Miami: siga as dicas espertas da Fabiana M.

South Beach

Olha quem está de volta: a Fabiana M. Depois de se casar em Punta Cana, ela foi agora a Miami, para turistar e também resolver o enxoval do bebê que já está encomendado (parabéns, garota!). Seu relato, deixado na caixa de comentários de um post sobre Miami, é TÃO MAIS COMPLETO que o próprio post que não faz sentido ficar escondido. Diz aí, Fabiana!

Chegando de Miami, após uma semana por South Beach e arredores. Aí vão minhas impressões – espero que ajude!

Fui com meu marido e outro casal. Objetivos da viagem: passear e fazer compras para o bebê que chegará no ano que vem.

Ficamos hospedados no Cadet, esquina da James Avenue com a 17th St. –diária de US$ 120. Boa estrutura e serviço, recomendo muito e ficaria hospedada lá de novo. Exceção para quem viaja com crianças, porque o quarto é bem compacto, não cabe berço, cama-extra etc… Fica a uma quadra da praia e duas quadras da Lincoln Road. Adorei a localização, perto de tudo e região super tranqüila, limpa e bem freqüentada. Vi outros hotéis ali por perto com preço semelhante e que parecem também bons: Greenview (recém reformado), Catalina, Albion.

Para quem pode bancar, há os hotéis “pé na areia”, que ficam na Collins — badalados, luxuosos e mais exclusivos: olhando de fora, o que mais gostei foi o Loews. Também são bem recomendados o ShoreClub, Delano, National, Raleigh, W South Beach e Gansevoort South. Diárias mais em conta, na baixa, entre US$ 250 e 300, sem café-da-manhã. O Setai é para celebridades, nem ousei saber o preço. No meio desses há uns bem caidinhos como o Shelborne e Marselles, bem velhos e com resenhas ruins. Achei essa região, acima da 15th (que é onde acaba a Ocean Drive e a Collins torna-se a última antes do mar) a melhor para hospedagem. Não é tão turistona quanto a Ocean Drive, que tem um clima “Copacabana” — aqui o clima é mais “Ipanema/Leblon”. Além da proximidade da praia e da Lincoln, tem CVS e Wallgreen (mistura de farmácia, mercado e conveniência); tem uma panificadora maravilhosa chamada La Provence, que fica na Collins, com legítimo e delicioso pão francês; e ao final da Lincoln, subindo em direção a 20th tem um supermercado simpaticíssimo chamado Publix, onde dá para comprar de tudo, até refeições prontas de qualidade. Eu particularmente gostei da salada de frutos do mar e dos sushis. Aproveitávamos para comprar também um kit de suprimentos – mix de castanhas e frutas secas (são muito baratos e de excelente qualidade), sucos, pão integral e frios para lanches. A comida por lá é muito cara, o café da manhã raramente está incluído, então, se você não se organizar e não tiver lanchinhos e refeiçõse rápidas à mão, vai acabar com um rombo no orçamento da viagem correspondente à alimentação.

A Lincoln Road é uma rua charmosa, estilo calçadão, muito agradável mesmo. Tem aquele clima descontraído-chique. Tem showzinho, tem música rolando, tem gente bonita passeando pra lá e pra cá. Tem diner, tem pub… Há boas lojas e bons restaurantes que abrem as mesas no passeio. Recomendo o Pizza Rustica e o Tiramisu: no primeiro, a pizza pode ser consumida em fatias (gigantes) ou a redonda inteira e o preço é super atrativo; no segundo, restaurante italiano muito simpático, com comida de primeira e preços surpreendentemente razoáveis. Nas ruas próximas e transversais à Lincoln também há restaurantes gostosinhos e menos turísticos . Gostei do Miss Yip, um chinês já comentado aqui no VnV pelo Freire, para aproveitar a promoção de almoço durante a semana e valeu a pena – quase todos os restaurantes da região tem promoções bem interessantes no almoço.

A praia é bem legal e vale muito a pena – o calçadão, que acompanha toda sua extensão é uma delícia tanto para corrida, bike ou apenas caminhadas tranqüilas de fim-de-tarde. Tudo arborizado, limpíssimo, bem cuidado e super seguro.

