Leitores relatam problemas com o VTM do Banco do Brasil

Moedas

As reclamações vinham pipocando há algum tempo. Leitores se queixando que seus VTMs emitidos pelo Banco do Brasil não eram aceitos no comércio ou então eram engolidos na hora de fazer saque.

O problema de aceitação é comum a VTMs que não têm o nome impresso. Muitas lojas, sobretudo na Espanha, exigem documento de identificação para comparar com o nome do cartão. E sem nome no cartão, como comparar?

Já o engolimento do cartão pelos caixas automáticos parece ter a ver com a falta de chip. Só que há outros VTMs sem chip no mercado, que não parecem dar problema como o do BB. (Fui verificar o meu próprio VTM e vi que não tem chip; sempre saquei normalmente, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.)

Anteontem a leitora Mariana Nissen publicou este longo comentário na nossa página do Facebook. É um relato que ela está compatilhando em outros blogs e mídias sociais. Está tão bem escrito e embasado, que não dá para não tranformar em post:

Comprei euros através do serviço Visa Travel Money do Banco do Brasil acreditando na propaganda do funcionário que dizia ser essa a forma mais eficaz e segura de levar dinheiro para a Europa. No entanto, o cartão NÃO funciona na Espanha e me sinto agora refém do Banco do Brasil, com mais de 3.500 euros que não posso gastar, nem sacar.

1. Não é possível sacar dinheiro com o cartão. O meu cartão principal e o reserva ficaram retidos em caixas eletrônicos. Me queixei com o Banco do Brasil em Madri, e, excepcionalmente, me deram outros dois cartões, já que a central de atendimento disse que demoraria 21 dias para enviá-los e o Banco do Brasil confirmou que esse é um problema freqüente na Espanha. No entanto, ao tentar usar um desses cartões para saque, novamente o caixa eletrônico engoliu o cartão. A atendente da Central de Atendimento do Banco do Brasil me explicou que isso acontece porque alguns caixas eletrônicos não reconhecem os cartões sem chip. Por que então o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip? E como faço para me certificar que posso tirar o dinheiro e não ficar sem cartão e dinheiro novamente?

Solicitei ajudar para localizar um banco e/ou fazer um saque emergencial, para tirar o dinheiro pré-pago, ou seja, dinheiro meu, já adquirido. Mas o Banco do Brasil e o Visa dizem que não podem me ajudar. Que o meu papel é educar as lojas na Espanha sobre esse novo produto e as suas vantagens. Sinto muito, mas não estou aqui para educar ninguém, e muito menos atuar como embaixadora de empresas tão importantes como Visa e Banco do Brasil. Tudo o que eu quero é ter em mãos o meu dinheiro.

2. As lojas não aceitam porque não aparece nenhum nome de cliente no cartão, e na Espanha todos checam a identidade do cliente antes de finalizar a compra com cartão. Se insistir, ameaçam chamar os seguranças. Para evitar esse problema bastaria imprimir o nome do cliente no cartão.

3. Nas poucas vezes que aceitaram, depois de certa insistência, a máquina não solicita o pin. Ou seja, não existe nenhum tipo de segurança extra, tal como o Banco do Brasil vende. Por que o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip, não sei. Solucionaria também o seu uso em qualquer ATM com bandeira Plus, e não apenas em alguns, aleatórios, como ocorre no momento.

4. Me dão como solução estornar o dinheiro para a minha conta corrente, sendo que comprei o euro a 2.81 e querem me devolver a 2.54. Ou seja, não é uma solução, principalmente porque continuo na Espanha e necessito euros, não reais.

Resultado, estou na Espanha, com um saldo de mais de 3.500 euros no Travel Money, mas sem poder comprar ou retirar dinheiro com dito cartão. O Banco do Brasil e o Visa se negam a ajudar no meu caso, dizendo que não tem registro de outro procedimento. Tenho um bebê de sete meses, contas para pagar, dinheiro economizado, mas retido agora por um cartão inútil.

