New Orleans pra Renatinha

New Orleans

A Renatinha vai passar o Natal em New Orleans e pediu dicas. Eu estive por lá nessa mesma época, só que em… 1989, quando eu nem pensava em escrever sobre viagem e a internet colaborativa não estava sequer prevista pela ficção científica.

Pelo que leio por aí, de lá pra cá Bourbon Street, o ponto focal do charmoso French Quarter (Vieux Carré), descambou para um biritódromo permanente, com clima de micareta americana. Mas eu não me deixaria deter por isso, não. A arquitetura é linda e o ambiente da cidade é totalmente diferente de tudo o que você vai achar nos Estados Unidos.

É o lugar que eu mais identifico com o Brasil. (Tenho uma teoria que pertencemos culturalmente a um continente que começa na Louisiana, inclui também Cuba-Haiti-República Dominicana e continua pela costa brasileira até… bom, não vou dizer até onde porque quem ficar de fora vai me xingar.)

A comida é espetacular — desde que você não tenha nojinhos e curta uma pimenta. Eu voltaria a New Orleans só pra comer.

Quando fui, adorei o passeio de bonde ao Garden District, cheio de mansões de época. Peguei também um passeio a uma “antebellum plantation house” — como são chamadas as casas-grandes construídas antes da Guerra da Secessão. Totalmente “E o vento levou”.

E você? Que dicas de New Orleans tem a dar pra Renatinha? Como sempre, a caixa de comentários é toda ouvidos.

Leia mais:

Todas de New Orleans no Viaje na Viagem

83 comentários

Bem, estive pela região de New Orleans umas 8 vezes nos ultimos anos e posso dar as seguintes dicas.
– Alugue um carro no Aeroporto Louis Armstrong. No centro da cidade existem muitos “parkings” e o carro permitirá vc se hospedar em cidades satélites (Slidell ou Kenner) a um preço bem mais em conta que na região do French Quartier. Em 10 minutos vc está no French Quartier.
– Cuidado nas transversais da Bourbon Street. Na Bourbon não tem perigo, mas nas transversais é onde New Orleans mais se parece como Rio de Janeiro.
– Tome um “hand granade” , uma mistureba colorida que vendem num tubo de ensaio pela Bourbom Street. Não pague mais que US$5.
– Coma um “Aligator Appetizer”. É uma delicia, mas a carne de jacaré é cara.
No Bar Bayou da Bourbon tem um que é show, mas vem pouquinho.
– Visite uma loja especializada em Jazz Funeral. Isso só em New Orleans.
– Se quiser Outlets, tem 2 opções: O de Gonzalez (Outlet Tanger) na direção de
Baton Rouge ou o Gulfport Premuim já no Mississipi na direção de Mobile. Ambos só de carro.
Mais dicas no meu site
[url=http://marcusbarrocas.com.br:1234/neworleans.htm] New Orleans [/url]

Boia, se meu voo chegar em Miami as 18h35, seria tranquilo o proximo voo para New Orleans saidr do mesmo aeroporto as 21h35, computando todo so perrengues de chegada do Brasil?

fala galera, queria saber a opinião de vocês. pra fazer junto com Nova Orleans, estou na dúvida entre ficar ali por perto mesmo e conhecer Austin e Houston ou se vou pra Califórnia e depois pra Orleans. O que vcs acham? Deixo a Califórnia pra uma outra viagem? Digo isso pq não terei muitos dias e vi muitas pessoas falando bem de Austin. Obrigado!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.