A Ocean Drive estende-se entre a 5th e a 15th: são muitos barzinhos, restaurantes, o Lumus Park, etc. Acho que vale o passeio mas não ficaria hospedada por lá. É muvucado, barulhento, muito misturado, o trânsito sempre apertado. Como já disse acima, parece uma parte mais turistona antiga. Há alguns hotéis com preços mais baixos, mas pelo menos os que eu vi são velhos e malcuidados; os mais ajeitadinhos são muito caros mesmo. Acho que gosta mais de ficar por aqui quem “tá solteiro”, “guerreiro”, quer curtir a noite, muita festa, farra e não liga muito para barulho e nem para o lugar onde vai dormir.

Na parte mais ao sul de South Beach, entre a 1th e a 5th, as ruas são bem residenciais, um ambiente tranqüilo, uma distância à pé da Ocean Drive e do comércio sofisticado que fica no início da Collins. Nesse pedacinho não há muita oferta de hospedagem e nem preços baixos. Nessa área também ficam alguns restaurantes caros e tradicionais – Joe’s Stone Crab, Devito etc. e empreedimentos imobiliários de condomínios modernos e milionários. Bem na pontinha sul, unindo a praia e a marina, de frente para a Fischer Island está um lugar que adorei: o South Park – vale muito a caminhada e o visual do mar, das ilhas, do skyline de Miami “continente” que fica do outro lado…

Concordo que aluguel de carro em Miami é fundamental e o preço muito menor que o no Brasil: uma semana de Dodge Avenger, novíssimo e super confortável para quatro adultos, com um grande porta-malas para caber todas as compras, incluindo taxas, saiu por aproximadamente US$ 200 (aluguei na Enterprise e negociei por telefone, porque online o preço era um pouco maior). Mas é bom ressalvar que é impossível estacionar em South Beach sem pagar e caro! E o preço do estacionamento faz uma grande diferença no cômputo final do uso do carro. Na rua você tem que rodar até achar a vaga com parquímetros – US$ 1,50 a hora(e algumas vagas de rua são exclusivas para moradores identificados com cartão, por isso nem pagando…). Se parar errado seu carro pode ser multado ou guinchado, há guinchos particulares autorizados a rodar a cidade retirando os veículos não autorizados a estacionar. No nosso caso, optamos por pagar a diária de um estacionamento próximo ao hotel – US$ 25 com “in/out privelege”, ou seja podíamos entrar e sair quando quiséssemos. Alguns hotéis cobram até US$ 35 pela diária do estacionamento. Há também estacionamentos com pernoite de US$ 15, mas você não pode entrar e sair quando quiser – se deixar o carro tem o direito de ficar até o outro dia, mas se precisar tirar e voltar, terá que pagar outra diária.

Comparando os outlets Dolphin e Sawgrass Mills: vá ao Sawgrass! Não precisa ir em outro! O Sawgrass é mais completo em número de lojas e opções. Para quem está de carro a diferença na distância não é tão relevante e vale a viagem porque você vai encontrar tudo o que quer num só lugar. Tem tanto praça de alimentação popular, quanto restaurantes chiques. Tem todas as marcas populares e uma área só de lojas mais chiques (The Colonnade). Tem o SuperTarget, que substitui uma ida ao Wal-Mart SuperCenter (que muita gente procura para comprar eletrônicos e itens de bebê). E se uma loja estiver repetida no Dolphin e no Sawgrass, a do Sawgrass é melhor, maior, com mais opções. Então não perca tempo, vá direto ao Sawgrass. Consultar o mapa de lojas antes no site e planejar o tempo é bem recomendável.

Depois que fizer as compras no outlet, é bom ir a um shopping normal, os preços são mais caros que no outlet, mas ainda pelo menos 1/2, 1/3 até 1/4 do preço do Brasil. Então serve para comprar aquilo que vc não achou nos outlets (algumas marcas não estão presentes nos outlets, alguns objetos de desejo específicos você pode não encontrar – bom lembrar que outlet é ponta de estoque, você compra aquilo que tem, na numeração que tem). Além das lojas da Lincoln Road Mall, pode ir ao Aventura Mall – o shopping é completíssimo e tanto o próprio shopping, como a região em que fica, são lugares bonitos que vale a pena conhecer.