Tudo o que eu peço é uma indicação clara de como eu posso sacar todo o meu dinheiro e deixar para sempre de contar com o Visa Travel Money do Banco do Brasil, já que o serviço não funciona na Espanha.


Mais problemas com o VTM do Banco do Brasil na Europa

O Viaje na Viagem alerta: procure comprar VTM com nome impresso e chip. Sempre pergunte à sua corretora sobre a possibilidade de gravar o nome e sobre a disponibilidade de cartões com chip.

Volto a lembrar também a inconveniência de depender 100% de um único meio de pagamento. Todos podem dar chabu. Dinheiro pode ser perdido, cartões podem ter problema de rede ou senha, e você pode precisar de mais dinheiro do que levou. Leve um pouco de dinheiro vivo, habilite o cartão da sua conta bancária para saques internacionais, leve um VTM e um cartão de crédito em qualquer viagem.

Leia mais:

287 comentários

Estive entre os dias 09/02/2013 e 20/02/2013 e tive o mesmo problema com o cartão VISA TRAVEL MONEY BANCO DO BRASIL – EURO.
Não se consegue fazer saques nem em PORTUGAL, nem na ESPANHA.
Como em Portugal somente foi um dia, fiquei esparançoso que na Espanha eu poderia sacar o MEU dinheiro.
Nada feito. Os caixas eletrônicos entendiam como se fosse fraude, ficavam com um faixa vermelha e mostrava um aviso que o caixa estave fora do ar. Logo depois, ainda em outrro caixa eletronico, tive um dos cart~eos engolidos pela máquina e ainda ficou tocando um alarme e todo mundo ao redor olhando para mim. Me senti um estelionatário tentando burlar a máquina, UM ABSURDO!!!!
Como tinha um cartão de reserva e que se eu usasse bloquearia o outro, logo no TAXI, consegui fazer o pagamento da corrida no cartão reserva e pensei ter o cartão que estava retido na máquina bloqueado.
Estive na agência do Banco do Brasil em Madri para relatar o problema e o Banco do Brasil já tinha conhecimento do problema e a gerente disse que em lugar NENHUM da Espanha eu iria poder sacar o dinheiro em espécie com este cartão, inclusive na própria agência do BANCO DO BRASIL.
Isto segundo os funcionários do Banco do Brasil, por o artão ser muito fino, sem chip e um pouco transparente.
Tentamos fazer um novo cartão, sem sucesso, porque o cartão que estava retido na máquina NÃO APARECIA COMO BLOQUEADO, apesar de eu já ter usado no taxi o reserva. E também ela não garantia que os novos cartões que ela iria fazer na agência, iriam funcionar. Como eu tinha que pegar o trem para Barcelona ndentro de duas horas, não iria dar tempo e a solução seria, como eu sou cliente do BB, sacar o dinheiro da miha prórpia conta, com o cartão que uso normalmente no Brasil. Já pensou, eu com o dinheiro no cartão TRAVEL MONEY e ter que sacar da minha conta corrente para poder pegar o dinheiro em espécie. Como eu estava sem EFETIVO, como eles chamam na Espanha o dinheiro em espécie, optei por sacar na agência do Banco do Brasil. Aí a funcionária pediu para preencher um formulário para autorizar o saque na minha conta. Fiquei transtornado! Como eu com o meu cartão do Banco, que pode fazer saque em qualquer caixa eletrônico de rua, não poderia fazer na própria agência do Banco do Brasil. ME recusei a preencher o formulário e NÃO PUDE SACAR na agÊncia na minha própria conta corrente. UM ABSURDO! Sai da agência e na próxima esquina consegui tirar o dinheiro num caixa eletrôncio de rua.
Quanto a fazer compras, o cartão TRAVEL MONEY VISA BB -EURO, passou em 40% dos locais que tentei. Já avisava ao caixa que poderia dar problema para não passar vergonha maior. Muitos estabelecimentos não aceitavam porque não tinha o nome gravado. Outros as compras não eram autorizadas pela instituição, principalmente no EL CORTE INGLÊS e no CARREFOUR.
Estive no EUA em Novembro passado e o cartão em DOLAR (verde), apesar ser semelhante ao do EURO, funcionou normal.

