Espanha e necessito euros, não reais.

Resultado, estou na Espanha, com um saldo de mais de 3.500 euros no Travel Money, mas sem poder comprar ou retirar dinheiro com dito cartão. O Banco do Brasil e o Visa se negam a ajudar no meu caso, dizendo que não tem registro de outro procedimento. Tenho um bebê de sete meses, contas para pagar, dinheiro economizado, mas retido agora por um cartão inútil.

Tudo o que eu peço é uma indicação clara de como eu posso sacar todo o meu dinheiro e deixar para sempre de contar com o Visa Travel Money do Banco do Brasil, já que o serviço não funciona na Espanha.


Mais problemas com o VTM do Banco do Brasil na Europa

O Viaje na Viagem alerta: procure comprar VTM com nome impresso e chip. Sempre pergunte à sua corretora sobre a possibilidade de gravar o nome e sobre a disponibilidade de cartões com chip.

Volto a lembrar também a inconveniência de depender 100% de um único meio de pagamento. Todos podem dar chabu. Dinheiro pode ser perdido, cartões podem ter problema de rede ou senha, e você pode precisar de mais dinheiro do que levou. Leve um pouco de dinheiro vivo, habilite o cartão da sua conta bancária para saques internacionais, leve um VTM e um cartão de crédito em qualquer viagem.

Leia mais:

287 comentários

Já usei o VTM do BB numa viagem à Itália e não tive problemas tão graves mas sempre estranhei o fato de não pedirem senha para comprar. Em nenhuma loja que fui, a senha foi solicitada. Isso me deu muita insegurança e, por isso, meu marido e eu optamos por gastar logo o dinheiro do cartão no início da viagem.No restante dos dias, optamos pelo dinheiro e pelo cartão de crédito. No ano passado, levei para os EUA o cartão Amex do Bradesco (fizemos o teste para ver se com a troca de bandeira e de banco seria diferente) e o cenário se repetiu. Não solicitaram a senha para nada. E não há o nome do cliente no cartão pré-pago também.
Ou seja, nos dois casos, fica muito inseguro pois qualquer um que achar ou roubar o cartão em acesso ao dinheiro depositado para fazer compras. Agora, só viajo com cartão de crédito e dinheiro bem guardado.

    Erika, em Portugal,no mesmo país e com mesmo cartão, dependia do estabelecimento. Às vezes eu passava e pedia a senha outros lugares só passava o cartao e ja faturava, como eram os cartões de credito antes.

Tive problemas 2 vezes em viagens diferentes para a Argentina. Cartão preso em máquinas de saque eletrônico e não recuperados. Aborrecimento em ter que ligar e cancelar. Para repor tive que pagar R$ 10,00 e carreguei com pouco dinheiro pois não confio mais nele. Na próxima vou comprar de uma outra empresa ou então volto a usar os pré-históricos travelers cheques.

Não tinha lido esses comentários aqui e já recarreguei o meu cartão do BB para a próxima viagem… O VTM é minha forma preferida de levar dinheiro para o exterior. Já passei pelo problema de tentar usar a função débito do cartão múltiplo e a operação acabar registrada como de crédito, por isso, não gosto dessa opção, mas acho que vou solicitar um cartão só de débito pra ver se funciona dessa vez.

Sobre o VTM do BB, usei na Espanha (como aconteceu com a Sandra, só não foi aceito na FNAC), Rússia, Portugal, França e Estados Unidos. Mesmo assim, agora vou me informar bem sobre o que devo fazer se der problema durante a próxima viagem.

Também, tive alguns problemas com o VTM do Banco no Brasil na Espanha por conta da falta de chip ou nome impresso. Somente em local, em Barcelona, não aceitaram. Nos demais, argumentava e conseguia utilizar. Em Portugal, não houve problemas, pois sempre pediam senha e/ou assinatura e comparavam esta com o passaporte. O ideal será o BB trocar os cartões por unidades com chip, afinal o Banco Rendimento oferece o mesmo serviço com chip.

Me desculpem, mas só viajo com dinheiro na mão. Numa bolsinha, devidamente atada à minha cintura, por baixo da calça ccomprida. Para eu perder esse dinheiro vai ser preciso que eu seja assaltada, sequestrada ou sofrer um atentado. Levo cartão de crédito como plano B, mas nunca uso. Volto prá casa sem nenhuma dívida. Nunca tive problemas. Apesar de ler desde sempre que isso não é recomendável, tenho certeza de que é o melhor prá mim. Pelo menos não passo raiva nem constrangimentos.

    Tb não acho essa uma má tática. Também evito usar cartão pq gosto de já viajar com tudo pago.
    Ano passado consegui euro mais barato em espécie que em VTM e, claro, levei todo o euro em espécie.

