Leitores relatam problemas com o VTM do Banco do Brasil

Moedas

As reclamações vinham pipocando há algum tempo. Leitores se queixando que seus VTMs emitidos pelo Banco do Brasil não eram aceitos no comércio ou então eram engolidos na hora de fazer saque.

O problema de aceitação é comum a VTMs que não têm o nome impresso. Muitas lojas, sobretudo na Espanha, exigem documento de identificação para comparar com o nome do cartão. E sem nome no cartão, como comparar?

Já o engolimento do cartão pelos caixas automáticos parece ter a ver com a falta de chip. Só que há outros VTMs sem chip no mercado, que não parecem dar problema como o do BB. (Fui verificar o meu próprio VTM e vi que não tem chip; sempre saquei normalmente, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.)

Anteontem a leitora Mariana Nissen publicou este longo comentário na nossa página do Facebook. É um relato que ela está compatilhando em outros blogs e mídias sociais. Está tão bem escrito e embasado, que não dá para não tranformar em post:

Comprei euros através do serviço Visa Travel Money do Banco do Brasil acreditando na propaganda do funcionário que dizia ser essa a forma mais eficaz e segura de levar dinheiro para a Europa. No entanto, o cartão NÃO funciona na Espanha e me sinto agora refém do Banco do Brasil, com mais de 3.500 euros que não posso gastar, nem sacar.

1. Não é possível sacar dinheiro com o cartão. O meu cartão principal e o reserva ficaram retidos em caixas eletrônicos. Me queixei com o Banco do Brasil em Madri, e, excepcionalmente, me deram outros dois cartões, já que a central de atendimento disse que demoraria 21 dias para enviá-los e o Banco do Brasil confirmou que esse é um problema freqüente na Espanha. No entanto, ao tentar usar um desses cartões para saque, novamente o caixa eletrônico engoliu o cartão. A atendente da Central de Atendimento do Banco do Brasil me explicou que isso acontece porque alguns caixas eletrônicos não reconhecem os cartões sem chip. Por que então o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip? E como faço para me certificar que posso tirar o dinheiro e não ficar sem cartão e dinheiro novamente?

Solicitei ajudar para localizar um banco e/ou fazer um saque emergencial, para tirar o dinheiro pré-pago, ou seja, dinheiro meu, já adquirido. Mas o Banco do Brasil e o Visa dizem que não podem me ajudar. Que o meu papel é educar as lojas na Espanha sobre esse novo produto e as suas vantagens. Sinto muito, mas não estou aqui para educar ninguém, e muito menos atuar como embaixadora de empresas tão importantes como Visa e Banco do Brasil. Tudo o que eu quero é ter em mãos o meu dinheiro.

2. As lojas não aceitam porque não aparece nenhum nome de cliente no cartão, e na Espanha todos checam a identidade do cliente antes de finalizar a compra com cartão. Se insistir, ameaçam chamar os seguranças. Para evitar esse problema bastaria imprimir o nome do cliente no cartão.

3. Nas poucas vezes que aceitaram, depois de certa insistência, a máquina não solicita o pin. Ou seja, não existe nenhum tipo de segurança extra, tal como o Banco do Brasil vende. Por que o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip, não sei. Solucionaria também o seu uso em qualquer ATM com bandeira Plus, e não apenas em alguns, aleatórios, como ocorre no momento.

4. Me dão como solução estornar o dinheiro para a minha conta corrente, sendo que comprei o euro a 2.81 e querem me devolver a 2.54. Ou seja, não é uma solução, principalmente porque continuo na Espanha e necessito euros, não reais.

Resultado, estou na Espanha, com um saldo de mais de 3.500 euros no Travel Money, mas sem poder comprar ou retirar dinheiro com dito cartão. O Banco do Brasil e o Visa se negam a ajudar no meu caso, dizendo que não tem registro de outro procedimento. Tenho um bebê de sete meses, contas para pagar, dinheiro economizado, mas retido agora por um cartão inútil.

Tudo o que eu peço é uma indicação clara de como eu posso sacar todo o meu dinheiro e deixar para sempre de contar com o Visa Travel Money do Banco do Brasil, já que o serviço não funciona na Espanha.