    Túlio,
    Fui à Lisboa e Madri no ano passado e utilizei meu VTM do BB sem problemas.
    Me lembro de ter sacado no caixa eletrônico do BB que fica na Marquês de Pombal em Lisboa e tb em um caixa de outro banco perto da Puerta del Sol em Madri.
    Só não consegui passar o VTM na FNAC de Lisboa. Mas não foi por não ter nome, apenas a máquina não aceitou.
    Será que o problema é recente ou dei sorte?
    De qualquer forma ainda acredito que a melhor opção é o cartão de débito do próprio banco.
    Sai o dinheiro da sua conta na cotação do dia com IOF de 0,38%.

Nunca usei VTM mas pelo visto esse problema na Espanha deva ser algum preconceito contra os brasileiros.

Hoje muitos deles querem vir para cá por causa da situação que passam mas nunca foram educados ou tiveram boa vontade em resolver problemas.

Vi algumas declarações acima dizendo que o cartão só não foi aceito porque não tinha o nome de seu portador. Bastaria passar o cartão que receberiam. Isso tudo foi má vontade mesmo.

Já o saque nas máquinas deve ser boicote do Santander. 😉

Minha filha usou na África do Sul sem problema algum. Fiquei preocupada agora pois carreguei com dólar e vou para Londres. Algum sabe me informar se consigo usar em Londres sem problema?

    O meu do Rendimento estava carregado com euros e eu passei em Londres sem problemas, ele convertia. Acredito que todos sejam assim!

Que porcaria! Tenho VTM da Confidence, nunca tive problema. Mas, percebi, na última viagem, que as compras estavam sendo autorizadas sem que digitássemos o PIN (o cartão possui chip) e ficamos um pouco inseguros. Isso foi em Londres e Paris. Vou em breve para os EUA e vou testar a carteira de estudante da STB que tem chip e pode ser carregada em dólar, p/ saques mediante PIN. Essa é Mastercard. O bom é que tem foto e nome.

Pois, entao eu nao sou a única a sofrer com o BB.. estou na Irlanda e meu cartão ja foi engolido em um ATM.. Liguei para o banco e cancelei o cartão passando a usar o reserva. Em uma ligação para fazer a recarga do mesmo, fiquei 28minutos para ser atendida (lembrando que gastei o meu crédito do celular para tal ligação, uma vez que o número 0800 nao funciona aqui) e quase ao final da recarga, caiu a ligação! Tentei entrar novamente em contato com a agencia, mas agora a minha senha de acesso está bloqueada e nao consigo nem saber meu saldo pelo telefone ou pela Internet. Ligando para a agência da minha cidade no Brasil, a gerente disse que nao pode resolver nada sobre isso. Agora nao posso recarregar o cartão, nem fazer saque! Complicado esse banco, viu…. ja nao sei mais o que fazer, só Deus!

Gabriela, na FNAC de barcelona eu nao consegui usar de jeito nenhum! Nao tinha meu nome e eles nao aceitaram! Briguei, reclamei, xinguei e nada…

O VTM do banco Rendimento tambem nao tem nome nem chip – pelo menos os meus nunca tiveram! Em Portugal todo mundo aceitou e em Roma tambem. Alguns lugares de Londres nao aceitaram e em Madrid e Barcelona só consegui usar no Carrefour e mesmo assim as atendentes me olhavam estrano, inclusive uma delas me falou para assinar atras do cartao igual ao passaporte, caso pedisse pra confirmar, pelo menos ela tinha visto a assinatura. Isso foi ano passado, nao sei como está agora! O atendimento do Rendimento é ótimo, tanto pelo telefone quanto email, mas pra próxima vou providenciar um com chip pra nao ficar com aquele frio na barriga na hora de pagar!

