Morro de surpresa: o calçamento ficou bom

Segunda Praia, Morro de São Paulo

No fim do ano passado, quando vi pela primeira vez uma foto da pracinha de Morro de São Paulo toda calçada, com lajotas tapando a areia, pensei: acabou de acabar. R.I.P. Morro de São Paulo. Ruazinhas de areia faziam parte do DNA da ilha, e mudar isso seria o sacrilégio final.

Morro de São Paulo

Qual não foi a minha surpresa, semana retrasada, ao pôr minhas Havaianas pela primeira vez sobre o novo piso do Morro e… achar que ficou mó ajeitadinho.

Morro de São Paulo

Não, a reforma não foi de mau gosto. E sim, a qualificação urbana é um direito humano :mrgreen:

Fui deslizando minha maleta de quadro rodinhas ladeira abaixo pelo piso lisinho e, se tivesse alguma dúvida de que estava gostando do resultado, um trechinho de 50 metros não-urbanizados, logo antes da escadaria da Segunda Praia, me convenceria de que o calçamento veio para o bem de todos. Aquele trechinho de areião é um souvenir da Morro antiga — um equivalente ao pedaço do Muro de Berlim que preservaram sem derrubar.

Morro de São Paulo

A Segunda Praia me aguardava com mais (boas) surpresas.

Morro de São Paulo

Uma passarela de madeira (igualmente própria à rolagem de maletas) faz as vezes de calçadão. Os restaurantes aproveitaram a larguíssima faixa de areia para instalar mesas sobre a areia, que ficam muito charmosas à noite.

Morro de São Paulo

A calçada da Terceira Praia — primeira obra de requalificação urbana da ilha — também continua bonitona (não sei se mexeram) e tem agüentado firme as maiores marés.

Terceira Praia

Claro que os pioneiros e saudosistas dirão que a Morro de São Paulo que eles conheceram acabou. E têm razão. Só que não acabou agora, com as obras. Aquela Morro acabou quando foi descoberta. Num primeiro momento, a ilha não soube administrar o crescimento, e ficou à beira da favelização. Mas a decadência foi revertida e, se Morro não é mais o que era, pelo menos continua a ser um destino de praia com personalidade própria. A ilha tomou um banho de loja à la Praia do Forte, mas não encaretou.

Morro de São PauloSegunda Praia

Píer | Segunda Praia

Fiquei feliz de encontrar o lugar lotado de argentinos e italianos. E de ver preços camaradas nos bares e restaurantes — dá para comer picanha ou camarão por 25 ou 30 reais por pessoa; é difícil uma caipiroska que custe mais de R$ 10. É uma beleza perceber o turismo independente funcionando a milhão: meios de hospedagem pequenos, gringos e brasileiros desempacotados, transporte fácil, passeios compráveis na hora.

Garapuá


Talvez Morro de São Paulo não seja mais a sua praia. Mas é a praia de muita gente que adora. Eu curti :mrgreen:

Leia mais:

95 comentários

Olá Ricardo, também sou dos que conheceu Morro a tempos atras, quando para ir da 2 a 3 praia dependia da maré! Mas assim como vc também achei muito legal a urbanização que foi feito, pois deixou mais prática e limpa a vila!

Com relação a sua foto sobre o ultimo trecho de terra entre a primeira e a segunda praia, virou item de museu rs pois já foi calçada também!

Parabéns pelo blog, deve ser minha quinta ou sexta viagem que me baseio em suas dicas!

Olá ! Vou para Morro em Abril na Páscoa. Vale a pena ir esta época? Chove muito? É verdade que há passeios para ver as baleias? Seu blog está sendo o melhor sobre Morro de São Paulo. Obrigada

