Leitores relatam problemas com o VTM do Banco do Brasil

Moedas

As reclamações vinham pipocando há algum tempo. Leitores se queixando que seus VTMs emitidos pelo Banco do Brasil não eram aceitos no comércio ou então eram engolidos na hora de fazer saque.

O problema de aceitação é comum a VTMs que não têm o nome impresso. Muitas lojas, sobretudo na Espanha, exigem documento de identificação para comparar com o nome do cartão. E sem nome no cartão, como comparar?

Já o engolimento do cartão pelos caixas automáticos parece ter a ver com a falta de chip. Só que há outros VTMs sem chip no mercado, que não parecem dar problema como o do BB. (Fui verificar o meu próprio VTM e vi que não tem chip; sempre saquei normalmente, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.)

Anteontem a leitora Mariana Nissen publicou este longo comentário na nossa página do Facebook. É um relato que ela está compatilhando em outros blogs e mídias sociais. Está tão bem escrito e embasado, que não dá para não tranformar em post:

Comprei euros através do serviço Visa Travel Money do Banco do Brasil acreditando na propaganda do funcionário que dizia ser essa a forma mais eficaz e segura de levar dinheiro para a Europa. No entanto, o cartão NÃO funciona na Espanha e me sinto agora refém do Banco do Brasil, com mais de 3.500 euros que não posso gastar, nem sacar.

1. Não é possível sacar dinheiro com o cartão. O meu cartão principal e o reserva ficaram retidos em caixas eletrônicos. Me queixei com o Banco do Brasil em Madri, e, excepcionalmente, me deram outros dois cartões, já que a central de atendimento disse que demoraria 21 dias para enviá-los e o Banco do Brasil confirmou que esse é um problema freqüente na Espanha. No entanto, ao tentar usar um desses cartões para saque, novamente o caixa eletrônico engoliu o cartão. A atendente da Central de Atendimento do Banco do Brasil me explicou que isso acontece porque alguns caixas eletrônicos não reconhecem os cartões sem chip. Por que então o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip? E como faço para me certificar que posso tirar o dinheiro e não ficar sem cartão e dinheiro novamente?

Solicitei ajudar para localizar um banco e/ou fazer um saque emergencial, para tirar o dinheiro pré-pago, ou seja, dinheiro meu, já adquirido. Mas o Banco do Brasil e o Visa dizem que não podem me ajudar. Que o meu papel é educar as lojas na Espanha sobre esse novo produto e as suas vantagens. Sinto muito, mas não estou aqui para educar ninguém, e muito menos atuar como embaixadora de empresas tão importantes como Visa e Banco do Brasil. Tudo o que eu quero é ter em mãos o meu dinheiro.

2. As lojas não aceitam porque não aparece nenhum nome de cliente no cartão, e na Espanha todos checam a identidade do cliente antes de finalizar a compra com cartão. Se insistir, ameaçam chamar os seguranças. Para evitar esse problema bastaria imprimir o nome do cliente no cartão.

3. Nas poucas vezes que aceitaram, depois de certa insistência, a máquina não solicita o pin. Ou seja, não existe nenhum tipo de segurança extra, tal como o Banco do Brasil vende. Por que o Visa Travel Money do Banco do Brasil não tem chip, não sei. Solucionaria também o seu uso em qualquer ATM com bandeira Plus, e não apenas em alguns, aleatórios, como ocorre no momento.

4. Me dão como solução estornar o dinheiro para a minha conta corrente, sendo que comprei o euro a 2.81 e querem me devolver a 2.54. Ou seja, não é uma solução, principalmente porque continuo na Espanha e necessito euros, não reais.

Resultado, estou na Espanha, com um saldo de mais de 3.500 euros no Travel Money, mas sem poder comprar ou retirar dinheiro com dito cartão. O Banco do Brasil e o Visa se negam a ajudar no meu caso, dizendo que não tem registro de outro procedimento. Tenho um bebê de sete meses, contas para pagar, dinheiro economizado, mas retido agora por um cartão inútil.

Tudo o que eu peço é uma indicação clara de como eu posso sacar todo o meu dinheiro e deixar para sempre de contar com o Visa Travel Money do Banco do Brasil, já que o serviço não funciona na Espanha.


Mais problemas com o VTM do Banco do Brasil na Europa

O Viaje na Viagem alerta: procure comprar VTM com nome impresso e chip. Sempre pergunte à sua corretora sobre a possibilidade de gravar o nome e sobre a disponibilidade de cartões com chip.

Volto a lembrar também a inconveniência de depender 100% de um único meio de pagamento. Todos podem dar chabu. Dinheiro pode ser perdido, cartões podem ter problema de rede ou senha, e você pode precisar de mais dinheiro do que levou. Leve um pouco de dinheiro vivo, habilite o cartão da sua conta bancária para saques internacionais, leve um VTM e um cartão de crédito em qualquer viagem.