No meio do caminho, entre South Beach e Aventura tem uma região chamada Bal Harbour, super elitizada, lá está “ Bal Harbour Shops”. Dizem que é o lugar de compras das celebridades americanas, nas exclusivíssimas e carésimas lojas da Lanvin, Cartier, Marc Jacobs, Dior, Chanel, etc… no meu caso é coisa só para olhar mesmo… rsrsrs

Para comprar os artigos de bebê, concordo em gênero, número e grau com o comentário acima de que a Babies’R’Us (tem uma bem em frente ao Aventura Mall) é simplesmente imbatível e fantástica. Não há Babies’R’Us nos outlets, você tem que procurar uma loja de rua. Prepare-se porque os preços são incríveis e a gente enlouquece! E se tiver interesse em comprar brinquedos vá na na Toys’R’Us, mas vá direto em uma das lojas de rua, porque no outlet é do tipo “express” e tem pouca coisa. E também é bom fazer o cadastro no site antes, tem sempre os cupons de desconto que funcionam mesmo! – essa regra vale para os outlets e para as lojas em geral.

Aqui faço uma ressalva. Compre o máximo que puder pela internet e mande entregar no hotel. Pode pedir daqui do Brasil, basta pagar com cartão internacional. A compra online na maioria das lojas não tem frete e a entrega no hotel é rápida e segura e te poupa muito tempo. Deixe para escolher na loja somente aquilo que você ainda está em dúvida e quer pegar, experimentar etc.

Outra observação: ao menos nesses outlets, no Aventura Mall e nas lojas da Babies’R’Us e Toys’R’Us o estacionamento é de graça — ufa!

Fizemos um city-tour, desses de agências locais, que levam para uma panorâmica de Miami passando por Downtown, Coconut Groove, Coral Gables, Little Havana. Também fizemos o passeio de barco pela Biscayne Bay, passando pela casa de milionários e artistas famosos . Contratei direto no hotel, mas pode contratar direto na agência – tem um monte espalhada perto dos hoteis, praia, Lincoln, Collins, Ocean, etc. – o passeio duplo: city tour e passeio de barco custa em média 55 dolares. O passeio de barco é vendido direto no Bayside Market é só ir até lá e escolher um dos barcos, 25 dolares.

O Bayside Market é um lugar muito bonito, bom para passear, “waterfront”, tem bons restaurantes, fica ao lado do American Airlines Arena e de outros pontos turísticos de Miami Downtown . Mas apesar de ser anunciado como shopping não é interessante para compras.

O American Airlines Arena é lindo! E como a temporada da NBA começou em novembro decidimos assistir um jogo do Miami Heat – o time da cidade – e foi uma ótima experiência. Como chegamos em cima da hora na cidade, quase não havia ingressos no site da NBA ou do AAArena e estavam caríssimos. Consultei vários outros sites e comprei através do TicketCity – foi onde encontrei lugares e preços melhores. Também era o site que tinha as melhores revisões nas opiniões de clientes nos EUA. Foi rápido e eles entregaram no hotel no dia seguinte, via FEDEX. (Fiz a compra por telefone, porque pelo site você tem que pedir entrega no mesmo lugar de faturamento do cartão). O preço, com taxa de entrega, foi a metade do valor cobrado no site oficial para ingressos individuais e por lugares bem melhores – parece que o site faz intermediação de ingressos comprados antecipadamente para grandes grupos, em lotes, e por isso sai muito mais barato.

Se estiver viajando com filhos e lembrando que carro é fundamental, acho que uma boa opção de hospedagem é a região de Aventura, há hotéis, flats etc. com bons preços. A gente encontra quartos maiores e mais confortáveis para famílias, se comparados aos disponíveis na mesma faixa de preço e que acomodariam apenas um casal em South Beach. É uma região muito bonita. Há boas lojas e restaurantes, tem fácil acesso aos outlets, tem o Aventura Mall, além disso você está na praia (pode até escolher um hotel “pé-na-areia”) e apenas 20km de South Beach, que é onde tudo acontece!  elos mesmos motivos, acho que qualquer lugar em Mid Beach e North Beach são boas opções para quem viaja com família.