Boa tarde!!Estivemos em Morro de São Paulo, em janeiro desse ano e amamos o lugar!!Chegar na ilha pelo mar, não é das melhores experiências.Fomos e voltamos de catamarã, 2horas ida/2horasmeia volta.Como já indicado, tomei um dramim no café da manhã e,uma hora antes de partir, mais outro. A ida foi tranquila,sempre do lado de fora, olhando a paisagem no horizonte…mas teve gente que passou mal…Já na volta,fiz o mesmo procedimento, tomei o dramim…porém…como havia comentado um tripulante na ida,falou que na volta o mar era mais agitado…fato!Logo na saída do porto no Morro, o catamarã já começou a sacudir!Mas a sacudir MESMO e MUITOOOO!! As ondas, muito altas, faziam com que a embarcação movimentasse para todos os lados.Pensei que íamos virar.Fomos pela empresa Biotur.Achei que iriam falar sobre os procedimentos de segurança…que nada. Nem na ida muito menos na volta, que foi um verdadeiro horror a bordo. Muitaaaa gente passando muito mal,pessoas desmaiando na minha frente sem falar…(desculpem-me)em vomitar…só não vomitei as “tripas” porque não dava, de resto…tudoo.No final da viagem,a embarcação era aquilo, muito suja…Estou dando aqui, mais um depoimento da experiência que tive, depois de ler de outras pessoas aqui no post, sobre essa travessia.Mesmo assim,Morro é lindaaa!!Deixo aqui, algumas dicas do lugar!Levar chinelo e sapatos muito confortáveis para boas e muitas caminhadas!Para almoço ou jantar,vale a pena lugares como:a pousada Minha Louca Paixão, que funciona também, como pousada.Fica na 3ªpraia,em frente ao mar,os pratos são maravilhosos com preço bem em conta. Outro é o Casarão, que fica na pracinha Aureliano Lima.É um lindo sobrado,o mais antigo da Vila.Seus pratos são deliciosos!!!Para quem quer deliciar-se com um saboroso acarajé, vá,mais no final da tarde,no Acarajé do Braz, que fica na rua Caminho da Praia.Muito bem atendido,tudo muito limpo,organizado,decorado.O acarajé é ótimo e, em janeiro,custava 8.00reais.Para quem aprecia picolés de frutas regionais,o que não falta no nordeste,há sempre uma “carrocinha” BON GRAN, vendendo de todos os sabores, na praça Aureliano Lima, ao preço de $2.50. Vale muito a pena, não só pelo preço mas pelo sabor das mais diferentes frutas.Uma verdadeira delícia!!Para fechar com chave de ouro, uma “cacaupirosca” no cacau mesmo, uma maravilha!!!Peça uma numa das muitas barraquinhas instaladas na rua Caminho da Praia ou na 2ªpraia, ao anoitecer!Por ser uma ilha,os valores praticados por lá, são justos.A logistica para o transporte da mercadoria chegar até ao seu destino final, não é fácil, justificando seu preço.Por exemplo:uma garrafa de água de 1litro/meio, no supermercado, saía por $4.00.Isso na alta temporada.Enfim,agora MORRO DE SAUDADES!!!

Bom dia Bóia!!! Gostaria de saber sobre a compra da passagem para Morro de São Paulo. Entrei em contato com a pousada onde temos reserva e ainda não me passaram os valores e o que precisa…Vamos dia 5/01/2014! Acho que já está em cima para adquirirmos os tíquetes. É confiável comprar por algum site que tu indicas?! E, fica muito mais demorado irmos conjugado com transporte terrestre?! Obrigada!

Cheguei do Morro hoje, simplesmente amei. Vou deixar as minhas dicas. Fiz o transporte semi terrestre foi tranquilo, demora mais mas para quem passa mal o catamarã anda em alto mar e tem muitas ondas. Fiquei na Villa dos Grafittis uma pousada honesta na segunda praia. Fiz o passeio de volta a ilha, baita carimbada na carteirinha da FUNAI, tudo bem que estava nublado e o mar com muitas ondas. Mas o bom mesmo é curtir a praia e o por do sol no Morro.

Oie A Bóia e Riquee!!! Acabei de chegar de Morro e fiquei na praia do encanto!! Amei muito mais do que quando fiquei na 2ª praia e na Vila… a praia é um deslumbre!! Coloquei dicas de como chegar, opções de lazer, restaurantes e fotinhas, tudo no meu blog!! Quem se interessar, é só passar por lá: http://tataviajante.blogspot.com.br/2013/11/morro-de-sao-pauloba-praia-do-encanto.html.
E A Bóia, a foto da minha capa no blog é em sua homenagem!! Toda vez que posto aqui me lembro da minha bóia inseparável que não viajo sem ela e que me faz tão felizz kkk!!! bjosss

Olá! Eu e minha esposa vamos passar o Reveillon em Morro. Nossa pousada, que é na segunda praia, não terá ceia e estamos com dificuldade de encontrar algo bacana. Todos os bons hotéis que liguei somente oferecem o serviço para hóspedes. Nossa intenção seria cearmos em algum lugar, e perto da meia-noite irmos para a praia. Alguma sugestão, Bóia e Ricardo?
Abs

    Olá, Túlio! O Réveillon é na areia da Segunda Praia. Aproveite o serviço de bordo das barraquinhas. Os restaurantes da passarela também devem oferecer ceia. Não se preocupe, não temos notícia de gente que tenha morrido de fome ou sede no Réveillon na ilha 😀

Passamos 7 dias no Morro de São Paulo em Julho!
Apesar de ser um mês de chuvas, pegamos apenas 2 manhas de chuva e mesmo assim conseguimos fazer todos os passeio que pretendíamos.

Mas como já foi dito, você pode ficar 3 dias ou 15, sempre terá alguma coisa a fazer.

Queremos voltar mais na alta temporada para ver as águas cristalinas como nos falaram que costuma ser em épocas de poucas chuvas!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.