Leia mais:

287 comentários

Também já tive problemas com o VTM do BB, e uma amiga ficou sem nenhum dinheiro e teve que se privar de ítens que pretendia comprar, já que a a máquina engoliu o cartão dela. Sorte que éramos 4, ela havia levado euros, e fomos nos revezando nos gastos. Nunca mais BB. Em abril vou pra Turquia e vou levar euros. Como alguém já falou, ando com o dinheiro junto comigo e só se me assaltarem à mão armada, sequestro, etc., fico sem o dinheiro.

E qto ao Cartão pre pago emitido pelo Bradesco Prime com bandeira American Express?? Alguma contra indicação?

    Olá, Thiago! O American Express é menos aceito na Europa, por exemplo. Melhor fazer o cartão nas bandeiras Visa ou MasterCard.

    Thiago, usei o Amex do Bradesco Prime em NY ano passado. Não foi recusado em lojas e restaurantes. Meu único problema é o fato de não pedirem senha para usar nas compras e nem ter o nome do correntista. Ou seja, achei bastante inseguro…

    Obg pela resposta Erika BSB. No meu caso, vou arriscar. Já usei o Pre Pago da Fitta Cambio em NY e não tive problema algum. Mas o cambio do Bradesco está bem mais convidativo do que o da Fitta no momento. Então vou de Bradesco mesmo.

Sou cliente do BB.

Em viagens uso bastante a função débito (arrume um cartão de APENAS débito – Visa Electron ou Mastercard Maestro), sendo o VTM e cash a segunda e terceira opções e cartão de crédito a quarta. 🙂

Tenho VTM da Confidence Câmbio para Euros. Veio com chip e nome no plástico.

    Ah, e o VTM da Confidence (chip + nome) sempre exigiu senha quando eu o passava para pagamentos (não lembro de ter feito saques com ele)

Tive problema semelhante ao tentar usar meu VTM BB dólar nas Bahamas, onde estive em janeiro deste ano. Após muitas tentativas no terminal do balcão do hotel (a conta era dos gastos totais do Atlantis Paradise), não foi possível a transação. Liguei para a Visa e para o BB várias vezes e ninguém solucionou o problema; acabei tendo que retirar a valor total num ATM, com todas as taxas de uso a mais, pra pagar a conta.

Eu já tive o VTM Banco rendimento em euros e em dólares. Ambos têm chip. Na Europa eles pedem senha ou assinatura sempre, e na Alemanha (onde já morei) eles sempre conferiam a assinatura. Já nos EUA (onde moro agora) não precisa da assinatura pra nada quase. Mas isso, como já disse o Lucas no comentário anterior, é bem normal. Aqui é difícil eles até olharem o cartão. Normalmente a máquina que passa o cartão nas lojas é virada pro cliente, e o vendedor nem tem a oportunidade de conferir se tem nome ou não no cartão. Nos restaurantes eu não tive problemas ao pagar com o VTM. Eles fazem aquele esquema de levar o cartão e voltar com a notinha, mas nunca me pediram documento.

Ano passado estive na Alemanha e na França e usei meu VTM do BB sem problemas, tanto para compras como para saque. Mas lembro que ficava bastante aflito porque para as compras nunca solicitavam a senha e, muitas vezes, não pediam identificação. É um sistema muito inseguro!

Rodei por 40 dias a Europa em julho de 2012 com o VTM Euro do BB absolutamente SEM PROBLEMAS.

Passei por França, República Tcheca, Eslováquia, Hungria, Áustria, Eslovênia, Croácia e Itália.

Em dezembro/2012 passei uma semana em Madrid/Toledo e também usei sem problemas.

EM NENHUMA TENTEI SACAR, SÓ USEI PARA PAGAR COMPRAS.

Sou fã do VTM do Rendimento. Apesar das minhas recomendações sobre ele, minha tia, prestes a embarcar para a Europa, preferiu o VTM do Banco do Brasil. Resultado: não conseguiu utilizá-lo em nenhum lugar, de nenhuma forma. Agora está com seus euros presos na conta e não quer sacar por causa da tarifa desfavorável. Ela ficou totalmente traumatizada.

Utilizo sómente para compras o VTM Confidence Travel Card, tem chip e nome gravado. Usei-o sem problemas na França, Itália e pretendo usar agora em Portugal e Espanha. Para saques utilizo o cartão de débito do Itaú, que habilito no site do banco.
Tb. sou cliente BB, que bom ler estes relatos aqui pois estava pensando em utilizar o cartão de débito deles….sem chances.

Ano passado tive dois cartões VTM do BB engolidos por máquinas na Europa. O primeiro em uma agência do UBS em Berna e o segundo em uma agência do Societé Generale em Paris. Na Alemanha, Suíça e França nunca tive o cartão recusado ao fazer pagamentos. O BB me restituiu os cartões depois que voltei.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.