    Complementando, na mesma viagem usei VTM da Travelex em libra em Londres. Apesar de não ter meu nome impresso (diz “Currency Card”), tem chip, e foi aceito em todos os locais.

    Sinceramente, não acho que por estarem havendo problemas com o VTM do BB, que os VTM não sejam recomendados. Não vamos generalizar.

Viajei para Orlando ano passado em julho e usei o meu cartão emitido pelo banco do Brasil e não tive problema em nenhuma das lojas , e usei muitas vezes em várias lojas pois fiz muitas compras , o único problema foi que em um determinado dia de compras depois de passa-lo muitas vezes ele não queria mais passar, mas isso já era de noite e no outro dia ele voltou a funcionar normalmente. Acho que só pediram documento uma ou 2 vezes, só achei estranha aquela assinatura que eu fazia qualquer rabisco e ele passava.

Passei pelo mesmo problema na Espanha (um pouco mais ligth que o caso da Mariana). Na verdade somente não aceitaram o cartão na Fnac e em um restaurante, mas em todos os outros estabelecimentos eles ficavam extremamente desconfiados, questionavam a falta de nome no cartão, pediam o passaporte e quando viam que não tinham como comparar o nome (pela falta da impressão no cartão) vacilavam entre aceitar ou não. A sorte foi que no meu caso eu argumentava e eles acabavam aceitando, mas era um transtorno. Que fique o registro e que o Banco do Brasil/Visa resolvam este problema que pode causar sérios danos ao consumidor.

Agora fiquei assustada. Viajo semana que vem para passar 15 dias na Espanha e fiz o cartão VTM do Banco do Brasil. Realmente o cartão não tem nenhuma identificação nem chip. Será que teremos problemas?

    Sim,terá problemas na Espanha!!! Cuida!! Viajamos eu e minha filha para Espanha no final de 2011 até fevereiro de 2012. Foi terrível!! Ficamos sem dinheiro tendo 2500 euros no cartão e não podíamos usar, nosso cartão foi engolido em uma ATM de um banco, conseguimos recuperá-lo, o Banco do Brasil de Madri ofereceu um péssimo serviço, não ajudou em nada. Liguei reclamando para o Banco do Brasil no nosso país e nos informaram que não bastava máquina com a bandeira visa para retirar dinheiro, tinha de ser PLUS. Minha irmã emprestou dinheiro para podermos sobreviver até que conseguimos achar caixa que funcionava. UM HORROR E PORCARIA DE BANCO QUE OFERECE UM SERVIÇO PORCO PARA VISA TRAVEL MONEY!! Mas em geral, gosto do Banco do Brasil!

    Em junho de 2012, fiz compras com o VTM do BB em Barcelona, porém, sempre era necessário mostrar algum documento de identificação. Ainda bem que não tentei sacar dinheiro com ele, pois não fui informada de tal problema.

    Há histórico de problemas nos EUAs também? Infelizmente, já fiz meu cartão de dólares.

    Juliana,

    Eu usei o VTM do BB ano passado nos EUA e não tive problemas. Mas não utilizei a função saque, só compras.

    Eu também usei o VTM 2 vezes nos EUA, em 2011 e 2012, somente para compras, e não tive problema.

    Obrigada pelas respostas. Fico mais aliviada. Porém, na dúvida, vou utilizar o meu só para compras. Vai que…

    Juliana, acho que a responsabilidade é da VISA e não do Banco do Brasil. A gente tem uma pré-disposição de condenar os bancos aqui, que é quem deve dar o suporte, a venda, mas a empresa-vilã aí é a VISA.

    É como gritar com o atendente quando o sistema cai …

Sou cliente do Banco do Brasil, mas sempre que viajo para o exterior uso os VTM do Banco Rendimento. Creio que seja a empresa que mais emite cartões VTM no Brasil e nunca tive ou soube de problemas.

    Daniel
    Tambem uso o VTM do banco rendimento . Mas não tem o nome impresso e isso ja me causou problemas .
    Acho que todos deveriam ter o nome impresso , é o minimo para o estabelecimento identificar o cliente.

    Também sou cliente BB, mas sempre viajo com VTM do Banco Rendimento, idem ao Daniel. Principalmente pela absurda taxa que o BB cobra para carregar o cartão. O VTM do Rendimento comigo funcionou 100% na Europa, e recentemente usei um em NYC, também sem problemas, com a ressalva de que em algumas lojas pediam identificação (o que é inútil, pois o cartão não tem nome), nesse caso eu apenas explicava se tratar de um cartão VTM e então eles aceitavam numa boa (e aqui fica super-exposto o problema da segurança).

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.