Marajó: quem tem dicas pra Loanda?

Marajó

[Mapa: Paraturismo]

Outro dia a Loanda entrou num post de Belém para pedir dicas sobre a ilha do Marajó. Pois bem — o Marajó está entre os destinos brasileiros com menos informações disponíveis na rede. É um segredo que os paraenses ainda guardam para si.

Minto: o site da Paraturismo tem três seções dedicadas à ilha — um capítulo para a ilha como um todo, outro para Soure e outro para Salvaterra, as duas principais cidades.

Não consigo encontrar, porém, relatos de blogueiros em português. As duas melhores peças que garimpei são escritas em inglês: um relato do brazuca honorário Seth Kugel no New York Times e uma página da Patricia Ribeiro no About.com.

Pelo que eu entendi: você pega o barco no terminal hidroviário de Belém e em três horas chega a Porto Camará, no Marajó, de onde continua de ônibus a Soure ou Salvaterra, ou de trânsfer ao seu hotel-fazenda. Soure é maior do que Salvaterra, mas não consegui entender em qual é mais indicado ficar. Estando onde estiver, no entanto, você se encaixa em passeios para ver as belezas da ilha.

Vou colar aqui os primeiros links. Depois a gente edita as contribuições dos trips.

Marajó no site da Paraturismo

Soure no site da Paraturismo

Salvaterra no site da Paraturismo

Itinerários de tours organizados no site da Paraturismo

Amazônia econômica e uma ilha-paraíso, por Seth Kugel no NYT (em inglês)

Marajó, onde o Amazonas encontra o Atlântico, por Patricia Ribeiro no About.com (em inglês)

E você? Já foi ao Marajó? Deixe as dicas pra Loanda e pros colegas da Bóia!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


49 comentários

Boa tarde.
Estou a caminho de Belém – Pará viajando de carro.Tenho como atravessá-lo para a Ilha de Marajó? Podem me indicar como devo fazer, e/ou quem pode me prestar esse serviço?
No aguardo,
Grato.

Alberto

Quero saber se tem como ir da Ilha de Marajó para Ilha do Algodoal.
Obrigada

    Olá, Claudete! Claro que tem! Você pega o catamarã de volta a Belém, vai de táxi à rodoviária, pega o ônibus para Marudá, então o barco para Algodoal 🙂

    Acrescentando : Marudá está a uma distância de 2h30 min de carro (mais ou menos uns 300 km) na direção leste a partir de Belém ; somando a isso a distância de barco , não é prático nem viável comercialmente uma rota a partir de Algodoal para o Marajó, que se encontra a no mínimo 2h de barco para oeste da cidade de Belém. O Pará é gigantesco – leve isso em consideração. Creio que para uma viagem seja melhor focar em uma das duas coisas (sugiro o Marajó, que a bem da verdade eu acho Algodoal bem mais ou menos em comparação)

Estou programando para visitar a ilha em 22/09. Portanto, não tenho idéia de quantos dias preciso para visitar. Poderiam me dar essa dica?

Edna Defalco

Eu estive com minha esposa por duas semanas em Belém e Ilha de Marajó em maio/2014. Gostaria de ressaltar que é uma viagem que vale a pena tanto pelas inúmeras belezas de Belém e Ilha de Marajó, quanto pelo povo acolhedor e extremamente simpático. A título de informação eu aluguei veículo em Belém na TeleCar por R$72,00 a diária do carro completo. O aluguel foi pra duas semanas e eles dividem em 4 vezes. Para quem está de veículo a travessia para Marajó(Salvaterra) é pelo Porto de Icoaraci(25 km do centro de Belém). O preço é R$90,95(a volta é o mesmo preço). Lembrando que o motorista já está incluso, mas o passageiro paga por volta de R$10 ou R$15. O pagamento é só em dinheiro. Dá para comprar em um guichê da empresa Henvil, que opera a balsa, no Terminal Rodoviário do centro de Belém. Uma dica é comprar tanto a passagem de ida quanto a de volta na hora. Chegando em Salvaterra há um percurso de mais ou menos 20 km em uma estrada asfaltada que passa pelo centro de Salvaterra até o outro Porto que faz a travessia para Soure. Neste, há mais horários de saídas porque o percurso é curto(dura uns 10 minutos) até Soure. O valor é de R$12,40(somente dinheiro) e se paga dentro da Balsa para a atendente. Os passageiros ou quem estiver a pé não pagam nada. Creio que vale a pena alugar um veículo tanto para Belém quanto para a Ilha de Marajó pelas facilidades. Em Belém uma dica é levar o aparelho de GPS porque ajuda bastante, além das pessoas que estão sempre prontas para dar informação. Em Marajó, pelas distâncias, é perfeitamente viável utilizar carro. Em Salvaterra as ruas estão boas para veículo e fui nas duas praias principais tranquilamente. Em Soure, também dá para usar o carro, tanto na cidade quanto para as praias e fazendas principais. Em Soure, infelizmente, por falta de manutenção as ruas estão com muitos buracos. Para não dizer totalmente esburacadas, consegui encontrar acho que apenas duas ruas com um asfalto mais ou menos. Mas indo devagar dá pra trafegar. De resto é só aproveitar as maravilhas de uma terra encantadora com pessoas sensacionais.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.