Alguns países tem restrições adicionais para usar cartões do Banco do Brasil. Meu gerente do BB comentou que Australia e Peru estão nesta lista. Tem que pedir uma autorização extra ou pode ter problemas. descobri isso ao ter problemas no Peru faz alguns anos. Fui resgatado pelo bom e velho Amex.

Já utilizei o VTM do Banco do Brasil em duas viagens, e nunca tive problema. Ano passado fui para barcelona e utilizei ele em diversos estabelecimentos sem nenhum estresse. Apenas na FNAC questionaram o cartão não ter o nome impresso, mas aceitaram sem problemas.

Comandante Riq!

Um desastre o atendimento do BB no transtorno dos cartões…

O meu cartão da conta corrente do BB em viagem recente ao Perú, não funcionou nem na função Saque nem no Débito, mesmo tendo sido perfeitamente habilitado como nas outras viagens.

Não adiantava tentar sacar na rede Visa, Visa Plus, Caixas Múltiplos ou mesmo em Agências Bancárias das Cidades de Puerto Maldonado e de Cusco.

Quando usava função débito (com IOF de 0,38%) o comprovante saía confirmando em débito, mas pasmem ao ver a fatura todas as compras em débito foram processadas em crédito (6,38% do IOF)na fatura.

Mais de uma semana e o gerente da minha conta ainda não achou solução pras compras e nem a resposta para a função saque não ter funcionado.

Um péssimo Banco para viajantes.

    Fernando,
    Essa questão de cartão com as duas funções(débito e crédito), não é um problema exclusivo do BB e sim da rede Visa. Faça um cartão Visa Electron para utilizar no exterior apenas a função débito e mantenha o outro para utilizar a função crédito. Já ouvi dizer que o Cartão Mastercard não dá esse problema.
    Fiz o Visa electron do BB e já utilizei na Europa e nos EUA sem qualquer problema pra débitos ou saques.
    Para evitar problemas, aconselho fazer o mesmo em sua próxima viagem.
    Já o Bradesco, não adianta tentar usar o cartão exclusivo de débito para compras. Ele só funciona para saques! Meu marido levou o dele e teve uma grande decepção ao tentar usá-lo em diversas lojas e o pior é que nem os atendendentes sabem explicar, dizem apenas que está liberado para uso no exterior. Só descobriu o problema depois do quinto telefonema para a central de atendimento.

    Isso mesmo Hosana, o Mastercard não dá esse problema. Viajei em dezembro de 2011 para Aruba e usei a função débito do meu cartão da conta corrente e deu tudo certo. Eu só falava que tinha que passar na máquina de débito deles em moeda local. Dai fez a conversão para o dólar e descontou o IOF de 0,38%.

    Oi Hossana!

    Então, o problema é que este gargalo débito/crédito no Visa não é uma constante, explico:

    – O da minha namorado, funcionou normal nas duas funções
    – O meu mesmo já havia funcionado em outros países (EUA, França, Portugal, Bolívia, Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai)

    De qualquer modo vou seguir o seu conselho e emitir um apenas de débito pra não ter mais tanta raiva

    Passei pelo mesmo problema. Sou cliente e tenho cartões BB Platinum múltiplos Visa e Mastercard e NUNCA consegui utilizar a função débito no exterior, mesmo tendo desbloqueado essa função diretamente com minha gerente.

    O comprovante pode até vir como “visa electron” quando você paga, mas você terá uma péssima surpresa quando chegar a fatura: todas as compras que fiz em débito foram “jogadas” para crédito, e tive que arcar com o custo do IOF de 6,38%. Péssimo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.