Mais problemas com o VTM do Banco do Brasil na Europa

O Viaje na Viagem alerta: procure comprar VTM com nome impresso e chip. Sempre pergunte à sua corretora sobre a possibilidade de gravar o nome e sobre a disponibilidade de cartões com chip.

Volto a lembrar também a inconveniência de depender 100% de um único meio de pagamento. Todos podem dar chabu. Dinheiro pode ser perdido, cartões podem ter problema de rede ou senha, e você pode precisar de mais dinheiro do que levou. Leve um pouco de dinheiro vivo, habilite o cartão da sua conta bancária para saques internacionais, leve um VTM e um cartão de crédito em qualquer viagem.

Leia mais:

287 comentários

Vou deixar aqui a minha experiência com os VTMs e o BB.

Sou cliente do BB há muitos anos, porém, como eles não tinham VTM antigamente, usava os do Banco Rendimento. Usei os de dólar, para EUA, e euro, para Portugal. Em ambos os países a senha raramente era solicitada. Bastava assinar e pronto. Em nenhum dos dois tentei sacar, mas também não tive nenhum problema com aceitação, foram utilizados em todos os lugares.

Na Argentina, Uruguai e Chile sempre usei o meu cartão do BB na função débito e nunca tive problemas. Eu desabilito a função crédito durante o período da viagem e, apesar de o banco já ter tentado me cobrar algumas compras como crédito (com o IOF alto), bastou uma ligação e pronto. Na Argentina, fiz saques sem nenhum problema, pagando 12 pesos pelo serviço.

Em 2011, estive nos EUA e usei o VTM do BB também sem problemas. No entanto, apenas fiz pagamentos como ele, em lojas e restaurantes. Mais uma vez, não houve nada de errado.

Há 2 semanas, estive em Paris e em Bruxelas e usei o VTM do BB. Ao fazer a transação de compra do cartão, ainda no Brasil, fui informada pela atendente que não deveria tentar sacar com ele, por conta da falta de chip. Corria o risco de ter o cartão “engolido” pela máquina. A mesma informação constava no kit que recebemos. Entretanto, eu poderia sacar com o meu cartão do banco em qualquer caixa eletrônico associado.

Em Paris, raras vezes foi solicitada a senha. E, de qualquer forma, era preciso assinar depois. Para comprar ingressos em máquinas, o cartão não serviu, era preciso ter chip e então usei meu cartão do banco, sem problemas.

Em Bruxelas, sempre era solicitada a senha e no supermercado só poderia ser utilizado cartão com chip. Se eu não tivesse o outro cartão, não poderia ter comprado.

Ou seja, o BB sempre me entregou o esperado. Cabe ressaltar que a cotação na função débito foi melhor do que na compra de euros para o VTM. Se eu soubesse, nem teria levado o VTM, teria deixado o dinheiro na conta e feitos os pagamentos no débito… No mais, o banco não me deu dor de cabeça em viagens.

Sei de gente que está pedindo ao Banco do Brasil para suas viagens um cartão que realiza apenas a função de débito. Mas tem que ser o cartão internacional e deve ser habilitado antes da viagem. É entregue em uma semana. Ele vem sem o chip, a compra é feita na moeda local e o câmbio é feito pelo banco de forma transparente. Semelhanças práticas com o VTM: cobrança de um valor para saques em dinheiro e a mesma taxa adicional de 0,38% – diferença: vem com o nome do correntista.

Quando fui fazer o vtm do bb a atendente me perguntou se eu iria para a Europa pq ela não indicava comprar o cartão por causa dar inúmeras reclamações de cartões engolidos na hora do saque. Como eu ia para os eua não vi problema em fazer, lá não tive nenhum problema utilizando o cartão.

Gosto de usar VTM ou outro Travel Money e tenho tentado varios, p/ ter um que seja seguro e nao me cause problemas, entao em janeiro comprei um ligado ao Mastercard com chip mas em NYC nunca me pediam p/ digitar a senha, e nao tinha nome impresso. Todas as lojas aceitaram sem checar nada, entao achei perigoso pq se vc perder, qq pessoa pode usar. Ninguem conferiu assinatura nenhuma. Ninguem pediu p/ digitar senha. Uso esses cartoes de dinheiro mas tento conseguir um bom, e seguro, mas ainda nao achei uma versao boa. E as compras com debito no cartao do Itau, muitas vezes entram como credito, com o IOF guloso.