Na falta de carro, tem ônibus circular que cobre South Beach. Tem também ônibus que leva aos outlets e aeroporto. Se for uma opção, ficar em Miami Downtown tem mais facilidades de transporte (tem metrô regular e também um transporte elétrico e gratuito que traslada do aeroporto até Downtown).

Obrigadíssimo, Fabiana! Ficou um guia completo!

362 comentários

Estarei em Miami Beach em janeiro/2014 e gostaria deir ao Sawgrass Mills Mall pelo serviço de ônibus Sawgrass Express. Como posso contratar esse serviço do hotel(1506 Collins Ave.)? Soube que cobram U$30 por pessoa ida e volta. Será que em janeiro ainda será o mesmo preço?
Agradeço toda a ajuda que puder receber.

Olá amigo (a)

pretendo ir a Miami, e gostaria de saber se para quem não fala nada de Inglês é dificil? e qual o melhor lugar pra ficar
, se perto das praias o no circuito das compras? Como faço para me sair sem falar ingles?

Oi, vou a Miami no final de agosto, com meu marido e dois filhos ( 10 e 5 anos). Gostaria de uma dica sobre o que visitar e onde me hospedar, já que estarei com duas crianças. Ficaremos 3 dias, depois iremos para Orlando. Grata. Fico no aguardo. Ahhhhh, alugaremos carro.

Ola, vou a miami em setembro 4 dias em miami e depois vou a orlando, como adequerir o bilhete para o onibus da red coach. Vou ficar no hotel la flora sera que é proximo das loja e bons preços. Quais as dicas de passeios com as crianças de 6 e 9 anos . Como é o clima nos primeiros dias de setembro.

Vi que vocês pegaram o avernger, você saberia me dizer se é possível levar duas malas grandes no porta malas?

Oi. Quero comprar algumas coisa para meu bebê daqui, como vc indicou. Queria saber se o site da Babies r us aceita cartão brasileiro. Vi que tem pay pal. Se o cartão estiver cadastrado no pay pal será aceito? Grata

Olá!
estou indo com a família em Junho agora: eu, esposa e filho (1,5 ano), pais da esposa e avós da esposa, isso mesmo, hehe.
Estamos à procura de um AP/casa pra alugar, mas estamos muito receosos com relação aos sites, o que mais gostamos foi o airbnb (alguma indicação ou contra indicação??). Chegamos dia 29/05 e voltamos 11/06, com breve cruzeiro de 03/06 a 07/06 da Royal.
A ideia é ficar perto da praia, porém com bons acessos para gastar um pouquinho…
Algumas coisas que faremos: cruzeiro de 4 dias, compras e compras, Key West, Vizcaya Museum, ZWF Zoo, Seaquarium, praia e praia e praia e talvez uma passadinha de 1,5 dia pra 1 parque e Blue Man em Orlando. UFA!!!!!

Vimos APs bacanas em Sunny Isles, North Beach, Mid Beach, Yatch Club em Aventura… Todas em torno dos US$150-160.
Quem puder me ajudar, agradeço!!!! Pois fiquei com a incumbência de ajeitar as férias de todos!! Adoro fazer isso, mas a responsa é grande!! hehe, sendo que sou o único que falo inglês.

Enfim… Parabéns a todas(os) pelas ótimas dicas, uma melhor que a outra!!!

Por favor, se puderem me ajudar: pretendo ir com marido e filho para Miami no meio do ano. Nos recomendaram muito não ficar em Miami Beach. Como vamos num esquema bem família e pretendemos fazer muitos programas infantis (aquário, museu da criança, zoológico, dentre outros), pensei em ficar longe da muvuca. No entanto, por não conhecer a cidade, não consigo me decidir, pois há tantos conselhos: perto do aeroporto, centro, perto dos shoppings. Gostei da idéia de ficar em Coconut Grove (adorei esse hotel Sonesta Bayfront Hotel). Afinal, esse bairro é uma boa idéia para o que pretendemos ou você sugere algum outro lugar pra ficar? Agradeço desde já.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.