Também já tive problemas com o VTM/Euro do BB na Espanha. Fui sacar em uma ATM Visa/Plus do BBV em Barcelona e a máquina o engoliu. Foi uma briga para reavê-lo. Depois disso só faço saques em ATMs de agências bancárias. Já usei o VTM, em outras ocasiões, sem problemas na Suíça, na Alemanha e na Holanda. Já usei também o VTM/Dolar nos EUA e no México também sem problemas. Uso o VTM apenas para saque. Notei que nos EUA não usam senha para pagamento com cartão de crédito. Ainda usam o método da assinatura.
Uma vez antes de viajar, conversei com um gerente de uma agência do BB que me disse que não era possível usar a função débito nos cartões múltiplos do banco, embora inexplicavelmente, segundo ele, em alguns países seja possível.
No final, por segurança, talvez seja o caso de usar o bom e velho traveller check.

Pq vcs não tentam usar o CashPassport?? é da MasterCard, mas tem chip e é aceito na boa – mesmo não tendo o seu nome, vc tem q assinar atrás do cartão e eles comparam as assinaturas! confesso q nunca usei ele na Europa, mas tenho amigos q usaram tanto em Euros qto em Libras e não tiveram nenhum tipo de problema!!

Acabei de chegar da Espanha e Portugal fiquei de 2 a 23/2/2013 levei o VTM da Bco Rendimento com o meu nome impresso. Você pode exigir isso. Não tive NENHUM problema nas lojas, saquei 2 vezes em caixas de diferentes instituições financeiras. Uso há + de 5 anos estes cartões tanto na Europa quanto na América e aprendi os macetes. por exemplo se o cartão não tem chip na hora que a maquininha pede o pin você só aperta o botão de aceitar e sai o recibo para vc assinar, sem problema nenhum. Eu levo minha carteira de motorista e apresento junto com o cartão para conferirem a identidade, para nao precisar dar o passaporte toda hora. Soube que o Banco Rendimento já está trabalhando com cartões com chip e todos os problemas vão terminar

Bom dia

Gostaria de saber se Travelers cheque são bem aceitos em Miami(lojas e outlets)??

Ainda prefiro usar estes pois são mais seguros,não tem prazo de validade e tem a melhor cotação.

    Olá, Rogério! São bem aceitos no grande comércio dos Estados Unidos. Fora dos Estados Unidos, dão um trabalhão danado para trocar.

O VTM do BB em dólar conseguimos usar nos USA sem problemas. Na França, porém, o meu VTM do BB (em Euros) foi engolido pelas máquinas 2 vezes. Em ambas, consegui recuperar o cartão, mas foi um sufoco. Pelo telefone, o BB me aconselhou a procurar no site da VISa as máquinas habilitadas a fazer o saque do VTM. Apenas após esta pesquisa consegui encontrar uma máquina na qual pude fazer o saque sem stress. Pelo que entendi, não é qualquer máquina VISa/Plus que funciona, apenas as mencionadas no site (é possível pesquisar por cidade). Fica a dica.
Quanto a compras, não tive nenhum tipo de problemas na França.

Assunto mais do que atual.

Tenho dois cartões VTM do BB.
O de dólar: usei sem problemas no Chile, sacando normalmente. No México também funcionou, até porque muitos ATMs são parecidos com os do Brasil, só precisa inserir o cartão e retirar. Já no Uruguai, em pleno aeroporto, meu VTM dólar foi engolido. Usei o reserva somente para pagamentos em débito e em todas as transações foi pedido o PIN e assinatura.

O de euro: tive problemas em Portugal e na Espanha. Em Madri ele foi engolido pela máquina mas recuperado pela funcionária do banco, que questionou a ausência do meu nome.
Também só usei para pagamentos. E o PIN às vezes era pedido, às vezes não. Os saques fiz no cartão da conta e veio tudo no cartão de crédito.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.